Ir ao conteúdo

Anatomia das Unidades SSD

       
 141.830 Visualizações    Tutoriais  
 54 comentários

Veja como é uma unidade SSD é por dentro, quais são os seus principais componentes e como eles funcionam. Atualizado e expandido para incluir novos formatos e informações sobre conjuntos de instruções.

Anatomia das Unidades SSD
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

SSDs (Solid State Drives ou Unidades de Estado Sólido) são dispositivos de armazenamento de arquivos e programas assim como os discos rígidos, mas utilizam chips de memória flash para armazenar os dados em vez de discos magnéticos. Como os dados são armazenados eletronicamente em vez de magneticamente, SSDs são muito mais rápidos do que os discos rígidos por dois motivos: primeiro, porque não há conversão entre informação magnética e informação eletrônica; segundo, porque não existem partes mecânicas e, portanto, os dados estão disponíveis imediatamente, enquanto que nos discos rígidos você precisa esperar até que as cabeças se movam para a área onde os dados estão armazenados, o que leva algum tempo. Neste tutorial mostraremos a você como é um SSD por dentro e quais são os seus principais componentes.

A propósito, como os dados são armazenados em chips de memória, o SSD não é um disco, o que implica dizer que “disco SSD” ou “HD SSD” está errado: prefira simplesmente “SSD”.

Vamos primeiro falar sobre o formato físico.

Editado por Gabriel Torres

Compartilhar

  • Curtir 12


  Denunciar Artigo

Artigos similares


Comentários de usuários




Bem interessante o texto... Parabens pelo artigo, espero que essas unidades fiquem mais acessiveis para micros de mesa logo, com essas unidades podemos jogar a unidade em qualquer canto do gabinete... e com mais desempenho claro :D

Editado por FelipeM

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

O artigo ficou bacana, só achei que ficou pequeno... :(

Esse é um assunto que me interessa, dai se tivessem 15 páginas eu leria sem problemas hehe

O lance é que ainda permaneceram algumas dúvidas como por exemplo se da pra fazer RAID com unidades SSD.

De qualquer forma o foco do artigo não era esse, então tudo bem :)

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
O artigo ficou bacana, só achei que ficou pequeno... :(

Esse é um assunto que me interessa, dai se tivessem 15 páginas eu leria sem problemas hehe

O lance é que ainda permaneceram algumas dúvidas como por exemplo se da pra fazer RAID com unidades SSD.

De qualquer forma o foco do artigo não era esse, então tudo bem :)

Sim, dá pra fazer RAID nos SSD's igual nos HD's. Inclusive, se você der uma procurada no Google, tem um cara brasileiro que fez essa combinação. Eu li e lembro que ficou MUITO rápido. Dá uma procurada ai que você acha.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

A dúvida mais cruel é quanto essas unidades vão durar? Mais, menos que uma unidade magnética? Tenho disco magnético aqui de 30GB com uns 10 anos.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Achei muito bom o artigo, que explica muito bem as características físicas do ssd, inclusive mostrando a diferença entre os tipos de chips usados, o que para os fabricantes e vendedores pode servir de picaretagem, (vendendo um ssd com um chip mais barato, pelo preço do mais caro)... O CH mais uma vez nos ajuda muito dando informações preciosas...

Contudo, acho que deveriam ser incluídas mais informações... como por exemplo, as taxas de transferências... e o quanto % os ssd´s podem ser mais rápidos que os hd´s... e também a diferença de preço.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Realmente , logo, logo, com a queda de preço da unidades SSD´s teremos um desempenho altamente maior que os velhos Discos Rigidos, e assim tendo mais velocidade, já que o mesmo, segura a maquina te uma tal forma que, gera um gargalho violento, e assim tendo mais velocidade ...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

O artigo está bem dentro daquilo que se propõe, isto é falar apenas da anatomia dos discos SSD.

Mas, honestamente, eu ainda fico com o pé atrás em relação a essa tecnologia por dois motivos:

Durabilidade e confiabilidade

As memórias flash tem melhorado bastante, mas ainda estão sujeitas a erros e a morte repentina.

