Teste do processador Pentium G4500

       
 20.965 Visualizações    Testes  
 8 comentários

Testamos o Pentium G4500, processador soquete LGA1151 da Intel com dois núcleos e clock de 3,5 GHz. Confira!

Rafael Coelho Editor-chefe do Clube do Hardware

Introdução

O Pentium G4500 é um processador de baixo custo da Intel, com dois núcleos, clock de 3,5 GHz, baseado na microarquitetura “Skylake”, compatível com soquete LGA1151. Vamos ver se ele é uma boa opção para um computador básico.

Nós já testamos vários processadores da família Skylake (Core i de sexta geração), desde o topo de linha Core i7-6700K, passando pelos intermediários como o Core i5-6500 e o Core i5-6400, o Core i3-6100, o Pentium G4400, até o Celeron G3900. Desta vez, testamos o Pentium G4500, que é o modelo superior ao Pentium G4400, mas obviamente inferior ao Core i3-6100.

Processadores básicos como o Pentium G4500 são normalmente utilizados em computadores voltados a aplicações de escritório ou para tarefas domésticas simples, como digitação de textos e navegação na Internet, que não necessitam de grande poder de processamento.

O Pentium G4500 tem dois núcleos, clock de 3,5 GHz, motor gráfico Intel HD 530 e, como mencionado, usa o soquete LGA1151. Na realidade, não há muita diferença entre as linhas Pentium e Celeron no soquete LGA1151; elas diferem apenas pelo clock mais baixo e menor quantidade de cache L3 na linha Celeron. Já os Core i3 (para computadores de mesa) têm como a principal diferença para a linha Pentium a presença da tecnologia Hyper-Threading, que simula dois núcleos lógicos para cada núcleo físico. Assim, podemos dizer que os processadores da linha Pentium atuais são simplesmente processadores Core i3 com a a tecnologia Hyper-Threading desabilitada.

A Figura 1 mostra a embalagem do Pentium G4500.

pentiumG4500-01.jpg

Figura 1: a caixa do Pentium G4500

A Figura 2 mostra o conteúdo da embalagem: um manual, um adesivo para o gabinete, o processador propriamente dito e um cooler.

pentiumG4500-02.jpg

Figura 2: conteúdo da embalagem

A Figura 3 mostra o processador Pentium G4500.

pentiumG4500-03.jpg

Figura 3: o processador Pentium G4500

Na Figura 4 vemos o lado inferior do Pentium G4500.

pentiumG4500-04.jpg

Figura 4: lado de baixo do Pentium G4500

Em nossos testes, comparamos o Pentium G4500 ao processador FX-4300, da AMD, que atualmente apresenta um preço bem semelhante. É preciso ter em mente, porém, que enquanto o Pentium G4500 possui vídeo integrado, o FX-4300 não vem com um processador gráfico, sendo necessário, desta forma, utilizar uma placa de vídeo avulsa ou uma placa-mãe que ofereça este recurso.

Assim, testamos ambos os processadores com uma placa de vídeo GeForce GTX 1050 Ti instalada, de forma a termos uma noção do desempenho bruto de processamento de cada um dos dois modelos testados.

Vamos comparar as principais especificações dos processadores testados na próxima página.

Compartilhar

2 pessoas curtiram isso



Comentários de usuários


22 minutos atrás, Ítalo Bandeira disse:

Tem um errinho ali na placa-mãe do FX-4300 ... o socket é AM3+ e não FM2+

Corrigido, obrigado!

1 pessoa curtiu isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Parabéns pelo rewiew, mas fiquei curioso em comparar este Pentium com o G3258 (o meu fazia 4.3GHz na minha configuração). Abc

1 pessoa curtiu isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Devido ao baixo consumo é ideal para ser usado como micro de internet ou de escritório.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
23 horas atrás, Godzilla_Giroflex disse:

O link do GTA V está mandando para uma página do Life is Strange...

Obrigado por avisar!

2 pessoas curtiram isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Obrigado, Rafael.

Os testes são muito valiosos, como sempre.

Este processador é uma boa recomendação para máquinas tipo office, servindo pessoas educadas para não abrir quatrocentos programas simultaneamente.  Pelo que vejo na maioria das vezes o padrão de máquinas office deverá ser um i7, com 16 de ram, no mínimo. O pessoal vai abrindo e não fecha nada....

Seria muito interessante se os testes dos processadores exibissem as temperaturas e o consumo dos bichinhos.

 

2 pessoas curtiram isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar agora