Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Placa-mãe ASRock Fatal1ty X299 Professional Gaming i9

       
 7.392 Visualizações    Primeiras Impressões  
 5 comentários

Demos uma olhada na placa-mãe ASRock Fatal1ty X299 Professional Gaming i9, voltada a processadores soquete LGA2066 e que traz uma interface de rede de 10 Gbps.

Placa-mãe ASRock Fatal1ty X299 Professional Gaming i9
Rafael Coelho Editor-chefe do Clube do Hardware

[pagination="Introdução"]

A ASRock Fatal1ty X299 Professional Gaming i9 é uma placa-mãe topo de linha para os processadores soquete LGA2066 da Intel (Skylake-X e Kaby Lake-X), baseada chipset X299. Ela inclui quatro slots PCI Express 3.0 x16, dez portas SATA-600, três slots M.2, interface Wi-Fi, controlador de áudio topo de linha e placa de rede 10 Gbps. Vamos dar uma boa olhada nesta placa-mãe.

O chipset Intel X299 foi lançado em 2017, em conjunto com os processadores soquete LGA2066, modelos Skylake-X e Kaby Lake-X. Estes processadores são considerados o segmento HEDT (high-end desktop). Com o recente lançamento dos processadores Core i HEDT de nona geração, como o Core i9-9980XE (leia o teste aqui), a Intel manteve o X299 como seu chipset voltado à plataforma mais topo de linha.

O chipset X299 suporta 24 pistas PCI Express controladas pelo chipset, 10 portas USB 3.0 e oito portas SATA-600. Além disso, a plataforma X299 suporta memória Optane.

Embora os primeiros processadores desta plataforma (Core i de sétima geração) oferecessem 16, 28 ou 44 pistas PCI Express dependendo do modelo, todos os processadores Core i7 e Core i9 soquete LGA2066 da nona geração suportam 44 pistas. A plataforma suporta acesso à memória em quatro canais, embora dois processadores já fora de linha (Core i5-7640X e Core i7-7740X) só utilizassem dois canais.

Na Figura 1, podemos ver a placa-mãe ASRock Fatal1ty X299 Professional Gaming i9. Ela usa o padrão ATX, medindo 305 x 244 mm.

asrockX299gaming-i9-01.jpg
Figura 1: a placa-mãe ASRock Fatal1ty X299 Professional Gaming i9

[pagination="Slots"]

Os processadores soquete LGA2066 têm 16, 28 ou 44 pistas PCI Express 3.0 controladas pelo processador. Isto permite uma configuração topo de linha para os slots PCI Express x16 quando um processador com 44 pistas está instalado, mas a configuração exata depende do modelo do processador.

A ASRock Fatal1ty X299 Professional Gaming i9 vem com quatro slots PCI Express 3.0 x16 e um slot PCI Express 2.0 x1. Quando um processador de 44 pistas é instalado, eles trabalham em x16/x8/x16/x0 (com até três placas de vídeo instaladas) ou x8/x8/x16/x8 (com quatro placas de vídeo); em um processador de 28 pistas, as configurações são x16/x0/x8/x0 (até duas placas de vídeo) ou x8/x0/x8/x8 (três placas); já com um processador de 16 pistas, as únicas opções disponíveis são x16/x0/x0/x0 e x8/x0/x4/x0.

A placa-mãe suporta arranjos SLI e CrossFire com até três placas de vídeo, exceto quanto um processador de 16 pistas for utilizado.

Há ainda três slots M.2 com conexão SATA-600 ou PCI Express 3.0 x4. O primeiro e o terceiro são compatíveis com SSDs 2280, enquanto o segundo suporta dispositivos até 22110.