Há pouco eu tive que jogar fora um cartão de memória micro SD, pois estava morto. Ele simplesmente morreu do nada. Felizmente eu ouvi aquela "vozinha do bem" que nos aconselha a fazer a coisa certa... e fiz um backup de tudo o que estava no bendito SD, por isso não perdi nada. Memória flash ainda não é a coisa mais confiável do mundo.

Como a memória flash está sujeita a 1000 ciclos de leitura e gravação ela dura pouco tempo.

Tem, mais o tal SSD não é tecnologia nova não, acho que tem algo em torno de 5 anos (que para informática é uma eternidade), nem por isso são populares, o que me faz perguntar: porque não deslanchou já que a ideia é ótima?

Como disse, a ideia por traz do SSD é boa mas acho que as memórias flash tem que melhorar muito em confiabilidade e durabilidade para que eu coloque meu dinheiro nisso.

inté+

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Comparar um cartão SD com uma unidade SSD não seria tão interessante, vendo não são necessariamente iguais.

Quanto a durabilidade, acredito que ninguém permaneceria com a mesma unidade SSD por mais de 5 anos, muito menos por 10. Em 10 anos cheguei a trocar de PC 3 vezes, sendo que pra mim isso foi uma eternidade.

Daqui 5 anos ja existirá SSD's com mais de 1 TB sendo vendidos a preço de banana e todo mundo ja estará trocando as unidades.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Comparar um cartão SD com uma unidade SSD não seria tão interessante, vendo não são necessariamente iguais.

Quanto a durabilidade, acredito que ninguém permaneceria com a mesma unidade SSD por mais de 5 anos, muito menos por 10. Em 10 anos cheguei a trocar de PC 3 vezes, sendo que pra mim isso foi uma eternidade.

Daqui 5 anos ja existirá SSD's com mais de 1 TB sendo vendidos a preço de banana e todo mundo ja estará trocando as unidades.

Nunca diga nunca. ^_^

Eu usei um K6 por 7 anos e já tenho meu micro a 5.. e tem muita gente usando micro antigo por aí. ;)

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

tenho um HD ATA de 80Gb comprado em outubro de 2004 rodando 24h no PC. até hj uso esse HD, o mesmo teclado e o mesmo gabinete, só atualizando os outros componentes!!!

Nao acho q os SSD vão se popularizar como pregam por aih. Por um simples motivo: preço!!!!! Uma unidade magnetica sempre será mais barata q um SSD correspondente. Para netbooks de leves e pequenos, com automia grande de bateria acho uma boa pedida. Para notebooks "de verdade" e desktops, nao acho q vah pegar.

Um HD magnetico de 1,5Tb tá 350,00 R$ em minha cidade ( natal-RN ). Nao tem como os SSDs competirem com esse preço. E daqui a alguns anos, vai ter HD de 10Tb pelo mesmo preço, por isso acho difícil a sua popularizaçao.

Editado por mad666

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
tenho um HD ATA de 80Gb comprado em outubro de 2004 rodando 24h no PC. até hj uso esse HD, o mesmo teclado e o mesmo gabinete, só atualizando os outros componentes!!!

Nao acho q os SSD vão se popularizar como pregam por aih. Por um simples motivo: preço!!!!! Uma unidade magnetica sempre será mais barata q um SSD correspondente. Para netbooks de leves e pequenos, com automia grande de bateria acho uma boa pedida. Para notebooks "de verdade" e desktops, nao acho q vah pegar.

Um HD magnetico de 1,5Tb tá 350,00 R$ em minha cidade ( natal-RN ). Nao tem como os SSDs competirem com esse preço. E daqui a alguns anos, vai ter HD de 10Tb pelo mesmo preço, por isso acho difícil a sua popularizaçao.

Calma.. estão falando em 2012 (antes do fim do mundo, claro) pro preço do GB ser o mesmo nos discos magnéticos e nos SSDs.

