Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Teste da Fonte de Alimentação Leadership Gamer 2.0 500 W

       
 106.424 Visualizações    Testes  
 48 comentários

Desta vez estamos testando a fonte Leadership Gamer 2.0 de 500 W. Será que ela sobreviverá aos nossos testes?

Teste da Fonte de Alimentação Leadership Gamer 2.0 500 W
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

Desta vez estamos testando a fonte Leadership Gamer 2.0 de 500 W. A primeira coisa que nos chamou a atenção é que esta fonte internamente é idêntica à fonte Gamer Wireless 2.0 de 560 W. Como explicar que o fabricante rotula a mesma fonte como sendo de 500 W em uma linha e de 560 W em outra?

A propósito. Apenas para clarificar, esta é fonte com código de produto 6707. Em seu site a Leadership está chamando esta fonte apenas de "Fonte de alimentação 500 W".

Leadership Gamer 2.0 500 W
Figura 1: Fonte de alimentação Leadership Gamer 2.0 500 W.

Leadership Gamer 2.0 500 W
Figura 2: Fonte de alimentação Leadership Gamer 2.0 500 W.

A Gamer 2.0 500 W mede 14 cm de profundidade e vem com uma ventoinha de 120 mm em sua parte inferior. Ela não tem circuito PFC ativo e é baseada na topologia meia-ponte.

Apenas o cabo de alimentação principal da placa-mãe usa uma proteção de nylon, que parte de dentro do produto. Os cabos existentes são os seguintes:

  • Cabo de alimentação principal da placa-mãe com conector de 20/24 pinos (37 cm).
  • Um cabo com um conector ATX12V (38 cm).
  • Um cabo com apenas um conector de alimentação SATA (41 cm).
  • Um cabo com dois conectores de alimentação para periféricos (39 cm até o primeiro conector, 15 cm entre conectores).
  • Um cabo com dois conectores de alimentação para periféricos e um conector de alimentação para unidade de disquete  (39 cm até o primeiro conector, 15 cm entre conectores).

Esta configuração é ridícula para um produto rotulado como sendo de 500 W: não há conector para placa de vídeo e há apenas um conector SATA. Desta forma, este produto não atenderá às necessidades sequer do usuário básico.

Leadership Gamer 2.0 500 W
Figura 3: Cabos.

Nesta fonte todos os fios são 18 AWG, o que é muito bom de se ver.

Observando atentamente o cabo principal da placa-mãe notamos a presença de um fio branco de -5 V, significando que esta fonte foi projetada antes de 2002, já que esta tensão foi removida da especificação ATX12V em janeiro de 2002.

A caixa do produto é cheia de informações inverídicas, uma constante em produtos Leadership. Por exemplo, na caixa do produto há a logomarca do Inmetro, o que pode levar consumidores a acharem que este produto foi testado e certificado por este sério órgão, o que não é verdade. Somente o cabo de força é certificado pelo Inmetro. Algumas das pérolas incluem "fonte ideal para máquinas de alta performance (sic)" (com apenas um conector SATA e sem conector para placas de vídeo?) e "cabos envoltos em capa de nylon" (apenas o cabo principal possui esta característica).

Vamos agora dar uma olhada no interior desta fonte.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários




Quando vi a primeira página pensei "uma fonte Leadership que não tem selo produto Bomba", mas na última página deram o selo. Faltou o selo...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Tem um erro no teste que se repete na primeira e na última página:

Como explicar que o fabricante rotula a mesma fonte como sendo de 500 W em uma linha e de 500 W em outra?

Não seria 560W em um linha e 500w em outra?

Mais um exemplo de produto ruim com potência "falsificada" que só vende no Brasil porque tem gente que compra.

Isto não é pleonasmo?

Acho que ficaria melhor se vocês colocassem ''tem gente desinformada'' do que ''tem gente que compra''.

