Ir ao conteúdo
  • Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   12-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware, Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:   Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas às perguntas abaixo:   Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.
    • DiF

      Poste seus códigos corretamente!   21-05-2016

      Prezados membros do Fórum do Clube do Hardware, O Fórum oferece um recurso chamado CODE, onde o ícone no painel do editor é  <>     O uso deste recurso é  imprescindível para uma melhor leitura, manter a organização, diferenciar de texto comum e principalmente evitar que os compiladores e IDEs acusem erro ao colar um código copiado daqui. Portanto convido-lhes para ler as instruções de como usar este recurso CODE neste tópico:  
MOR

Dúvidas e Ponderações AVR/Arduino

Recommended Posts

Dúvidas - AVR/Arduino

Iniciei meus estudos com os microcontroladores Atmega e tenho algumas dúvidas de iniciante, além de algumas ponderações, que podem não ser totalmente verdadeiras. Sendo assim, gostaria que o pessoal mais capacitado pudesse sanar algumas delas.
Apesar da linguagem Basic ser mais fácil para mim, suas IDEs não são inteiramente grátis, enquanto que encontra-se IDEs com linguagem C grátis.
Com relação à linguagem Basic, por facilidade de entendimento, utilização e custo inferior que as concorrentes, até pensei em adquirir o aplicativo da Bascom, mas notei que o produto não vem sendo atualizado com a devida rapidez já há algum tempo, o que não ocorre com seu preço, recentemente atualizado.
Após muito ponderar, decidi optar pela linguagem C.
Por facilidade da linguagem, minha primeira aquisição foi um kit Arduino UNO, comprado no Ebay. Infelizmente me enviaram um Arduino sem identificação da placa. Apenas identifiquei o uC, um Atmega8A, com menos memória e outras facilidades. Após muitas tentativas pude selecionar a placa correta e assim fazer o famoso led pulsar.
Como precisaria de mais alguns uC, comprei alguns Atmega328P-PU, que segundo o vendedor, já vinha com o bootloader do Arduino. Troquei o uC 8 pelo 328 na placa Arduino mas não consegui fazer o danado do led pulsar.
O lado positivo da história é que tive que pesquisar nos inúmeros sítios da internet. Formei um imenso apanhado de assuntos, cuidadosamente arrumados e distribuídos. Com isso pude ter acesso a qualquer tema.
Estudei sobre bootloader e consegui transformar meu kit para Arduino UNO, ou Arduino com Atmega8A, simplesmente trocando o uC.
Para a etapa seguinte dos estudos tratei de tornar o Arduino independente do kit. Usava o kit Arduino para gravar o Atmega328P-PU. Posteriormente o uC poderia ser usado fora do kit Arduino, mas sempre com um firmware proveniente da IDE do Arduino. A limitação é proveniente das opções disponíveis no menu Tools > Board, todas Arduinos e, acredito, da capacidade da IDE somente compilar e gravar firmware com a linguagem do Arduino.
Seria ótimo se a IDE Arduino pudesse gravar um arquivo .hex obtido por outra IDE. A vantagem é que o kit Arduino poderia ser usado como gravador, não sendo necessário se construir ou adquirir um gravador. Realmente não sei se isso é possível. A outra opção, sem custo adicional de hardware que descobri, foi a de se usar o AVRdude, que se não me engano é necessário usá-lo por meio de linha de comando, o que é retornar na evolução. Outra opção seria usar o Ponyprog, juntamente com um programador simples de se fazer, mas sendo necessário adquirir um uC e programá-lo. Quando se pensa que adquirir algum componente com custo reduzido hoje em dia é necessário esperar cerca de 2 meses e meio. A outra dificuldade seria ter que programar o uC para poder se ter um programador. Acrescente-se a essas dificuldades que o Ponyprog não está atualizado para permitir gravar um uC Atmega 328.
Há outro modo de se programar um uC Atmega usando-se os conversores USB-TTL, com os pinos DTR, RxD, TxD e alimentação. Todos os tutoriais que li mencionando este conversor, necessita que o uC Atmega esteja já com o bootloader do Arduíno. Não encontrei nenhum tutorial que permita usar este conversor e um aplicativo para gravar o firmware sem o bootloader do Arduino.
Resumindo esta última parte.
Haveria como se usar o kit do Arduino para se gravar um arquivo qualquer .hex, gerado por outra IDE, como por exemplo o AVRStudio, ou outra que não seja produzida pelo Arduino?
Haveria a possibilidade de se usar o hardware do conversor USB-TTL para se gravar um arquivo qualquer .hex e um aplicativo com GUI, que gerenciasse a programação e que permitisse gravar em um uC Atmel328 sem o bootloader do Arduino?
Bom.
O que sinto dificuldade neste momento é que fica difícil transferir um arquivo .hex para o uC Atmega.
Conto com vocês para esclarecerem algumas dessas minhas dúvidas.
Seguem algumas configurações já estudadas. Algumas já testadas com êxito.

