Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
Tiago de Oliveira Cardoso

Equivalente Intel ao AMD Phenon II X2

Recommended Posts

 Processador da intel que aproximaria do phenom II x2 dos dias de hoje seria algum celeron de 2 núcleos e 1.8-2Ghz. No tempo do Phenom eram os Core2Duos de 2.4-2.8Ghz.

 

 O Phenom é mais processador do que o A4, mas consome bem mais energia.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Phenon x II è parecida com A linha Intel core II Duo sendo a amd especiais para jogos e a intel para programas de arquitetira onde se usa muitos cálculos. O amd phenon II x2 e A4 são tecnologias diferentes, prefiro nao opinar.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Phenon x II è parecida com A linha Intel core II Duo sendo a amd especiais para jogos e a intel para programas de arquitetira onde se usa muitos cálculos. O amd phenon II x2 e A4 são tecnologias diferentes, prefiro nao opinar.

Devo entender pela sua afirmação então que AMD é melhor para jogos e Intel melhor para o sistema e aplicações utilitárias?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Devo entender pela sua afirmação então que AMD é melhor para jogos e Intel melhor para o sistema e aplicações utilitárias?

 

Nem uma coisa, nem a outra. Cada caso é um caso, e as duas empresas têm uma linha ampla de processadores que vão dos mais básicos e baratos até os mais potentes. Dependendo do modelo, tanto Intel quanto AMD podem ser ótimas para qualquer tipo de aplicação.

 

No meu caso, uso AMD porque tive que trocar meu PC anterior às pressas, num momento em que eu estava sem grana, mas eu não queria perder meu investimento todo para mudar para algo melhor depois. A Intel tinha o problema dos múltiplos soquetes, e se eu pegasse um processador mais modesto no início só para quebrar o galho, mais tarde teria que trocar também a placa-mãe para ter um processador melhor. Na AMD, era soquete AM3 (na época) para tudo, de modo que era só trocar o processador e pronto. Agora a AMD embananou as coisas com suas APUs e dois soquetes diferentes (AM3+ e FM2), mas os respectivos processadores (os FX e as APUs) também têm perfis bastante diferentes.

 

Então, no meu caso, foi a escalabilidade que decidiu a parada a favor da AMD, mas se não fosse por isso, eu poderia muito bem ter pego algo da Intel. Comecei com um modesto Athlon II X2 (modesto em termos, porque me surpreendeu: era muito mais rápido do que eu esperava) e mais tarde, quando tive uma folga, troquei-o por um Phenom II X6 -- no mesmo soquete da mesma placa-mãe. Já pensei em botar um FX-8350 (com o BIOS mais recente, minha placa-mãe AM3 aceita processadores AM3+), mas cheguei à conclusão de que não preciso. O Phenom II X6 já é muito, mas muito rápido mesmo (e sendo Black Edition, ainda seria facílimo fazer overclock nele, mas nunca senti necessidade de fazer), e pouco me importa se no benchmark tal e tal um i5 ou i7 (ou mesmo o FX-8350) ganha dele - eu não notaria a diferença no meu dia-a-dia e seria jogar dinheiro fora.

 

Em último caso, antes de trocar o processador, ainda posso fazer aquele overclock, na remota possibilidade de eu precisar de algo ainda mais rápido. Olhe que, tanto no trabalho quanto por hobby, eu uso uns programinhas pesados: VMware Workstation (que roda melhor na AMD, porque se beneficia de mais núcleos reais em vez de simulados por HyperThreading), Adobe CS6, Acrobat em documentos longos e complexos, vários editores e transcodificadores de vídeo... Nada disso fica lento. Já fiz uma varredura de antivírus de dentro de uma máquina virtual (para poder usar um antivírus diferente do meu habitual sem dar conflito) enquanto editava um vídeo com o Corel VideoStudio na máquina real e o Firefox fazia um download, e com tudo isso o processador bocejava em 30-40% de utilização... Outro dia precisei fazer uma substituição de mais de 1000 ocorrências de texto no Word 2010 (que trabalha bem com processadores multicore), com uma máscara genérica em vez de um texto definido, num documento de mais de 400 páginas. É o tipo da tarefa que usa muito o processador. Isso não chegou a demorar dois segundos. Dá para reclamar que meu processador é lento e ficar com vontade de pegar outro mais rápido? Gastar uns 700 reais para fazer aquela substituição em menos de um segundo, em vez de em menos de dois? Acho que não seria muito sensato, né?

