Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

AMD + ATI: Um Ano Depois

       
 75.019 Visualizações    Artigos  
 30 comentários

Uma análise do que aconteceu no mercado um ano após a AMD ter anunciado a compra da ATI.

AMD + ATI: Um Ano Depois
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

Já se passou um ano desde que a AMD anunciou a compra da ATI e nós decidimos fazer uma análise detalhada tanto no aspecto técnico quanto no aspecto financeiro desta operação. Nós descobrimos alguns dados preocupantes. Confira.

A compra da ATI pela AMD provavelmente foi a notícia mais comentada dos últimos 12 meses. Apesar de terem ocorrido várias outras aquisições, fusões e falências no mercado, nenhuma delas foi da magnitude da transação da AMD e ATI, oficialmente avaliada em US$ 5,4 bilhões.

Apesar de a negociação ter sido anunciada no dia 24 de julho de 2006, o negócio só foi concluído no dia 25 de outubro de 2006, três meses depois. Portanto ainda não completou um ano da compra da ATI pela AMD; este é o primeiro aniversário do anúncio da negociação.

Para os especialistas em hardware, a compra da ATI pela AMD faz muito sentido: trata-se de um fabricante de processadores comprando um fabricante de chips gráficos de modo a aumentar sua participação no mercado. Como a AMD planeja lançar um processador com chip gráfico integrado no futuro, a compra de uma empresa especializada em chips gráficos faz muito sentido.

Na verdade a ATI não era um fabricante de chips gráficos na verdadeira acepção da palavra, mas sim uma empresa que projetava chips gráficos, já que eles não tinham nenhuma fábrica. Eles projetavam os chips e enviava os projetos para fabricantes de chips terceirizados como a TSMC e a UMC (a mesma coisa acontece com a NVIDIA, diga-se de passagem). É por esse motivo que existe um grande retardo entre o projeto do chip e a sua chegada ao mercado. Como a AMD tem suas próprias fábricas, eles poderiam começar a fabricar chips gráficos, diminuindo assim o tempo entre o projeto e a chegada do chip ao mercado. E não é só isso. Tendo suas próprias fábricas é possível fazer ajustes finos que melhoram tanto o projeto do chip quanto a sua produção.

Mas várias questões vieram à tona na ocasião da compra. Esta fusão faria da AMD uma empresa mais forte? Aumentaria a participação da ATI e/ou AMD no mercado? E em relação aos seus concorrentes diretos, NVIDIA e Intel? Será que eles iriam juntar forças? A fusão da AMD e ATI aumentaria ou diminuiria a força da NVIDIA ou da Intel? Essas são algumas questões que gostaríamos de analisar neste artigo.

“Isto faz sentido” foi - e provavelmente ainda é - o sentimento preponderante para a comunidade e a indústria de hardware para PCs. Mas qual é a opinião do Sr. Mercado?

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários




Na 4ª página, tem um pedaço do texto que não faz lá muito sentido por causa de umas palavras que estão escritas erradas ou letras voando. Acho que deveriam ver o que aconteceu.

Eis o trecho

"Tudo o que vimos foi um lançamento “no papel” no dia 28 de junho de 2007 anunciando as duas famíliasom a o no papelm r.ver o que aconteceu. a imagem da empresa, jue deu a eles o K6, o processador que colocou a AMD de novo no j, mas os produtos demoraram pelo menos duas semanas para chegar ao mercado. Isto é algo que a AMD deveria definitivamente consertar, o quanto antes melhor."

Tirando isso, ótimo artigo por parte do Clube do Hardware, realmente muito interessante de se ler. Parabéns.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

A matéria é muito interessante mesmo.

Engraçado ver a valorização da Nvidia no período perante a estagnação e até redução da AMD+ATI.

Ao mesmo tempo que tornou abriu o leque, essa fusão parece ter trazido um pouco falta de autonomia na divisão ATI para o desenvolvimento de novos produtos, talvez isso tenha refletido no mercado e beneficiado a Nvidia.

