Entre para seguir isso  
Seguidores 0

Vale a pena pagar mais por uma pasta térmica cara?

        79.028 Visualizações     11 comentários     Tutoriais   

Muita gente acredita que, para que o computador funcione bem, é necessário comprar uma pasta térmica topo de linha, daquelas bem caras. Mas será que isso é verdade? Confira.

Rafael Coelho Editor-chefe do Clube do Hardware

Introdução

Muitos leitores perguntam, em nosso fórum, qual a melhor pasta térmica para comprar e, se é necessário substituir a pasta térmica que vem no computador (ou no notebook) e, principalmente, se vale a pena gastar um pouco mais e comprar uma pasta térmica cara. Vamos falar um pouco sobre isso e tentar desconstruir alguns mitos.

Primeiramente, qual o papel da pasta térmica? Vamos a um pouco de teoria.

O processador (e outros componentes, como o chip gráfico) produzem uma grande quantidade de calor quando estão sendo exigidos. Por isso, nós utilizamos coolers, que são responsáveis por retirar esse calor do processador e dissipá-lo, para que a temperatura do componente não suba demais. Assim, o calor precisa ser transportado do processador para o cooler. Aparentemente, a superfície do processador e da base do cooler são perfeitamente lisas, o que nos leva a pensar que o contato entre eles é perfeito e que o calor consegue passar facilmente.

No entanto, microscopicamente, essas superfícies não são perfeitamente lisas, de forma que o contato entre o cooler e o processador não apresenta uma boa condutividade térmica, principalmente por causa de bolsas de ar microscópicas que ficam entre as duas superfícies. Como sabemos, o ar é um isolante térmico. Por isso, é necessário utilizar a pasta térmica: por não ser sólida, ela se espalha e preenche essas lacunas. E como a condutividade da pasta térmica é bem melhor do que a do ar, a condução de calor é bastante melhorada.

Porém, é preciso não exagerar na quantidade de pasta térmica aplicada, já que as pasta térmicas disponíveis têm uma condutividade térmica, embora melhor do que a do ar, bem pior do que a do cobre ou mesmo do alumínio. Assim, colocar pasta térmica em quantidade além da necessária vai atrapalhar a transmissão do calor para o cooler e, desta forma, deixar o seu processador mais quente.

Para saber mais sobre a quantidade certa de pasta térmica a ser aplicada, leia nosso tutorial “Qual a melhor maneira de aplicar pasta térmica? - Parte 1”, onde testamos o desempenho com várias quantidades diferentes.

Agora que discutimos para que serve a pasta térmica e como deve ser aplicada, vamos falar um pouco sobre os modelos disponíveis no mercado.

Você encontra pasta térmica de diferentes marcas, nacionais e importadas, em diferentes embalagens, desde sachês com quantidade suficiente para uma ou duas aplicações, seringas de 0,3 g até cerca de 10 g, ou até mesmo em potes com 40 ou 50 g. Desta forma, é difícil falarmos em pasta térmica cara ou barata, pois teríamos que comparar os preços de duas embalagens com a mesma quantidade, o que é praticamente impossível de conseguir, pois cada fabricante tem um padrão de embalagem diferente. Às vezes, um pote com 40 g de uma determinada pasta térmica pode ser mais barato do que uma seringa com 4 g de outro produto.

Para tentar responder à pergunta do título deste artigo, nós utilizamos dados de testes efetuados com 61 pastas térmicas diferentes. Alguns destes modelos estão mostrados na Figura 1. Além dessas pastas térmicas, nós ainda utilizamos alguns produtos caseiros, como maionese, creme dental e chocolate, o que também acabou gerando um resultado surpreendente.

Vale a pena pagar a mais por uma pasta térmica cara?

Figura 1: algumas das pastas térmicas testadas

 Na próxima página, vamos ver como foi feito o teste e seus resultados.

Compartilhar



Entre para seguir isso  
Seguidores 0

Comentários de usuários


Os números falam por si, na verdade a interpretação é que muitas vezes falha. No caso da pasta térmica, seria possível montar um gráfico para performance x custo?

 

E outro, sabe-se que a performance das pastas pode-se degradar com o tempo, assim como na maionese, o teste para este seria extenso, mas penso que muitas vezes a troca da pasta DEVE ser trocada pela perda da eficiência.

 

2 pessoas curtiram isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
14 minutos atrás, dwatashi disse:

Os números falam por si, na verdade a interpretação é que muitas vezes falha. No caso da pasta térmica, seria possível montar um gráfico para performance x custo?

 

E outro, sabe-se que a performance das pastas pode-se degradar com o tempo, assim como na maionese, o teste para este seria extenso, mas penso que muitas vezes a troca da pasta DEVE ser trocada pela perda da eficiência.