Os slots PCI Express x16 da Fatal1ty X299 Professional Gaming i9 têm reforços de metal, que auxiliam na blindagem eletromagnética e no reforço mecânico dos slots.

asrockX299gaming-i9-02.jpg
Figura 2: slots

[pagination="Suporte à memória"]

Os processadores Intel soquete LGA2066 têm um controlador de memória integrado, o que significa que é o processador, e não o chipset, que define que tecnologia de memória pode ser usada e qual a quantidade máxima permitida. A placa-mãe, porém, pode limitar a quantidade máxima de memória que pode ser instalada.

O controlador de memória integrado dos processadores soquete LGA2066 suporta oficialmente memória DDR4 de até 2.666 MHz. De acordo com a ASRock, a Fatal1ty X299 Professional Gaming i9 suporta memórias de até 4.400 MHz.

Uma das principais características da maioria dos processadores LGA2066 é o suporte a arquitetura de memória de quatro canais, o que permite que a memória possa ser acessada com barramento de 256 bits para maior desempenho. Como cada módulo de memória é uma entidade de 64 bits, quatro módulos de memória são necessários para habilitar esse modo de acesso. Se apenas dois ou três módulos estiverem instalados, a memória será acessada com uma arquitetura de dois ou três canais, respectivamente.
A ASRock Fatal1ty X299 Professional Gaming i9 tem oito soquetes de memória (quatro de cada lado do soquete do processador) e você pode instalar até 128 GiB se utilizar oito módulos de 16 GiB cada.

Os modelos de processador de quatro núcleos, porém, disponibilizam apenas dois canais; desta forma, apenas quatro soquetes de memória da placa-mãe podem ser utilizados. Neste caso, você pode instalar no máximo 64 GiB de RAM.

Para habilitar o modo de quatro canais, você deve instalar quatro ou oito módulos de memória idênticos. Se utilizar quatro módulos, deve “pular” um soquete a cada módulo.

asrockX299gaming-i9-03.jpg
Figura 3: soquetes de memória; instale quatro ou oito módulos para máximo desempenho

[pagination="Periféricos on-board"]

O chipset Intel X299 é uma solução de apenas um chip, também conhecido como PCH (Platform Controller Hub). Ele suporta oito portas SATA-600 com suporte RAID (0, 1, 10 e 5).

A ASRock Fatal1ty X299 Professional Gaming i9 oferece essas oito portas SATA-600, mais duas portas controladas por um chip ASMedia ASM1061. Todas as portas SATA-600 ficam localizadas na borda da placa e rotacionadas em 90 graus, de forma que placas de vídeo não as bloqueiem. Três portas SATA-600 (com numeração 0, 1 e 7) são compartilhadas com os slots M.2 e, com isso, se um slot M.2 for usado com um SSD padrão SATA, a respectiva porta SATA será desabilitada.

asrockX299gaming-i9-04.jpg
Figura 4: portas SATA-600

O chipset Intel X299 suporta 14 portas USB 2.0 e dez portas USB 3.0. A ASRock Fatal1ty X299 Professional Gaming i9 oferece seis portas USB 2.0, duas no painel traseiro e quatro disponíveis em dois conectores na placa-mãe. A placa-mãe oferece seis portas USB 3.0 (também chamadas USB 3.1 Geração 1), quatro soldadas no painel traseiro e quatro portas disponíveis em dois conectores na placa-mãe (utilizando um chip ASMedia ASM1074 para duplicar duas portas oferecidas pelo chipset).

A Fatal1ty X299 Professional Gaming i9 oferece ainda três portas USB 3.1 Geração 2, duas no painel traseiro (uma tipo A e uma tipo C) e uma localizada em um conector na placa-mãe, controladas por um chip ASMedia ASM3142.

Esta placa-mãe suporta áudio no formato 7.1, gerado pelo chipset usando um codec Realtek ALC1220, que oferece uma relação sinal/ruído de 120 dB para as saídas analógicas e 108 dB para as entradas analógicas, resolução de 32 bits e taxa de amostragem de 192 kHz. Trata-se de um codec topo de linha e essas especificações são excepcionais até mesmo para o usuário que pretende trabalhar profissionalmente capturando e editando áudio analógico. Além disso, o circuito de áudio utiliza capacitores específicos para áudio japoneses da Nichicon e amplificador para fones de ouvido TI NE5532. A placa-mãe também vem com o software Creative Sound Blaster Cinema 3.

