• Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   13-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware,

      Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:
        Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas ao formulário abaixo:    Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.
Entre para seguir isso  
Seguidores 0
N0625

Ativação dos produtos Microsoft, um absurdo!

22 posts neste tópico

Fala, galera!!

Sou um convicto windows user, mas não é por isso que não tenho críticas às empresas do software proprietário, e mais uma vez a Microsoft é alvo de minha críticas (e acho que de todos).

Como vocês veêm o procedimento de ativação dos produtos Microsoft recentes? Eu vejo isso como um total absurdo. Eu já não concordo com a máxima de que você não compra o software, mas sim a licença, e que por isso você não pode instalar o software em outros computadores, devendo adquirir outra licença, ou seja, você gasta uma considerável fortuna adquirir produtos como o Windows XP e o Office (para quem nunca instalou o OfficeXP, você tem "direito" a uma franquia de 50 utilizações antes de ativar o produto, é como se fosse uma franquia de pulsos gratis oferecidos pelas companhias telefônicas, sendo que neste último a franquia é renovada a cada mês; no caso do software, em muitos casos nem uma desinstalação e consequente reinstalação não destravam o produto para uso) e ainda ficar limitado a usar em um único PC. Hoje em dia, grande parte dos usuários de PCs tem ao menos dois micros em casa. Mas tudo bem, não vem ao caso no momento.

Agora passar pelo incômodo de você ter que notificar a Microsoft de que você quer usar o produto, para que ela possa lhe dar permissão para utilizá-lo é totalmente ridículo. Ativar um software, que absurdo.

E no caso do WinXP é pior, pois você ainda é obrigado a manter seu hardware inalterado, evitar mudar de dispositivos como a própria placa-mãe, o que acarretaria em uma nova ativação do produto. E o mais inaceitável: você tem um nº limitado de ativações. Ultrapassado este limite você deve adquirir uma nova chave de produto (leia-se: licença). Para usuários normais de Word, e-mails e Internet, isso nem chega a ser um contratempo, mas para pessoas que trabalham com manutenção, isso chega a ser um problema sério. E o mais incrível: as versões dos programas para empresas são livres do compromisso da ativação. Tinha que ser o contrário, pois em empresas, o software é instalado e lá fica por meses e meses, acompanhado de manutenção especializada, ou seja, o processo de ativação seria pouco requisitado, mas para PCs domésticos, onde às vezes por problemas de hardware, outros programas instalados ou mesmo por imperícia do usuário, a instalação do Windows costuma ser periódica, o que já é ruim no que tange ao limite de ativações do software.

O que vocês acham sobre a ativação de software?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vejam este exemplo

Custo de um filme --- Milhões de dolares

custo de um cd de musica---- R$ 50,000,00 Cinquenta mil reais

Preço de venda de um filme---- de R$ 44,90 a R$ 100,00

Preço de venda de um CD de musica ---- R$15,90 a R$ 45,90

Sendo que o DVD tem uns que são duplos melhor ainda, o DVD tem efeitos especiais que dão um trabalhão pra fazer, certos DVDS são duas horas e meia de filme.

Cd de Musica pela comparação de preços os cds de musicas deveriam custar R$ 10,00 ou menos vocês não concordam?

É por esse motivo que eu dou valor para os filmes em DVDS originais.

AH tem filmes muito bons em banca de jornais eu tenho três comprados por R$ 15,90 na epoca que eu comprei~e são ótimos.

Windows XP quais são as vantagens? você compra o cd e ainda tem que fazer atualização pela internet o que enche a paciencia de qualquer um.

DESCULPE o PCCARIOCADC por postar coisas de DVDS e CDS de musicas mais é a minha opinião. OBRIGADO.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado Originalmente por Rony Weasley@23 jan 2005, 18:26

Vejam este exemplo

Custo de um filme --- Milhões de dolares

custo de um cd de musica---- R$ 50,000,00 Cinquenta mil reais

Preço de venda de um filme---- de R$ 44,90 a R$ 100,00

Preço de venda de um CD de musica ---- R$15,90 a R$ 45,90

Sendo que o DVD tem uns que são duplos melhor ainda, o DVD tem efeitos especiais que dão um trabalhão pra fazer, certos DVDS são duas horas e meia de filme.

