Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Mitos do hardware #18: mais memória, maior desempenho?


     15.746 visualizações    Memória    18 comentários

Comentários de usuários

Respostas recomendadas

Os chips presentes na memória, não tem realmente a capacidade de aumentar o desempenho agindo como aceleradores de hardware, como o vídeo bem coloca. Neste ponto poderíamos dizer que relacionar aumento de memória RAM com aumento de desempenho, é um mito.


O desempenho maior vai ocorrer realmente por outros motivos, como o vídeo também coloca. 


Se analisarmos bem, de qualquer forma, independentemente de como vai ocorrer, o desempenho do computador pode sim ficar melhor com o aumento de memória RAM, o que para mim caracteriza que isso, não é um mito.


Portanto, dizer que aumentar a memória RAM pode melhorar o desempenho do computador, é sim uma verdade.


Mas isso possui limites, vai chegar em um ponto, dependendo de como a máquina é usada, que aumentar a memória RAM a partir de um certo limite, não trará mais resultados em termos de desempenho.


Antes de partir para um aumento de memória RAM, deve-se avaliar a real necessidade caso a caso.

 

No mais, o vídeo traz um bom alerta para que as pessoas não fiquem gastando dinheiro desnecessariamente com aumentos de memória infrutíferos.

 

Abraços.

  • Curtir 2
  • Obrigado 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

20 horas atrás, Marcelo Calazans disse:

No mais, o vídeo traz um bom alerta para que as pessoas não fiquem gastando dinheiro desnecessariamente com aumentos de memória infrutíferos.

Sim, é uma excelente explicação de introdução de como a memória RAM funciona em prática e qual sua colocação em relação a "melhorar" o PC.

 

@Gabriel Torres
Novamente um belo vídeo de fácil entendimento e direto ao assunto. Existe também a questão de frequência e latência das memórias que estas sim, podem fazer o aparelho obter mais desempenho, se bem que não é diretamente relacionado a quantidade de memória em si e também envolve outras peças, deixando uma questão ambígua de até onde a RAM pode fazer diferença.

Isto me lembra casos antigos onde o pessoal recomendava adicionar um SSD ao invés de aumentar a quantidade de memória RAM em situações de gargalos, sendo que eu era um dos poucos que citava aumentar a RAM primeiro tendo como base justamente a questão dos arquivos de paginação e raramente alguém dava voto de confiança.

Aproveitando o embalo, sugiro um episódio do "mitos dos hardware" sobre se SSD aumenta desempenho.

  • Curtir 2
  • Obrigado 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Administrador

 

39 minutos atrás, Lost Byte disse:

Isto me lembra casos antigos onde o pessoal recomendava adicionar um SSD ao invés de aumentar a quantidade de memória RAM em situações de gargalos,

 

@Lost Byte Sua posição está perfeita, idealmente deve-se fazer os dois (aumentar RAM e trocar HD por SSD), mas só tendo dinheiro para fazer uma das duas melhorias, o melhor é aumentar a RAM, pois apenas trocando o HD por SSD não resolverá o problema do excesso de trocas entre memória/unidade de armazenamento. Foi a ordem inclusive que expliquei no vídeo abaixo, embora tenha deixado de fora o motivo da recomendação.

 

 

 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP
5 minutos atrás, Tiago Solagna disse:

Quanto maior a frequência das memórias (quando compatíveis com a placa-mãe) melhor será o desempenho, sempre quando possível é bom optar por memória com maior frequência. 

Isso merece um vídeo do @Gabriel Torres.Recentemente eu li sobre essa questão e não me parece uma verdade absoluta (não cheguei em uma conclusão de fato).

 

Em alguns testes, chegam a afirmar que chips com maiores frequências também possuem maiores latências, fazendo com que não haja ganho de desempenho real. Para um usuário comum, na maioria das vezes, usar 2400 MHz ou 2666MHz não faz diferença significativa.

 

Esse é um assunto bem legal e sempre surge aqui no fórum vários questionamentos sobre velocidades das memórias...

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Uma observação aos (5:00) minutos do vídeo você apresentou o funcionamento da SWAP, porém deu a entender que a SWAP funciona como um "extensor" de RAM, porém não, a SWAP não é um extensor de RAM e a troca de blocos de SWAP para RAM e finalmente acessado pela GPU/CPU faz com que o sistema provoque um processo chamado Thrashing, quando ocorre esse processo o sistema vai ficar mais tempo realizando a troca em blocos de SWAP para RAM e RAM para SWAP que realmente realizando o processo final que é a CPU/GPU acessando os blocos da RAM(Isso acontece dependendo do uso da SWAP e vai ocorrer sendo SSD ou não).

