Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
aphawk

Será que existe um limite para o Arduíno ?

Recommended Posts

Pessoal,

Como curiosidade, posto aqui o link do projeto Ardusat.

Este projeto é um satélite, controlado por um Arduíno, que já está a bordo da estação espacial ISS, e vai ser lançado para a sua órbita no dia 25 de novembro.

http://www.kickstarter.com/projects/575960623/ardusat-your-arduino-experiment-in-space

Para os iniciantes, que isto sirva como um incentivo, pois poucos imaginam que um pequeno microprocessador Atmega possa realizar tarefas desta magnitude e confiabilidade.

Para os já iniciados, para que possam compreender o alcançe de uma ideia, baseada em um hardware tão simples, mas que encontrou ampla aceitação mundial, e que passem também a considerar esta plataforma em suas novas idéias.

Afinal, se esta ideia simples chegou ao espaço, aonde mais poderemos chegar, acreditando nela da mesma forma que os dois engenheiros da Nasa acreditaram ?

Paulo

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vou confessar pra vocês ... eu achava Arduino 'Brinquedo de criança' na moral ... Até o belo dia que meu gravador de PIC Faleceu... resolvi comprar um Arduino Uno... confesso que nao quero mais nada na vida ... é muito pratico e poderoso ... os programas estão a 1 click da minha aplicação ... é MUITO bom!!! Agora recomendo arduino pra todos...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

qual arduino que é, não encontrei esta informação, UNO MEGA DUEMILANOVE ........

eu acho interessante o arduino, mas prefiro eu mesmo montar tudo do zero com um microcontrolador, acho mais legal!

flowwww

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Boa noite galera,

Estou tentando implantar em meu quarto dois sensores na porta para quando entrar no quarto o Arduino ligar a luz e a TV e quando eu sair ele desligar tudo.

O problema é que não estou conseguindo criar um código para que que o Arduino faça a leitura dos sensores da seguinte maneira.

1° - Quando entrar no quarto ira acionar o sensor 1 e o sensor 2, então ele saberia que o movimento foi de entrada e executaria os comandos desejados.

2º - Quando sair do quarto ira acionar o sensor 2 e o sensor 1, então ele saberia que o movimento foi de saída e executaria os comandos desejados.

Estou com dificuldade nessa parte, quanto ao restante da programação acho que dou conta, então quem poder me dar umas dicas ficarei grato.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Coyooti,

Poste um novo tópico para ver se o pessoal te ajuda. Fica muito fora do assunto aqui !

Mr. Nintendo :


Category Specifications General Architecture [B]1U CubeSat[/B] : the satellites implements the standard 10×10×10 cm basic [URL="http://en.wikipedia.org/wiki/CubeSat"]CubeSat[/URL] architecture. Computing features [B]Arduino-based[/B] : The ArduSat is equipped with 16 processor nodes (ATmega328P) and 1 supervisor node (ATmega2561) (see [URL="http://en.wikipedia.org/wiki/ArduSat#cite_note-13"][13][/URL] for features). The processor nodes are dedicated to the computing of the experiments (each on one node), the supervisor uploads the code to the processor nodes. Sensors The Arduino processors may sample data from the following sensors :
[LIST]
[*]one digital 3-axis [B]magnetometer[/B] (MAG3110)
[*]one digital 3-axis [B]gyroscope[/B] (ITG-3200)
[*]one 3-axis [B]accelerometer[/B] (ADXL345)
[*]one [B]infrared temperature sensor[/B] with a wide sensing range (MLX90614)
[*]four digital [B]temperature sensors[/B] (TMO102) : 2 in the payload, 2 on the bottomplate
[*]two [B]luminosity sensor[/B] (TSL2561) covering both infrared and visible light : 1 on the bottomplate camera, 1 on the bottomplate slit
[*]two [B]geiger counter[/B] tubes (LND 716)
[*]one optical [B]spectrometer[/B] (Spectruino)
[*]one 1.3MP [B]camera[/B] (C439)
[/LIST]
Coding The experiments for ArduSat are developed in [B]C/C++[/B] for AVR/Arduino, using the [URL="http://github.com/ArduSat/ArduSatSDK"]ArduSatSDK[/URL]. Communication ArduSat is equipped with a [B]half-duplex UHF transceiver[/B], operating in the 435-438 MHz [URL="http://en.wikipedia.org/wiki/Amateur_radio_frequency_allocations"]amateur radio satellite band[/URL]. It implements [URL="http://en.wikipedia.org/wiki/Forward_Error_Correction"]Forward Error Correction[/URL] (FEC) and [URL="http://en.wikipedia.org/wiki/Viterbi_coding"]Viterbi coding[/URL] based on the [URL="http://en.wikipedia.org/wiki/CCSDS"]CCSDS[/URL] standards.[URL="http://en.wikipedia.org/wiki/ArduSat#cite_note-14"][14][/URL]
[LIST]
[*]ArduSat-1 : 437.325 MHz 9k6 MSK CCSDS downlink
[*]ArduSat-X : 437.345 MHz 9k6 MSK CCSDS downlink
[/LIST]

