Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Teste da Fonte de Alimentação Huntkey Green Star 350 W (LW-6350HG)

       
 56.115 Visualizações    Testes  
 63 comentários

Nós demos uma olhada na versão de 350 W da Huntkey Green Star (também conhecida como LW-6350HG). Será que ela explodirá igual às suas irmãs? Confira.

Teste da Fonte de Alimentação Huntkey Green Star 350 W (LW-6350HG)
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

Esta é a quinta fonte de alimentação da Huntkey que nós testamos e até agora praticamente todas explodiram quando tentamos extrair sua potência rotulada. Será que isto também vai acontecer com a Green Star 350 W? Confira.

A propósito, a única fonte de alimentação da Huntkey que nós testamos e que não explodiu foi a Titan 650 W, que usa um projeto completamente diferente.

O engraçado é que a Huntkey removeu todos os modelos Green Star do seu site, mas eles continuam sendo vendidos no Brasil.

Se você prestar atenção verá que o número de modelo desta fonte é um pouco diferente comparado aos demais modelos da Huntkey que testamos (HG vs. SG). Cavando um pouco no site da Huntkey descobrimos as essas duas letras indicam o tamanho da ventoinha da fonte, HG para 120 mm e SG para 140 mm.

Huntkey Green Star 350 W
Figura 1: Huntkey Green Star 350 W (LW-6350HG).

Huntkey Green Star 350 W
Figura 2: Huntkey Green Star 350 W (LW-6350HG).

Esta fonte é muito pequena, medindo apenas 14 cm de profundidade, tem uma ventoinha de 120 mm localizada em sua parte inferior e não tem PFC ativo, o que impede que a Huntkey venda este produto na Europa. Na Figura 1 você pode ver que esta fonte tem um chaveador de seleção de tensão, recurso este normalmente encontrado em modelos sem PFC ativo.

O cabo principal da placa-mãe, que usa um conector de 20/24 pinos, é o único que tem proteção de nylon, apesar de esta proteção não partir de dentro da carcaça da fonte. A Green Star 350 W também vem com um cabo ATX12V.

A Green Star 350 W vem com um cabo com três plugues de alimentação para periféricos, um cabo com dois plugues de alimentação para periféricos e um plugue de alimentação para a unidade de disquete, e um cabo com dois conectores de alimentação SATA.

A quantidade de plugues de alimentação não é suficiente. Com apenas dois plugues de alimentação SATA você precisará usar adaptadores para instalar mais de um disco rígido (assumindo que você tenha uma unidade óptica SATA) e esta fonte não vem com conectores de alimentação auxiliares para placas de vídeo! Portanto você precisará também usar adaptadores para converter plugues de alimentação para periféricos em plugues de alimentação auxiliares para placas de vídeo.

Os cabos para periféricos e SATA são 20 AWG (ou seja, mais finos do que gostaríamos de ver), enquanto que os fios no cabo ATX12V e no cabo principal da placa-mãe são 18 AWG.

Agora vamos dar uma olhada no interior desta fonte de alimentação.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários




Opa!!! Mais uma Huntkey pra coleção!!! ^^

O pessoal do CdH já está esperto com essas Huntkeys, até filmam o teste.

Por isso que eu sempre digo, sou a favor dos sites Clube do Hardware e Hardware Secrets criarem uma área de "Produtos não Recomendados" ou "Nunca Compre Isto!" assim como existe a área de produtos recomendados. Bom, como não faço a menor diferença entre tantos usuários, gostaria de uma enquete, para os que apóiam ou não a criação da área.

Link para a Enquete

Editado por rhuanecc

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Por isso que eu sempre digo, sou a favor dos sites Clube do Hardware e Hardware Secrets criarem uma área de "Produtos não Recomendados" ou "Nunca Compre Isto!" assim como existe a área de produtos recomendados.[2]

queria ve como se procede esse teste em uma fonte que presta

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
essa até que demorou mais que as outras pra explodir, o Gabriel Torres até mexia lá no aparelho pra ir logo kkkkkkkkkkk

Olha, como expliquei no teste mover o botão da saída para o osciloscópio não interfere no teste.

Como ela agüentou firme 1 minuto sem explodir, comecei a coletar os dados para o teste de ripple e ruído, mas ela explodiu de qualquer forma...

queria ve como se procede esse teste em uma fonte que presta

Por favor seja mais claro no que você está falando, pois não entendi. O procedimento para os testes de fontes é absolutamente o mesmo e temos várias fontes que passaram em nossos testes.

