Ir ao conteúdo

Vídeo: tudo o que você precisa saber sobre “filtros de linha”

       
 47.784 Visualizações    Vídeos  
 39 comentários

Neste videotutorial nós explicamos tudo o que você precisa saber sobre “filtros de linha” (proteção contra surtos de tensão), se você deve ou não usá-los e dicas de como avaliar bons modelos.

Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Neste videotutorial nós explicamos tudo o que você precisa saber sobre “filtros de linha” (proteção contra surtos de tensão), se você deve ou não usá-los e dicas de como avaliar bons modelos.

Nota: nossos videotutoriais são Full HD, portanto você pode assistir em tela cheia com a maior qualidade possível; não se esqueça de modificar a configuração de resolução do vídeo clicando no ícone de engrenagem.

Compartilhar

  • Curtir 1


  Denunciar Artigo

Comentários de usuários




Beeeeeeeeeeem melhor chefe, beeeeem melhor !

E muito bom vídeo !

Caiu como uma luva pra mim no momento. :)

Editado por Evandro

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Muito informativo esse vídeo, parabéns!

 

A questão é: Que filtro de linha bom existe no BR? Qual vocês recomendam? 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Parabéns pelo vídeo Gabriel Torres, ficou mais pratico em comparação ao anterior (sobre o estabilizador de tensão).

 

Gostaria de fazer apenas algumas observações:

 

Sobre o Condutor de segurança

 

O supressor de surtos não ira perder sua total eficiência se não possuir continuidade no condutor de segurança, apenas a proteção contra surto de modo comum (provenientes de descargas atmosféricas) é que perderia boa parte da sua eficiência.

 

Os surto de modo diferencial (provenientes do desligamento de cargas indutivas entre outras) não necessitam  do condutor de segurança para dissipar a energia de exceção.

 

A malha de aterramento e o condutor de segurança são fundamentais para a proteção do usuário e de seu equipamento, mas não para dissipação de surtos de modo diferencial, que com certeza, ocorrem com maior frequência na rede AC.

 

Faltou falar sobre os DPS's para uso no quadro geral de distribuição de energia, bom, fica para uma próxima oportunidade.

 

Mais uma vez, parabéns pelo vídeo, será muito útil. Agora fica faltando falar sobre UPS.

 

Um abraço.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@CALINHO

@Evandro

@Joakim

 

Obrigado pelos os elogios. Eu fiz um apanhado geral das sugestões que vocês me deram no vídeo anterior, e acho que consegui achar o ponto certo, ou melhor, mais próximo do ponto certo. Revendo vejo que tem assuntos que esqueci de mencionar e/ou enfatizar, como por exemplo, que o fusível ou disjuntor presente em réguas de alimentação não vão te ajudar no caso de um problema sério como um raio. Mas é sempre assim, revendo a gente sempre acha uma coisinha ali ou aqui que poderia ter feito para deixar ainda mais completo, mas eu acho que o resultado final ficou muito bom.

 

Com certeza o próximo será sobre nobreaks! :) Para isso vou ter que estudar os tópicos e tutoriais do mestre @faller

 

Abraços!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Acho que, se não acertastes na mosca, deixastes ela atordoada.. A evolução desde o primeiro vídeo, o dos estabilizadores, foi sentida. Muito mais objetivo, com foco, organizado, uma ideia única do início ao fim..

Parabéns..

Claro, a gente sempre olha para trás e vê que mais coisas poderiam ser ditas, é normal.. Entretanto existe um compromisso entre a objetividade e o esgotamento do assunto, um é inimigo do outro e me parece que ficastes num ótimo meio termo, principalmente para os mais leigos..  É daquele tipo de vídeo que ao chegar no final a gente diz ou pensa.. "Mas já terminou??? Estava tão bom!!!"

A didática melhorou muito, a organização das ideias ficou muito boa, não ficou cansativo e foi, dentro do possível bastante abrangente.. Muita gente haverá de reclamar dos exemplos, todos  de lá de fora, mas paciência.. Nosso mercado e nossa indústria também pouco colaboram, ora apresentando modelitos prá lá de sem vergonhas, ora apresentando preços exageradamente elevados quase que por um mercado bem protegido, quase que exclusivo..

Nosso mercado haverá de evoluir e para isso tem de haver mais e mais desse tipo de discussão, desses depoimentos como esse seu ai..

 

Mais uma vez estás de parabéns..  Que te sirva  de incentivo para mais e mais desses vídeos que ajudam a por um fim num mundaréu de lendas urbanas e pseudo verdades por ai ditas aos quatro ventos e, o que é pior, por profissionais que justamente deveriam por obrigação desmistificar esse tipo de conhecimento..