 

Atmega_1_zps269c56dc.jpg

Atmega_2_zpseb1af5dd.jpg

Atmega_3_zpse74920e9.jpg

Atmega_4_zps60cd7abd.jpg

MOR_AL

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não utilizo Arduino,mas creio que o que difere alguma placa entre um Kit convencional e um Kit 'Arduino' seja que no Arduino voce tem que usar um Bootloader e a IDE do Arduino.

Como qualquer outro microcontrolador,provavelmente voce pode gravar qualquer programa normalmente usando um arquivo hex e algum tipo de gravador via USB ou serial.

Como esta iniciando esta aventura,programar sem o Bottloader e a IDE do Arduino,terá a mesma dificuldade se ja começar direto em C.

Imagine um placa "Arduino" com um pic 16F877 e um Bootloader dedicado,nada impede que voce gere um hex pelo MPLAB,por exemplo,e grave o firmware.

Eu,particularmente,se fosse usar um Kit que seja 'carimbado' como Arduino,não usaria o Bootloader,mas programaria direto em ASM ou C.

Para AVR,usaria o AVRStudio,mesmo sendo pesdado.

Editado por vtrx
  • Curtir 3

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@MOR,

 

O Arduíno possui uma interface ICSP, voce pode gravar direto o .hex com um simples gravador do tipo USBASP, que voce encontra no ML :

 

http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-549524498-gravador-usbasp-com-jumper-o-verdadeiro-avr-arduino-atmega-_JM

 

Dependendo do seu Arduíno, a interface ICSP pode ter 6 ou 10 pinos, portanto voce pode precisar disto aqui :

 

http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-549350014-adaptador-10-pinos-para-6-encaixe-usbasp-kk-board-arduino-_JM

 

Pode-se usar o AVRDUDE para gravar, ou algum programa mais amigável, eu sugiro o ProgISP V1.72 .

 

 

Quanto ao Bascom, não sei o que voce quis dizer com não ser atualizado... A versão 2.77 saiu no mes passado, e a 2.76 saiu em outubro de 2013 .

 

Quando eu comprei, eu recebí a 2.51. Em menos de três anos, sairam 26 atualizações ...... 

 

Paulo

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não utilizo Arduino,mas creio que o que difere alguma placa entre um Kit convencional e um Kit 'Arduino' seja que no Arduino voce tem que usar um Bootloader e a IDE do Arduino.

Ok!

Como qualquer outro microcontrolador,provavelmente voce pode gravar qualquer programa normalmente usando um arquivo hex e algum tipo de gravador via USB ou serial.

O problema é que o aplicativo ou não possui a possibilidade de gravar o Atmega328, como o Ponyprog, ou não possui as facilidades de ser GUI, como o AVRdude.

Gostaria de poder usar o kit Arduino com sua IDE GUI, para gravar arquivos .hex em um uC Atmega328.

Como esta iniciando esta aventura,programar sem o Bottloader e a IDE do Arduino,terá a mesma dificuldade se ja começar direto em C.

Comprei o kit Arduino para "matar 2 coelhos com uma cajadada". Poder usar o Arduino e poder iniciar com o uC Atmega. Pensei que a gravação fosse simples. Pesquisei os hardwares de programadores que tem a venda e que funcionam com a IDE do AVRStudio. Não são baratos.

Imagine um placa "Arduino" com um pic 16F877 e um Bootloader dedicado,nada impede que voce gere um hex pelo MPLAB,por exemplo,e grave o firmware.

Sim. Mas para isso é necessário que haja esta opção na IDE do Arduino em Tools > Board > o arquivo do uC de destino. No caso só tem arquivos de Arduinos. Mesmo assim, pelo que eu sei, a IDE do Arduino só compila e grava as ketchs escritas na linguagem do Arduino. Você não tem como introduzir um arquivo .hex para fazer a gravação.

Eu,particularmente,se fosse usar um Kit que seja 'carimbado' como Arduino,não usaria o Bootloader,mas programaria direto em ASM ou C.