Gabriel Torres

Editado por Evandro

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Gabriel, sobre a ideia de criar uma área de "Produtos não Recomendados" que tal por a enquete perguntando se os membros do fórum querem a tal área?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Não acredito que um usuário prudente que tenha um equipamento capaz de "sugar" 280W com 22A nas linhas 12V vá usar uma fonte de R$100,00. Mas para os ~90% restantes de computadores pessoais no Brasil, ela oferece altíssima eficiência (que é muito interessante pra essa faixa), um excelente nível de ruído, boa refrigeração, é silenciosa, e um custo X benefício inigualável. Há opção melhor no mercado nessa faixa de preço? Eu não conheço...

Eu havia recomendado ao CDH um teste deste modelo a algum tempo atrás. Uso a minha desde Julho e, sinceramente, não estou nem um pouco desapontado com o que vi neste review. ^_^

Obrigado pela avaliação, Gabriel!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Bom como aqui acaba tudo em Pizza so temos uma unica e exclusiva coisa a fazer.

BOICOTE TOTAL NOS PRODUTOS DESSA EMPRESA SAFADA.

Assim teremos uma Empresa SUJA a menos

deveriam abrir um topico exclusivo sobre EMPRESAS QUE ENGANAM O CONSUMIDOR

E colocar bem DESTACADO na primeira pagina do site.

2 milhões de usuarios visitam aqui por mês

So ai já seriam 2 Milhões de clientes a menos pra essas Empresas SUJAS e MALDITAS.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Guest Geraldo Lopes

(editado) · Denunciar

Não acredito que um usuário prudente que tenha um equipamento capaz de "sugar" 280W com 22A nas linhas 12V vá usar uma fonte de R$100,00. Mas para os ~90% restantes de computadores pessoais no Brasil, ela oferece altíssima eficiência (que é muito interessante pra essa faixa), um excelente nível de ruído, boa refrigeração, é silenciosa, e um custo X benefício inigualável. Há opção melhor no mercado nessa faixa de preço? Eu não conheço...

Eu havia recomendado ao CDH um teste deste modelo a algum tempo atrás. Uso a minha desde Julho e, sinceramente, não estou nem um pouco desapontado com o que vi neste review. ^_^

Obrigado pela avaliação, Gabriel!

Érico,

existe a fonte AKASA AK-P350G, que custa R$ 89,00 e não explode quando é exigida na sua potência máxima rotulada (350W). Esta fonte é extremamente comum no mercado brasileiro, sendo a opção mais barata de fonte real, com ótimo custo-benefício. É uma pena que o Gabriel Torres não tenha testado para ver se merece o selo de recomendação.

Editado por Geraldo Lopes

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Não acredito que um usuário prudente que tenha um equipamento capaz de "sugar" 280W com 22A nas linhas 12V vá usar uma fonte de R$100,00. Mas para os ~90% restantes de computadores pessoais no Brasil, ela oferece altíssima eficiência (que é muito interessante pra essa faixa), um excelente nível de ruído, boa refrigeração, é silenciosa, e um custo X benefício inigualável. Há opção melhor no mercado nessa faixa de preço? Eu não conheço...

Eu havia recomendado ao CDH um teste deste modelo a algum tempo atrás. Uso a minha desde Julho e, sinceramente, não estou nem um pouco desapontado com o que vi neste review. ^_^

Obrigado pela avaliação, Gabriel!

Eu sou um cara de pau com configuração forte segurada por fonte de R$100,00. Só fico imaginando a neura que vou ficar quando Gabriel estourar um modelo da minha Akasa 350w, não vou conseguir mais overclocar sem procupação!ahhahahahahhaha!Brincadeira!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Mais uma Huntkey que explodiu!! :lol::lol::lol: "Huntkey Green Star Explosion"

Pensar que antes desses testes eu cheguei a recomendar fontes como essa... Isso foi há muito tempo.

Queria só ver o Gabriel Torres testando a AKASA AK-P350G pra ver se eu pago língua ou não. Pensando bem até hoje não tem nenhum teste da Akasa.

Editado por AbstractionMind

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Érico,

existe a fonte AKASA AK-P350G, que custa R$ 89,00 e não explode quando é exigida na sua potência máxima rotulada (350W). Esta fonte é extremamente comum no mercado brasileiro, sendo a opção mais barata de fonte real, com ótimo custo-benefício. É uma pena que o Gabriel Torres não tenha testado para ver se merece o selo de recomendação.

O valor mais barato que encontrei nessa BKAM foi R$123,00 no ML. No mesmo site, a Huntkey sai por R$109,00.

Agora, pare atestar se ela tem a eficiência da huntkey, a qualidade de saída da huntkey e realmente é capaz de fornecer a potência rotulada, só mesmo com um teste desse modelo usando a mesma metodologia.