Editado por faller

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Com certeza o próximo será sobre nobreaks! :) Para isso vou ter que estudar os tópicos e tutoriais do mestre @faller

 

Abraços!

 

 

Não esqueça de falar sobre  a discussão sobre o uso de nobreaks não senoidal com fontes com PFC ativo.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Muito bom o video Gabriel... bem mais objetivo e claro pro publico mais leigo! Acho que este deve ser o foco principal.

 

O outro sobre estabilizadores ficou muito "tecnico", por assim dizer, e quem não entede nada de eletroncia, nem deve ter assistido sequer metade dele. Como ja estudei eletronica e sempre acompanhei os artigos e testes de fontes e vários dos tópicos do faller não teve novidade alguma, lógico, porém, como havia dito, não alcançou o principal publico, que é o desinformado.

 

Ainda hoje vejo pessoas que estudaram eletronica comigo e acham entender de computadores, e falam de usar estabilizador e não sabem a real serventia de um filtro de linha. achando que o mesmo é apenas uma regua de tomadas.

 

Quero ver mais videos como esse (sobre filtros) em breve!

Editado por =insane=

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

(...)

Revendo vejo que tem assuntos que esqueci de mencionar e/ou enfatizar, como por exemplo, que o fusível ou disjuntor presente em réguas de alimentação não vão te ajudar no caso de um problema sério como um raio. 

(...)

 

É normal nós esquecemos de mencionar algo ou não citar/falar/enfatizar sobre um determinado assunto, tendo até que escolher o que vai ou não ser incorporado ao vídeo, afim de evitar que o mesmo fique muito longo, e desse modo, tornar-se "inassistível " ao telespectador leigo o qual não costuma ter muito interesse em vídeos longos.

 

De qualquer modo, o vídeo ficou muito bom do modo como está, novamente dou os parabéns pelo trabalho.

 

De fato, terá que se aprofundar no assunto sobre fusível em um futuro vídeo (há realmente muitos mitos acerca do fusível, e uma serie de abobrinhas sendo ditas/ escritas em suposto sites "conceituados"). Não sei se será possível fazer isso no vídeo sobre UPS, já que o mesmo, estará carregado de informações.

 

Muita coisa precisa ser dita/explicada a respeito de no-break, principalmente para as pessoas entenderem de vez que a principal função desse equipamento é o backup para alimentação elétrica e não a função de proteger. Conforme já muito bem explanado nos tópico do @faller.

 

Concluindo assim, o trio dos equipamentos que o brasileiro comumente usa frente a seus eletroeletrônicos.

Editado por Joakim

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Eu obtive uma consciência maior sobre a não utilização de estabilizadores e o uso de filtros de linha lendo os posts do mestre faller em fóruns. Eu agradeço pelo sua insistência em educar melhor os profissionais da área sobre o uso correto de protetores em seus equipamentos. E essa iniciativa do Clube do Hardware em didaticamente explicar em vídeo essa questão é bem interessante.

 

Uma pergunta que tenho é se valeria a pena utilizar bons filtros de linha em geladeiras ou qualquer outro equipamento doméstico que não seja computador. Eu já utilizo um APC no meu computador, e um Clamper no meu home theather. Estou com um UPSAI parado aqui e pensei na possibilidade de colocá-lo na geladeira. O que acham?

 

Obrigado.

Editado por fmpfmp

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Infelizmente, o mercado de supressores de surtos no Brasil involuiu, em vez de evoluir. Os poucos modelos que são de boa qualidade estão com o preço fora da realidade, justamente por causa da falta de concorrência e pelo mercado fechado. E mais infelizmente ainda a Clone fez o desfavor de parar de importar o F1087 Professional Plus, que tinha custo-benefício imbatível. Ainda bem que comprei logo dois de uma vez, pois já estava com um pressentimento de que a oferta de um produto bom com preço justo no Brasil não iria durar por muito tempo, e foi exatamente o que aconteceu logo depois.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@[member=fmpfmp]

 

Seria de mais utilidade um supressor de surtos para ofertar uma proteção extra para os eletrodoméstico, como um DPS no quadro geral de distribuição, esse daí ó:

 

500_281120121751054296.jpg

 

Oferecendo assim, proteção para todos os equipamentos da rede AC da casa. Já o filtro de linha em si, não creio que seria de muita utilidade para uma geladeira por exemplo.