 

 

Infelizmente é impossível montar um gráfico de desempenho x custo nessa escala. Isso porque muitas das pastas testadas vieram junto com coolers que testamos, além do fato de que as embalagens têm diferentes quantidades (algumas sequer especificam a quantidade) e muitas delas não são mais encontradas no comércio.

 

Quanto ao teste de durabilidade, realmente seria bacana, mas MUITO extenso e proibitivo. Não temos como deixar um computador durante anos rodando um só teste... E obviamente os resultados não se degradariam em dias, semanas ou mesmo meses, provavelmente só notaríamos alguma diferença depois de anos.

3 pessoas curtiram isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@Rafael Coelho

 

1. Compreendo, o que diz mas para este artigo específico seria interessante então colocar em uma parte apenas as pastas que não fazem parte de bundle/kit, porque do contrário existiriam opções que não se mostrariam disponíveis para os questionamentos do artigo.

 

2. Já saberia que o teste seria extenso, ainda mais pela metodologia adotada pelo CdH. Há uns 5 anos (acho) lembro que li um texto da Frostytech que usa uma plataforma sintética, assim eles conseguem submeter a mesma potência por mais tempo e através deste algumas particularidades de pastas apareceram, como uma degradação maior com determinada marca e um tempo maior de cura para outras. Enfim, era apenas para salientar que a troca pode ser motivada também por um produto que ofereça menor degradação ou pela degradação do mesmo.

1 pessoa curtiu isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Outro artigo de grande valia para todos, muito informativo e esclarecedor. Obrigado.

Vou continuar usando a pasta Noctua.

Editado por Menko
3 pessoas curtiram isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Comprei uma Artic Silver e testei por algum tempo, e sinceramente foi um dinheiro mal gasto, pois a Implastec até hoje tá firme aqui e custa menos de 5 Dilmas uma bisnaga com 5 gramas.

3 pessoas curtiram isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Gosto muito da MX-4, mas acho que não é mais fabricada ou pararam de distribuir ela por aqui.

1 pessoa curtiu isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Gostei de saber que a Xigmatek está produzindo boas pastas, assim temos mais opções.

O mais importante da matéria: não existe razão para gastar uma montanha de dinheiro em pasta térmica, quando uma estiver mais cara é só optar por outra, pois o teste demonstra que a variação entre as boas pastas (que são muitas) não é muito relevante em termos racionais.

Agora, quando se tem um capricho ou uma obsessão por ver 1 grau cair aí a coisa muda e os valores são outros.

Tudo pode ser válido e especial quando se tem a informação necessária.

Editado por Menko
3 pessoas curtiram isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Ótimo artigo para relembrar os testes de pasta térmica (nem acredito que os primeiros foram há 5 anos!). E novamente aquela conversa de que "se é caro, é bom" foi por água abaixo, conforme comprovados pela equipe do CdH, existem marcas de boa qualidade por um belo preço. Uma das pastas que acho mais barato e fácil de encontrar é a Implastec, não tem o melhor desempenho, mas pelo preço cobrado no pote dela, vale a pena, ainda mais se contar que é fabricada aqui do lado. :D

 

OFF: Uma sugestão, levando em consideração as lembranças que os testes originais me fizeram recordar: que tal criar artigos interativos? Tipo, sugerindo as opiniões dos membros do site e do fórum, por exemplo, desde quando a pessoa conheceu o site, por qual motivo se juntou aos membros do fórum, quais experiências e informações foram aprendidas e ensinadas, sei lá. Nem sei se essa iniciativa já existe, mas acho que ajudaria a deixar o ambiente mais dinâmico, tenho percebido pouco movimento comparado com antigamente. :)

 

Até!

4 pessoas curtiram isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Depende, se a pasta térmica for boa quase sempre as que tem base em prata são boas,mas não vale a pena pagar muito mais caro que isso tipo por uma Ic Diamond que tem base de diamante 

1 pessoa curtiu isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Ultimamente tenho usado a Akasa AK-450-5G, que possui prata em sua composição. O coeficiente de condutividade térmica dela é de 9,24 W/m.K, o que me parece ser muito bom.

 

Um tubo com 5 g (é bastante) custou cerca de 25 temers numa loja local, e abaixou uns 5 °C a temperatura em carga total (jogos 3D) da GPU do meu notebook da Dell, que tem uma Radeon HD 8850M GDDR5 overclockada para a 8870M, isso em relação à pasta da Implastec.

 

No meu desktop baixou uns 4 °C a temperatura da CPU em carga máxima em comparação com a pasta da Implastec.

 

Eu não pago uma fortuna numa Arctic Silver e MX-4 da vida, mas também não compro uma pasta ordinária pra usar no notebook que já trabalha no limite da capacidade de refrigeração.

 

 

Editado por ksio.amaral89

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar agora