Quanto ao teste, essa Leadership é mesmo uma empresinha sem vergonha, como ela coloca assim na cara dura o nome GAMER nessa fonte sendo que ela nem tem conector para placa de vídeo!? :confused:

É cada uma...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Já podemos declarar que um milagre aconteceu: Uma fonte Leadership que desarma a partir de determinada potência, evitando que ela exploda. Única coisa de bom que tem nesse lixo.

O que mais me impressiona é a quantidade de cabos dessa fonte, como podem lançar uma coisa que chamam de fonte que sequer tem conector de alimentação PCI-E e apenas um miserável conector SATA!!!!!! Que coisa ridícula!!!

Faltou atribuir os selos de Produto Bomba e Produto Porcaria.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Acho que os líderes do Clube do Hardware deveriam representar junto ao Ministério Público contra essa empresa. Não só contra essa, mas fazer um relátório simples do que anda ocorrendo e encaminhar ao Ministério Público Federal para que façam deixar de circular tais produtos, e, ainda, exigir que o inmetro tome providências no sentido de criar barreiras para que esses produtos não cheguem ao consumidor final.

Trata-se de crime contra a economia popular.

MAsssss....

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Seria melhor darem notas de 0 a 10, pra dar uma ideia mais precisa da qualidade do produto.

Para essas coisas horríveis que aparecem, seria preciso nota negativa...

O texto todo fala por si, a quantidade de absurdos praticados pelo fabricante é impressionante (só não tem disputa com a Braview).

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Acho que ficaria melhor se vocês colocassem ''tem gente desinformada'' do que ''tem gente que compra''.

Há! Agora você exemplificou o porque um dia eu critiquei esse tipo de comentário que se lê em testes do CdH: "essa fonte explode a 500W mas se for usar até 300W (o que está ótimo para o usuário comum) ela é uma boa fonte".

E com efeito, tá lá o parágrafo:

É claro que você não terá qualquer problema em usar esta fonte em um computador simples com vídeo on-board, que estará puxando muito pouco dela, tirando a baixa eficiência (conta de eletricidade mais alta) e o preço (extremamente alto para o que ela é).
Ou seja, o CdH não deveria nem ter dito que tá no mercado porque tem gente que compra e nem ter dito que tá no mercado porque tem gente desinformada.

O CdH criticou um comportamento que ele mesmo incentiva de certa forma. Se for pra dizer isso, faltou dizer que com aquele número de fios ali, acho que nem é possível ligar equipamento suficiente pra passar de 300W.

A verdade é que nosso mercado é uma porcaria limitada e cheio de produtos caros demais para o que oferecem e tanto é assim que o próprio CdH faz o porém de fontes que explodem ou desarmam antes da sua potência alardeada, mas funcionam bem até determinado valor que é suficiente pra maioria dos usuários domésticos.

Na época o XITA me criticou dizendo que meu comentário não procedia porque em todo o teste se mostra os problemas da fonte e não se pode considerar um parágrafo isolado, mas eu discordo porque não estou analisando um parágrafo isolado, estou analisando um parágrafo de conclusão que está escrito exatamente depois de todos os problemas e defeitos da fonte. Ou seja, é um parágrafo que tem implícito nele as palavras "Apesar de todos os problemas descritos acima... é claro que você não terá qualquer problema...".

Pra confirmar na prática (que é o que importa), basta ir aqui mesmo no fórum na sessão de recomendação de configurações. O que não vai faltar é gente recomendando fontes que explodem (ao tentar entregar sua potência máxima) pra configs mais modestas que irão usar menos energia, com base nos testes.

Pra mim a solução sempre foi e sempre será o simples boicote e denúncia às lojas que vendem os produtos para tirá-los de circulação, embora há quem pense que estes produtos fuleiros, porém baratos, ajudam a baratear as fontes realmente boas. Isso, pra mim, não é vantagem suficiente pra compensar o estrago que fazem.