Resumindo :

1 Arduino MEGA2561 supervisionando 16 Arduinos Uno ( Atmega328 ), com funções de processamento independentes em cada um dos Atmega328 que cuidam dos sensores conectados, com código de cada um podendo ser atualizado pelo Arduino Mega2561.

Pelo que entendí, é uma única board com todos os 17 processadores, todos no padrão do Arduíno. Ou seja, são Clusters feitos por pequenos arduínos...

Assim, conforme os códigos sejam melhorados / corrigidos, eles enviam daqui para lá o novo código, e vai ser carregado apenas no node selecionado.

Muito interessante o jeitão do negócio todo, fica muito fácil fazerem updates para todos os tipos de trabalhos com os sensores.

Ou seja, são 17 arduínos rodando no espaço... e todos rodando o código nativo do Arduíno !

Depois ainda aparece gente dizendo que os Atmega não são tão confiáveis como os Pics kkkkkkkkkkkkkk !

Paulo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu confio plenamente noArduino, no entanto o que trava muito oArduino é a sua plantaforma de desenvolvimento, o seu IDE que tem poucos recursos.

No entanto o que trava um projecto ê o seu desenvolvedor e nao o resto por exemplo eu estudei Asembly um ano inteiro e aachei de mair confianca so que oassembly tem coisas que o C nao tem e vice versa mas as coisas fazem-se namesma se nao da por umlado basta pensar um bocado e resolver or outro lado qualquer

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Queiros19,

Todas as linguagens de programação tem os seus prós e contras, inclusive o assembly... um programa mal escrito em assembly pode colocar tudo a perder, do mesmo jeito que nas outras linguagens. Tudo está na mão do desenvolvedor do produto !

Para mim, a única desvantagem do Assembly é o tempo que levamos até o produto final estar prontinho e debugado. E outra, P.Q.P. estou velho demais para aprender uma QUARTA versão de Assembly :D

Mas nada disso modifica o fato de voce poder utilizar a plataforma do Arduíno e usar a linguagem que voce mais se sente à vontade. Eu uso o Basic, e até hoje fiz tudo o que eu quis com ele.

E quanto a falta de recursos do IDE...., se conseguiram fazer um satélite com isso, acho que nós é que não sabemos utilizar direito os recursos da plataforma, não é ?

Como dizem, o poder está dentro de nós mesmos, meu amigo !

Paulo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Queiros19,

Veja: http://stackoverflow.com/questions/9643950/alternative-editors-ides-for-arduino

Não cheguei a testar o plugin para Visual Studio, mas de acordo com o arduino.cc (Para quem já programou no Visual Studio sabe o que isso significa):

Arduino for Visual Studio and Atmel Studio

The free plugin for Visual Studio provides a complete alternative to the Arduino IDE. Intellisense and code explorers make programming much easier.

The Arduino debug extension is an invaluable tool for both novice and expert users.