Quanto a Intel, acho que a valorização que percebeu no período tenha relação com o enorme sucesso dos Core2Duo, acredito que pouco tenha a ver com a fusão AMD+ATI.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

O imenso aumento nas ações da nVidia e da Intel se devem ao estrondoso sucesso dos 'quase sem concorrentes' geforce 8x00 (nVidia) e dos Core 2 (Intel) e nada têm a ver com a compra da ATI pela AMD.... Esses fatos simplesmente ocorreram no mesmo período, só isso. E a AMD vale hoje menos que antes de comprar a ATI pois seus novos produtos não conseguiram atingir o desempenho esperado e a AMD teve que cortar muito os preços para ainda ser competitiva no mercado 'low to mid-end'. O que diminuiu o, já não muito grande, lucro.

Um exemplo é o Athlon 64 X2 6000+, top da linha X2 que vale apenas US$ 178,00 enquanto que o concorrente da Intel de mesmo desempenho vale quase o dobro, e que, pela disparidade no marketing, ainda assim vende muito mais.

E o 'Sr. Mercado' realmente não perdoa, anunciou um produto para tal data e não cumpriu o prometido, as ações caem mesmo.

Vamos esperar 2008, com o lançamento dos novos processadores quad-core da AMD para ver se as coisas melhoram. Eu, como todo fã da AMD, espero que sim. :)

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Primeiramente gostaria de lembrar que o mercado de ações é de alta complexidade até mesmo para profissionais da área.

No momento da compra da ATi pela AMD houve um aumento nas ações devido ao grande volume de ações que AMD comprou, ou seja, obedecendo a "lei da oferta e da demanda".

Já as ações da AMD tiveram uma diminuição devido ao grande investimento que ocorreu, ou seja, ela gastou seu din din, imobilizando na compra da ATi.

Em relação ao mercado de ações; investidores em ações buscam lucro futuro, ambas empresas ao nossos olhos de "garimpeiros da informática" seriá um lindo casamento entre CPUs+CHIPSETs+GPUs que resultaria lindos filhos, mas aos olhos do investidor surge a incerteza devido a mudança (toda mudança gera incertezas), já que ambas empresas ainda buscam um lugar descente ao "sol" (uma boa fatia de seus mercados).

Sobre a Intel, ela esta seguido seu caminho lançando seus produtos cumprindo suas metas o que reflete no mercado de ações, e aos meus ollhos esta dois passos na frente da AMD pois o C2D ja esta há um ano no mercado e em quanto só neste fim de ano que nos resta deve aparecer a nova tecnologia da AMD correndo o risco de nascer obsoleta caso a Intel siga seu cronograma a risca!

Sobre a Nvidia, bem semelhante a Intel até com mais folga, devido a sua melhor organização em relação a seus concorrentes!

Sobre o Sr. Mercado

A realidade é dura e cruel, até este momento, pois um ano se passou e nada mudou só mais do mesmo! Consequência! perca de mercado, produtos ultrapassados e concorrência sorrindo!

Aguardemos 2008!!!...o ano da "mudança"!?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

O que aconteceu foi que agora a Intel e a Nvidia estão um passo a frente de tudo...

Assim que a AMD lançar uma processador concorrente do top da Intel, a Intel era lançar uma outra linha mais forte...

A mesma coisa com a Nvidia, assim que a ATI lançar uma suposta HD2900XTX para combater a 8800Ultra a Nvidia vira com uma Serie 9 que terá o dobro de performance, ou seja, se ATI + AMD não reagirem elas vão se ferrar mais ainda, seus produtos nunca vão ser TOP, o que faz os preços das açoes cairem.

Não sei nada de mercado, mais acredito que seja assim.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Os acionistas da AMD devem estar amando o Sr. Hector Ruiz.

Ultimamente ele faz da AMD capitulos de novela mexicana...muito drama...muito encenação...e mais nada.

Chegando a apelar para UE (União Europeia)

Se o Fusion não for a 8 maravilha do mundo vai ser um caos total e adeus AMD...que é que resta, pois os K10 65nm ja tem concorrente.... os 45nm da Intel vai ficar difícil pra AMD. Foi muito bom enquanto durou...E que venha a IBM ou Samsung pra nos salvar da Intel e Nvidia.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Cara tenho a mesma empreção que você... Se eles nao tomarem uma providencia(tanto a AMD quanto a ATI) vão por agura abaixo.

