×
Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Como obter a resistência para descobrir a corrente de um trafo?


Posts recomendados

Amigos, encontrei diversos guias sobre como descobrir que potência um trafo pode entregar. Todos eles usam uma resistência variável como a de chuveiros enquanto medem corrente e tensão. No vídeo abaixo o autor propõe usar água salinizada. Mas como mostra o próprio vídeo dele, descobertos os tais 10%, a resistência vai diminuindo aos poucos, mesmo sem que se acrescente mais sal. Ou seja, em questão de segundos a resistência muda, o que torna bem difícil medí-la. Além disso ele usa duas varetas de zinco, que não tenho nem ideia de como obter... pelo menos não sem sair cortando as calhas aqui de casa, rs... Pensei em cortar umas tiras de lata de leite em pó mas não só a solda não pega quanto usar os dois elétrodos de aço... será que dá certo?

 

Já a resistência de chuveiro, tô encontrando um problema: parece que ela é, de alguma forma, isolada. Como se fosse um fio de cobre desses que tem uma camada de verniz... Fixando um jacaré do multímetro de um lado e o outro, do outro, a resistência apurada fica estável (algo perto dos 10ohm), mas se tirar uma das garras de uma das pontas e fizer corrê-las pela resistência, tem hora que dá resistência infinita. Mesmo fixando o jacaré que varia em qualquer trecho dessa resistência, os valores apurados ficam variando o tempo todo...

 

Alguém tem uma ideia de como fazer essa resistência?

 

E mais uma dúvida: para fazer essa medida, precisa retificar a onda com capacitor? Ou para descobrir a corrente basta a ponte de diodos? É que o capacitor tornaria a resposta mais lenta ainda, menos instantânea...

 

 

(Olha o uso de água salinizada aqui:

 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

2 horas atrás, rmlazzari58 disse:

Alguém tem uma ideia de como fazer essa resistência?

Eu uso a resistência "queimada" dos chuveiros Lorenzetti, não tem isso de ser isolado. 

Coloco ela num pote de margarina com água e vou ajustando a garra de jacaré até a tensão cair 10%.

Aí é só desligar, medir e dividir a tensão pela resistência. Meça pelo fio mesmo, pra não tirar a garra jacaré do lugar. 

 

2 horas atrás, rmlazzari58 disse:

para fazer essa medida, precisa retificar a onda com capacitor? Ou para descobrir a corrente basta a ponte de diodos? É que o capacitor tornaria a resposta mais lenta ainda, menos instantânea...

Faça em AC mesmo. 

 

  • Curtir 1
  • Obrigado 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Não consegui fazer com a resistência de chuveiro. Mesmo fixando o jacaré no meio dela, sem corrê-lo, a resistência marcada pelo multímetro fica variando muito o tempo todo. Varia entre poucos ohm (p. ex. 5ohm, 6ohm) e algo maior do que 200ohm, que estoura a escala. Quando aperto o jacaré com a mão, aí é que a resistência varia loucamente. Será que é isso que é chamado de "resistência blindada"?

 

Bem, de toda forma não adianta mais: fui tentar fazer do jeito que o vídeo acima mostra e sem querer deixei cair uma colher de sopa cheia de sal num pote bem menor que o do vídeo e o trafo que estava em teste queimou. Resultado: acabei comprando um trafo novo, aproveitei para escolher um que tem 3 fios no primário, para poder usar junto com um outro, conforme a gente tava conversando aqui:

 

 

Mas estou encafifado com esse negócio de ter alguma coisa na superfície da resistência de chuveiro e que, de alguma forma, impede de ser usada como um potenciômetro...

 

Eu já tinha tentado usá-la no lugar de um alto-falante, mas como não consegui fixar os 8ohm que queria, deixei prá lá.