 

Apesar disso, é uma verdade incontestável que em todos os testes, em termos de velocidade bruta de processamento, os processadores topo de linha da Intel dão um nocaute nos topo de linha da AMD. Mas, como minha própria experiência mostra, no mundo real é difícil achar algo que realmente precise e consiga usar essa velocidade toda. E isso também custa um preço. Já nas faixas intermediárias de preço, eles se equivalem. Um ou outro programa ou configuração pode ter alguma característica que favorece um ou outro (já dei o exemplo do VMware, mas em compensação, a linha Intel costuma extrair um melhor desempenho de SSDs). Há algumas instruções multimídia SSE5 que alguns jogos usam e não têm suporte na AMD, o que também ajuda no desempenho da Intel. Por outro lado, também há quem goste muito da AMD para jogos, por causa dos altos clocks de alguns modelos e da facilidade de fazer overclock, que geralmente é mais fácil de fazer na AMD que na Intel. Mas no geral, não há diferença significativa. E no caso específico dos jogos, a placa de vídeo influencia muito mais que o processador; a partir de um certo patamar de velocidade, tendo sido ultrapassado o ponto de gargalo, o processador não faz muita diferença para o desempenho do jogo. Então, na prática e no geral, ficam elas por elas.

 

Portanto, a não ser no caso de alguém que realmente tenha utilidade para zilhões de megaflops de velocidade de processamento (e uma conta bancária recheada para bancar os processadores mais caros da Intel), para a imensa maioria dos modelos e usuários o efeito prático é o mesmo, e Intel e AMD se equivalem. Vá na linha que for mais conveniente e vantajosa para você.

 

Agora, todo mundo até agora falou com base no que ouve dizer, de forma mais qualitativa, e eu mesmo não dei muitos dados quantitativos. Vamos responder a sua pergunta de forma bem embasada? Vamos dar uma olhada no cpubenchmark.net, da PassMark. Eles usam um teste que não é isento de críticas e não tem a última palavra, mas certamente dá para ter uma ideia bem aproximada da faixa de capacidade de cada modelo. (Eles têm sites semelhantes também para avaliar placas de vídeo e drives - HDs e SSDs.) Encontramos o primeiro Phenom II X2, um modelo 565, na página da faixa intermediária-alta, com 2.167 pontos na escala deles no dia de hoje (varia um pouquinho de um dia para o outro, à medida que chegam mais resultados de testes para eles fazerem a média). Há vários processadores Intel na vizinhança dessa pontuação: por exemplo, o Core 2 Duo E8400, o Celeron G530 e o Core i3 E330. Dê uma olhada lá. Acho que isto deve responder sua pergunta.

 

Se tiver curiosidade de ver a página dos topo de linha, os campeões são todos Intel Xeon (pronuncia-se "zían"), mas essa é uma linha de processadores para servidores (embora haja alguns aficionados que os usem em desktops). O mais rápido processador para desktop mesmo é um Core i7-4960X, que faz incríveis 14.211 pontos na data de hoje (se você estiver interessado, é todo seu por meros R$ 3.506,00 na Kabum hoje...). O mais rápido da AMD é um FX-9590, que faz 10.358 pontos, mas esse modelo de processador é muito problemático (gasta muita energia e é compatível com poucas placas-mães); então, vamos considerar que seja o FX-8350, que faz 9.053 pontos (e custa R$ 699,00 na mesma Kabum hoje). Meu Phenom II X6 1090T de três anos de idade faz 5.697 pontos e já é uma violência de rápido. Imagine os outros... Mas como eu disse, benchmark é uma coisa, vida real é outra, e duvido muito que eu percebesse qualquer diferença visível com um processador mais rápido. Continuo muito satisfeito com o meu.

