Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

AdrianoSiqueira

Membros Plenos
  • Total de itens

    266
  • Registro em

  • Última visita

  • Qualificações

    N/D

Reputação

166

7 Seguidores

Informações gerais

  • Cidade e Estado
    São Paulo
  • Sexo
    Masculino

Meu Notebook

  • Sistema Operacional
    Linux Mint 19.2
  1. Recomendo formatar novamente e voltar para o Windows 8. Teoricamente ele foi desenvolvido para rodar em máquinas mais limitadas.
  2. Na minha opinião é melhor assim. Já pensou você salvar algo importante lá e depois de algum tempo você for buscar e vê que ele foi deletado sem a sua permissão. A premissa do Google Drive não é ser um "Armazenamento Temporário", mas sim uma espécie de "HD particular na nuvem". Dessa forma seus arquivos ficam lá até quando você quiser. Tenho arquivos abandonados lá a anos e estão do mesmo jeito que eu larguei.
  3. Não entendi sua dúvida, mas pense no Google Drive como sendo o HD do seu PC. Você salva arquivos nele e tem um tamanho limite de quantos dados você consegue salvar. Aí eu te pergunto: se você salvar algo no HD do seu PC, por quanto tempo ele ficará armazenado ali? Provavelmente a resposta será: Até quando eu deletá-lo. Mas como você deve saber, quando se deleta algo do HD, ele não é efetivamente deletado, apenas é apagada as referências para esse arquivo, e como você também deve saber, esse arquivo deletado pode ser recuperado. No Google Drive a lógica é a mesma, você salva algo lá, ele fica lá até você deletar, mas mesmo se você deletar, ainda pode ser possível recuperá-lo (caso o Google queira).
  4. Teoricamente para sempre. Ou até você deletar o arquivo, ou deletar sua conta. Também pode acontecer uma catástrofe e o servidor ser fisicamente danificado, nesse caso se não houver backup por parte do Google, os seus arquivos estarão perdidos.
  5. Dê uma olhada nesse código: Github - Cash Machine
  6. Cara, seu código tinha uma série de problemas, a maioria relacionada com convenção de código: Nome de pacote sempre contém letras minúsculas. Nome de classes sempre começa com letra maiúscula, se o nome for composto, cada inicial deve ser maiúscula. Nunca use acentuação em nomes de classes, métodos ou variáveis, isso pode causar um sério problema relacionado com a codificação do arquivo (aconteceu comigo, as letras acentuadas ficaram todas zoadas). Eu também removi o pacote print completamente, pois as classes que estavam lá dentro eram inúteis. Se você quer imprimir os dados de um objeto, crie uma função para isso dentro da classe do próprio objeto, ou então sobrescreva o método toString (foi o que eu fiz). Fora isso tem algumas coisas que você pode rever com a sua lógica, por exemplo para pegar os dados, pois colocar tudo dentro de uma única função acaba ficando confuso. Aula5_Completa.zip adicionado 21 minutos depois Eu refiz uma parte do código a partir do zero com uma lógica diferente, veja se te ajuda de alguma forma. Aula5_Refeita.zip
  7. Poderia fazer assim: #include <iostream> struct Ponto { int x; int y; }; int main() { /* * (10, 10) * *-------------------------* * : : * : : * : (1, 5) : * : * : * : : * : : * *-------------------------* * (0, 0) */ Ponto inferiorE = {0, 0}; Ponto superiorD = {10, 10}; Ponto ponto = {1, 5}; bool dentro = false; if (ponto.x > inferiorE.x && ponto.y > inferiorE.y) { if (ponto.x < superiorD.x && ponto.y < superiorD.y) { dentro = true; } } std::cout << "O ponto está " << (dentro ? "dentro" : "fora") << ". \n"; return EXIT_SUCCESS; } Cabe a você decidir se caso o ponto cair em cima da linha ele é considerado dentro ou não. No caso desse algoritmo ele é considerado fora.
  8. Poste o código da classe que está com problema, senão não tem como a gente ajudar.
  9. Para usar o fgets faça assim: fgets(destino, quantidade_de_letras_para_ler, stdin); adicionado 14 minutos depois Poste o código como está e vamos ver como melhorar.
  10. Para usar strlen é necessário incluir a biblioteca string.h Ao invés de usar gets use fgets. adicionado 2 minutos depois Outra coisa, ao invés de testar letras maiúsculas e minúsculas, converta o nome para maiúsculo ou minúscula, assim você só tem que testar duas letras. adicionado 11 minutos depois Não entendi para que você criou o vetor letrasaux, a forma como você declarou no primeiro for está dando problema, pois o strlen está retornando 0 e o ciclo não executa. Dica: não sei qual IDE você está usando, mas é uma boa ideia pesquisar como depurar o código, isso poupa muito tempo tentando adivinhar onde o problema está.
  11. Basicamente você vai fazer algo assim: void funcao() { printf("Dentro da função \n"); } int main(){ funcao(); return 0; } Mas essa função deve receber uma string. E essa string deve ser obtida dentro do main.
  12. Pelo que eu entendi, no método main você pega o nome, aí você passa esse nome para uma função e ela diz quantos 'A' e 'E' esse nome tem?
  13. Você vai precisar de dois vetores do mesmo tamanho. Partindo do ponto que um desses vetores já está devidamente preenchido, você precisará de um loop com dois índices: O primeiro inicia em 0 e vai até o último elemento do vetor preenchido (vamos chamar de i). O segundo começa do último elemento do vetor vazio e vai decrementando até chegar em 0 (vamos chamar de j). Dentro do loop é só atribuir o valor do vetor preenchido na posição i ao vetor vazio na posição j.

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Aprenda_a_Ler_Resistores_e_Capacitores-capa-3d-newsletter.jpg

ebook grátis "Aprenda a ler resistores e capacitores", de Gabriel Torres

GRÁTIS! BAIXE AGORA MESMO!