Editado por Joakim

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Eu obtive uma consciência maior sobre a não utilização de estabilizadores e o uso de filtros de linha lendo os posts do mestre faller em fóruns. Eu agradeço pelo sua insistência em educar melhor os profissionais da área sobre o uso correto de protetores em seus equipamentos. E essa iniciativa do Clube do Hardware em didaticamente explicar em vídeo essa questão é bem interessante.

 

Uma pergunta que tenho é se valeria a pena utilizar bons filtros de linha em geladeiras ou qualquer outro equipamento doméstico que não seja computador. Eu já utilizo um APC no meu computador, e um Clamper no meu home theather. Estou com um UPSAI parado aqui e pensei na possibilidade de colocá-lo na geladeira. O que acham?

 

Obrigado.

 

No exterior é muito comum colocar um supressor contra surtos baseado em centelhadores a gás no quadro de luz da residência. No Brasil, sugiro proteção para a TV e o home theater, que acredito serem os equipamentos eletrônicos mais caros em uma casa depois do computador.

 

Whole_House_Surge_Protector.jpg

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Ótimo vídeo. Ficou bem mais enxuto em relação ao vídeo dos estabilizadores.

 

 

Vou abrir meu filtro de linha aqui e verificar se tem essas peças (acredito que não, rs).

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Excelente vídeo Gabriel, mais direto e objetivo sem perder conteudo. Como dito pelo colega Faller ao chegar o fim ficamos nos perguntando, "já acabou"?
Realmente muito bom.
Como eu tinha dito no tópico sobre os estabilizadores, muitos componentes acabam queimando devido a descarga proveniente da rede telefônica, isso ficou bem claro

nas imagens mostradas no vídeo.

Espero que o mesmo possa conscientizar e alertar aos usuários sobre a importância de uma proteção e os riscos que a falta dela podem trazer.

Faço uso do Filtro contra surtos da Clamper e recomendo. Excelente produto.

 

 

Grande abraço
 

Editado por NIGHT FALL

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@gabrieltorres
vi o video sobre os filtros de linha....com protetores....varistores e etc e você fala sobre ter terra

na minha casa nao tem terra...nao adianta de nada então ter esses filtros protetores ? nao vai ter sua importancia ? nao vai ajudar ?

obrigado por enquanto

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@JeffJoe o terra é imprescindível, pois é para o terra que as descargas são desviadas. Peço ao mestre @faller para vir aqui e explicar melhor e/ou indicar um tópico onde ele já tenha explicado isso (garanto que já existe!) Ou até mesmo me corrigir, pois ele manja mais do assunto do que eu. Abraços!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Tentando colaborar e trazer mais informação para compartilharmos, discutirmos..

Sem a menor dúvida a função primeira do aterramento é a de dar fuga, de drenar, de absorver surtos que possam adentrar as linhas de energia ou de sinail, seja por raios ou por ação do Homem..

 

Na ausência do mesmo (do aterramento) o fio Neutro oferece uma alternativa menos eficiente mas não desprezível.. O fio Neutro nas instalações bem feitas aqui no Brasil, é aterrado na entrada dessa instalação, lá debaixo do relógio medidor.. Ele com certeza apresenta um potencial de terra e, embora sua função não seja a mesma do terra de proteção ele acaba emprestando essa função se necessário for..

A Clamper usa desse recurso e mercadologicamente até deu um nome para ele, chamou de SISTEMA SLFP PATENTEADO.. Nada mais é do que o uso do referencial de neutro para fuga a massa..

Procure no site da Clamper, referência sobre o SLFP e leia sobre o assunto..

 

Como falei...  O fio Neutro não substitui com a mesma eficiência ou eficácia um bom aterramento, mas não se pode descartar sua preciosa colaboração na hora de ter de escoar a massa alguma energia.. Na hora em que a energia derivada ou induzida a partir da queda de um raio tentar desesperadamente buscar a massa essa fuga via fio Neutro é muito bem vinda..

Em vez de tentar o caminho para a massa via paredes, concreto, madeira ou através de um nada mesmo, do ar, cuja impedância é com certeza muito maior do que aquela apresentada pelo fio neutro, essa energia acaba se dissipando via circuito do fio Neutro, nem tem como evitar, afinal é um Terra paralelo ao do aterramento de proteção..

Um terra operacional enquanto aquele do aterramento de fato é um terra referencial, sem corrente, sem diferença de potencial, sem circulação de energia..