O problema depois é que a Intel e a Nvdia vão poder colocar qualquer preços no seus produtos, nao vai ter ninguem pra elas concorrerem.

Na minha opinião nao tem produtos melhores do que da Intel e da Nvidia.Na hora de comprar eu prefiro 1000 vezes os produtos da Intel e da Nvidia, apesar de que se AMD e a ATI estiverem melhor eu compro(nao sou tonto de gastar o mesmo preço de um produto da Intel sendo que a AMD esta melhor, apesar de nao gostar da ideia) ,mas a preferençia é Intel/Nvdia.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Acho que a AMD vai dar a volta por cima.

Um processador com GPU, se vir a ser lançado, é um avaço bem significante. O problema é que a AMD sofre muito "preconceito". O marketing da intel é muito forte, tanto é que ela vende produtos com a mesma qualidade e desempenho pelo dobro do preço.

Vamos ver no que isso vai dar, e que venha 2008.

OBS: No "capetalismo" raramente uma empresa fica soberana em algum ramo. Não se preocupem, alem da Coca-Cola não conheço nenhuma empresa parecida que mande e não tem risco algum de perder a banca.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Cara tenho a mesma empreção que você... Se eles nao tomarem uma providencia(tanto a AMD quanto a ATI) vão por agura abaixo.

.

Não procede nada disso que você disse.

Um exemplo é a:

A VIA tem um mercado menor que o da AMD e ano que vem já promete lançar os processadores 2008 Isaias 64 bits

veja a noticia:

http://xpcmaster.zip.net/arch2007-07-29_2007-08-04.html

Ps:

E sobre a samsung. Ela já confirmou parceria com AMD

Apoveitando o Topico, e que falei sobre os Isaias, gostaria de pedir ao Gabriel Torres para analisar arquitetura destes novos CPUs da VIA com os codinomes Isaias

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Dando uma olhada no site da NASDAQ eu verifiquei os seguintes valores, como não sou um analista de mercado não sei se isso é realmente o valor das empresas, mas ai vai:

Market Value : AMD - $ 7,190,314,760

Market Value : ATI - $ 10,181,489,840

Market Value : nVidia - $ 15,964,542,870

Será que o Clube não esqueceu de ver as ações da ATI? pois talvez as mesmas ainda estejam sendo negociadas separadamente, pois, como podemos ver a nVidia realmente chegou a 15Bi de US$, mas a ATI também foi a 10Bi e a AMD foi a 7Bi...hã?:eek:

Como assim a ATI está maior que a AMD? será que esse valor é só em ações negociadas na bolsa? ai talvez pela AMD ter menos ações em bolsa que a ATI pode dar a impressão da mesma ser maior? ou estou vendo tudo errado?

fica ai as perguntas para os feras em mercado.

Segue um gráfico comparativo da evolução, retirado do site da NASDAQ, de 2anos atrás até agora, contendo a evolução das 3 empresas: (acho que este gráfico é uma especie de taxa de crescimento e não o valor total das empresas, pois a AMD não está tão abaixo da ATI pelos dados acima e a ATI não está acima da nVidia.)

attachment.php?attachmentid=54080&stc=1&d=1186970348

Como vemos a ATI cresceu até mais que nVidia, e a AMD realmente caiu, algo até explicável pois a AMD adiquiriu uma divida de 5Bi, no final a ATI caiu um pouco provavelmente por demora no lançamento da sério HD 2000 para concorrer com a GF8600.

Novamente fica ai os dados para os feras em mercado, e me falem se estou errado.

Abraços.

post-212360-13884944344422_thumb.jpg

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Não procede nada disso que você disse.