Não com o kit Arduino.

Para AVR,usaria o AVRStudio,mesmo sendo pesdado.

Já instalei o AVRStudio. O problema recai no hardware do programador, que ou não é barato, ou tem que fazer, mas aí teria que programá-lo sem um programador.

 

Já comecei a estudar o hardware do Atmega8, do Atmega328 e apenas um pouco do Assembler dele para "tomar conhecimento". Pretendo programar em C, mas fica faltando a etapa de inserir o firmware do uC.

MOR_AL

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

 

Imagine um placa "Arduino" com um pic 16F877 e um Bootloader dedicado,nada impede que voce gere um hex pelo MPLAB,por exemplo,e grave o firmware.

Sim. Mas para isso é necessário que haja esta opção na IDE do Arduino em Tools > Board > o arquivo do uC de destino. No caso só tem arquivos de Arduinos. Mesmo assim, pelo que eu sei, a IDE do Arduino só compila e grava as ketchs escritas na linguagem do Arduino. Você não tem como introduzir um arquivo .hex para fazer a gravação.

Mesmo sendo um Kit Arduino voce só é obrigado a usar a IDE do Arduino se usar o BootLoader dele,como o Paulo disse,o AVR usa comunicação ICSP,logo ele pode ser programado por qualquer HAdware que utilize essa comunicação.

 

 

Para AVR,usaria o AVRStudio,mesmo sendo pesdado.

Já instalei o AVRStudio. O problema recai no hardware do programador, que ou não é barato, ou tem que fazer, mas aí teria que programá-lo sem um programador.

 

Mais uma vez,o que interessa para nos é o Hex final para ser gravado por outro hardware qualquer.

Editado por vtrx
  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
MOR

 

 Até onde eu sei, existe um programa de exemplo chamado de ArduinoISP na própria IDE do arduino, esse firmware transforma seu arduino em um gravador de AVR's, assim você pode gravar seus AVR's usando o próprio Arduíno como gravador (mas não acho que isso seja muito pratico para seu caso.... hehe). Da uma olhada aqui, é um tutorial "mais ou menos" como funciona....

 

http://dqsoft.blogspot.com.br/2011/10/usando-um-arduino-como-programador-avr.html

 

  O Eclipse te dá a opção de transferir o código direto para o arduino, só é necessário alterar algumas configurações (o AVR studio deve ter algo parecido) e para passar o código para  para um AVR sem bootloader, você pode  usar o tutorial acima.  Ou use um USBASP e o ISPprog e não tenha mais esses problemas... O USBASP é baratinho, com uma 20 pilas você tem um aqui no brasil mesmo, no DX eles valem umas 7 pilas.

 Eu comprei aqui no Brasil mesmo um USBASP e um ATmega328P e saiu mais barato que comprar um arduino... hehe

A única vantagem que vejo no bootloader do arduino é transferir o software diretamente, como não uso a IDE do arduino, não fiz questão nenhuma de usar o bootloader, pois só vou perder mais uns 30 segundos abrindo o progISP e carregando HEX para o AVR.

Na preguiça de corroer uma placa montei em uma universal mesmo, Ai saiu esse arduino de "pobre".... huashuahsuah

 

Foto-0035.jpg?lgfp=3000

 

 Mas funciona perfeitamente e gravo qualquer HEX nele de qualquer IDE sem problema nenhum e nem precisa ficar configurando nada e lendo tutoriais de como integra o bootloader do arduino com IDE's alternativas.

 

 Espero que algo que eu tenha dito lhe ajude de alguma maneira... hehe

Grato Luiz Gustavo.

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

    Como o Paulo falou dá para programar direto pela interface ICSP (na IDE oficial do arduino você vê todos os programadores suportados), para usar o USBASP:
- http://www.arduinoecia.com.br/2013/11/gravador-avr-usbasp.html
   Para gravar o “.hex” com o USBASP:
- http://extremeelectronics.co.in/avr-tutorials/gui-software-for-usbasp-based-usb-avr-programmers/
   Par montar um gravador com o ATMEGA328P:
- http://engenheirando.com/arduino/montando-arduino-na-protoboard/
- http://dqsoft.blogspot.com.br/2011/10/usando-um-arduino-como-programador-avr.html
  Com o arduino da para até gravar PIC:
- http://forum.arduino.cc/index.php/topic,92929.0.html
 

