Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Derrubar disjuntor através de eletroimã, é possível?


stefano4d

Posts recomendados

Sempre acompanhei o fórum há um bom tempo mas nunca fui um usuário ativo a postar, até que me surge a seguinte situação:

 

Para realizar um projeto, preciso desenvolver um método de desativar disjuntores(aqueles mesmo, residenciais) de forma não manual. O método que eu pensei até agora seria com o uso de um eletroimã forte(dá pra fazer com um transformador velho), pois faria com que a bobina interna que o disjuntor utiliza para detectar curto circuito desativasse o mesmo por ser magnetizada pelo imã. Porém, não tenho certeza que algo assim funcionaria...

Alguém que entende mais de disjuntores e funcionamento eletromagnético pode dar uma ideia se isto é funcional? Quais outras formas eu poderia recorrer para desativar o disjuntor de forma não manual?

 

Abraço!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Sim, por temperatura está incluído em sobrecarga/curto circuito, é parte do processo de "proteção" destes disjuntores.

A parte que eu procuro é a alternativa para o desligamento manual. 

Tem algum motivo específico para o eletroimã queimar tudo ou é apenas pela baixa qualidade dos disjuntores pretos? hahaha

 

Abraço!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP

Sim tem uma alternativa muito lôca (como não poderia deixar de ser, considerando de onde está vindo a ideia)... Existe um tal de disjuntor residual DS ...

Disjuntor-Diferencial-Residual.jpg

...que tem um botão de teste para desarmar. Adapte nele seu eletroímã. Ele deve fazer menos força do que puxar a chave para baixo para destravar-desligar. Alternativamente, você pode desmontar um, estudar o circuito do botão e adaptar o seu circuito nele

 

Bom você falou só "desativar". Se for desativar E reativar remotamente o ideal é um contator em série com o disjuntor

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP

os da pial, tipo estes

disjuntor-bipolar-60-a-unic-pial-legrand

 

Caem. Os da Lorenzetti e os da Soprano não caem... é mais fácil acontecer o que o @AmarildoJr citou.

 

@Isadora Ferraz não seria DR?

 

Esses sim, são os "rolls royce da proteção" mas no preço também.. inclusive o botão de desarme é pra que fiquem mais sensíveis.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Sim tem uma alternativa muito lôca (como não poderia deixar de ser, considerando de onde está vindo a ideia)... Existe um tal de disjuntor residual DS ...

 

...que tem um botão de teste para desarmar. Adapte nele seu eletroímã. Ele deve fazer menos força do que puxar a chave para baixo para destravar-desligar. Alternativamente, você pode desmontar um, estudar o circuito do botão e adaptar o seu circuito nele

 

Bom você falou só "desativar". Se for desativar E reativar remotamente o ideal é um contator em série com o disjuntor

Sobre a ideia da contatora, pensei nesta alternativa. Tem como manobrar esta através de circuito eletrônico?

E ali onde você disse sobre fazer menos força, significa que apesar de ter de fazer muita força, é possível utilizar eletroimã em um disjuntor comum?

O problema de utilizar disjuntores diferentes como este da Siemens e o residual é que o projeto busca realizar estas ações nos disjuntores comuns de residencias mesmo...

 

Abraço!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP

de fato amigo @ilkyest . Digitei errado sorry. Apesar do preço não estar em pauta, é válida sua observação.

 

de fato amigo @stefano4d , você deve adaptar um dispositivo eletromecânico. Algo como o solenóide de entrada de água de máquina de lavar. O movimento do pino pressionaria o botão. Ou seja "só" o campo magnético do eletroímã não derruba o disjuntor diretamente (até onde sei)

 

Acabo de ter outra ideia.. mas esta é doida mesmo... Um dispositivo da uma empurradinha fraca e derruba um peso que está beeem na borda e este está amarrado no disjuntor comum (o barato @ilkyest !) com uma cordinha onde estaria o dedo e o tranco puxa ele pra baixo. Concordemos... isso não é pra qualquer um... kk


ahh @albert_emule .. fala sério

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP

comentários muito rápidos... continuando

sim, contator é manipulável com circuitos eletronicos. De fato os que uso passam antes por um relé. Este sim na parte eletronica "sensível"

 

Pra usar num disjuntor comum, vai ter que fazer bastante força: a mesma que fazes para desligar, óbvio! ou reler a doidera acima kk. Ou algo como uma ratoeria com energia mecânica acumulada.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@stefano4d Faça o seguinte:

11798265_748316158629693_1343891138_n.jp

Desenrole a bobina daquele eletro-imã marcado em vermelho.

Pegue um relé, de 12V por 10A, destes pequenos que se acha em sucata.

Desenrolo toda a bobina dele e enrole lá no eletro-imã do disjuntor.

 

Conecte um cabo condutor externo e seja feliz.

 


Tecnicamente você irá fazer uma bobina que é de corrente, se transformar em bobina de tensão. 

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@albert_emule Mas fazer com que a bobina de corrente se transforme em bobina de tensão não irá fazer com que o equipamento não fique mais sensível á curto circuito, ou não tem nada a ver?

Tens razão.

 

Faça assim: 

Enrole por cima daquela.

Assim não perderá o sensor de corrente. 

