Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Teste da Fonte de Alimentação Trust PW-5150 de 370 W

       
 39.650 Visualizações    Testes  
 19 comentários

É hora de testarmos mais uma fonte de baixo custo, a Trust PW-5150 de 370 W. Será que podemos confiar?

Teste da Fonte de Alimentação Trust PW-5150 de 370 W
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

O mercado brasileiro está inundado de fontes de baixo custo e de qualidade duvidosa e graças aos nossos testes temos desmascarado produtos que são ruins e apresentam perigo ao seu computador. Hoje testaremos a Trust de 370 W (modelo PW-5150). Será que podemos confiar?

Há algumas coisas curiosas sobre esta fonte de alimentação. Esta fonte, assim como diversas outras fontes de baixo custo, possui uma potência nominal completamente irreal. Ao observarmos atentamente a etiqueta desta fonte (Figura 1) pudemos constatar que os seus 370 W são conseguidos puxando 180 W da saídas +5 V e +3,3 V e mais 180 W da saída +12 V. O problema é que atualmente puxamos mais corrente/potência da saída +12 V (pois a placa de vídeo e o processador são alimentados através desta saída), sendo que as saídas +5 V e +3,3 V não são muito exigidas.

Trust PW-5150
Figura 1: Etiqueta da fonte.

A segunda coisa curiosa é a presença de uma tomada para alimentar um monitor de vídeo. Esta tomada usa um conector em desuso há mais de 15 anos e para usá-la você terá de encontrar um adaptador difícil de ser encontrado nos dias de hoje. Portanto tudo indica que estamos diante de uma fonte com projeto da época de Dom Pedro II adaptada para conter conector de 24 pinos para a placa-mãe e conector de alimentação SATA.

Trust PW-5150
Figura 2: Fonte de alimentação Trust PW-5150.

Trust PW-5150
Figura 3: Fonte de alimentação Trust PW-5150.

A terceira curiosidade é que o site do fabricante diz claramente que esta fonte não é mais fabricada e, portanto, aparentemente o fabricante despejou seu estoque de produtos velhos em nosso mercado.

A Trust PW-5150 segue o padrão das primeiras fontes de alimentação para gabinetes mini-torre: 14 cm de profundidade, ventoinha de 80 mm em sua parte traseira e baseada na topologia meia-ponte, sem circuito PFC ativo.

Nenhum dos cabos possui proteção de nylon, porém todos eles usam fios 18 AWG, que é a bitola correta a ser usada. Pelo menos aqui o fabricante fez algo decente. A reduzida quantidade de cabos corresponde a um produto de baixo custo:

  • Cabo principal da placa-mãe com conector de 20/24 pinos.
  • Um cabo com um conector ATX12V.
  • Um cabo de alimentação SATA com dois conectores.
  • Dois cabos de alimentação para periféricos com dois plugues padrão e um conector para unidades de disquete cada.

Como você pode ver, esta fonte não possui cabo para alimentar placas de vídeo.

Os cabos são ridiculamente curtos, medindo apenas 30 cm entre a carcaça da fonte e o primeiro conector do cabo, tornando impossível a instalação desta fonte em gabinetes do tipo “full tower” ou gabinetes torre média onde a fonte fica na parte inferior. Cabos com mais de um conector possuem 14 cm de distância entre os conectores.

Trust PW-5150
Figura 4: Cabos.

Vamos agora dar uma olhada no interior desta fonte de alimentação.

Editado por

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Excelente teste.

Fiquei pasmo em ver um conector de monitor de um padrão tão antigo, que vergonha. :wacko:

O Gabriel tirou a mão rapidinho a hora que estourou a fonte rsrsrs :D As aulas de artes marciais tão fazendo bem hein!? :lol:

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
O Gabriel tirou a mão rapidinho a hora que estourou a fonte rsrsrs :D As aulas de artes marciais tão fazendo bem hein!? :lol:

Não foi o Gabriel quem fez este teste, ele só "escreveu".

Editado por marquimvfs
Escrever direto faz bem pros olhos (principalmente dos outros, rs)

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

CadÊ o selo do Ozama?

É assim mesmo, tudo que não presta lá fora cai de contêiner no Brasil, aqui o povo compra e fica feliz!

Que nome hein Trust, por aí já se tem uma ideia, é "Trust" de acreditar, kkk

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Excelente teste.

Fiquei pasmo em ver um conector de monitor de um padrão tão antigo, que vergonha. :wacko:

O Gabriel tirou a mão rapidinho a hora que estourou a fonte rsrsrs :D As aulas de artes marciais tão fazendo bem hein!? :lol:

O cabra da foto tem cabelo, o Gabriel não. ;)

Absurdo como uma josta dessas custa 125 pratas..

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Resultado previsível para uma fonte pouco popular e pouco utilizada. Eu me pergunto pelos testes daquelas outras "nacionais" que já estavam há tempos no laboratório, aguardando tempo, e cujos testes despertariam interesse bem maior: Braview, Empire, modelos medianos da WiseCase, C3Tech modelo PUF, Huntkey Balance King, etc.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

125 reais por isso é loucura, uma coletek meia boca 450w custa menos que isso. (na minha cidade achei por 55 reais) e fornece a mesma coisa (max. 250w), nunca vi generica passar disso.

Done. (o cara disse isso mesmo?)

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Isso é a ganância de empresário brasileiro.

O cara pega lote de fonte que ninguém quer lá fora baratinho e acha que vai ganhar uma fortuna revendendo aqui com o preço de uma fonte "normal"

Também acho que faltou o selo OZAMA

Para mim fonte que explode é fonte bomba

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
O Gabriel tirou a mão rapidinho a hora que estourou a fonte rsrsrs :D As aulas de artes marciais tão fazendo bem hein!? :lol:

Rá essa mão foi a do Rick, meu ajudante. Eu finalmente contratei um ajudante para me ajudar a coletar dados e tirar fotos, por isso tenho postado mais testes do que o normal. Queria ter visto a cara dele...