   Na minha opinião não precisa retirar o bootloader um vez que o mesmo permite a gravação pela serial, o que torna muito mais fácil ai é só comprar:
- http://www.aliexpress.com/item/2PCS-1LOT-CP2102-Module-1PCS-Pro-Mini-Module-Atmega328-5V-16M-For-Arduino-Compatible-With-Nano/1516343301.html

  Referente ao software para programar em C recomendo o Eclipse, é opensouce é bem leve multiplataforma. Para instalar ele com a bibliotecas do arduino:
- http://api.ning.com/files/r75GDrbf9*ZfkwSgvgK6mJ1RPAciSQ*GfGMnLm5AYyXDIbww6yKqgZNIPNIOjrMjGs95WLOOri-th0c5OAjRGmUnCGt4ma-l/tutorial_eclipse.pdf
- http://www.youtube.com/watch?v=fINNGOyyr5I
  Para programar no limpo só com o bootloader:
- http://www.robotizando.com.br/artigo_eclipseAvr_pg1.php
   Se quiser eu tenho uma máquina virtual (vmware) com ubuntu 13.10, com o eclipse configurado e o QT 5.2, só tenho que fazer upload (6.49gb).

 

 

Obs: não tinha visto a resposta do @LuizGBarrio.

Editado por paulosev
  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@MOR,

 

O Arduíno possui uma interface ICSP, voce pode gravar direto o .hex com um simples gravador do tipo USBASP, que voce encontra no ML :

 

http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-549524498-gravador-usbasp-com-jumper-o-verdadeiro-avr-arduino-atmega-_JM

 

Taí a minha dúvida. Se o Arduino possui a interface ICSP, qual seria a função do USBASP? Me parece que seriam necessárias duas conversões. 

Qual seria a função do Arduino e qual seria a função do USBASP?

Como, por meio do Arduino, eu poderia gravar um arquivo.hex?

Outra coisa.

No anúncio não consta o uC que eu possuo e que acho ser o mais comum. O Atmega328P-PU.

O custo do produto seria algo em torno de R$ 37,00 com a parte do correio (PAC). Se for SEDEX aí o custo fica maior.

 

 

Dependendo do seu Arduíno, a interface ICSP pode ter 6 ou 10 pinos, portanto voce pode precisar disto aqui :

 

Meu Arduino possui dois conectores com pinos machos. Um com 10 pinos (USBASP) e outro com 6 pinos (ICSP). Nem precisaria do adaptador. Isso é o de menos. Na verdade, como informei antes, não consegui entender o que cada hardware faz e porque não posso gravar um arquivo .hex apenas com o hardware do Arduino, já que ele tem comunicação com o PC e pode produzir os pinos MOSI, MISO, SCK e RST. Também pode produzir os pinos TxD, RxD e RTS. Dois grupos de dados que poderiam gravar o uC Atmega.

Acho que faria o Arduino gerar alguma dessas opções e usar um aplicativo GUI para gerenciar a gravação.

 

http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-549350014-adaptador-10-pinos-para-6-encaixe-usbasp-kk-board-arduino-_JM

 

 

 

Pode-se usar o AVRDUDE para gravar, ou algum programa mais amigável, eu sugiro o ProgISP V1.72 .

 

Baixei o ProgISP V1.72. As explicações (os arquivos pdf) estão em japonês Acho))

Tem muita gente relatando problemas. Acho que por falta de conhecimento.

 

 

Quanto ao Bascom, não sei o que voce quis dizer com não ser atualizado... A versão 2.77 saiu no mes passado, e a 2.76 saiu em outubro de 2013 .

 

Quando eu comprei, eu recebí a 2.51. Em menos de três anos, sairam 26 atualizações ...... 

 

Mas já comentei isso com você. Tem algumas coisas que não implementaram. Para te ser sincero, até já esqueci de quais eram as dificuldades. Parece que certa ocasião te perguntei porque você usava um aplicativo externo para fazer a gravação do programa, se já possuía a IDE do Bascom...

 

Paulo

Como não pude, em outra ocasião, "Responder" sem algo escrito neste campo, escrevi isso.

MOR_AL

Mesmo sendo um Kit Arduino voce só é obrigado a usar a IDE do Arduino se usar o BootLoader dele,como o Paulo disse,o AVR usa comunicação ICSP,logo ele pode ser programado por qualquer HAdware que utilize essa comunicação.

 

 

Mais uma vez,o que interessa para nos é o Hex final para ser gravado por outro hardware qualquer.

Ôpa, pera aí!!!

 

Você quer dizer que eu posso tornar o Arduíno como um ICSP. Torná-lo um hardware de programador com os pinos MOSI, MOSI, SCK e RST.