 

Bem... grato! 🙂

 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

28 minutos atrás, rmlazzari58 disse:

Não consegui fazer com a resistência de chuveiro. Mesmo fixando o jacaré no meio dela, sem corrê-lo, a resistência marcada pelo multímetro fica variando muito o tempo todo. Varia entre poucos ohm (p. ex. 5ohm, 6ohm) e algo maior do que 200ohm, que estoura a escala. Quando aperto o jacaré com a mão, aí é que a resistência varia loucamente. Será que é isso que é chamado de "resistência blindada"?

Esquece quanto dá no multímetro, o que importa é quanto está medindo com ela lá no trafo. 

29 minutos atrás, rmlazzari58 disse:

Eu já tinha tentado usá-la no lugar de um alto-falante, mas como não consegui fixar os 8ohm que queria, deixei prá lá.

No alto falante tem que usar fio de cobre esmaltado, níquel cromo ou similares não serve. 

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

1 minuto atrás, Renato.88 disse:

Esquece quanto dá no multímetro, o que importa é quanto está medindo com ela lá no trafo. 

No alto falante tem que usar fio de cobre esmaltado, níquel cromo ou similares não serve. 

Só que a R não fica fixa, de jeito nenhum. Ou seja, no trafo ela fica variando, da mesma forma que no multímetro...

 

3 minutos atrás, Renato.88 disse:

No alto falante tem que usar fio de cobre esmaltado, níquel cromo ou similares não serve. 

 

Sim, mas aí teria que fazer uma bobina, teria que saber quantas voltas de determinado AWG precisaria...

 

Não deixa de ser uma boa ideia, essa do fio de cobre para não ter que ficar tocando música no último quando for testar outros componentes (tipo se os transístores ou CIs de amp estão esquentando). Basta comprar uma bobina para reparo de alto-falante de, digamos, 100w/8ohm e pronto... essas bobinas são baratinhas e se mergulhadas na água, apenas vão dissolver o papelão.

 

Já para o teste de trafos...

 

O que eu pensei que desse para fazer, Xará, era um reostato a partir de uma resistência de chuveiro qualquer. Um reostato que eu pudesse submergir na água... Mas, cara, tá difícil.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

57 minutos atrás, rmlazzari58 disse:

Só que a R não fica fixa, de jeito nenhum. Ou seja, no trafo ela fica variando, da mesma forma que no multímetro...

Não entendo... 

Nos meus aqui também variam no multímetro, mas quando ponho no trafo e ligo dentro da água, a resistência para de variar. 

59 minutos atrás, rmlazzari58 disse:

Sim, mas aí teria que fazer uma bobina, teria que saber quantas voltas de determinado AWG precisaria...

 

Não deixa de ser uma boa ideia, essa do fio de cobre para não ter que ficar tocando música no último quando for testar outros componentes (tipo se os transístores ou CIs de amp estão esquentando). Basta comprar uma bobina para reparo de alto-falante de, digamos, 100w/8ohm e pronto... essas bobinas são baratinhas e se mergulhadas na água, apenas vão dissolver o papelão

Ah tá, ali em cima eu pensei bobagem. 

Eu tava pensando que você tentou consertar um alto-falante substituindo o cobre por fio de resistência.

 

Vou corrigir.... 

Na verdade, a bobina original de alto-falante não pode ser ligada sozinha no amplificador, ela queima. Precisa do imã pra gerar a indutância. 

 

Eu também já fiz isso de colocar resistores na saída do amplificador, pra assim poder colocar no última volume e não incomodar ninguém. 

1 hora atrás, rmlazzari58 disse:

O que eu pensei que desse para fazer, Xará, era um reostato a partir de uma resistência de chuveiro qualquer. Um reostato que eu pudesse submergir na água... Mas, cara, tá difícil.

Tente lixar as suas resistências de chuveiro, depois enrola de volta em alguma coisa pra ficarem mais curtas. 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisa ser um usuário para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Como se tornar um desenvolvedor full-stack

EBOOK GRÁTIS!

CLIQUE AQUI E BAIXE AGORA MESMO!