Um exemplo é a:

A VIA tem um mercado menor que o da AMD e ano que vem já promete lançar os processadores 2008 Isaias 64 bits

veja a noticia:

http://xpcmaster.zip.net/arch2007-07-29_2007-08-04.html

Ps:

E sobre a samsung. Ela já confirmou parceria com AMD

Apoveitando o Topico, e que falei sobre os Isaias, gostaria de pedir ao Gabriel Torres para analisar arquitetura destes novos CPUs da VIA com os codinomes Isaias

É pensando melhor pode ser... é meio difícil uma empresa grande falir, alem disso por tras dela tem os "pratocinadores"(parcerias com jogos etc.) que podem ajudar tambem.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
O cenário para as ações da ATI foi o seguinte. No dia 21 de julho de 2006 as ações da ATI fecharam em US$ 16,56, fechando em US$ 19,67 no dia 24 de julho de 2006, após a AMD ter anunciado que eles comprariam a ATI. Um aumento impressionante de 19% no preço das ações da empresa, porém você deve ter em mente que no fechamento do negócio (que aconteceu no dia 25 de outubro de 2006) a AMD compraria cada ação da ATI por US$ 16,40 em dinheiro mais 0,2229 de ações da AMD para cada ação da ATI que os investidores tivessem. Como o preço de fechamento da AMD no dia 24 de julho foi de US$ 17,39, cada ação da ATI estava na verdade avaliada em US$ 20,28 (US$ 26,40 + US$ 3,876, que é US$ 17,39 x 0,2229), portanto mesmo com este aumento de preço ela ainda foi cotada um pouco abaixo do seu valor “real”.
no treco acima da página 2, o valor em negrito está errado... o correto é US$ 16,40

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Será que o Clube não esqueceu de ver as ações da ATI? pois talvez as mesmas ainda estejam sendo negociadas separadamente, pois, como podemos ver a nVidia realmente chegou a 15Bi de US$, mas a ATI também foi a 10Bi e a AMD foi a 7Bi...hã?
Acontece que esse ATI se refere a Allegheny Technologies Incorporated e não a subsidiaria da AMD que projeta chips graficos ;)

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Uma razoável (aliás, que eu tenha visto, a única) análise sobre o Isaiah.

No final das contas, graças a mim, ao Linus Torvalds e a outros membros do fórum (Eu estraguei o tópico junto com o Linus Torvalds! Ok, nem tanto, Thiago...) o tópico descanbou total, mas ainda dá para tirar alguma coisa dele. Minha opinião pessoal é que a performance por MHz (em inteiros) será aproximadamente igual ou pouco superior a de um PIII (execução fora de ordem, mesmo número de unidades de execução, e como estas costumam ser construídas para não ser gargalo para o resto do microprocessador...). A performance em ponto flutuante é uma incógnita. A potência, eu diria, não vai passar da de um PM nas mesmas técnicas de fabricação e frequência.

No geral, um microprocessador razoável. Mas não sei se continuará competitivo, quando se considera que os Intels e AMDs concorrentes provavelmente serão mais rápidos, o que começa a se tornar um problema quando se tem um microprocessador mais avançado, caro e beberrão...

Dou um doce para quem sabia que essa tal de ATI (maior que a AMD!) era "The World's Best Specialty Metals Company"... Depois dessa, vou voltar pra minha edição de Sagarana.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Acontece que esse ATI se refere a Allegheny Technologies Incorporated e não a subsidiaria da AMD que projeta chips graficos ;)

Obrigado pela correção, realmente, depois que você falou, eu verifiquei e constatei a falha...rs, foi mau....

Mas vamos lá, que fique claro que só quero tentar desvendar esse mistério de uma empresa de 10Bi comprando outra de 5Bi e.. e.. virar uma empresa de 7Bi, como?

Eu dei uma olhada na lista da Fortune onde aparecia as 100 maiores empresas do mundo e como de costume a Wal-Mart estava em primeiro com 351Bi, em 65º lugar estava a nossa Petrobras com 72Bi, mas em 100º apareceu uma tal de Munich Re Group com 58Bi, fiquei encucado por não achar a Intel, achei a HP em 41º e a IBM em 42º porém a Intel eu não achei, fui ver na lista dos 500 e a Microsoft estava em 139º com 44Bi e a Intel estava em 183º lugar com 35Bi, ou seja nossa Petro é 2x e 2Bi maior que a Intel e quase a Intel + Microsoft, ponto para a Petro...rs, deixando os comparativos sem sentido...rsrs, continuei procurando por nVidia, AMD e ATI, então fui para o último da fila, e em 500º lugar achei a Bombardier com 14Bi,desisti da AMD e ATI, já que não estariam acima de 14Bi (brincadeira, eu sou curioso e procurei, mas não achei), então fui atrás da nVidia que na teoria estaria perto de 17Bi, porém também não achei em nenhuma posição (entre as quinhetas é claro), se fossem 1000 talvez eu encontraria.