Fechar a IDE

Abrir um aplicativo de programador.

Abrir um arquivo .hex e gravá-lo com o hardware do Arduino?

MOR_AL

 

@ Luiz Gustavo.

 

Como já tenho o Arduino, quero usá-lo também como gravador para uC Atmega. Essa é a minha intenção.

Já conhecia o tutorial. Ele usa o AVRdude, com linha de comando.

Mas baixei o ispprog e vou estudá-lo. Parece que esta será a minha sequência.

Hardware - Arduino como ICSP

Aplicativo para gerar o firmware - AVRStudio

Aplicativo do Programador - ISPPROG.

Se puder fazer assim, acho que é a combinação mais amigável e boa em termos de custo, pois posso usar o Arduino tanto como desenvolvimento de firmwares do Arduino, que possui muitas bibliotecas, como hardware do programador para AVRStudio.

Grato pelas dicas.

MOR_AL

 

@ Paulosev

 

Vou abrir as suas dicas e ver como poderei equacionar uma solução para o meu caso.

Grato.

MOR_AL

Editado por MOR

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@MOR,

 

Taí a minha dúvida. Se o Arduino possui a interface ICSP, qual seria a função do USBASP? Me parece que seriam necessárias duas conversões. 

Qual seria a função do Arduino e qual seria a função do USBASP?

O USBASP é um programador, que utiliza a interface USB direto. Não é necessário nenhuma conversão milagrosa RS232-TTL para nada.

A função do Arduíno ? é apenas uma plataforma de desenvolvimento ! Possui um IDE bem integrado, que já permite gravar o programa e interagir com a interface serial do Arduíno diretamente numa janela do IDE. Mas esta IDE é para principiantes, e voce quer um uso avançado...

A função do USBASP eu já disse acima. Em qualquer hardware em que eu uso um AVR, eu implemento essa interface ICSP, e posso atualizar o programa usando um gravador compatível com ICSP, que 90% do mundo utiliza o USBASP para isso.

 

No anúncio não consta o uC que eu possuo e que acho ser o mais comum. O Atmega328P-PU.

Não esquenta com isso. Em qualquer gravador, basta o modelo ATMEGA328P, o resto é invólucro e presença/ ausência de chumbo .....

 

Na verdade, como informei antes, não consegui entender o que cada hardware faz e porque não posso gravar um arquivo .hex apenas com o hardware do Arduino, já que ele tem comunicação com o PC e pode produzir os pinos MOSI, MISO, SCK e RST. Também pode produzir os pinos TxD, RxD e RTS. Dois grupos de dados que poderiam gravar o uC Atmega.

A IDE do Arduíno não prevê essa função. Mas o primeiro grupo de pinos que você falou está presente na interface ICSP, assim voce pode usar qualquer gravador que seja compatível com o padrão ICSP.

 

Baixei o ProgISP V1.72. As explicações (os arquivos pdf) estão em japonês Acho))

Tem muita gente relatando problemas. Acho que por falta de conhecimento.

 

A interface dele tem umas misturas de coisas em japones e inglês. E alguns modelos de AVRs aparecem tudo em japones na área de FUSES, o que complica demais quem não está familiarizado. Existe a versão 1.68 também, que possui bem menos modelos que aparecem em japones. Mas o programa é fantástico, faz tudo o que precisa ser feito.

 

Mas já comentei isso com você. Tem algumas coisas que não implementaram. Para te ser sincero, até já esqueci de quais eram as dificuldades. Parece que certa ocasião te perguntei porque você usava um aplicativo externo para fazer a gravação do programa, se já possuía a IDE do Bascom...

Olha, a IDE do Bascom permite usar qualquer gravador. Até existe a possibilidade de voce selecionar o tipo ARDUINO UNO e gravar direto sem utilizar nenhum programa externo, mas eu gosto de poder escolher algumas funções adicionais disponíveis no AVRDUDE.
Alias, a própria IDE do Arduíno também usa o AVRDUDE para gravar !
Quanto a coisas que não implementaram, não me lembro também de voce falar de algo sobre isso, porque é um absurdo a quantidade de funções prontas implementadas diretamente no Bascom... eu mesmo toda hora me surprendo com a quantidade de maneiras diferentes que eu posso fazer a mesma coisa.
Quanto ao preço do programa Full, desde que eu comprei , 3 anos atrás, até a ultima vez que eu verifiquei, ainda neste ano, continua o preço de 89 Euros.
Eu ainda adquirí no mes passado uma biblioteca muito legal para criar componentes com comunicação ICSP tipo SLAVE, já fiz dois "coprocessadores" com ela, um especializado em controlar 5 canais de som digital, e outro especializado em comunicação com o usuário via Display LCD de qualquer tamanho, com teclado tipo matriz de 16 teclas, buzzer, 4 saídas digitais e 4 entradas digitais. Assim posso sempre usar esse componente como um simples ci I2C comum, o que me facilitou muito meus projetos. O preço dessa biblioteca ? 15 Euros ... E posso usar com qualquer Atmega, Xmega, Attiny .
 