O máximo que posso exigir dela com minha config é espetando 1,6v no processador e colocando a VGA em overclock. O problema é que nem dá pra estressar a CPU, já que sua temperatura sobe muito rápido com essa tensão. Então, quando a máquina apaga nestas circunstâncias, naturalmente não é por causa da fonte.

Definitivamente essas entry-level tem muito mais a dar do que a grande maioria dos usuários pode exigir (isso inclui aquela CoolerMaster baratinha bastante popular também). Acho que o CDH deveria focar um pouco mais seus testes neste segmento.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Olá a todos!

Primeiramente, quero parabenizar ao Gabriel e toda sua equipe pela seriedade e competência em manter um site sério e confiável! Sabemos que em nosso país iniciativas como essa nem sempre são valorizadas como deveriam!

E mais uma vez vimos um produto ruim ser desmascarado. Fico pensando naqueles menos informados que compram coisas apenas pelas informações de um vendedor, que não raro sabem menos ainda, ou por uma caixa bonitinha...

Quanto ao fato desta fonte ser boa até 280W, ok! Concordo que até sirva para usuários comuns com micros "básicos", mas o problema está em ela se anunciar como uma fonte de 350W, o que não é verdade, ou seja, como foi falado no teste, é propaganda enganosa... e isso já fala muito a respeito da empresa que a produz...

Quanto ao testes com fontes de outras marcas, gostaria de deixar minha sugestão para testes com as fontes da Dr Hank. Atualmente uso uma modelo PW-500T-USPC que comprei por R$ 150,00. Gostaria de ter comprado uma Corsair ou Seventeam, mas por aqui no sul foi o que achei de mais acessível ao meu bolso.

Quando vencer a garantia de 6 mêses dela, vou abrí-la e postar fotos num futuro tópico para uma análise superficial, mas estou curioso para saber como ela se sairia num teste sério!

Mais uma vez parabéns ao CDH por nos ajudar como consumidores preocupados a fazermos boas escolhas!

Editado por Cleto

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Érico,

existe a fonte AKASA AK-P350G, que custa R$ 89,00 e não explode quando é exigida na sua potência máxima rotulada (350W). Esta fonte é extremamente comum no mercado brasileiro, sendo a opção mais barata de fonte real, com ótimo custo-benefício. É uma pena que o Gabriel Torres não tenha testado para ver se merece o selo de recomendação.

Eu ficaria com a ST 420 BKV tem o teste do Clube do Hardware, não explode, fornece a potencia real e ta nesta faixa de preço

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

"Huntkey Greenstar Explosion" ótima... :D

To pensando em comprar uns par dessas fontes da Huntkey ano que vem... pra festa de Sao Joao na lan house! kkkkkkkkkkkkk

O que deixa triste é ver que a **** funciona como "gente grande" até 80% da potencia.... economia boba da huntkey....

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Pelo menos, ela conseguiu fornecer 344W, sem explodir. Ao contrário da das fontes de 450W e 550W que, pelos testes do cdh, sequer chegaram próximas da potência real anunciada.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Huhuaa o caras querem banir a huntkey do brasil, a cada teste uma nova decepção...

Jaja some ou volta remarcada com outro nome no mesmo produto...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Essa seria uma otima oportunidade para continuar a desmascarar a Huntkey, e testar outro modelo, que acredito q assim como eu muitos usuarios possuem

a bela e formosa "Hutkey 550 green star"

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Não acredito que um usuário prudente que tenha um equipamento capaz de "sugar" 280W com 22A nas linhas 12V vá usar uma fonte de R$100,00. Mas para os ~90% restantes de computadores pessoais no Brasil, ela oferece altíssima eficiência (que é muito interessante pra essa faixa), um excelente nível de ruído, boa refrigeração, é silenciosa, e um custo X benefício inigualável. Há opção melhor no mercado nessa faixa de preço? Eu não conheço...

Eu havia recomendado ao CDH um teste deste modelo a algum tempo atrás. Uso a minha desde Julho e, sinceramente, não estou nem um pouco desapontado com o que vi neste review. ^_^

Obrigado pela avaliação, Gabriel!

Eu não recomendaria essa fonte nem para um cliente "pobretão" . Essa fonte além de enganar, tem baixa qualidade. Mesmo que não use nem 50% da potência rotulada, ela não possui os componentes necessários para manter seu micro seguro. Nesse caso, eu recomendaria uma seventeam 350 BKV, que é o mesmo preço e possui proteções.

O valor mais barato que encontrei nessa BKAM foi R$123,00 no ML. No mesmo site, a Huntkey sai por R$109,00.