As saídas de áudio analógico são independentes e banhadas a ouro, e a placa-mãe também vem com uma saída SPDIF óptica on-board.

A seção de áudio da placa-mãe é fisicamente separada do resto da placa (repare a trilha transparente na Figura 5) para diminuir o nível de ruído e ajudar com que o codec atinja a sua relação sinal/ruído teórica.

asrockX299gaming-i9-05.jpg
Figura 5: seção de áudio

A placa-mãe analisada tem duas portas Gigabit Ethernet, uma controlada por um chip Intel i219V e outra controlada por um chip Intel i211AT. Um dos destaques da placa-mãe é a presença de uma interface 10G Ethernet (10 Gbps), controlada por um chip Aquantia AQC107. Esta porta em velocidade dez vezes superior à de uma porta Gigabit Ethernet.

Além disso, ela vem com um adaptador de rede sem fio M.2 IEEE 802.11ac Intel 3168NGW, com duas antenas e também suportando Bluetooth 4.2, que pode ser visto com sua blindagem aberta na Figura 6.

asrockX299gaming-i9-06.jpg

Figura 6: placa de rede sem fio

Na Figura 7 podemos ver o painel traseiro da placa-mãe, com um conector PS/2 compartilhado para mouse ou teclado, duas portas USB 2.0, os conectores para antenas de rede sem fio, botão BIOS Flashback, botão clear CMOS, quatro portas USB 3.0 (azul escuro), duas portas Gigabit Ethernet (pretas), uma porta 10G Ethernet (vermelha), uma porta USB 3.1 tipo C, uma porta USB 3.1 Geração 2 tipo A (azul claro), uma saída SPDIF óptica e os conectores de áudio analógico.

asrockX299gaming-i9-07.jpg
Figura 7: painel traseiro da placa-mãe

[pagination="Outros recursos"]

A ASRock Fatal1ty X299 Professional Gaming i9 tem um mostrador POST que informa, por meio de um código de dois dígitos, a motivo que impede o sistema de incializar corretamente. Há também um botão de liga/desliga e um de reset e, como mencionamos na página anterior, há ainda um botão para limpar o conteúdo da memória CMOS, que armazena a configuração do setup da placa-mãe.

Além disso, ela oferece dois chips de BIOS e aceita a instalação de um módulo TPM (Trusted Platform Module), responsável por armazenar chaves criptográficas e aumentar a segurança do computador.

asrockX299gaming-i9-08.jpg
Figura 8: chips de BIOS, botões e mostrador

A placa-mãe é iluminada em torno do chipset por LEDs RGB, de forma que você pode configurar a cor da iluminação. Na Figura 10 podemos ver os acessórios que vêm com a ASRock Fatal1ty X299 Professional Gaming i9.

asrockX299gaming-i9-09.jpg
Figura 9: acessórios

[pagination="Regulador de tensão"]

O circuito regulador de tensão da ASRock Fatal1ty X299 Professional Gaming i9 tem 13 (12+1) fases para o processador. Ele é controlado por um chip Intersil ILS69138, usando um projeto digital. Cada fase usa um circuito integrado ISL99227B ("27B 73AG"), que traz os transistores "lado alto" e "lado baixo" integrados. O chip controlador controlador do regulador de tensão fica no lado da solda da placa-mãe.

Segundo a ASRock, o circuito regulador de tensão é capaz de fornecer até 1.300 W de potência, o que é várias vezes superior ao exigido pelos processadores compatíveis.

asrockX299gaming-i9-10.jpg
Figura 10: circuito regulador de tensão

A ASRock Fatal1ty X299 Professional Gaming i9 utiliza capacitores sólidos “12K Black” da japonesa Nichicon e bobinas de ferrite de 65 A, o que é uma configuração topo de linha.