 

Respondida sua pergunta?

  • Curtir 3

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Respondida sim e de maneira extremamente satisfatória, pois foi detalhada e clara e ainda por cima com referencial técnico. O que busco é um processador que possa cumprir atividades rotineiras de trabalho e universidade e que possa servir à alguns jogos não muito hardcores e algumas atividades como emulação de máquinas virtuais, com ênfase em modelos portáteis, pois pretendo adquirir um novo notebook, penso portanto, que em meu caso  o indicado seja um processador intermediário e uma placa de vídeo  também intermediária à preços módicos, não quero e nem posso gastar rios de dinheiro, mas quero um desempenho satisfatório. Pensei em AMD porque já tive um notebook Emachines com processador AMD e placa de vídeo ATI que mesmo se tratando à época de um produto de entrada parecia ter um desempenho bem superior à meu atual laptop Intel com configurações superiores. Queria saber o que você acha dos atuais AMD A8 e A10 pelo que fiquei sabendo eles tem um diferencial gráfico?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não podemos esquecer que o com um pouco de "sorte", ainda da para desbloquear os núcleos do Phenom II X2 ... Alguns conseguem virar X3 outros X4.... E isso afeta sigificativamente o desempenho e o custo beneficio.... Os núcleos extras são praticamente um brinde... E não tem nada melhor do que comprar um processador X2 e ganhar um X4  sem gastar nadinha...hehehehe... Uma pena que não são todos os Phenom II e Athlon X3  que permitem o desbloqueio...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Qual processador Intel se aproxima mais de AMD Phenon II X2? E em uma briga doméstica quem se sai melhor um Phenon II X2 ou um A4?

 

 Tiago, conte pra gente que troca de processador você quer fazer. Ou caso contrário que informação exata que você quer. Cada um respondeu algo diferente aqui porque sua pergunta é pouco específica.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

 Tiago, conte pra gente que troca de processador você quer fazer. Ou caso contrário que informação exata que você quer. Cada um respondeu algo diferente aqui porque sua pergunta é pouco específica.

Na verdade pretendo trocar substituir a máquina (notebook) no decorrer do ano por isso estou analisando componente por componente.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Respondida sim e de maneira extremamente satisfatória, pois foi detalhada e clara e ainda por cima com referencial técnico. O que busco é um processador que possa cumprir atividades rotineiras de trabalho e universidade e que possa servir à alguns jogos não muito hardcores e algumas atividades como emulação de máquinas virtuais, com ênfase em modelos portáteis, pois pretendo adquirir um novo notebook, penso portanto, que em meu caso  o indicado seja um processador intermediário e uma placa de vídeo  também intermediária à preços módicos, não quero e nem posso gastar rios de dinheiro, mas quero um desempenho satisfatório. Pensei em AMD porque já tive um notebook Emachines com processador AMD e placa de vídeo ATI que mesmo se tratando à época de um produto de entrada parecia ter um desempenho bem superior à meu atual laptop Intel com configurações superiores. Queria saber o que você acha dos atuais AMD A8 e A10 pelo que fiquei sabendo eles tem um diferencial gráfico?

 

É, na linha de entrada, a AMD costuma dar banho na Intel em termos de custo/benefício, porque pelo mesmo preço de um AMD você só consegue coisa muito pior na Intel. O Athlon II X2 245 baratinho que eu peguei no início, só para quebrar o meu galho no sufoco, me surpreendeu, pois era bastante ágil para as tarefas rotineiras e ainda era minimamente aceitável até com aqueles aplicativos pesados que mencionei. Hoje ele está no PC que montei para um amigo que não faz nada fora do comum, e ele elogia a rapidez da máquina dele. Na época, na Intel eu só conseguiria um Celeron LGA775 single-core e totalmente anêmico pelo mesmo preço.