Por fim, acho que é claro que o CdH não deveria se manifestar dizendo que devemos boicotar essa ou aquela marca, isso não seria ético. Estou apenas chamando a atenção pra uma crítica feita no teste, sendo que no parágrafo anterior está uma resposta do porque tem gente informada que compra ainda esse tipo de fonte.

Quanto ao teste: alguém ainda espera um resultado diferente de qualquer fonte Leadership?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Alguém ainda compra essas drogas?

Pior que tem viu. Chegam na loja e perguntam...

- " Você tem fonte?"

- Sim, claro. Tem esta de R$ 40,00 da Braview e esta Leadership Gamer 500W REAIS por R$110,00....

Que maravilha de variedade né? Acaba levando a mais cara porque acha que é "melhorzinha" e depois descobre que não vai dar pra ligar o HD e o DVD que são SATA.

Para quem não acompanha o merado, o que o vendedor da loja fala vira lei, este que muuiiittttasss vezes, manja pra "BURRO". Compram de olho fechado!

É incrivel como se deixam levar pela cor da carcaça, pelo tamanho do fan, pela lábia do vendedor, será que é tãããoo difícil assim colocar no google " Fonte de alimentação boa" ou algo parecido?

Infelizmente tem gente que compra e dá sobrevida a este tipo de empresa.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Só pelo preço desta fonte já dá para saber que é um produto ruim as fontes reais de boa qualidade de 500w custam entre 400-500 reais e legalizado que infelizmente sofre com alto valor dos imposto.

Se esse país fosse sério já teria fechado a leadership e prendido os seus donos.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Só pelo preço desta fonte já dá para saber que é um produto ruim as fontes reais de boa qualidade de 500w custam entre 400-500 reais e legalizado que infelizmente sofre com alto valor dos imposto.

Se esse país fosse sério já teria fechado a leadership e prendido os seus donos.

Com todo respeito, mas acho que você viajou agora.

Hoje é possível encontrar fontes de qualidade (OCZ, Corsair, Zalman) de 400W a 500W por preços que variam de R$ 200,00 até 300,00...350,00.

É só pesquisar.

O que torna essa Leadershit um absurdo maior ainda. Pois pagar 119,00 nessa porcaria é um tremendo absurdo sendo que se pode pegar, por alguns reais a mais, uma fonte de potência maior (real) e muito melhor qualidade de construção e componentes.

Infelizmente o que falta ao consumidor é informação. É por isso que empresas assim ainda poluem o mercado consumidor.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

mais cara, uma fonte sem conector de placa de video e 1 sata... e ainda escrevem gamer :o

[off]

serai legal se tivesse mais classificacoes, uma abaixo de produto bomba pras fontes realmente perigosas e tambem selos pra produtos bons como no hardware secrets (se nao me engano) onde tem classificacao ouro/prata/bronze

[/off]

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Na página 7 do artigo:

... É claro que um consumidor usando esta fonte provavelmente nunca vai chegar nem perto desta potência, devido ao limitado número de conectores de alimentação existentes, mas como esta fonte é um produto rotulado como sendo de 500 W, temos de testá-la como tal. Por este motivo esta fonte recebe o nosso selo "Produto Bomba".

Não sei qual é a falha: o texto estar errado pois não vi nenhum selo de produto bomba, ou se realmente a intenção era colocar o selo e o mesmo não foi adicionado. De toda forma, é necessário rever a avaliação para deixar o texto coerente.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Alguém ainda compra essas drogas?

Se você frequentar os tópicos de recomendação de fontes aqui no fórum vai ver a quantidade de gente que aparece lá com essas LeaderShit apresentando problemas e querendo trocar a fonte.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Com todo respeito, mas acho que você viajou agora.

Hoje é possível encontrar fontes de qualidade (OCZ, Corsair, Zalman) de 400W a 500W por preços que variam de R$ 200,00 até 300,00...350,00.

É só pesquisar.