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP

Sempre acompanhei o fórum há um bom tempo mas nunca fui um usuário ativo a postar, até que me surge a seguinte situação:

 

Para realizar um projeto, preciso desenvolver um método de desativar disjuntores(aqueles mesmo, residenciais) de forma não manual. O método que eu pensei até agora seria com o uso de um eletroimã forte(dá pra fazer com um transformador velho), pois faria com que a bobina interna que o disjuntor utiliza para detectar curto circuito desativasse o mesmo por ser magnetizada pelo imã. Porém, não tenho certeza que algo assim funcionaria...

Alguém que entende mais de disjuntores e funcionamento eletromagnético pode dar uma ideia se isto é funcional? Quais outras formas eu poderia recorrer para desativar o disjuntor de forma não manual?

 

Abraço!

Olha, @stefano4d ,

O Sr disse tudo o que quer, mas ainda não disse o por quê...

Tem formas mecânicas mas...

Desarmar por qual(is)  situação(ões)?

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP

a ideia do frança acréscimo na bobina foi excelente também como sua observação com relação à corrente. De fato nunca abri um tróço deste pra ver por dentro. Tente aproximar um íma de neodímio na região da bobina pra ver se atua. É um teste curioso pro caso de você não querer abrir a chave ou se não couber os fios enrolados a+ sobre o outro. Neste caso, teria que fazer um supereletroíma pra desligar por fora.

 

Responda ao amigo @_xyko_ e a nós do que se trata o projeto (se nãoo for segredo militar). Quiçá portas mais se abrirão...

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Olha, @stefano4d ,

O Sr disse tudo o que quer, mas ainda não disse o por quê...

Tem formas mecânicas mas...

Desarmar por qual(is)  situação(ões)?

Desculpe, acabei não dizendo o objetivo da ideia hahahah.

A meta do projeto é sugerir uma forma prática e econômica para as distribuidoras de energia elétrica de desativar o fornecimento de residências de forma seletiva, ou seja, de apenas uma necessaria no momento. Isso geralmente ocorre quando o local passa a ser desabitado ou quando ocorrem inadimplências longas no pagamento da conta. Atualmente, elas recorrem há um processo manual, onde o representante da empresa vai até o local, desliga o disjuntor e coloca um lacre em cima..

 

 

Coloque um contator em série com o disjuntor, que pode ser controlado facilmente sem preocupação alguma. Ou coloque um solenoide no disjuntor, de forma que ele empurre a chave para a posição de desligado quando acionado.

A ideia do solenóide é boa, é um dos testes que farei. A do contator fica um pouco fora por causa do alto custo de se implantar contatores em várias instalações elétricas...

 

Abraço!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP

isso já existe. Participei pessoalmente de um projeto assim. Era um projeto com altas cifras e completo, a operadora monitora online, desliga, religa, proteções, criptografia, wireless, antigato e tudo o +. Infelizmente minha ética não permite tecer mais comentários detalhados. Neste caso o buraco é mais em baixo. Mas me pareceu que você queria algo made in home.

Desejo-lhe sorte pois vais concorrer com empresas de peso. Mesmo!

 

Agora se for só mais um tcczinho da vida (sem menosprezar-te!!), talvez possa ser + bem sucedido.

Sucessos!

 

edit - reposicionamento de palavras

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

isso já existe. Participei pessoalmente de um projeto assim. Era um projeto com altas cifras e completo, a operadora monitora online, desliga, religa, proteções, criptografia, antigato e tudo o +. Infelizmente minha ética não permite tecer mais comentários detalhados. Mas me pareceu que você queria algo made in home. Neste caso o buraco é mais em baixo

Desejo-lhe sorte pois vais concorrer com empresas de peso. E muito!

Agora se for só mais um tcczinho da vida (sem menosprezar-te!!), talvez possa ser + bem sucedido.

Sucessos!

Sim, o projeto é para um tcc mesmo, não pretendo concorrer com empresas de alto escalão hahaha. Por isso mesmo queria algo simples... As ideias que mais se encaixaram até aqui foram do imã de neodímio e do relé com bobina de tensão... Mas se possuírem mais ideias deste tipo, são muito bem vindas!

 

Abraço!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@stefano4d Faça o seguinte:

11798265_748316158629693_1343891138_n.jp

Desenrole a bobina daquele eletro-imã marcado em vermelho.

Pegue um relé, de 12V por 10A, destes pequenos que se acha em sucata.

Desenrolo toda a bobina dele e enrole lá no eletro-imã do disjuntor.

 

Conecte um cabo condutor externo e seja feliz.

 

Tecnicamente você irá fazer uma bobina que é de corrente, se transformar em bobina de tensão. 

Amigo, pode me descrever mais detalhadamente como funcionaria este processo? O relé ficaria na parte externa com a bobina desenrolada ou utilizaria apenas a bobina deste?

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Amigo, pode me descrever mais detalhadamente como funcionaria este processo? O relé ficaria na parte externa com a bobina desenrolada ou utilizaria apenas a bobina deste?

O relé servirá apenas de suprimento de fio kkk.

O fio que você retirar do relé, enrole lá no eletro-ímã

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Visitante
Este tópico está impedido de receber novas respostas.

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Ebook grátis: Aprenda a ler resistores e capacitores!

EBOOK GRÁTIS!

CLIQUE AQUI E BAIXE AGORA MESMO!