 

Mas isso vale para desktops. Em notebooks, depende de muita coisa e é difícil escolher, porque a Intel tem uma linha muito granular, com dúzias de modelos diferentes. Ainda no caso dos notebooks, você também tem um problema que não existe nos desktops: um processador muito potente vai sugar sua bateria muito rápido. Então, você tem que sacrificar alguma coisa e achar um meio-termo. Esse meio-termo pode ser um A8 ou A10, e pode também ser um Core i5, todos em versões mobile. Na prática, como o mercado atualmente prefere Intel, você vai achar muito mais opções à venda com Core i5 que com AMD A8/A10. (Há muitos modelos com Core i3 também, assim como com linhas mais antigas como Core 2 Duo, Pentium e Celeron, mas para quem quer desempenho, como você, não são muito indicados. E há notebooks com Core i7, para quem não abre mão do máximo desempenho, mas um notebook desses não pode ficar muito tempo longe de uma tomada. Portanto, se for Intel, em notebooks não dá muito para escapar dos Core i5.)

 

Os AMD A8/A10 são APUs, o que significa que eles têm uma GPU (equivalente a uma placa de vídeo, mas é claro que num notebook, não é bem uma placa no mesmo sentido das placas de desktop) embutida dentro do próprio processador, uma tecnologia que por enquanto só a AMD tem (embora a Intel tenha ameaçado lançar APUs também). Isso traz alguma economia no preço, excelente duração de bateria (gastam pouquíssima energia) e a garantia de uma velocidade mínima em jogos, pois há notebooks que têm GPUs bem ruinzinhas e fraquinhas para baixar o custo final (especialmente quando em vez de Nvidia ou AMD, as GPUs são da Intel, que costumam ser raquíticas), mas também traz a garantia de uma velocidade máxima que não é exatamente um fenômeno. Então, os A8/A10 são uma faca de dois gumes - podem ser uma opção tanto melhor quanto pior que uma com Intel. Quem monta um desktop com A8/A10 para jogos geralmente desativa o vídeo da APU pelo BIOS e bota uma placa de vídeo avulsa para garantir um melhor desempenho.

 

Num notebook, você não tem essa opção, de modo que se você pretende jogar nele, é bom escolher bem seu modelo. Dê uma olhada nos notebooks da Avell, de Santa Catarina, que monta notebooks mais especializados e potentes (e, previsivelmente, em geral também mais caros) que os das grandes indústrias como Dell, HP ou Lenovo, geralmente combinações de Core i5 com GPUs da Nvidia. Mas para cada modelo, não deixe de ler testes e relatos de usuários na prática em sites independentes, porque pelo menos teoricamente, uma combinação potente dessas, mesmo usando processadores e GPUs mobile de baixo consumo, pode deixar você com uma carga de bateria que dura muito pouco (e uma queimadura no seu colo, de tão quente, também).

 

Se pegar um notebook com Core i5, não deixe de ler as especificações detalhadas do modelo exato de processador usado, porque a Intel tem uma nomenclatura meio confusa e há modelos de Core i5 com e sem HyperThreading (você vai querer com) e com diferenças dramáticas de consumo de energia, de velocidade, etc. Os modelos com a arquitetura Haswell, mais recentes (geralmente identificados por "4xxx"), costumam dar bem mais poder de processamento por watt de bateria gasto, mas também são mais caros.

 

 

Não podemos esquecer que o com um pouco de "sorte", ainda da para desbloquear os núcleos do Phenom II X2 ... Alguns conseguem virar X3 outros X4.... E isso afeta sigificativamente o desempenho e o custo beneficio.... Os núcleos extras são praticamente um brinde... E não tem nada melhor do que comprar um processador X2 e ganhar um X4  sem gastar nadinha...hehehehe... Uma pena que não são todos os Phenom II e Athlon X3  que permitem o desbloqueio...