Vamos ver se isso se realiza, mas fiquei receoso sobre o que o rgdl disse.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Minha nossa :eek:

Acho que depois de ler essa atualização no artigo, falar que os SSD's tem vida curta é pecado :eek:

Quero saber que seria o maluco de colocar 50GB em um SSD todos os dias, creio que nem servidor faz isso (depende do servidor, é claro).

Do jeito que eu costumo usar meu HD, creio que ele duraria mais ou menos uns 2 mil anos se fosse um SSD SLC aheuaehu :D

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Calma.. estão falando em 2012 (antes do fim do mundo, claro) pro preço do GB ser o mesmo nos discos magnéticos e nos SSDs.

Vamos ver se isso se realiza, mas fiquei receoso sobre o que o rgdl disse.

Aih é que esta, xita. Ambos vão baratear e sempre o SSD será bem mais caro q o magnetico por cada gigabyte, sacou?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Nunca diga nunca. ^_^

Eu usei um K6 por 7 anos e já tenho meu micro a 5.. e tem muita gente usando micro antigo por aí. ;)

SSD é realmente tentador,mas se a durabilidade não for lá essas coisas,aí complica. tá vendo esses 2 hd's da assinatura ?? Samsung comprado em 2002 no paraguay e o Sea em 2004,e funcionam perfeito até hj (junto com o resto da cfg.)

é o que sempre digo, fique com o velho e espere a tecnologia "aperfeiçoar".

com pequenas alterações os SSD's vão se tornar sensação num futuro próximo. ;)

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

nosa

(64 GB x 10.000 / 50 GB / 365 dias) = 35 anos,isso é muita coisa me despreucupei em relaçao a durabilidade

o ano promete, possivel HD5830 para desktop:wub: possivelmente novos processadores da intel e amd,a Nvidia finalmente lançar a placas DX11, só esperar e ve o que acontece

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Muito bom o artigo, resumido e objetivo.

O único problema é a sensação de "quero ler mais" que fica, parece um pouco curto, mas talvez seja só impressão devido à objetividade do artigo.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Muito bom o artigo, resumido e objetivo.

O único problema é a sensação de "quero ler mais" que fica, parece um pouco curto, mas talvez seja só impressão devido à objetividade do artigo.

Tirou as palavras da minha boca :D

Acho que sinto isso por que da a sensação de como se eu tivesse um SSD, uma coisa rápida, silenciosa e que gasta pouca energia. Pra mim nem precisa ter tanto espaço assim, só tendo esses outros benefícios já ganha minha atenção :D

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Não entendi o segundo paragrafo da segunda página.

"As memórias flash podem ser fabricadas com duas tecnologias diferentes: NAND e NOR. O tipo usado em todos os dispositivos listados acima é NAND e por essa razão você poderá ver alguns fabricantes chamando memória flash de “NAND”. A tecnologia NOR permite a execução de programas e é basicamente usada em telefones celulares."

Quer dizer que a tecnologia NAND não permite a execução de programas??? Então para que serve, se o substituirmos pelo HDD do Notebook?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Não entendi o segundo paragrafo da segunda página.

"As memórias flash podem ser fabricadas com duas tecnologias diferentes: NAND e NOR. O tipo usado em todos os dispositivos listados acima é NAND e por essa razão você poderá ver alguns fabricantes chamando memória flash de “NAND”. A tecnologia NOR permite a execução de programas e é basicamente usada em telefones celulares."

Quer dizer que a tecnologia NAND não permite a execução de programas??? Então para que serve, se o substituirmos pelo HDD do Notebook?

Os programas não rodam no HDD nem no SSD, eles rodam na memoria RAM... como em alguns celulares a memoria ram é basicamente a memoria que voce usa para guardar os seus dados, eles sao do tipo NOR... capiche??

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Comentário atrasado...

Parabéns pela reportagem...

É por essas e outras que tenho orgulho de participar de uma equipe tão bem feita quanto a do CdH!

E essa reportagem foi muito bem feita!

Mais uma vez parabéns...

Abraço

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×