Cd de Musica pela comparação de preços os cds de musicas deveriam custar R$ 10,00 ou menos vocês não concordam?

É por esse motivo que eu dou valor para os filmes em DVDS originais.

AH tem filmes muito bons em banca de jornais eu tenho três comprados por R$ 15,90 na epoca que eu comprei~e são ótimos.

Windows XP quais são as vantagens? você compra o cd e ainda tem que fazer atualização pela internet o que enche a paciencia de qualquer um.

DESCULPE o PCCARIOCADC por postar coisas de DVDS e CDS de musicas mais é a minha opinião. OBRIGADO.

Fique à vontade. Sem problemas!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá!

Totalmente podre essa parada de Licença. Não vale o que realmente deveria valer e, no caso da Microsoft é um monopólio ***** onde não se tem saída.

Ou é esfaqueado no bolso ou pula pra pirataria.

Abraços e T+! :joia:

- Dan Schübart -

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Abaixo tento explicar melhor meu ponto de vista.

Chame-se usuário principiante aquele que em um ambiente Microsoft* consegue fazer coisas como: navegar na Internet, escrever textos no Word e demais coisas básicas...

Chame-se usuário médio aquele que não é um expert em computadores, mas ja tem conhecimento suficiente para, além das coisas básicas (citadas acima), consegue trocar um HD, uma memoria RAM e etc...

Chama-se usuário avançado aquele que tem um amplo conhecimento em informática.

*Windows, Office...

Os produtos Microsoft são conhecidos pela sua grande facilidade de uso, assim sendo são grandes alvos de compra de usuários principiantes, pois para esses são um grande negócio... Com um setup simples e de fácil configuração esses produtos são facilmente instalados e ativados, e por não terem grandes conhecimento sobre computadores (não desmontarem ou 'fuçarem' muito) esses usuários provavelmente nunca mais teram que fazer isso novamente (ou fazer poucas vezes).

Com usuários médios ou avançados isso pode não acontecer, uma vez que estes vivem desmontando e montando seus computadores (fuçando, melhorando... etc), tendo assim que ativar várias vezes o mesmo produto, perdendo muitas vezes assim a validade de sua CD-KEY (Chave do produto).

Com esse pensamento chega-se a conclusão que a Microsoft pensa somente em usuários principiantes (Ditos "leigos"), sobrando assim para os demais o uso ilegal de programas piratas (sem licença) ou sistemas de baixo ou nenhum custo (Linux (...) ), talvez por isso a Microsoft seja conhecida como uma empresa para usuários de pouco ou nenhum conhecimento, já que eles são os únicos que conseguem usar legalmente seus produtos.

Só, B4ND!D0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado Originalmente por el Bandido@24 jan 2005, 01:18

Com esse pensamento chega-se a conclusão que a Microsoft pensa somente em usuários principiantes (Ditos "leigos"), sobrando assim para os demais o uso ilegal de programas piratas (sem licença) ou sistemas de baixo ou nenhum custo (Linux (...) ), talvez por isso a Microsoft seja conhecida como uma empresa para usuários de pouco ou nenhum conhecimento, já que eles são os únicos que conseguem usar legalmente seus produtos.

Pois é exatamente o que eu penso... um leigo não consegue burlar a ativação do XP ja um avançado não tem o menor problema pra fazer isso.

a M$ fez a ativação exatamente pra pegar os leigos que não acham caro um cd de um software custar 500 reais e ser vendido por um empresa que poderia vender muito bem por 1/5 do preço.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Postado Originalmente por PCCARIOCADC@23 jan 2005, 16:05

E no caso do WinXP é pior, pois você ainda é obrigado a manter seu hardware inalterado, evitar mudar de dispositivos como a própria placa-mãe, o que acarretaria em uma nova ativação do produto. E o mais inaceitável: você tem um nº limitado de ativações. Ultrapassado este limite você deve adquirir uma nova chave de produto (leia-se: licença).

Eu não gostaria de entrar nessa discussão, mas não posso deixar de perguntar-lhe qual é a fonte dessas informações, pois o que consta do site oficial Ativação de Produto Microsoft é bem diferente (veja abaixo).

