×
Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Placa-mãe Gigabyte B450 AORUS M


     55.617 visualizações    Placas-mãe    14 comentários
Placa-mãe Gigabyte B450 AORUS M
Produto Recomendado

Introdução

A Gigabyte B450 AORUS M é uma placa-mãe intermediária soquete AM4 para processadores Ryzen da AMD, baseada no chipset B450 e fabricada no Brasil pela Digitron da Amazônia. Vamos analisá-la em detalhes e ver o que ela oferece.

Mesmo com o lançamento, no ano passado, do novo chipset topo de linha X570, o B450 ainda é o mais recente chipset intermediário para o soquete AM4.

As principais diferenças entre o B450 e o X570 estão nas pistas PCI Express. Além do X570 suportar a conexão PCI Express 4.0, ele traz 16 pistas PCI Express, oito para slots de expansão e oito para interfaces para unidades de armazenamento. Já o B450 traz apenas seis pistas PCI Express controladas pelo chipset, e elas são padrão 2.0. O B450 também não permite que as 16 pistas PCI Express do processador sejam divididas em dois slots (configuração x8/x8).

Além disso, o B450 traz uma configuração de portas USB mais simples: são duas portas USB 3.2 Gen 1 e duas USB 3.2 Gen 2, enquanto o X570 oferece oito portas USB 3.2 Gen 2. Lembre-se que ainda há portas USB controladas pelo processador.

Porém, assim como o X570 (e o X470), o B450 também é desbloqueado para overclock e suporta RAID (0, 1 e 10) tanto de unidades SATA quanto de SSDs NVMe, além de suportar a tecnologia StoreMI (clique aqui para ler nosso teste desta tecnologia).

Importante notar que as placas-mãe baseadas no chipset B450 são capazes de suportar processadores Ryzen de primeira, segunda e terceira geração, mas essa compatibilidade depende do modelo de placa-mãe e da versão da BIOS. A Gigabyte B450 AORUS M, na versão atual (BIOS F40), é compatível com as três gerações de processadores Ryzen. Esta informação está em destaque na caixa da placa-mãe, inclusive.

Você pode conferir a placa-mãe Gigabyte B450 AORUS M na Figura 1. Ela usa o padrão micro ATX, medindo 244 x 244 mm.

Gigabyte-B450AORUSM-01.jpg

Figura 1: placa-mãe Gigabyte B450 AORUS M


Comentários de usuários

Respostas recomendadas

  • Membro VIP

O dissipador do slot M.2 parece ser bem eficiente. Ele até tem nome próprio - "Proteção Térmica AORUS M.2".

 

Porém eu tenho um pouco de receio quanto aos adesivos térmicos utilizados nesses dissipadores. Fico me perguntando se não seria melhor retirar o adesivo ou quem sabe utilizar uma pasta térmica a base de cerâmica no seu lugar.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Uma coisa é certa , nenhum adesivo termico vai funcionar com a mesma eficiencia de uma pasta termica  na transferencia de calor a menos que esse adesivo seja tão fino quanto a propria camada de pasta termica que geralmente fica entre as duas partes envolvidas . Sinceramente não sei se um M.2. esquenta a ponto de precisar de uma grande eficiencia na transferencia de calor quanto um chip de gpu , mas se não for o caso , então melhor manter o tal adesivo que vem originalmente no dissipador .

 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Tem recursos de gigante, a marca é excelente, recomendo pra quem não for mexer com atualização de bios. Muito ruim a bios que a gigabyte usa, muito problemática, principalmente essa linha Auros ai. Tinha tudo pra ser a melhor custo benefício se não fosse as duas bios inúteis. Uma porque quando você atualiza a bios primária, automaticamente a bios secundária também atualiza, e se der erro de atualização de bios, as duas vão pro espaço tendo que regravar as duas. Tive uma experiência muito ruim com essa modelo AUROS B450, quando fui atualizar pra bios F32, a placa-mãe morreu, descobri que o problema era a própria versão que tava com erro. É lamentável uma placa-mãe tão boa ter uma bios tão lixo.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

20 horas atrás, Darkmana disse:

Porém eu tenho um pouco de receio quanto aos adesivos térmicos utilizados nesses dissipadores. Fico me perguntando se não seria melhor retirar o adesivo ou quem sabe utilizar uma pasta térmica a base de cerâmica no seu lugar.