Agora, pare atestar se ela tem a eficiência da huntkey, a qualidade de saída da huntkey e realmente é capaz de fornecer a potência rotulada, só mesmo com um teste desse modelo usando a mesma metodologia.

O máximo que posso exigir dela com minha config é espetando 1,6v no processador e colocando a VGA em overclock. O problema é que nem dá pra estressar a CPU, já que sua temperatura sobe muito rápido com essa tensão. Então, quando a máquina apaga nestas circunstâncias, naturalmente não é por causa da fonte.

Definitivamente essas entry-level tem muito mais a dar do que a grande maioria dos usuários pode exigir (isso inclui aquela CoolerMaster baratinha bastante popular também). Acho que o CDH deveria focar um pouco mais seus testes neste segmento.

Qualidade ?? Sugiro prestar atenção no teste e reler. Essa fonte nem devia ser vendida no mercado. Por quê você acha que a Huntkey não pode vender na Europa ?

Por favor, reveja seus conceitos.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Érico,

existe a fonte AKASA AK-P350G, que custa R$ 89,00 e não explode quando é exigida na sua potência máxima rotulada (350W). Esta fonte é extremamente comum no mercado brasileiro, sendo a opção mais barata de fonte real, com ótimo custo-benefício. É uma pena que o Gabriel Torres não tenha testado para ver se merece o selo de recomendação.

Está na lista. Lembrando que a afirmação acima é do usuário, nunca nem toquei nesta fonte.

Pelo menos, ela conseguiu fornecer 344W, sem explodir. Ao contrário da das fontes de 450W e 550W que, pelos testes do cdh, sequer chegaram próximas da potência real anunciada.

280 W. A 344 W ela explodiu. Veja o vídeo dentro do teste.

Editado por Pierre C.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Já foi um alivio para muito gente descobrir que esse modelo é diferente internamente do modelo de 450W.

Ora bolas, na outra explosão em quase derrubei minha Coca no chão, essa não deu nem para assustar...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
São direitos básicos do consumidor:

. Proteção da vida, da saúde e da segurança;

. Educação para o consumo e liberdade de escolha de produtos e serviços;

. Direito a informação;

. Proteção contra publicidade enganosa e abusiva;

. Direito a modificação das cláusulas contratuais;

. Direito a indenização;

. Acesso à Justiça;

. Facilitação da defesa de seus direitos;

. Serviços públicos de qualidade.

Detalhe ao 4º ítem da lista de direitos básicos do consumidor.

Vou mandar um email pro procon, e citar o Cdh como fonte do teste, seria algum problema?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Anjoed, que componentes necessários usuais nessa faixa de preço ela não tem? Relendo o teste, faço algumas citações que enfatizam o que eu disse sobre a sua qualidade de saída:

"Esta fonte utiliza um estágio de filtragem de transientes adequado, com dois capacitores Y extras."

"A estabilidade da tensão ficou o tempo todo entre 3% de seus valores nominais, que é sempre bom de ver, incluindo a saída de -12 V, que normalmente fica mais distante do seu valor nominal."

"O ripple e o ruído foram o destaque deste produto. O ruído na saída de +12 V chegou no máximo a 34 mV (logo antes da fonte explodir), o ruído na saída de +5 V chegou no máximo a 17,6 mV e o ruído na saída de +3,3 V chegou no máximo a 11 mV."

Você sabia que certos tipos de alimentos que você consome todo dia jamais seriam aceitos no bloco europeu? Existe uma grande diferença entre protocolos de segurança e higiene alimentar para produtos "tipo exportação", mas aposto que você não se preocupa com isso no dia-a-dia. Isso aqui é Brasil-América do Sul, país subdesenvolvido (ou "em desenvolvimento", como preferir), um país onde boa parte da população não saberia o que é um computador se não existissem os PCs Positivo ou "Made in Manaus". Não confunda os critérios de "qualidade" entre regiões tão distintas, companheiro.

Além disso, você sujere a um "probretão" (como você mesmo define), que geralmente já tem um orçamento de outra loja com uma fonte "Xing-Ling" a colocar uma fonte de R$120,00 com eficiência máxima de 65%? Independente do ambiente e de quanto tempo a máquina fica ligada por dia? De boa, cara, não creio que seja eu quem precisa rever meus conceitos. =D

Editado por Érico

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Caraca :eek:

quando estava montando meu desk , quase comprei uma fonte desta marca.

Acabei optando por uma Corsair de 450w que me salvou , pois a mesma queimou nas férias.Mas como estava na garantia trocaram por outra zerada.

Apoio a campanha

A favor dos sites Clube do Hardware e Hardware Secrets criarem uma área de "Produtos não Recomendados" ou "Nunca Compre Isto!" assim como existe a área de produtos recomendados.[3]

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×