Eu uso o Windows XP Home Edition. Já tive de ativar o sistema algumas vezes ao reinstalá-lo e uma vez por conta de um upgrade. As ativações foram feitas rapidamente pela Internet, sem problema algum. Por isso, não tenho do que reclamar até agora.

---

Se for necessário reinstalar o software, preciso adquirir uma nova licença?

Em geral, não. Se a mesma versão do software é instalada no mesmo equipamento ou não é instalada, simultaneamente, em nenhuma outra máquina, não há necessidade de uma nova licença. Geralmente se exigem licenças adicionais para instalações acima e além daquelas permitidas pelo EULA dos produtos.

Se eu reformatar meu disco rígido, a reativação será exigida?

A reativação será exigida se o disco rígido for reformatado e o software, reinstalado. Os mesmos períodos de cortesia para a ativação aplicam-se nessa situação. A reativação no mesmo computador pode ser feita tantas vezes quantas forem necessárias.

Se for necessária uma reinstalação do software, é exigida a reativação?

Nem sempre. Se a mesma versão do software é reinstalada na mesma máquina e o disco rígido não é reformatado antes da reinstalação, o software permanecerá ativado. A reativação será exigida se o disco rígido for reformatado e o software, reinstalado. Isto se dá porque o status de ativação do software fica armazenado no disco rígido e a reformatação apaga esse status.

A Ativação de Produto me permitirá atualizar o hardware?

Sim, a Ativação de Produto permite que o usuário atualize o hardware. Uma das formas de pirataria que a Ativação de Produto combate é a clonagem de disco rígido. Nem todas as formas de criação de imagens de disco rígido são ilegais. Porém, forçando o software copiado a ser reativado, a Ativação de Produto impede que um pirateador copie os dados do disco rígido de um computador para outro e execute ilegalmente o software em dois computadores. Para fazer isso, o hardware no qual o produto foi ativado é comparado ao hardware no qual está sendo iniciado. Se o hardware for substancialmente diferente, será exigida a reativação. Se for igual ou similar, o software continuará a funcionar. Os usuários que fizerem atualizações do hardware de seus computadores poderão necessitar de uma reativação. A reativação é fácil de conseguir e pode ser feita através de um contato com a Microsoft para obter outra identificação de confirmação (Confirmation ID).

Quantos componentes do computador devem mudar para que a reativação seja exigida? As alterações são cumulativas? Ou seja, se eu trocar um componente hoje e outro amanhã, isso significa duas alterações de componentes?

Alterações comuns de hardware como atualização de placa de vídeo, adição de um segundo disco rígido, adição de memória RAM ou atualização de um dispositivo de CD-ROM não exigem que o sistema seja reativado. As alterações são cumulativas; porém, se for exigida uma reativação, o perfil de hardware é redefinido para aquela nova configuração.

Fonte: http://www.microsoft.com/brasil/antipirataria/ati_prod_2.asp

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Acho ridículo ter que ficar telefonando ou se conectando à Internet pra ATIVAR o Win XP. Aliás, só em conectar sem Services Packs, você já toma no zóio :chateado: porque já ganha um vírus de graça. Eles deveriam fazer o programa inteiro antes de colocarem esse raio de ativação.

Acho que parte do sistema de ativação tem a ver com o nome do usuário, se tentar outro (tipo, tentar licencear noutra máquina de outra pessoa) não dá.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Acho ridículo ter que ficar telefonando ou se conectando à Internet pra ATIVAR o Win XP. Aliás, só em conectar sem Services Packs, você já toma no zóio  :chateado:  porque já ganha um vírus de graça. Eles deveriam fazer o programa inteiro antes de colocarem esse raio de ativação.

Na realidade o Windows XP é um programa inteiro... Esses Servicers Packs são atualizações disponibilizadas pela Microsoft por uma questão de segurança. O SO funciona com ou sem elas.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Postado Originalmente por Kid XP@25 jan 2005, 15:41

Aliás, só em conectar sem Services Packs, você já toma no zóio :chateado:  porque já ganha um vírus de graça.