Editado por faller

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Muito bom o post, principalmente por conhecer esses cetrelhadores a gás por exemplo, da qual nunca ouvi comentários. valeu pela iniciativa...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Atendendo a quem solicitou que eu postasse a mesma pergunta que fiz em um anúncio desse vídeo no Facebook:

 

Dúvida que eu sempre tive: equipamentos ligados a um filtro de linha (aterrado corretamente) com interruptor mecânico na posição desligada, porém ainda ligado à tomada, correm o risco de serem queimados em caso de raio? Pergunto para saber se o transtorno de ter que retirar o filtro de linha da tomada durante o mau tempo é necessário, ou se o interruptor mecânico já oferece segurança suficiente.

 
Isso tudo desconsiderando descargas elétricas de outras fontes, como cabos de rede, telefone e etc.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Perdi um modem desse jeito: tudo desligado e ouvi um pequeno estouro. Quando me aproximei, o modem estava com todas as luzes acessas e muito quente. Rapidamente imaginei ter perdido meu modem (o hubzinho sobreviveu)... Neste dia estava chovendo e caiu dois raios perto de casa, mas não no mesmo lugar :D

Editado por wilsansilva

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Quando se fala de raio tem que se tomar cautela.. Se falarmos de raio, direto, vindo da nuvem e caindo sobre nosso equipamento ou numa linha física que vá dar no mesmo, próximo, esqueça..

Pense comigo.. Um raio se desloca desde a nuvem ate a terra, não importando o sentido, varando quilometros de um nada, de um sem caminho, abrindo seu próprio curso....  Alguém ai poderia pensar que aqueles 3 a 4 mm qua separam um terminal do outro, de uma chave liga desliga poderiam segurar essa energia ai???  

Evidente que não... Se vai chave, se vai equipamento, se vai a sala em que o equipamento estava..

 

Uma chave liga desliga aberta, sem contato, poderia segurar algo como 1.000 a 2.000 Volts de diferença de potencial e não os milhares de Volts envolvidos em um raio direto..

Imagine agora que seu equipamento representa, no mundo, aquele um metro quadrado onde ele se encontra. A chance do nosso raio cair ali é de aquele 1 metro dividido pela quantidade de metros quadrados do restante do mundo.. Pequeníssima portanto..

Agora imagine a área de seu bairro, de sua cidade.. A chance de um raio cair dentro dessa área consideravelmente maior, também é bem maior.. É com esse raio ou filhote de raio que devemos brigar, que vale a pena brigar, e não com o outro..

Como esse raio vai cair longe, muito longe de sua casa, ate chegar nela, vias as múltiplas veias que uma cidade tem, ele vai estar muito atenuado e sim, pode ser segurado por uma simples chave, por um pequeno varistor etc e tal..

Mas note, raios, ou filhotes deles, geralmente são induzidos em modo comum em toda uma fiação e interruptores costumam abrir apenas uma das pernas de uma rede elétrica. Vai que ele abra uma via e o filhote de raio venha pela outra perna..

 

Costumo pensar ao tratar do assunto raios e segurança contra os mesmos do seguinte modo:

Ao não colocar proteção alguma posso ter a certeza de que meus equipamentos estão totalmente a mercê de toda e qualquer indução de energia de um raio por exemplo. Ao colocar alguma proteção posso dizer que agora não será todo e qualquer raio filhote que vai afetar meus equipamentos.. Agora, saber e poder mensurar e ou classificar a categoria de raio que poderia afetar meus equipamentos além de impossível de nada adiantaria, afinal não posso escolher qual vai cair e onde..

Então, proteja do modo que conseguir, e seja o que a natureza quiser..

Quando se fala em proteger vale de tudo, vale tirar da tomada, vale desligar a geral, vale sacar fora o cabo da TV, vale desconectar o cabo HDMI da TV, vale reza para Santa Bárbara, vale tudo...

Faca aquilo que estiver ao seu alcance e ao alcance de seu "saco"...

 

E definitivamente não vá confiar numa chave liga desliga, que serve para interromper a corrente dentro de uma normalidade da operação no dia-a-dia, e não na anormalidade da queda de um raio ai por perto de sua casa..

Ate porque o raio bem pode adentrar sua casa pela rede telefônica, pelo cabo da TV a cabo, pelo varal de estender roupa, se metálico, e não pela rede elétrica...  Pense...

 

Quando a coisa la pelos céus ficam feia demais, por aqui em casa, confesso, tiro tudo que e conector de fiação metálica que adentra minha casa.  É um senhor saco, mas acho que vale a pena, sempre que a coisa fica feia demais, como nessas tempestades de verão..

Editado por faller

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×