Mas afinal... essa fonte não merece selo de produto bomba?

Esquecimento mesmo! "Atendendo a pedidos..."

Resultado previsível para uma fonte pouco popular e pouco utilizada. Eu me pergunto pelos testes daquelas outras "nacionais" que já estavam há tempos no laboratório, aguardando tempo, e cujos testes despertariam interesse bem maior: Braview, Empire, modelos medianos da WiseCase, C3Tech modelo PUF, Huntkey Balance King, etc.

Vão ser publicados nos próximos dias, aguarde! Estava cheio de testes mais "prioritários" aqui mas agora está tranquilo por aqui!

Abraços,

Gabriel Torres.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
essa fonte é mais nojenta que uma GAMER... e isso n é fácil de conseguir

Api eu já discordo.

Ela não diz ter 900W e nem ser de alta performance, assim como não é lotada de perfumaria pra ter "apelo" gamer..

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Api eu já discordo.

Ela não diz ter 900W e nem ser de alta performance, assim como não é lotada de perfumaria pra ter "apelo" gamer..

Essa fonte é ruim, péssima diria, mas comparar com as "rainhas" não dá né, pelo menos essa, quem compra sabe que não é lá essas coisas, e ela diz na sua etiqueta a potencia de cada tensão, com essa divisão muito mal dimensionas diga- se de passagem, o cabeamento já diz mais um bocado da sua procedência, realmente nela só falta o selo de produto bomba na sua etiqueta para o consumidor perceber que se trata de um péssimo produto, embora mesmo que tivesse esse selo eu ainda ache que muita gente iria comprar(_(.

Mas comparar com as leadaership, ou as power strikes, não dá essas são de longe as priores fontes do mercado, não só por seus problemas tecnicos, sua falta de qualidade, mas tambem pela postura do fabricante em tentar enganar, ludibrirar o consumidor, como o xita disse, colocanto uma fonte de 300w ( e muito ruim diga-se de passagem), com o rotulo de 900w, e ainda chamar de Gamer, e por cima o incrivel "wireless", pra ficar mais "chique".

Realmente essa fonte é muito ruim, não colocaria nem no meu radinho de pilhas, pra escultar o jogo do Sport Recife, mas não dá pra comparar as rainhas da má fé, as Leadership.

E a pergunta do GT fica sempre no ar depois de um teste com uma fonte dessa qualidade:

Até quando teremos de aturar...

Abraço.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Ahhh, não sabia! Desculpe o engano!

Mas que o Rick foi ninja isso ele foi! rsrs :D

Novamente parabéns pelos testes. Acredito que muitos fabricantes agora começam a pensar duas vezes em lançar um produto ruim e ser desmascarado aqui no CDH.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

mais um produto porcaria para coleção...rs

e a marca Trust, ja esteve presente em veículos de formula 1 como patrocinador! rs

Trust...rsrsrs

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Agora um absurdo para mim essas fontes. Para mim nao interessa se rotula 370w, 900w, 500w, 200w... não entrega potencia? acabe com o produto! simples assim!

Se os gananciosos tendem a reclamar da postura do Gabriel, é mais um motivo para que além de não venderem mais produtos, deveriam ser presos por trazer risco ao computador dos outros simplesmente por dinheiro.

Outro dia recebi uma piada que acho que contempla a revolta e ao mesmo tempo o que acontece aqui no Brasil e principalmente porque é permitido a venda dessas fontes:

Vamos la...

Havia um projeto de construção de uma ponte no Estado de SP que prometia trazer melhor trafego a cidade já que o transito está bem caotico e necessita de outros meios para a via... então foram feitos 3 orçamentos:

Primeiro do Japonês:

Faço o projeto por 3 milhoes de reais.

1 milhão de meu lucro

1 milhão da mão de obra

E 1 milhão dos materiais utilizados

Segundo do Americano:

Faço o projeto por 6 milhões de reais.

2 milhões de meu lucro

2 milhões da mão de obra

E 2 milhões dos materiais utilizados

E terceiro e ultimo o Brasileiro:

Faço o projeto por 9 milhões de reais.

E o governador... NOSSA! ESTÁ muito ALTO ESSE PREÇO!!! porque ESSE VALOR???

Simples disse o brasileiro...

3 Milhões de lucro para mim

3 milhões de lucro para você

3 milhões para o Japonês realizar a obra

E pronto o governador aceitou os 9 milhoes cobrados pelo Brasileiro.

E ainda o slogan do email que fala sobre isso... Brasil o pais do sucesso.

Podem até achar off topic... mas para mim retrata o que os empresarios no Brasil fazem.

Abraços

Edson

Editado por Pierre C.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

o cara q tava testando deve ter levado um baita susto rsrsrs, tirou a mao rapidinho

essa fonte é praticamente uma generica com marca... sorte que ela n diz ser de 900w "wireless" e "gamer" como uma certa marca...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
O pior é que muitos importadores andam “pau da vida” com os nossos testes de fontes porque depois que expomos que uma determinada é muito ruim, os usuários param de comprá-la.

Manda eles catar coquinho, pra não dizer outra coisa.

Os caras já estão errados por venderem uma bomba dessas e ainda se acham no direito de reclamar!! :angry:

O Procon tinha que fechar uma loja que vende esse tipo de produto, mas como aqui no Brasil nada funciona, temos que conviver com isso.

Parabéns pelo teste, CdH! Continue arruinando os maus negócios! :)

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×