Da Microsoft: "O Windows XP pode ser usado por até 30 dias a partir da primeira inicialização antes de exigir a ativação." Então, não é preciso pressa. Eu mesmo só faço a ativação depois de ter configurado o sistema e instalado os programas essenciais, incluindo os drivers.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado Originalmente por Kid XP@25 jan 2005, 15:41

Aliás, só em conectar sem Services Packs, você já toma no zóio :chateado: porque já ganha um vírus de graça.

Isso que você disse é a mais pura verdade o blaster ainda esta ai pro 2000 e xp.

Mas vamos a questão dos services packs.

Eu acho esse lance de atualização um incomodo muito grande, POww imaginem eu, com 56k de casa baixando o sp1, pô isso é brincadeira, imaginem então o sp2, num rola de jeito nenhum, alem de se gastar uma grana com soft ainda vou ganhar de quebra uma conta telefonica altissima sem falar no tempo perdido.

Mas ai vocês vão dizer: poww pede o cd do sp2.

Esse cd é uma tremenda porcaria demora um seculo pra instalar e eu não tenho todo esse tempo disponivel. Ou eu trabalho ou fico olhando a maquina.

Eu acho que todos que compraram o xp em seu lancemento e os demais que compraram o sp1 deveriam ter a opção de trocar o cd antigo por uma versão atualizada, pois ninguém merece esses incomodos, ainda mas por ter gastado uma grana forte.

Hã, eu tambem acho que deveria rolar um reembolso quando o soft sai de linha, visto que, você não pode vender e nem usar o produto.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu acho esse lance de atualização um incomodo muito grande, POww imaginem eu, com 56k de casa baixando o sp1, pô isso é brincadeira, imaginem então o sp2, num rola de jeito nenhum, alem de se gastar uma grana com soft ainda vou ganhar de quebra uma conta telefonica altissima sem falar no tempo perdido.

É exatamente para esses casos que a Microsoft distribui gratuitamente um CD contendo os SP 1 e/ou 2.

Hã, eu tambem acho que deveria rolar um reembolso quando o soft sai de linha, visto que, você não pode vender e nem usar o produto.

Hahaha :P , seria bem interessante...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fala, galera!!

Pelo que estou vendo, a ativação de programas será uma tendência. Vejam outro caso:

Em outubro de 2004 comprei o Norton System Works Professional 2004. Esta versão dá direito ao upgrade para a versão 2005 do produto. Bem, ontem o CD chegou, Norton System Works versão 2005 Premier, num envelope lacrado da Symantec. Logo ao abrir o envelope dou de cara com uma mensagem no rótulo do CD mencionando a necessidade de ativação do produto.

O programa tem que ser ativado através de um CDKEY impresso no envelope do CD em até 15 dias, caso contrário ele deixa de funcionar, como acontece no Windows XP. Ou seja, a Microsoft fez escola com a sua "brilhante" ideia de ativação de seus programas, agora a Symantec está adotando esta prática. Só estão faltando a Adobe, a CorelDRAW e outras gigantes entrarem na "brincadeira" da ativação.

Bem, ao menos eu acho que não tenho limites de ativação, como ocorre com o Windows, ou será que tem? Vou mandar um e-mail para a Symantec Brasil com esta dúvida. O fato é que agora as empresas do software proprietário estão querendo que o usuário peça permissão para usar um produto no qual gastou uma pequena fortuna. Esta é a tendência. É mole?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado Originalmente por macsei@25 jan 2005, 13:08

Eu não gostaria de entrar nessa discussão, mas não posso deixar de perguntar-lhe qual é a fonte dessas informações, pois o que consta do site oficial Ativação de Produto Microsoft é bem diferente (veja abaixo).

Eu uso o Windows XP Home Edition. Já tive de ativar o sistema algumas vezes ao reinstalá-lo e uma vez por conta de um upgrade. As ativações foram feitas rapidamente pela Internet, sem problema algum. Por isso, não tenho do que reclamar até agora.

---

Se for necessário reinstalar o software, preciso adquirir uma nova licença?

Em geral, não. Se a mesma versão do software é instalada no mesmo equipamento ou não é instalada, simultaneamente, em nenhuma outra máquina, não há necessidade de uma nova licença. Geralmente se exigem licenças adicionais para instalações acima e além daquelas permitidas pelo EULA dos produtos.