Se você quiser aprender mais sobre o circuito regulador de tensão, leia o nosso tutorial sobre o assunto.

[pagination="Oções de overclock"]

A placa-mãe analisada tem várias opções de overclock. Abaixo, nós listamos as mais importantes (BIOS 1.60):

  • Clock base do processador: de 90 MHz a 2000 MHz em incrementos de 0,05 MHz
  • Tensão do processador: de 0,900 V a 3,000 V em incrementos de 0,005 V
  • Tensão VPPM: de 2,400 V a 2,800 V em incrementos de 0,050 V
  • Tensão da memória: de 1,100 V a 2,000 V em incrementos de 0,005 V
  • Tensão VTTM: de 0,500 V a 1,150 V em incrementos de 0,005 V
  • Tensão PCH 1.0V: de 0,900 V a 1,500 V em incrementos de 0,050 V
  • Tensão PCH PLL: de 0,850 V a 3,000 V em incrementos de 0,050 V
  • Tensão VCCIO: de 0,850 V a 2,000 V em incrementos de 0,005 V
  • Tensão VCCSA: de 0,900 V a 2,000 V em incrementos de 0,005 V
  • Tensão CLK VDD: de 1,050 V a 4,050 V em incrementos de 0,050 V

asrockX299gaming-i9-11.jpg

Figura 11: opções de overclock

asrockX299gaming-i9-12.jpg

Figura 12: opções de temporização da memória

asrockX299gaming-i9-13.jpg

Figura 13: ajustes de tensão

[pagination="Principais especificações"]

As principais especificações da ASRock Fatal1ty X299 Professional Gaming i9 incluem:

  • Soquete: LGA2066
  • Chipset: Intel X299
  • Super I/O: Nuvoton NCT6791D
  • ATA paralela: nenhuma
  • ATA serial: dez portas SATA-600, oito controladas pelo chipset (RAID 0, 1, 5 e 10) e duas controladas por um chip ASMedia ASM1061
  • SATA externa: nenhuma
  • USB 2.0: seis portas USB 2.0, duas no painel traseiro e quatro disponíveis através de dois conectores na placa-mãe
  • USB 3.0: oito portas USB 3.0, quatro no painel traseiro e quatro disponíveis através de dois conectores na placa-mãe (controladas pelo chipset, sendo que as quatro portas disponíveis no conector são obtidas por meio de um chip duplicador ASMedia ASM1074)
  • USB 3.1: três portas USB 3.1, duas no painel traseiro (uma tipo A e uma tipo C) e uma disponível através de um conector, controladas por um chip ASMedia ASM3142
  • Vídeo on-board: não
  • Áudio on-board: produzido pelo chipset em conjunto com um codec Realtek ALC1220 (7.1 canais, relação sinal/ruído de 120 dB para as saídas e 108 dB para as entradas, resolução de 32 bits, taxa de amostragem de 192 kHz, saída SPDIF óptica, amplificador para fones de ouvido, capacitores específicos para áudio
  • Rede on-board: duas portas Gigabit Ethernet, uma controlada por um chip Intel i219V e uma controlada por um chip Intel i211AT, mais uma porta Ethernet de 10 Gbps controlada por um chip AQUANTIA AQC107
  • Rede sem fio: IEEE 802.11ac Intel 3168NGW com duas antenas
  • Bluetooth: sim, padrão 4.2
  • Fonte de alimentação: EPS12V
  • Slots: quatro slots PCI Express 3.0/2.0 x16 (trabalhando a x16/x8/x16/x0 ou x8/x8/x16/x8 com processador de 44 pistas, x16/x0/x8/x0 ou x8/x0/x8/x8 com processador de 28 pistas, e x16/x0/x0/x0 ou x8/x0/x4/x0 com processador de 16 pistas, um slot PCI Express 2.0 x1, três slots M.2 SATA/PCI Express 3.0 x4
  • Memória: oito soquetes DDR4-DIMM (até DDR4-4400, máximo de 128 GiB)
  • Conectores para ventoinhas: um conector de quatro pinos para o cooler do processador e três conectores de quatro pinos para ventoinhas auxiliares
  • Recursos extras: suporte a TPM, dois chips de BIOS, botão clear CMOS, mostrador de código de erro de dois dígitos, iluminação RGB
  • Número de CDs/DVDs que acompanham a placa: um
  • Programas incluídos: utilitários e drivers da placa-mãe
  • Mais informações: http://www.asrock.com/
  • Preço médio nos EUA*: US$ 340,00