Your Arduino program code remains fully compatible with the Arduino IDE allowing either tool to be used for development. at any time. Installation is very easy!

atmel-studio-arduino-leonardo-debug.png

Falou

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Visitante

Pessoal... Só aproveitando o tópico para deixar um recado:

Eu estava vadiando pelo mercado livre e vejam só o que eu encontrei.. http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-520790934-kit-arm7-lpc2378-com-display-tft-32-touch-padro-arduino-_JM

Um LPC2378 em formato arduino(rsrs), e o preço parece que esta bom, eu sei que um desses deve custar menos de 30 dólares no Ebay, mas comprar no Brasil também tem algumas vantagens (tipo o prazo de entrega, garantia, etc)...

Se não me engano esse LPC tem 58K de RAM e 500K de Memoria de programa, não sei com qual frequência ele opera nesse KIT de desenvolvimento , provavelmente uns 72Mhz, somados a sua CPU Risc de 32 bits (alguém já imaginou o que da para fazer com tudo isso!?!?... rsrs)

Então, vocês acham que vale a pena o KITzinho?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Usando 1 arduino para cada tarefa fica fácil, cada um se dedica a executar o que tem que fazer, depois se comunica com o atmega. A limitação está ai, em um DSP essas funções seriam feitas todas de uma vez e ainda por cima seria mais barato. Mas a dificuldade para aprender a programar um DSP que usa linux embarcado é um milhão de vezes maior que aprender a mexer no arduino (Que é por isso que ele tem tanta aceitação, por ser muito fácil de mexer).

Logo sabendo dividir as tarefas até para mais de um arduino o limite é a imaginação.

** Esses dias pra tras vi um cara rodando um ubuntu em um arduino, claro, demorou horas para dar o boot e se fizesse algum movimento no mouse demorava dias para executar a ação, mas mesmo assim é interessante.

Se um dia fizerem um cluster com arduinos é possível até fazer processamento de imagens e renderização 3D :hehehe::hehehe:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

É o que eu acho também.... um só processador, ficar conversando com dezenas de sensores diferentes, alguns gerando interrupções a todo instante, vários tipos de bus envolvidos ( SPI, I2C ... ), e ainda podendo ter partes de seu código reprogramado enquanto opera tudo isso ????? Não é o caso de se usar um só processador, seja ele ARM, Risc, 1000 Mips ou 500 Mhz de clock.

Só para debugar um programa com tudo isso, ia demorar muito, mas muito mais do que fazer os clusters.

Para este caso, a escolha do Arduíno encaixou como uma luva.

Paulo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

até eu com um projecto pequeno (grande comparado com todos os que já fiz) tenho um ArduinoMEGA a operar tudo e um ATMEGA168 sozinho a tratar do display16x02 e ainda terei mais um ATMEGA168 para tratar de um outro display que esta a chegar do EBAY um 84X48 acho eu, aqueles tipo nokia3310, e assim nao tenho de me preocupar com o texto, envio apenas um caracter e o ATMEGA168 escreve uma tela inteira...

tudo bem que dou mais hardware e mais onde falhar e mais onde consumir corrente que num projecto com pilhas ou bateria vai logo a vida mas pronto, gostei mais desta opção e aquele satelite é baseado nisso...

se o meu projecto for para frente terei de arranjar um só ATMEGA168 que me dé conta dos erros e que consiga resetar todos os outros processadores caso eles entrem em loop infinitos e nao respondam de x em x segundos por exemplo para nao precisar de ficar a toda a hora a monitorizar aquilo e se algum dos processadore errar x vezes dá um relatorio para um cartão SD por exemplo, coisas assim...

é mais ou menos que tem naquela estação

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu tambem tenho algo parecido com isso que voce faz...

Eu uso uma plaquinha que projetei faz mais de um ano, e mandei fazer 100 delas.... Chamo ela de co-processador de interação com usuário kkkkkk bonito né ?

É uma plaquinha que conversa serialmente com o hardware principal, e ela cuida de um display de até 4 linhas por 20 colunas com backlite de brilho programável, um rotary encoder, um beep, e possui 8 pinos que posso utilizar como um teclado matricial 4 x 4, ou 4 entradas ( analógicas ou digitais ) e 4 saidas para Leds. Posso usar displays de 1x16, 2x 16, 2x 20, e 4 x 20 também. Na verdade a plaquinha é soldada na parte traseira do display e fica escondida, sem atrapalhar a montagem.