Se eu reformatar meu disco rígido, a reativação será exigida?

A reativação será exigida se o disco rígido for reformatado e o software, reinstalado. Os mesmos períodos de cortesia para a ativação aplicam-se nessa situação. A reativação no mesmo computador pode ser feita tantas vezes quantas forem necessárias.

Se for necessária uma reinstalação do software, é exigida a reativação?

Nem sempre. Se a mesma versão do software é reinstalada na mesma máquina e o disco rígido não é reformatado antes da reinstalação, o software permanecerá ativado. A reativação será exigida se o disco rígido for reformatado e o software, reinstalado. Isto se dá porque o status de ativação do software fica armazenado no disco rígido e a reformatação apaga esse status.

A Ativação de Produto me permitirá atualizar o hardware?

Sim, a Ativação de Produto permite que o usuário atualize o hardware. Uma das formas de pirataria que a Ativação de Produto combate é a clonagem de disco rígido. Nem todas as formas de criação de imagens de disco rígido são ilegais. Porém, forçando o software copiado a ser reativado, a Ativação de Produto impede que um pirateador copie os dados do disco rígido de um computador para outro e execute ilegalmente o software em dois computadores. Para fazer isso, o hardware no qual o produto foi ativado é comparado ao hardware no qual está sendo iniciado. Se o hardware for substancialmente diferente, será exigida a reativação. Se for igual ou similar, o software continuará a funcionar. Os usuários que fizerem atualizações do hardware de seus computadores poderão necessitar de uma reativação. A reativação é fácil de conseguir e pode ser feita através de um contato com a Microsoft para obter outra identificação de confirmação (Confirmation ID).

Quantos componentes do computador devem mudar para que a reativação seja exigida? As alterações são cumulativas? Ou seja, se eu trocar um componente hoje e outro amanhã, isso significa duas alterações de componentes?

Alterações comuns de hardware como atualização de placa de vídeo, adição de um segundo disco rígido, adição de memória RAM ou atualização de um dispositivo de CD-ROM não exigem que o sistema seja reativado. As alterações são cumulativas; porém, se for exigida uma reativação, o perfil de hardware é redefinido para aquela nova configuração.

Fonte: http://www.microsoft.com/brasil/antipirataria/ati_prod_2.asp

Se não me engano, a Revista PCS trouxe uma matéria sobre o XP pouco depois do seu lançamento. Nos testes uma chave de produto só pôde ser ativada 5 vezes. Já li sobre este assunto também em outros lugares.

Este tópico eu também postei no Fórum do Baboo. Um dos participantes postou que realmente é possível ativar o XP muitas vezes, bstando apenas justificar a razão de tantas ativações (http://www.babooforum.com.br/idealbb/view.asp?topicID=306478). Mas mesmo assim é um absurdo, afinal você tem que pedir permissão a empresa do software para poder usar o produto. Não basta o dinheiro gasto na licença?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A adobe também ja esta fazendo isso, o photoshop cs pede a ativação.

Cara, a verdade é que nos temos que nos adaptar a essa nova moda deles, que não adianta muita coisa apenas dificulta um pouco. Eu ja uso o NSW 2005 e PS CS todos os dois estão ativados.

Agora, eu acho isso um desrespeito com o consumidor, deveriamos receber o cd de graça e só pagar quando o mesmo fosse ativado, visto que, comprar um cd original não é garantia de que o produto vai funcionar.

Será que essa prática infrige o código de defesa do consumidor?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

ha uns 3 anos atras eu trabalhava numa empresa metalurgica, eu era desenhista/projetista de lá... Depois de um tempo usando um CAD pirata, a empresa resolveu legalizar sua situaçao. Aí adquiriam o Inventor da autodesk. Primeiramente o software saiu uma fortuna (12k reais na epoca). Fora o fato de ser cheio de bugs (os caras da assistencia tiveram q me aturar muito...) tinha um procedimento (quase um ritual) de ativaçao, incluindo ligar para os eua e tudo mais... De inicio tivemos q trocar o sitema op., do 98 pro 2000... Lá se foi mais uma ativaçao .... :muro: Ai, veio a troca de hardware (tava muito lento)....resumindo... Depois do quarto ritual de ativaçao, adquirimos uma copia pirata e quardamos a original no fundo do armario....

