Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
Entre para seguir isso  

Teste da Fonte de Alimentação Neptuno NPT-450

       
 25.589 Visualizações    Testes  
 8 comentários

Testamos mais uma fonte de alimentação de marca nacional, desta vez a Neptuno NPT-450, que a marca diz ser de “450 W reais”. Será que ela é uma boa opção? Confira.

Teste da Fonte de Alimentação Neptuno NPT-450
Produto Bomba

Produto Bomba

Conclusões

A fonte de alimentação Neptuno NPT-450 não consegue entregar sua potência rotulada (conseguimos puxar cerca de 375 W dela), apesar de a marca afirmar, em seu site, que esta fonte é de “450 W reais”. Isso mostra como essa coisa de “potência real” (que, aliás, só existe no Brasil) é pura balela. Marcas se sentem (incorretamente) no direito de dizerem o que quiserem, pois sabem que “ninguém” vai verificar e que nenhum tipo de punição ocorrerá. Por sorte temos os nossos testes para desmascaramos este tipo de propaganda enganosa.

Esta fonte apresenta problemas de tensão acima do valor máximo permitido e níveis de oscilação também acima do máximo permitido, o que sobrecarregará os componentes do seu computador, podendo fazer com que o seu computador trabalhe de maneira errática (tela azul da morte, resets aleatórios, etc) e, em casos mais extremos, possam até mesmo queimar componentes. Por isso, esta fonte recebe o nosso selo “Produto Bomba”.

O mais “bacana” é a descrição desta fonte no site do fabricante: “Especialmente produzida para atender processadores Core i3 e i7, a fonte Neptuno 450 garante estabilidade e qualidade para a sua CPU”. Internamente, esta fonte usa projeto de mais de 12 anos atrás, o que pode ser confirmado pelo uso de um retificador do tipo “rápido” e não “Schottky” em sua saída +12 V, o uso de um retificador mais potente na saída +5 V do que na saída +12 V, e o uso do padrão ATX12V 1.3, em desuso antes de os processadores Core i3 e Core i7 terem sido inventados. Como uma fonte com projeto de 12 anos atrás pode ter sido “especialmente produzida para atender processadores Core i3 e i7”? E se tem uma coisa que esta fonte não garante é “estabilidade e qualidade para a sua CPU”.

Em resumo, mais uma fonte para se manter distância.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


A fonte é uma porcaria completa, mas quase cumpriu o prometido.

344uqrp.png

Com os devidos créditos ao Clube do Hardware, como aliás já demonstra a marca dágua na imagem, a etiqueta promete 16A na linha +12V, o que dá 232W para uma configuração moderna. Pois não se pode esperar que uma configuração moderna consuma mais de 40W das demais linhas.

O resto prometido ali é potência de pico (peak power) e até nisso ela quase cumpriu, embora potência de pico seja uma grande bobagem que deva ser desconsiderada.

Já o site do fabricante faz mesmo muita palhaçada de marketing falcatrua. Restaria conferir se aqueles capacitores Rubycon são mesmo autênticos ou só casca.

Enfim, péssima regulação de tensão, péssima supressão de ripple, péssimo preço para produto tão ruim.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Errinho bobo na página 5: "Os capacitores eletrolíticos que filtram as saídas da fonte da Chengx"...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Já virou tradição. Falou em "Watts REAIS" = LIXO.

Fonte que preste não faz alarde sobre estar entregando watts conforme o que consta na etiqueta, já que isso é o mínimo que se poderia esperar dela.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Nunca nem ouvi falar em fontes dessa marca. Mais bom saber que é bomba. xD

Parabens mais uma vez ao cdh pelos testes.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Restaria conferir se aqueles capacitores Rubycon são mesmo autênticos ou só casca.

Pois é, eu particularmente acho que são falsos (repare com a impressão de um dos capacitores está falhada), mas não pude fazer esse comentário no teste pois não tenho como provar. Você me deu uma ideia, remover a "casca" para ver se há outra coisa por debaixo. Aguarde.

Errinho bobo na página 5: "Os capacitores eletrolíticos que filtram as saídas da fonte da Chengx"...

Corrigido, obrigado.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Eu "desmontei" o capacitor mas não consegui ver nada que pudesse indicar falsificação, pois não havia nada embaixo da "capa". Teria de ter um capacitor da Rubycon de mesmas especificações para compará-los.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Eu "desmontei" o capacitor mas não consegui ver nada que pudesse indicar falsificação, pois não havia nada embaixo da "capa". Teria de ter um capacitor da Rubycon de mesmas especificações para compará-los.

Ao menos nao tinha um capacitor menor dentro da "casca"?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Aprenda_a_Ler_Resistores_e_Capacitores-capa-3d-newsletter.jpg

ebook grátis "Aprenda a ler resistores e capacitores", de Gabriel Torres

GRÁTIS! BAIXE AGORA MESMO!