Alguém sabe como é elaborada esta lista?

Tá certo que a lista de 2007 deve levar em consideração o ano de 2006, mas a Intel não deveria estar entre as 50 primeiras?

Só sei que juntando os dados do Clube, o valor da AMD na Nasdaq e a lista da "Fortune" eu cheguei a seguinte conclusão: me perdi...rs, mas quando eu achar algo a respeito eu aviso...

Só sei que estou como o Gabriel e Cássio, não entedi como aconteceu isso, parece que tem algo que está faltando, mesmo que as ações perdessem um pouco seu valor, a queda de aproximadamente 50% de uma empresa enquanto as concorrentes estão crescendo não parece normal, parece até que estaria quebrando, o que não acho, se todas as de TI estivessem caindo até poderia ser um movimento normal...mas...

Abraços, e quem achar algo quero saber...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Só sei que estou como o Gabriel e Cássio, não entedi como aconteceu isso, parece que tem algo que está faltando, mesmo que as ações perdessem um pouco seu valor, a queda de aproximadamente 50% de uma empresa enquanto as concorrentes estão crescendo não parece normal, parece até que estaria quebrando, o que não acho, se todas as de TI estivessem caindo até poderia ser um movimento normal...mas...

bingo! hehe

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Primeiramente gostaria de lembrar que o mercado de ações é de alta complexidade até mesmo para profissionais da área.

No momento da compra da ATi pela AMD houve um aumento nas ações devido ao grande volume de ações que AMD comprou, ou seja, obedecendo a "lei da oferta e da demanda".

Já as ações da AMD tiveram uma diminuição devido ao grande investimento que ocorreu, ou seja, ela gastou seu din din, imobilizando na compra da ATi.

Em relação ao mercado de ações; investidores em ações buscam lucro futuro, ambas empresas ao nossos olhos de "garimpeiros da informática" seriá um lindo casamento entre CPUs+CHIPSETs+GPUs que resultaria lindos filhos, mas aos olhos do investidor surge a incerteza devido a mudança (toda mudança gera incertezas), já que ambas empresas ainda buscam um lugar descente ao "sol" (uma boa fatia de seus mercados).

Sobre a Intel, ela esta seguido seu caminho lançando seus produtos cumprindo suas metas o que reflete no mercado de ações, e aos meus ollhos esta dois passos na frente da AMD pois o C2D ja esta há um ano no mercado e em quanto só neste fim de ano que nos resta deve aparecer a nova tecnologia da AMD correndo o risco de nascer obsoleta caso a Intel siga seu cronograma a risca!

Sobre a Nvidia, bem semelhante a Intel até com mais folga, devido a sua melhor organização em relação a seus concorrentes!

Sobre o Sr. Mercado

A realidade é dura e cruel, até este momento, pois um ano se passou e nada mudou só mais do mesmo! Consequência! perca de mercado, produtos ultrapassados e concorrência sorrindo!

Aguardemos 2008!!!...o ano da "mudança"!?

Fabio Macedo, excelente comentário!