O que torna essa Leadershit um absurdo maior ainda. Pois pagar 119,00 nessa porcaria é um tremendo absurdo sendo que se pode pegar, por alguns reais a mais, uma fonte de potência maior (real) e muito melhor qualidade de construção e componentes.

Infelizmente o que falta ao consumidor é informação. É por isso que empresas assim ainda poluem o mercado consumidor.

Só se for na muamba colega ou então produto de média qualidade

http://www.waz.com.br/_produtos/?p=91174

http://www.waz.com.br/_produtos/?p=91181

http://www.waz.com.br/_produtos/?p=94070

https://www.kabum.com.br/cgi-local/kabum3/produtos/descricao.cgi?id=01:01:15:33:153

https://www.kabum.com.br/cgi-local/kabum3/produtos/descricao.cgi?id=01:01:15:33:28

Todas de 500w e na faixa de 300-400 reais

ps:. Não estou fazendo propaganda de sites de compra

Editado por needphael

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Já era de se esperar um desempenho desses de uma fonte da leadership, parabéns para o cdh por mais um teste completo.

Da para achar fontes de 500w por menos, é só pesquisar melhor.

Lembro que comprei a minha Corsair 650TX por 400 reais na pluginformatica no inicio do ano passado.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Quando vi a primeira página pensei "uma fonte Leadership que não tem selo produto Bomba", mas na última página deram o selo. Faltou o selo...

Opa, foi esquecimento na hora de subir o artigo, corrigido!

Em tempo, há sim fontes Leadership sem selo bomba:

http://www.clubedohardware.com.br/artigos/1770

Tem um erro no teste que se repete na primeira e na última página: Não seria 560W em um linha e 500w em outra?

Corrigido, obrigado!

Isto não é pleonasmo?

Acho que ficaria melhor se vocês colocassem ''tem gente desinformada'' do que ''tem gente que compra''.

Obrigado pela sugestão, adicionei o "gente desinformada" conforme sugerido.

Quanto ao teste, essa Leadership é mesmo uma empresinha sem vergonha, como ela coloca assim na cara dura o nome GAMER nessa fonte sendo que ela nem tem conector para placa de vídeo!? :confused:

É cada uma...

Pois é, pois é...

Já podemos declarar que um milagre aconteceu: Uma fonte Leadership que desarma a partir de determinada potência, evitando que ela exploda. Única coisa de bom que tem nesse lixo.

Só para clarificar, não é a primeira:

http://www.clubedohardware.com.br/artigos/1770

http://www.clubedohardware.com.br/artigos/1857

http://www.clubedohardware.com.br/artigos/1697

Acho que os líderes do Clube do Hardware deveriam representar junto ao Ministério Público contra essa empresa. Não só contra essa, mas fazer um relátório simples do que anda ocorrendo e encaminhar ao Ministério Público Federal para que façam deixar de circular tais produtos, e, ainda, exigir que o inmetro tome providências no sentido de criar barreiras para que esses produtos não cheguem ao consumidor final.

Trata-se de crime contra a economia popular.

MAsssss....

Só para clarificar o que já expliquei aqui no fórum, nossa empresa não tem como objetivo ser um órgão de defesa do consumidor. O que você sugere deve ser feito exclusivamente por alguma organização/associação sem fins lucrativos de defesa do consumidor. É claro que daríamos o nosso total apoio.

Seria melhor darem notas de 0 a 10, pra dar uma ideia mais precisa da qualidade do produto.

É uma sugestão que estamos pensando. Outra alternativa seria a criação de outros selos. Um selo 'Meia Bomba' seria um trocadilho muito engraçado.

mais cara, uma fonte sem conector de placa de video e 1 sata... e ainda escrevem gamer :o

[off]

serai legal se tivesse mais classificacoes, uma abaixo de produto bomba pras fontes realmente perigosas e também selos pra produtos bons como no hardware secrets (se nao me engano) onde tem classificacao ouro/prata/bronze

[/off]

Ver acima.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×