Mais uma coisa, sobre CDs de musica... aquele papo de, "não compre cds piratas, seu artista preferido agradece"... devia ser "não compre cds piratas, a gravadora inútil agradece"...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado Originalmente por PCCARIOCADC@23 jan 2005, 16:05

Fala, galera!!

Sou um convicto windows user, mas não é por isso que não tenho críticas às empresas do software proprietário, e mais uma vez a Microsoft é alvo de minha críticas (e acho que de todos).

Como vocês veêm o procedimento de ativação dos produtos Microsoft recentes? Eu vejo isso como um total absurdo. Eu já não concordo com a máxima de que você não compra o software, mas sim a licença, e que por isso você não pode instalar o software em outros computadores, devendo adquirir outra licença, ou seja, você gasta uma considerável fortuna adquirir produtos como o Windows XP e o Office (para quem nunca instalou o OfficeXP, você tem "direito" a uma franquia de 50 utilizações antes de ativar o produto, é como se fosse uma franquia de pulsos gratis oferecidos pelas companhias telefônicas, sendo que neste último a franquia é renovada a cada mês; no caso do software, em muitos casos nem uma desinstalação e consequente reinstalação não destravam o produto para uso) e ainda ficar limitado a usar em um único PC. Hoje em dia, grande parte dos usuários de PCs tem ao menos dois micros em casa. Mas tudo bem, não vem ao caso no momento.

Agora passar pelo incômodo de você ter que notificar a Microsoft de que você quer usar o produto, para que ela possa lhe dar permissão para utilizá-lo é totalmente ridículo. Ativar um software, que absurdo.

E no caso do WinXP é pior, pois você ainda é obrigado a manter seu hardware inalterado, evitar mudar de dispositivos como a própria placa-mãe, o que acarretaria em uma nova ativação do produto. E o mais inaceitável: você tem um nº limitado de ativações. Ultrapassado este limite você deve adquirir uma nova chave de produto (leia-se: licença). Para usuários normais de Word, e-mails e Internet, isso nem chega a ser um contratempo, mas para pessoas que trabalham com manutenção, isso chega a ser um problema sério. E o mais incrível: as versões dos programas para empresas são livres do compromisso da ativação. Tinha que ser o contrário, pois em empresas, o software é instalado e lá fica por meses e meses, acompanhado de manutenção especializada, ou seja, o processo de ativação seria pouco requisitado, mas para PCs domésticos, onde às vezes por problemas de hardware, outros programas instalados ou mesmo por imperícia do usuário, a instalação do Windows costuma ser periódica, o que já é ruim no que tange ao limite de ativações do software.

O que vocês acham sobre a ativação de software?

Po, perfeito cara... também penso assim.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Se não me engano..

Ao efetuar a 6ª ativação do seu sistema é pedido somente uma justificativa, sendo requerida desde então para novas ativações.

você pode inventar que sua placa mãe pegou fogo ou que teve um ataque de vírus.

Feito isso a ativação será liberada.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Atenção galera!

Eu apaguei todas as mensagens que faziam apologia à pirataria(acho que não preciso lembrar-los que tal conduta vai contra às regras deste fórum, certo?). Vamos nos ater somente ao intuíto inicial deste tópico, ok? Quem não tiver algo a acrescentar, apenas leia-o.

Espero a compreensão de todos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

E não é só o XP e outros programas não, até joguinho agora é essa m*%@a! :chateado:

Um amigo meu comprou o original do Half Life 2. Jogou. Terminou o jogo. Se enjoou e me deu o CD. Para a minha surpresa não posso instalar o CD pois "o CD key já foi utilizado em um outro computador". vale comentar que ele já desinstalou o jogo do computador dele de forma que não estamos infringindo lei alguma. :tantan:

Não vou fazer apologia a nada não, mas francamente...

:priv:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tópico Encerrado.

Esta discussão sobre pirataria x legalidade é antiga e nunca terá um desfecho. Creio que já fôra discutido o suficiente.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Visitante
Este tópico está impedido de receber novos posts.
Entre para seguir isso  
Seguidores 0