Imprimir artigo
Tudo o Que Você Precisa Saber Sobre Fontes de Alimentação
14/11/2008 às 12h36min por Gabriel Torres em Tutoriais
605.352 visualizações
Página 2 de 14

Conexão CA

A primeira coisa que você deve saber é que sua fonte de alimentação precisa ser compatível com a tensão CA usada em sua cidade. As tensões mais comuns são “110 V” (que abrange tensões próximas como 115 V e 127 V) e “220 V” (que abrange tensões próximas como 230 V e 240 V)..

A maioria das fontes de alimentação tem uma chave 110 V/220 V ou então pode ser do tipo “automática”, “bivolt” ou “auto range”, o que significa que a fonte pode funcionar em qualquer tensão CA (normalmente entre 100 V e 240 V; a faixa de operação suportada está impressa na etiqueta da fonte de alimentação em um campo chamado “AC Input” ou “Entrada CA”, como você pode ver na Figura 3) e por essa razão fontes com seleção automática de tensão não têm uma chave 110 V/220 V. Normalmente os fabricantes fazem a seleção automática de tensão através do circuito PFC ativo. Portanto todas as fontes de alimentação com PFC ativo são do tipo “bivolt” e não têm uma chave 110 V/220 V. Apenas raríssimas fontes com seletor automático de tensão não terão PFC ativo. Claro que falaremos mais sobre este circuito depois.

Além disso, nem todas as fontes de alimentação que não têm uma chave 110 V/220 V são “automáticas”. Algumas fontes podem operar apenas em determinada tensão e este caso é o mais comum em algumas fontes voltadas para o mercado europeu, que só funcionam em 220 V. Portanto se você vir uma fonte de alimentação sem uma chave 110 V/220 V é sempre bom verificar na etiqueta da fonte a tensão CA em que ela pode trabalhar.


Figura 1: Chave 110 V/220 V em uma fonte de alimentação.


Figura 2: Fonte de alimentação com seleção automática de tensão – não há chave 110 V/220 V. Na maioria das vezes isto significa que a fonte tem PFC ativo.


Figura 3: A faixa de tensão que as fontes com seleção automática podem trabalhar está descrita na etiqueta da fonte de alimentação.

A conexão entre a fonte de alimentação e a tomada é feita através de um cabo de força. Este cabo precisa ter um plugue compatível com o padrão usado em seu país ou você precisará usar um adaptador.

O Brasil adota um padrão chamado ABNT NBR 14136:2002, que possui dois tipos de plugue, o popular plugue com dois pinos redondos e um novo plugue de três pinos redondos que será obrigatório a partir de 2010, adicionando o pino terra. O problema é que fontes de alimentação vendidas no Brasil vêm com o cabo de força do padrão Norte-Americano (NEMA 5-15, ver Figura 4) e, portanto, você tem de obrigatoriamente trocar a tomada da sua casa ou escritório onde o computador (ou no-break, estabilizador, etc) será instalado caso ele não seja do tipo NEMA 5-15. É possível que a partir de 2010 fabricantes oficialmente estabelecidos no Brasil passem a incluir o cabo de força ABNT NBR 14136:2002 de três pinos na caixa do produto.

Outros países podem usar tipos de plugues diferentes (por exemplo, a maioria dos países da Europa usa o plugue padrão CEE 7/7, mas a Inglaterra usa um plugue chamado BS 1363, e por aí vai).


Figura 4: Cabo de força norte-americano.


Figura 5: Cabo de força europeu.

A extremidade do cabo de força que é conectado na fonte de alimentação usa um plugue em formato trapezoidal chamado IEC C13, enquanto que o receptáculo para o cabo de força localizado na fonte de alimentação usa um plugue chamado IEC C14. Outros plugues podem também ser usados nesta conexão, como o IEC C19 e o IEC C20, mas eles não são muito comuns.

ARTIGOS RELACIONADOS
ÚLTIMOS ARTIGOS
443.898 usuários cadastrados
2.225 usuários on-line
";