 

É, mas no caso dele, isso é irrelevante, porque a AMD já desativou a maior parte da linha AM3 e o que você ainda encontra no mercado é estoque antigo (ou usado). Além disto, como ele quer um notebook, não se acham no mercado modelos com Phenom II. Mesmo na época deles, os notebooks AMD que se encontravam à venda geralmente tinham processadores Turion, de baixo consumo e voltados para esse mercado.

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Na verdade pretendo trocar substituir a máquina (notebook) no decorrer do ano por isso estou analisando componente por componente.

 

 Fala seu processador.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

 Fala seu processador.

Bem El Etro, tenho um notebook de 3 anos Acer com um B940 que comprei após um furto há tempos atrás após um furto, na ocasião estava sem mais recursos e achei um bom custo benefício, agora necessito trocar o mesmo por uma máquina mais recente e potente.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bem El Etro, tenho um notebook de 3 anos Acer com um B940 que comprei após um furto há tempos atrás após um furto, na ocasião estava sem mais recursos e achei um bom custo benefício, agora necessito trocar o mesmo por uma máquina mais recente e potente.

 

 As coisas mudaram de lá pra cá. Você ia ganhar muito pouco saindo do seu note com o B940 e indo pra um desktop com um A4, Core 2 Duo ou um Phenom II vai te propiciar pouco ganho de performance. Você quer notebook ou desktop?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

 As coisas mudaram de lá pra cá. Você ia ganhar muito pouco saindo do seu note com o B940 e indo pra um desktop com um A4, Core 2 Duo ou um Phenom II vai te propiciar pouco ganho de performance. Você quer notebook ou desktop?

Notebook, de processador intermediário para alta performance que deve ser conjugado com placa de vídeo dedicada. Quero recomendações atualizadas nas linhas AMD e Intel para comparar.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Notebook, de processador intermediário para alta performance que deve ser conjugado com placa de vídeo dedicada. Quero recomendações atualizadas nas linhas AMD e Intel para comparar.

 

 Faixa de preço?? Porque notebook com vídeo dedicado é meio difícil de achar dependendo da faixa.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Algo entre 2 e 3 mil.

 

 

A Avell tem estas sugestões, todas com processadores Haswell e GPUs Nvidia (embora os modelos B153 sejam com a GT 730M, que não é lá muito potente):

 

http://avell.com.br/avell-titanium-b153-plus

 

http://avell.com.br/titanium-b153se-plus

 

http://avell.com.br/titanium-b154-plus

 

http://avell.com.br/titanium-b154se-plus

 

 

 

Há este Dell com Haswell e GT 750M na FastShop (provavelmente, você pode comprá-lo também diretamente no site da Dell):

 

http://www.fastshop.com.br/loja/notebook-dell-inspiron-8gb-ddr3-1tb-de-hd---14r-5437-a40/

 

 

E há este HP com vídeo AMD Radeon Mobility 6770M, mas o processador é Intel Core i7 (ótimo por si só, mas é bom conferir a duração da bateria), de uma série aparentemente meio antiga e a loja é desconhecida:

 

http://www.nextcomputer.com.br/ecommerce_site/produto_21527_3928_HP-Pavilion-DV6-6180US-Core-i7-6GB-HD-750GB-Ati-Radeon-6770M-1-GB-Dedicado-Tela-156-LED-Windows-7

 

 

Isto já deve dar uma ideia para você. Não olhei outras características desejáveis, como saída HDMI, porta USB 3.0 (fazer backup em HD externo USB 2.0 ninguém merece!) e disponibilidade de uma baia para botar um SSD, se já não tiver.