Agora o que ficou faltando no artigo é uma análise mercadológica, de apresentar possíveis estratégia na formação dessa nova empresa.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

mesmo assim..

eu ainda prefiro investir em produtos AMD e ATI..

não to mt atualizado..

mas não curto mt pentium..

e ainda prefiro a arquitetura da AMD..

uso uma AGP da ATI..

já nVidia nunca usei.. não posso comparar..

mas AMD e ATI trabalhando junto deve ficar um conjunto legal.. :D

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

faz um ano é verdade, mas ainda é cedo para começarmos a ver lucros na aquisição da ATi pela AMD. acredito que dentro dos próximos anos sim, veremos uma alta valorização da empresa.

inclusive, se eu pudesse compraria ações da AMD ainda hoje, tenho certeza em afirmar que em meados de 2008..... 2009, elas estarão bem valorizadas.

eu não gostei, preferia que tivesse continuado do jeito q estava, mas para a AMD a compra da ATi será recheada de benefícios (o resultado obviamente virá mais adiante). E até certo ponto, até nós teremos benefícios.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Bom quanto ao valor da amd depois da compra da ATI a logica para a desvalorização da empresa é muito simples: essa compra vai elevar as despesas da empresa que vai diminuir seus lucros e automaticamente seus dividendos.

(+ despesas) = (- lucro) = (- dividendo)

e muito do dinheiro que saiu das ações da amd foi obviamente para sua concorrente: a Intel

e o valor de mercado da empresa também não quer dizer nada no curto prazo. O valor de mercado da intel aumentou 43% mas isso não acrescentou nenhum centavo a mais no caixa da intel. A mesma coisa vale para a AMD que não perde nada se seu valor de mercado cair 8%

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

O que siginifica a AMD comprar a ATI? Siginifica que a AMD comprou além das ações e da marca da ATI comprou também suas patentes? Virou o chefe daqueles três chineses? pois fisicamente a ATI não seria somente uma sala ou talvez um prédio onde se projeta os chips gráficos?

Muito obrigado por sua colaboração.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Acho que o futuro da AMD/ATI é, obrigatóriamente, de muito sucesso tanto que se a Intel e a Nvidia não se fundirem ou não mudarem o "jeito" que tratam seus produtos serão , muito brevemente, obrigados a essa fusão.

A Ati desde sempre mostrou tecnologia superior a qualquer lançamento da rival, tanto que em matéria de novidades graficas sempre saiu na frente e até hoje é assim, a rival investiu em desempenho, coisa que atrai e deixa os olhinhos dos fans brilhando. (Ex: DX9 real nas R300, melhor emprego de filtros e qualidade de imagem superiores, VIVO em todas as placas, uso massivo de shaders que hoje fazem das X1k muito superiores a qualquer 7xxx e sempre pioneira no lançamentos de novos processos de chipset graficos)

A AMD foi a primeira empresa a encarar a forte Intel, teve anos de glórias a frente da rival, lançou (talvez muito cedo?) o primeiro processador 64bits, forçou a rival a apostar no mesmo slot por mais de uma geração, coisa que muitos admiravam na AMD e a fusão é o primeiro passo pro óbivo, que processador e chipset gráfico devem andar juntos, juntamente com a placa-mãe.

Pra quem não entende do negocio pode parecer que a Intel e a Nvidia estão tranquilos e sorrindo à toa com tal situação mas podem ter certeza que já procuram um meio de subjulgar a fusão da AMD/ATI, o primeiro passo foi dado, a Intel "tentou" comprar a Nvidia mas a própria Nvidia aposta e muito em seus chipset pra motherboards e tentará num futuro proximo (obrigatoriamente) lançar um processador pra entrar na nova era, a Intel se voltou então pra tentativa de entrar no mercado de chipset grafico 3D e em breve teremos algo nesse sentido.

Onde outros menos esclarecidos vêem perigo de falência na fusão AMD/ATI as gigantes Intel e Nvidia vêem perigo de perder mercado e já planejam um meio de manterem a ponta, sabem que essa "turbulência" pela qual a AMD passa é normal quando acontece uma fusão do tamanho que foi e que fatalmente quando as coisas se acertarem terão uma gigantesca concorrencia pela frente que poderá fazer processadores, chipset gráfico e placas-mãe bem "sintonizados" entre si e podendo fazer a diferença quando usada em conjunto.

Não precisa ser vidente pra saber que o futuro é este.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

acho q esse mercado é mais futurista vocês vão ver como q vai sair placas mãe com chipsets ATI q vão usar com perfeição os processadores AMD, o mercado vai reagir muito bem a essa "novidade".

acho q a nvidia tem motivos pra se preocupar sim!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×