×
Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Histórico de upgrade dos servidores do Clube do Hardware


         15.019 visualizações    Blog    5 comentários
Histórico de upgrade dos servidores do Clube do Hardware

Introdução

Como nossos leitores são em sua maioria técnicos que se interessam sobre os bastidores do Clube do Hardware, sempre postamos detalhes sobre a configuração e os upgrades dos servidores que usamos. Resolvemos combinar todos os artigos sobre o assunto que já havíamos publicado em um único, dando um pouco mais de contexto histórico. É muito interessante observar a evolução do tráfego e dos requisitos de hardware necessários para atender a tal tráfego, bem como as configurações de hardware que usávamos na época, que podem parecer muito rudimentares para os padrões de hoje.

Iniciamos o Clube do Hardware em 1996, inicialmente com outro nome e hospedado em um serviço de hospedagem grátis chamado Geocities. Em 1997, passamos a ser hospedados no servidor web do provedor de acesso discado que usávamos na época (Netgate). Quando atingimos o limite de armazenamento que dispúnhamos, passamos para um serviço de hospedagem compartilhada, nos EUA. Detalhamos este nosso início no artigo “Clube do Hardware: 5 anos! Conheça nossa história!”.

Com o paulatino aumento em nosso tráfego, hospedagem compartilhada passou a não dar mais conta do recado, e tivemos de passar a utilizar um servidor dedicado. Em 2002, houve uma disparada na cotação do dólar, e decidimos a passar a hospedar o site no Brasil. Esta foi uma das piores decisões que tomamos em nossa história. Apesar de uma aparente economia de dinheiro, o modelo de negócios de hospedagem de servidores no Brasil, pelo menos na época, era bem diferente do que tínhamos nos EUA.

Primeiro, nos EUA os servidores eram alugados, enquanto que aqui utilizava-se um modelo chamado co-location, onde o cliente precisa comprar uma máquina e instalá-la no data center da empresa de hospedagem.

Se compararmos empresas de hospedagem localizadas no mesmo país, o custo mensal no modelo de aluguel é normalmente maior, pois paga-se pelo aluguel das máquinas e pelo link com a Internet. Já no modelo co-location, o custo mensal é menor, pois paga-se um aluguel pelo espaço físico onde as máquinas serão instaladas e pelo link com a Internet.

Porém, no co-location há um custo inicial maior, que é o da aquisição das máquinas. E aqui está o grande problema: e quando for necessário trocar de máquinas por modelos mais “parrudos”? No modelo de aluguel, basta alugar novas máquinas e migrar os dados das máquinas antigas, tudo feito de forma remota. As empresas de hospedagem já têm disponíveis máquinas prontas para serem contratadas, e tal mudança de máquinas em geral não demora mais do que 48 horas. Já no modelo co-location, é necessário comprar novas máquinas e vender você mesmo as máquinas antigas, e ir fisicamente no data center fazer a troca. Um processo muito mais lento e trabalhoso. E você sabe que hardware é muito mais caro no Brasil do que nos EUA, além da oferta de configurações não ser a mesma. Assim, acabávamos tendo uma configuração de hardware muito mais modesta do que teríamos nos EUA.

O segundo grande problema era o limite de tráfego de se hospedar no Brasil. Pelo menos na época, você contratava um link de velocidade fixa e limitada, por exemplo, um link de 1 Mbit/s, sem qualquer tolerância. Se o tráfego ultrapassasse este valor, havia lentidão no acesso ou então os usuários simplesmente não conseguiam abrir o site. As empresas de hospedagem faziam isso por que o próprio link deles com a Internet era limitado e caríssimo. Na hospedagem nos EUA, não havia este tipo de limite.

Outro fator que não sabíamos de antemão era a burocracia extrema das empresas de hospedagem no Brasil, bem diferente do que ocorre nos EUA, além da diferença no nível de conhecimento técnico.

Em resumo, a economia que inicialmente vislumbramos em hospedar no Brasil foi apenas uma miragem. Os problemas que encontramos de limite de tráfego e com a dificuldade e custo de upgrade de máquinas nos fez voltar definitivamente para os EUA, em 2003. Se não tivéssemos voltado ao hospedar nos EUA, não teríamos acesso às configurações de hardware que acabamos precisando ao longo de nossa história.

A seguir você lerá o histórico de nossos upgrades. Não documentamos os detalhes de hospedagem antes de 2002. A nossa história neste artigo começa quando estávamos hospedando um único servidor dedicado, aqui no Brasil, utilizando o modelo co-location, com um link de 1 Mbit/s, em uma empresa chamada ComDomínio.

  • Curtir 9
  • Amei 2

Artigos similares


Comentários de usuários

Respostas recomendadas

  • Administrador

@Edvaldo J. Frederico

Foto: não há como ter foto de data center localizado em outro país, como explicado, as máquinas são alugadas de uma empresa nos EUA. Como explicado logo na primeira foto, as máquinas não são de nossa propriedade e não temos acesso físico ao data center.

Link: o link das máquinas é Gigabit Ethernet.

  • Curtir 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP

Legal G.T.! Eu li quase tudo. Destaque pras janelas de 5 anos. Espero poder reler daqui há uns 20 anos ou +.. muito + 🙃. Profecias: o servidor vai estar na palma da sua mão 🤪 também vai contratar serviços da china 😁

abç & sucessos.. tmj

 

Eu de novo... Aviso! .. Isso vai mudar sua vida pra caramba!...😁 Ao  ler os artigos algo me deixou uma coceira no cérebro mas nem dei muita bola. A coceira voltou, reli e "notei sua nota"

"Nota: hopesagem no modelo..." 🤔 histórico 10/2002 ... 20 anos de erro!😜

 

@Gabriel Torres

 

 Herrar é umano. 😁 . Deixe ligado o corretor ortográfico e desumanize-se! ...e num é que o corretor não chiou neste verbo!?🤪

11 horas atrás, Gabriel Torres disse:

o erro de digitação, corrigido! Mas este erro é recente

 

 

 

  • Curtir 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Administrador

Atualizado em 11/05/2022:

 

Citação

Temos visto uma diminuição em nosso tráfego nos últimos 12 meses e, com isso, os servidores que estávamos usando acabaram ficando superdimensionados para o nosso tráfego atual. Desta forma, decidimos mover a funcionalidade de servidor de banco de dados para a mesma máquina do nosso servidor web e devolvermos o antigo servidor de banco de dados para a empresa de hospedagem, de forma a economizarmos dinheiro.

 

  • Curtir 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisa ser um usuário para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Como ganhar dinheiro montando computadores!

MINICURSO GRÁTIS!

Como ganhar dinheiro montando computadores!

CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE AGORA MESMO!