 

Um detalhe legal é que o PS5 e o XSX possuem uma tratativa diferente da SWAP, vamos entender:
Atualmente no PC a troca é feita de RAM para HDD/SDD e quando a CPU precisa acessar esses blocos é feito a transferência do HDD/SSD para RAM onde finalmente é acessado pela CPU - e como eu já falei é aqui onde ocorre o
Thrashing que causa o completo congelamento na máquina.

Obs: O Facebook tem uma ferramenta chamada OOMD para evitar esse completo congelamento da máquina https://facebookincubator.github.io/oomd/ e existem alternativos ao OOMD do Facebook.

 

Já no PS5/XSX a troca é feita de RAM para SDD e quando a GPU/CPU precisa acessar esses blocos é feito o aceso direto ao SSD, sem precisar mover do SSD para RAM- eu não se isso evita completamente o Thrashing já que nunca cheguei a pesquisar a fundo, mas acredito que sim.

Outra observação importante a ser feita é que os chips(Micron, Samsung, Hynix e Nanya) é importante para o desempenho das maquinas, especialmente maquinas com APU (Exemplos a linha G dos Ryzens) já que esses chips normalmente são os principais fatores limitantes para ser feito overclock nas RAMs.

  • Confuso 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Vou falar da minha experiência pessoal. Minha filha estava com um notebook de 4 anos, começou a estudar arquitetura e instalou um programa 3D para arquitetura. A máquina não andava. No original tinha 2GB de RAM. Comprei um cartão de 4GB e somei ao que tinha ficando com 6GB. Parecia que a máquina havia saído da loja de tão ágil que ficou. São poucas as aplicações que exigem um superprocessamento. No caso do programa 3D de arquitetura o que se tem é um montão de arquivos que necessitam ser consultados pelo programa e se não houver RAM suficiente vira um inferno.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@Sérgio Lembo  O que aconteceu não foi "ganho" de desempenho. Havia falta de memória mesmo. Na verdade o notebook não está mais rápido, ele está performando como deve agora. Você removeu uma limitação que o notebook estava enfrentando. O que o Gabriel quis dizer é que ter memória além do necessário não garante performance extra.

 

Acho que o título causou certa confusão... talvez se fosse "Ter memória além do que preciso concede mais desempenho?" seria mais fácil de entender.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@RobertoGB , depende do critério para se medir o ganho de desempenho. Se utilizar a quantidade de instruções que o processador executa por segundo como régua te dou razão. Olhando para o conforto do usuário de não ter que ficar esperando o jogo de ping pong entre a RAM e o HD o ganho é excepcional. Isso também permite ter várias janelas abertas ao mesmo tempo e navegar entre elas sem o desagradável delay. A questão é que ao ser lançada as máquinas até que apresentam uma configuração que dá ao usuário de máquinas de preço médio um desempenho agradável. Em poucos anos os programas ficam cada vez mais pesados e a RAM passa a não dar conta. Apenas para lembrar os primeiros PCs possuiam apenas 640k de ram. Tive um desses.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@Sérgio Lembo  ainda está dentro do que eu comentei. Imaginar o pior cenário possível para um caso de uso seu e ter mais RAM do que esse cenário exigir. Você vai impedir que a performance caia, não que ela "aumente".

 

Performance com memória seria o clock e latências mesmo, considerando que você tem o suficiente para fazer tudo o que precisa e ao mesmo tempo.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@Yan_ Eu joguei Star Citizen com 16GB de RAM e depois quando coloquei 32GB eu senti muita diferença nos tempos dos frames e deixei de ter stuttering (Os frames continuaram os mesmos).

 

Claro, existe uma galera falando que isso é vazamento de memorias da engine do jogo, o que não é improvavel.

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP
Em 17/05/2021 às 16:35, Rui Guilherme disse:

@Yan_ Eu joguei Star Citizen com 16GB de RAM e depois quando coloquei 32GB eu senti muita diferença nos tempos dos frames e deixei de ter stuttering (Os frames continuaram os

mesmos).

 

Claro, existe uma galera falando que isso é vazamento de memorias da engine do jogo, o que não é improvavel.

Isso depende muito do jogo também. Normalmente 16 GB's são suficientes, mas no seu caso e no caso de outros jogos com Memory Leak aumentar a RAM pode dar uma melhorada (como o caso do GTA V, por exemplo).

As pessoas costumam achar que "é só colocar mais memória que aumenta o desempenho", mas não é verdade, pois RAM não é a única peça do computador, tem que ver o que está limitando a performance.

 

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisa ser um usuário para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

 

GRÁTIS: ebook Redes Wi-Fi – 2ª Edição

EBOOK GRÁTIS!

CLIQUE AQUI E BAIXE AGORA MESMO!