 

Cara talvez não, o projeto já deve considerar que os modelos podem ter a superficie irregular, e nesse caso, o thermal pad é mais eficiente. Alguns componentes também podem ter limitação da carga que vai acima dele. Dissipadores de mosfets, circuitos de VRM, alguns chipsets e memórias geralmente usam os thermal pads quando existem outros componentes mesmo nível e se deseja obter isolamento elétrico. 

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Moderador

@Rafael Coelho

 

Citação

Para habilitar o modo de dois canais, você deve instalar dois ou quatro módulos de memória. Se for utilizar dois módulos, deve instalá-los no segundo e quarto soquetes.

 

Se colocar no no primeiro e terceiro ele não habilita ?

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Em 11/02/2020 às 10:45, ACCEPT disse:

Tem recursos de gigante, a marca é excelente, recomendo pra quem não for mexer com atualização de bios. Muito ruim a bios que a gigabyte usa, muito problemática, principalmente essa linha Auros ai. Tinha tudo pra ser a melhor custo benefício se não fosse as duas bios inúteis. Uma porque quando você atualiza a bios primária, automaticamente a bios secundária também atualiza, e se der erro de atualização de bios, as duas vão pro espaço tendo que regravar as duas. Tive uma experiência muito ruim com essa modelo AUROS B450, quando fui atualizar pra bios F32, a placa-mãe morreu, descobri que o problema era a própria versão que tava com erro. É lamentável uma placa-mãe tão boa ter uma bios tão lixo.

 

Como você sabe que a bios backup atualizou? Essa bios não atualiza

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@kmbr Eu não sei ao certo o que houve, só sei dizer que eu fui instalar a bios F32 e até ai deu bios update ok, ai quando reiniciei o computador não dava mais boot. Logo entrei em contato com a Gigabyte e disseram que ao dar bios update ok na primária, a secundária também atualiza. Tentei acessar a opção Alt+f12 e sem sucesso, ela morreu. Tive que pagar para regravar a bios. Pesquisando um pouco eu descobri que esse método da gigabyte é falho porque a bios secundária não realiza o backup quando da erro, é simplesmente inútil essa bios backup. Posso ter sido muito azarado de ter pego uma placa-mãe com problema de fabrica, mais comigo aconteceu isso.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Excelente análise. Só tenho uma dúvida:

 

Na página 3 é dito que para processadores de 2ª geração, o máximo de RAM que aguenta é 2933MHz.

 

Porém a máquina que eu estava pensando em montar usaria 2 pentes de 8GB da HyperX com o clock de 3000MHz. Daria algum tipo de problema (não funcionamento, funcionamento abaixo do esperado, etc), sendo que o processador que penso em usar é o Ryzen 7 2700X?

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

compre uma dessa com um ryzen 5 3600x.

em 1 mês tive que trocar 2 vezes a placa.

as 2 vezes fiquei com meu pc ligado por mais de 10 dias seguidos, os reboots demoravam +- 20s na tela preta antes do post

as 2 vezes desliguei o pc e fui dormir. no dia seguinte nao ligava de jeito nenhum. limpei bios via jumper, tirei a bateria por um tempo e mesmo assim nao voltaram as placas.

para essa combinação de processador e placa-mãe eu não recomendo essa placa.

compre no dia 18/2 e troquei no dia 3/3 e agora no dia 30/3 troquei novamente, em vez dela peguei uma tuf gaming x570-plus e paguei a diferença.

pesquisei no google e parece ser bastante comum esse problema das aorus b450 com ryzen serie 3

  • Triste 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Ebook grátis: Aprenda a ler resistores e capacitores!

EBOOK GRÁTIS!

CLIQUE AQUI E BAIXE AGORA MESMO!