Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
ramiz

Motor Corrente Contínua

Recommended Posts

Olá pessoal

Estou trabalhando com uma placa controladora chamada GOGO Board

e utilizo ela para controlar a direção do motor de um carrinho

e não consigo reverter a direção do motor pois toda vez que vou reverte-lo ele reseta ou desliga o que pode ser.

Ele é um motor simples daqueles de carrinho de controle remoto e esto fornecendo 5V de energia para ele.

grato!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Tente desligar o motor por um curto tempo, depois reverta a rotação, detalhe não esqueça de colocar diodos em anti paralelo com o motor para evitar a FCEM (Força Contra EletroMotriz)

abs.

Não acho que precise, nunca ouvi falar que motores de corrente contínua gerassem fcem, mas em todo caso, mas acho que o que está acontecendo é realmente uma sobrecarga de corrente.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não acho que precise, nunca ouvi falar que motores de corrente contínua gerassem fcem, mas em todo caso, mas acho que o que está acontecendo é realmente uma sobrecarga de corrente.

Amigo Denis, não é por ser um motor que ele deixou de ser uma bobina, e no chaveamento, ele vai gerar FCEM com toda a certeza.

Aconteceu comigo, casos em que uma fonte de computador minha resetou por causa disso, resolveu com o clássico diodinho.

abs.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não quero causar polêmica, mas no caso do nosso amigo ramiz, acho que essa alternativa esta fora de questão, pois como ele tem um circuito que vai inverter a rotação do motor, consequentemente a polarização do mesmo, descarta a utilização dos diodos, pois seriam necessários dois, não é mesmo? Assim teríamos sempre um diodo polarizado diretamente, o que curto-circuitaria o enrolamento do motor, estou enganado?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Correto. E o nome desse driver em específico se chama: PONTE-H, ou H-BRIDGE.

E, sim! Mesmo em DC, se uma bobina for percorrida por uma corrente, ela vai gerar FCEM, já que a energia vai ficar acumulada nela e precisa ir embora pra algum lugar, quando for cortada a corrente.

[]'s

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Correto. E o nome desse driver em específico se chama: PONTE-H, ou H-BRIDGE.

E, sim! Mesmo em DC, se uma bobina for percorrida por uma corrente, ela vai gerar FCEM, já que a energia vai ficar acumulada nela e precisa ir embora pra algum lugar, quando for cortada a corrente.

[]'s

Desculpe Maurício mas ainda tenho minhas dúvidas, pelo que aprendi, a fcem aparece no momento em que o motor é energizado, e o campo magnético varia em torno das bobinas, e dessa forma mantem a corrente do motor estável, de forma que ao cortar a corrente do motor estaremos cortando o fluxo magnético sobre as bobinas, consequentemente o que gera a fcem, ou seja ela desaparece assim como apareceu.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Desculpe Maurício mas ainda tenho minhas dúvidas, pelo que aprendi, a fcem aparece no momento em que o motor é energizado, e o campo magnético varia em torno das bobinas, e dessa forma mantem a corrente do motor estável, de forma que ao cortar a corrente do motor estaremos cortando o fluxo magnético sobre as bobinas, consequentemente o que gera a fcem, ou seja ela desaparece assim como apareceu.

Errado, a FCEM aparece no momento em que a bobina é desenergizada, ou seja ao corte de sua corrente o campo magnetico nela se contrai, de modo a gerar uma tensão reversa de ordem maior que e e em oposição a fonte que a alimenta.

Faça o teste prático, acredito que vai sanar suas dúvidas.

abs.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Errado, a FCEM aparece no momento em que a bobina é desenergizada, ou seja ao corte de sua corrente o campo magnetico nela se contrai, de modo a gerar uma tensão reversa de ordem maior que e e em oposição a fonte que a alimenta.

Faça o teste prático, acredito que vai sanar suas dúvidas.

abs.

Desculpe Felipe mas você esta errado, isso acontece em relés, em motores a situação é diferente, em um relé não temos um campo magnético permanente, nem mesmo o momento angular do eixo do motor, são dois sistemas muito diferentes, o que acontece em um sistema não é o mesmo para o outro simplesmente por possuírem bobinas.

Sugiro dar uma lida nesse trabalho:

http://www.eletronica.org/arquivos/MotoresCC.pdf

onde cito o parágrafo sobre partida de motores cc


"5.5- Dispositivos de Partida
No instante em que se aplica a tensão Va nos terminais da armadura, para iniciar a rotação
do motor, não existe fcem, já que a velocidade é nula. Os fatores que limitam a corrente são a queda
de tensão nos contatos das escovas e a resistência no circuito da armadura, Ra, sendo que estes
fatores não alcançam 10 ou 15% da tensão aplicada através dos terminais da armadura . Essa
sobrecarga é, às vezes, muito maior que a corrente nominal. Para evitar danos ao motor, se faz
necessário o uso de um dispositivo de partida, que irá limitar a corrente de partida .
A corrente é excessiva devido à falta da fcem na partida. À medida que se inicia a rotação, a
fcem cresce proporcionalmente ao aumento da velocidade."

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Acho que os dois estão certos, mas ao mesmo tempo "errados".

O Denis se refere ao que EU conheço como "FEM de movimento" - FCEM gerada pela indução de tensão nas espiras da armadura (rotor) ao serem "cortadas" pelo campo magnético do estator (neste caso provavelmente de um íma permanente).

Já o Felipe (meu xará, rs) se refere à outra FCEM, causada pela variação de corrente na armadura (como lembrou o amigo Pedro, com a equação VL = L*dIL/dt) durante o chaveamento. Isto ocorre pois indutores precisam devolver a energia que armazenam quando a corrente cessa - motores possuem indutância, embora ela seja desprezada na maioria das análises em regime, embora seja de grande importância nas análises dos transientes (que é exatamente o caso em questão).

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá Dennis Bopp

Valeu por essa trabalho sobre motores, muito bom. Mas ao lê-lo encontrei na página 24, no sub-títulom5.10 Invertendo o sentido de rotação o que segue:

"• Os circuitos de campo são circuitos altamente indutivos, o que implica em fem

induzidas muito elevadas ao executarmos o chaveamento, o que pode causar desgaste

prematuro dos contatos das chaves. "

O que parece dar razão ao Lokasso e tb ao Felipe, sem negar absolutamente o que diz.

Abs.

Editado por Joagostini

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×