Tudo é configurado serialmente, sendo compatível a parte de display com um produto da Sparkfun, e mais novos comandos que inventei para trabalhar com o rotary encoder, buzzer, teclado matricial e I/O . Assim meu hardware principal fica livre para cuidar do que é mais importante. Ah, e buzzer faz 3 tipos diferentes de toques.

Uso um Atmega 8 ou qualquer um acima disso nela, e me facilita bastante minhas brincadeiras..

Paulo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

então voce fez uma placa de suporte para um ATMEGA8 e liga lá tudo o que precisa, se quiser usar um encoder rotary ou os display é so conectar e está feito e comunica via serial certo? mandou fazer essas plaquinhas onde e como?

eu no meu projecto tinha um mini sistema de identificação de erro para as memorias eeprom e ram externas via I2C que utilizava, sempre que o mcu iniciava escrevi um valor conhecido num endereço conhecido tipo 0x10 na memoria 0x20 e de 10 em 10s (por exemplo) ia ler esse mesmo valor e comparava com o valor escrito, se fosse igual quer dizer que estava ler bem se fosse diferente (a minha rotina, sempre que dava erro na comunicação retornava o valor de 0x00 que é diferente de 0x10) dava erro e parava com toda a comunicação para esse mesmo IC (24lc32a para a eeprom e pcf8570 para ram) e exportava para a pagina web dizendo estava um erro na comunicação e poderia "reiniciar" a comunicação e fazer tudo de novo, caso volta-se a dar erro só mesmo com mãos ao trabalho, tudo isto eu conseguia fazer via ethernet no celular a qualquer distancia, acho que num circuito/projecto mais avançado é super importante e recomendável ter sistemas que analisam erros a trabalhar para nos e ver coisas que nos não vemos a olho nu, sistemas que se dediquem apenas e debugar o sistema a toda a hora...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu fiz o Layout do PCB no Proteus, e passei os arquivos para um colega que é representante de uma empresa de Circuito Impresso aqui em SP.

O software eu fiz em Bascom, e debuguei inicialmente no Isis. A compatibilidade completa do Bascom com o Isis é uma mão na roda ....

Cada plaquinha prontinha saiu cerca de R$ 2,10 , com máscara, silk, e acabamento. Só o Pcb, vazio.

Eu já conectei nela um display Lcd 4 x 20, um teclado matricial, um rotary encoder com confirmação, e um buzzer para sinal de alarme ou de aviso.

Ficou muito legal a maneira de configurar o funcionamento de cada um desses "periféricos", demorei umas duas semanas para debugar tudo direitinho.

Em outra, no lugar do teclado matricial, liguei 4 potenciômetros nela. e usava os conversores A/d para informar a posição de cada potenciômetro. Fiz um controle de tonalidade usando um CI I2c antigo, ficou bem interessante.

Paulo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

pois, naturalmente

não tem fotos dessa sua plaquinha e videos de funcionamento?

já consegui mais um incremento no meu projecto (:

vou ter um atmega que apenas escreve no cartão SD e sempre que alguem quiser escrever vai "ter com ele" e fala o que quer escrever, mas ainda estou com um pequeno problema em prioridades e tipos de comunicação isso é que ainda me esta a dar volta a cabeça, e ainda outro que vai estar directamente ligados aos resets de todos os outros mcu e quando algum deles não responder a um estimulo ele reinia-o tipo "um mestre do manter acordado" e claro que logo de seguida escreveria no cartão SD a hora e data do erro, esse mcu vai ter de ser altamente infalivel porque não vei ter ninguem a vigia-lo, tambem mau era :o

se alguem tiver uma ajuda ou experiencia nas comunicações agradecia, tenho pelo menos 2 mcu que irão comunicar com o escritor (hehe, mcu que escreveria no cartão SD) e precisava de saber como faria em prioridades e afins :0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi Queiros,

Seguem algumas fotos da plaquinha, já afixada a um display 4 x 20 .

c_pia_de_20131201_000357.jpg

c_pia_de_20131201_000340.jpg

c_pia_de_20131201_000325.jpg

Paulo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

É impressão minha ou a segunda foto voce tirou com a placa no seu peito,acho que ví um braço peludo no canto...

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×