Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
Entre para seguir isso  
mister nintendo

[Resolvido] Aumentar frequência do pic

Recommended Posts

O PIC16F628A não pode ser utilizado acima de 20MHz pois esses 20 são a sua frequência máxima de trabalho, há os outros que por exemplo podem trabalhar até 40MHz mas esse não pode ultrapassar os 20MHz.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Caros, essa é uma questão interessante e que já foi dúvida minha por um tempo.

O overclocking de microcontroladores é um pouco parecido com o de PCs.

A máxima frequência especificada por um fabricante para um microcontrolador é a frequência limite em que é garantido o correto funcionamento, ou seja, sem falhas ou aquecimento. O lógico e correto é que com o aumento dessa frequência para além desses 20MHz os seus programas comecem a funcionar de um modo não esperado, ou até mesmo nem funcionar. Um overclock pode também danificar irreversivelmente o seu dispositivo.

Porém, e muito cuidado com isso, já vi alguns projetos na internet que utilizam frequências UM POUCO ACIMA do limite para conseguir uma folga no processamento de algumas tarefas que exigiriam um microcontrolador mais potente.

Um exemplo é este projeto de vídeo-game baseado em ATmega644, que apesar de só permitir até 20MHz de clock, foi usado em overclock com 28.61818Mhz segundo a fonte: http://belogic.com/uzebox/index.asp

Já vi projetos com PIC funcionando em overclocking pela internet e funcionando de modo estável, mas não lembro agora onde salvei os links.

Primeiro, é bom ter em mente que isso é danoso ao controlador, reduz a sua vida útil pois aumenta o seu aquecimento a cada uso. Se um controlador funcionou naquela frequência, não há nada te garantindo que outro igual também vá funcionar perfeitamente pois estás a trabalhar fora das especificações.

Se ainda sim desejas fazer overclock, pense bem em qual é a aplicação para o seu projeto. O ideal é que você faça isso em projetos amadores apenas, sem a pretensão de usar em lugar nenhum, quando a opção de comprar um controlador mais potente estiver descartada. Se for um projeto comercial, não é muito recomendável. Mas se além disso for algo que trabalhe em situações de risco, como por exemplo em equipamento médico, esqueça. Não vale a pena correr o risco de matar uma pessoa ou destruir uma planta industrial para economizar uns trocados.

Sabendo dos riscos, dos problemas que se pode ter, e dos tipos de aplicação em que se "pode" usar um controlador operando em overclocking, você pode primeiro testar os limites em frequência. Pelos projetos que já vi na internet, os controladores de 20MHz como o 16f628A podem ser operados com até 30MHz. Isso vale pra todos os controladores? Não, pois a tecnologia aplicada na fabricação influencia muito os resultados. Dentro de uma mesma família, vou obter os mesmos resultados? Como se está a trabalhar fora das condições nominais de operação, nada garante que se um controlador funcionou naquela frequência, não há nada te garantindo que outro igual também vá funcionar perfeitamente.

Podes ir testando os limites do seu controlador. Primeiro, tenha dois dele a mão pois o que vai ser testado pode ser danificado irreversivelmente. Com um programa de teste que não seja tão simples quanto piscar um LED, vá alterando a frequência de um gerador de funções (que vai funcionar como fonte de clock pro PIC neste teste) em passos, lentamente, sempre com o controlador desligado enquanto altera a frequência, até que o programa comece a falhar. Se não tiver equipamento ou paciência, podes testar logo a frequência desejada e ver se da certo.

Espero ter sido claro, e não ter deixado dúvidas sobre os riscos que essa operação envolve.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Existem vários projetos usando o 16F628 A 24 MHZ,principalmente no início da utilização com USB.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

essa ideia não é para projetos críticos, é apenas para testes caseiros, para maior velocidade de processamento

eu vou fazer uns testes então, preciso comprar os componentes então

posto resultados quando concluir os testes

floww

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

É que eu tenho uma penca desses pics e pra ir gastando eles eu resolvi fazer uns projetinhos e um desses projetos (gerar sinal de video composto colorido) exige um poder maior de processamento então ia utilizar esse metodo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mister Nintendo,

Até uns 24 Mhz tudo deve funcionar, mas se você subir muito a frequência, é melhor usar um gerador de clock externo e aplicar o clock direto no Pic.

Conforme a frequéncia aumenta, podem ocorrer problemas em módulos internos, por exemplo um Prescaler de 1 pode criar problemas nos Timers, e o conversor A/d pode ter problemas , e assim vai indo....

Vai ter mesmo de experimentar na marra !

Paulo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

bem lembrado aphawk, o circuito de auxilio à oscilação terá problemas se colocado diretamente um cristal nas entradas, terei de colocar um oscilador mesmo!!

obrigado pelo lembrete. flowww

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Caso o autor do tópico necessite, o mesmo será reaberto, para isso deverá entrar em contato com a moderação solicitando o desbloqueio.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Visitante
Este tópico está impedido de receber novos posts.
Entre para seguir isso  





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×