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A Avell tem estas sugestões, todas com processadores Haswell e GPUs Nvidia (embora os modelos B153 sejam com a GT 730M, que não é lá muito potente):

 

http://avell.com.br/avell-titanium-b153-plus

 

http://avell.com.br/titanium-b153se-plus

 

http://avell.com.br/titanium-b154-plus

 

http://avell.com.br/titanium-b154se-plus

 

 

 

Há este Dell com Haswell e GT 750M na FastShop (provavelmente, você pode comprá-lo também diretamente no site da Dell):

 

http://www.fastshop.com.br/loja/notebook-dell-inspiron-8gb-ddr3-1tb-de-hd---14r-5437-a40/

 

 

E há este HP com vídeo AMD Radeon Mobility 6770M, mas o processador é Intel Core i7 (ótimo por si só, mas é bom conferir a duração da bateria), de uma série aparentemente meio antiga e a loja é desconhecida:

 

http://www.nextcomputer.com.br/ecommerce_site/produto_21527_3928_HP-Pavilion-DV6-6180US-Core-i7-6GB-HD-750GB-Ati-Radeon-6770M-1-GB-Dedicado-Tela-156-LED-Windows-7

 

 

Isto já deve dar uma ideia para você. Não olhei outras características desejáveis, como saída HDMI, porta USB 3.0 (fazer backup em HD externo USB 2.0 ninguém merece!) e disponibilidade de uma baia para botar um SSD, se já não tiver.

No caso da bateria não seria possível a compra de uma bateria de alto desempenho para suportar tal hardware?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Algo entre 2 e 3 mil.

 

 Bem, não acompanho mais os guias de compra de notebooks, mas sei que nessa faixa da pra achar bons notebooks com VGAs discretas decentes. Alguns notes ainda vem com VGAs muito boas pra faixa de até 3000. Pra jogar os jogos mais modernos pegue ao menos um note com uma GTX 750m ou Radeon HD 7770m. O processador pode ser um i3 bem forte, um i5 ou até um i7(de 4 núcleos) mais barato.

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

 Bem, não acompanho mais os guias de compra de notebooks, mas sei que nessa faixa da pra achar bons notebooks com VGAs discretas decentes. Alguns notes ainda vem com VGAs muito boas pra faixa de até 3000. Pra jogar os jogos mais modernos pegue ao menos um note com uma GTX 750m ou Radeon HD 7770m. O processador pode ser um i3 bem forte, um i5 ou até um i7(de 4 núcleos) mais barato.

Estou considerando um I5 ou algo equivalente da AMD.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

No caso da bateria não seria possível a compra de uma bateria de alto desempenho para suportar tal hardware?

 

Cada modelo usa um tipo de bateria diferente, de modo que você teria que ver a disponibilidade de uma versão mais parruda da bateria compatível, se há espaço para mais células e tal.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Estou considerando um I5 ou algo equivalente da AMD.

 

 A AMD não tem nada equivalente pro i5 nos notebooks, pena. Tem soluções gráficas bem melhores nos seus processadores, mas seus notebooks não tem preço justo aqui no Brasil.

 

 O i5 vai ser uma boa ideia pra jogos. Que mais vai usar de programas no notebook?

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

 A AMD não tem nada equivalente pro i5 nos notebooks, pena. Tem soluções gráficas bem melhores nos seus processadores, mas seus notebooks não tem preço justo aqui no Brasil.

 

 O i5 vai ser uma boa ideia pra jogos. Que mais vai usar de programas no notebook?

Máquinas virtuais para testar distros e no mais algumas tarefas simples rotineiras.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Máquinas virtuais para testar distros e no mais algumas tarefas simples rotineiras.

 

 Não sei quanto aos processadores de Notebook suportarem VT-D ou VT-X(mas os i5 versão móvel suportam essas tecnologias) porque na BIOS geralmente não há opção pra ativá-los, mas mesmo assim acho que os 2+2 núcleos que o i5 oferece vão lidar muito bem com as VMs. Pras outras tarefas o i5 é mais do que suficiente.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×