 

Você quer dizer que eu posso tornar o Arduíno como um ICSP. Torná-lo um hardware de programador com os pinos MOSI, MOSI, SCK e RST.

Fechar a IDE

Abrir um aplicativo de programador.

Abrir um arquivo .hex e gravá-lo com o hardware do Arduino?

Sim, existe isso ! Mas não grava qualquer AVR, grava apenas os utilizados nos Arduínos, como o ATMEGA8 , ATMEGA 168 e ATMEGA328.
 
Mor, voce está se preocupando demais com uma coisa muito simples... compra logo o USBASP, e pronto !  Compile seu programa em C, e use qualquer software de gravação compatível para USBASP, existem um 3 bem famosos, tipo uma GUI, para facilitar. ou baixe o ProgISP 1.68 e grave com ele !

 

Paulo

Editado por aphawk
  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Paulo.

 

Observando o programador USBASP, a venda no ML, vi que ele contém os mesmos pinos que o meu Arduino. Inclusive no conector do Arduino, há a inscrição "USBASP".

Parece que o meu Arduino pode ser convertido em um gravador USBASP. Para fazer a gravação seria necessário o aplicativo que gerencia a gravação e o arquivo.hex, claro que além do processador alvo.

 

Para transformar o Arduino em um gravador precisaria apenas fazer o upload com o sketch ArduinoISP.

File > Examples > ArduinoISP

 

Selecionar minha placa do Arduino

Tools > Board > nome do meu Arduino (no meu caso ou é "Arduino Optiboot8", para o uC Atmega8A, ou o "UNO", para o uC Atmega328P-PU)

 

Selecionar a porta serial gerada com a conexão do Arduino no PC.

Tools > Serial Port > COMx

 

Fazer o upload.

File > Upload, ou Ctrl + U, ou clicar na seta apontando para a direita.

 

 

No sketch consta...

// This sketch turns the Arduino into a AVRISP// using the following arduino pins://// pin name:    not-mega:         mega(1280 and 2560)// slave reset: 10:               53 // MOSI:        11:               51 // MISO:        12:               50 // SCK:         13:               52 //// Put an LED (with resistor) on the following pins:// 9: Heartbeat   - shows the programmer is running// 8: Error       - Lights up if something goes wrong (use red if that makes sense)// 7: Programming - In communication with the slave

MOR_AL

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@MOR,

 

Sim, esse é o que eu te falei mais acima !  Mas não sei a compatibilidade com a família AVR, creio que só vai programar aqueles que eu citei, e claro, os 1280 e 2560 , pois eles também são usados nos Arduínos mais poderosos.

 

Mas não é um gravador USBASP, pois este consegue programar uma gama enorme de modelos. Esse sketch só permite gravar alguns modelos.

 

Paulo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@MOR,

 

Sim, esse é o que eu te falei mais acima !  Mas não sei a compatibilidade com a família AVR, creio que só vai programar aqueles que eu citei, e claro, os 1280 e 2560 , pois eles também são usados nos Arduínos mais poderosos.

 

Mas não é um gravador USBASP, pois este consegue programar uma gama enorme de modelos. Esse sketch só permite gravar alguns modelos.

 

Paulo

Ok!

Agora que já me inteirei da situação, fica mais tranquilo.

Basicamente usarei o Atmega 8A e o Atmega 328P-PU apenas.

No momento estou com alguns projetos com PIC que estão me dando bastante trabalho. Pretendo terminá-los daqui a poucos meses.

Paralelamente a isso estou estudando tanto o Arduino como o Atmega. Pretendo que meus próximos projetos sejam feitos exclusivamente em linguagem de mais alto nível que a linguagem Assembly. Mas o que me dá trabalho mesmo é ter que projetar e documentar a parte teórica, fazer o layout, a placa, montar em uma caixa e testar.

Grato.

MOR_AL

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×