Ir ao conteúdo

Placa-mãe Gigabyte B360M D3H

       
 29.270 Visualizações    Primeiras Impressões  
 4 comentários

A Gigabyte B360M D3H é uma placa-mãe intermediária para processadores Intel Core i de oitava geração. Vamos ver o que ela oferece.

Placa-mãe Gigabyte B360M D3H
Rafael Coelho Editor-chefe do Clube do Hardware

Introdução

A Gigabyte B360M D3H é uma placa-mãe básica/intermediária soquete LGA1151 baseada no novo chipset Intel B360, suportando os processadores Core i de oitava geração (Coffee Lake). Ela traz dois slots PCI Express 3.0 x16, quatro soquetes para memória DDR4, seis portas SATA-600 e um slot M.2. Vamos dar uma boa olhada nela!

O novo chipset B360 é o modelo intermediário da série da Intel para os processadores Coffee Lake (Core i de oitava geração). As principais diferenças do B360 em relação aos modelos Z370 e H370 são o suporte a apenas doze pistas PCI Express 3.0 controladas pelo chipset (o Z370 tem 24 pistas PCI Express 3.0, enquanto o H370 tem 20), seis portas USB 3.0 (o Z370 suporta dez portas USB 3.0, e o H370 oito), a ausência de suporte a RAID (o Z370 e o H370 oferecem este suporte) e a impossibilidade de dividir as linhas do slot PCI Express 3.0 x16 em dois ou mais slots trabalhando a x8/x8 ou x8/x4/x4, recurso presente no Z370. Além disso, o B360 não tem suporte a overclock em processadores desbloqueados (o Z370 é o único que oferece este recurso para esta geração).

Por outro lado, o B360 oferece quatro portas USB 3.1 geração 2 e o suporte à conectividade CNVi (o que significa que ele integra parte do hardware necessário para uma interface Wi-Fi IEEE 802.11ac, bastando apenas um módulo de RF para implementar a rede sem fio). O Z370 não oferece estes recursos.

Assim como os modelos superiores, o B360 oferece suporte à tecnologia Optane da Intel (clique aqui para ler nossa análise da memória Optane), às tecnologias Smart Response (que permite utilizar um SSD como cache para o disco rígido principal), Smart Connect (que permite que o computador receba e-mails e atualize páginas mesmo em modo de suspensão) e Rapid Start (inicialização mais rápida).

Você confere a placa-mãe Gigabyte B360M D3H na Figura 1. Ela usa o padrão microATX, medindo 230 x 244 mm.

B360M-D3H-01.jpg

Figura 1: placa-mãe Gigabyte B360M D3H

Compartilhar

  • Curtir 5


  Denunciar Artigo

Artigos similares


Comentários de usuários


Citação

Além disso, ela traz uma porta serial, uma porta paralela, saída VGA e um slot PCI, o que a coloca como uma placa-mãe com alta compatibilidade com dispositivos "antigos", o que em muitos casos é fundamental para computadores voltados à automação comercial ou industrial.

complementando escritórios contábeis também utilizam a porta paralela para instalação de impressoras matriciais para impressão de folha de pagamento o que torna esta placa boa para eles tambem

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, fenixcload disse:

complementando escritórios contábeis também utilizam a porta paralela para instalação de impressoras matriciais para impressão de folha de pagamento o que torna esta placa boa para eles tambem

Cai na categoria "automação comercial", mas é um excelente exemplo, juntamente com emissoras de cupom fiscal que usam porta serial, além de plotters, leitores de dados, etc.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Com essa nova placa, finalmente um upgrade de processador Intel vale a pena!

O custo benefício de um upgrade até a sétima geração de processadores não era muito interessante, pois os processadores novos não traziam muito mais desempenho que os anteriores. Agora, com os dois núcleos adicionais da oitava geração, há um ganho significativo de desempenho.

Porém as placas Z370, que eram as únicas disponíveis até então para a oitava geração, faziam o upgrade ficar muito caro. As novas placas (B360 e H370) resolveram essa questão.

Tudo isso graças aos novos processadores da AMD!

 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Excelente review, muito bem detalhado. Mas ficou uma dúvida: essa placa aguenta de boa o i7 8700? Ou o VRM dela é igual ao das H310 que não conseguem elevar o boost do i7 até o máximo?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×