* Pesquisado na Newegg.com no dia da publicação deste artigo

[pagination="Conclusões"]

A ASRock Fatal1ty X299 Professional Gaming i9 é uma placa-mãe topo de linha para sistemas soquete LGA2066. Além dos recursos fornecidos pelo chipset (oito portas SATA-600 e oito portas USB 3.0), que são mais do que suficientes para a maioria dos usuários, ela ainda traz mais duas portas SATA-600 e duas portas USB 3.1 Geração 2, uma delas tipo C.
Ela tem oito soquetes de memória e quatro slots PCI Express 3.0 x16, suportando SLI e CrossFire com até três placas de vídeo, o que também é mais do que a maioria dos usuários necessita. Para auxiliar os entusiastas de overclock, ela ainda traz o mostrador de códigos de erro do POST e os botõe Clear CMOS, liga/desliga e reset.

Também são destaques a seção de áudio, que usa um codec topo de linha com excelente relação sinal/ruído e vários detalhes visando uma melhor qualidade de áudio, o fato de ela vir com três slots M.2, todos compatíveis com o padrão PCI Express 3.0 x4 e SATA-600, a presença de duas interfaces de rede Gigabit Ethernet e uma placa de rede sem fio, além do regulador de tensão de alta qualidade, com componentes topo de linha e um enorme dissipador.

Outro destaque é a interface de rede de 10 Gbps, dez vezes mais rápida do que uma porta Gigabit Ethernet, o que a torna uma excelente escolha para um servidor, desde que sua rede tenha equipamentos compatíveis com o padrão 10G Ethernet, naturalmente.

Assim, se você procura uma placa-mãe topo de linha para um processador Intel Core i da linha "X", ou seja, do segmento HEDT, a

ASRock Fatal1ty X299 Professional Gaming i9 é uma excelente escolha, principalmente se você planeja utilizar uma rede de 10 Gbps em um futuro próximo.

Compartilhar

  • Curtir 6
  • Amei 1
  • Confuso 1


  Denunciar Artigo

Artigos similares


Comentários de usuários


6 horas atrás, Rodrigo J Polette disse:

Esse conector de processador seria o concorrente do AMD TR4?

Sim, a plataforma HEDT da Intel usa o soquete LGA2066, enquanto a da AMD usa TR4.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

antes de comprar minha placa-mãe pesquisei muito, e quando cheguei no dia da pesquisa sobre que a asrock tinha a oferecer nesta plataforma x299, fiquei decepcionado , como uma placa desta diponibiliza apenas 1 conector de 8pin energia cpu? qualquer i9 fazendo um pouquinho de over ja da uma puxada considerada, e esse designer de dissipador do vrm,,, triste! vai sofrer com trotle de temperatura...

o wifi super defasado, nao chega aos 433mb/s 5ghz.  nao tem portas u2.  sao apenas 7 camadas de pcb, como tivesse comprando uma placa-mãe com pcb de entrada !! pessimo local do intel Vroc no meio da placa-mãe,  e quando vi que no dvdrom de programas a asrock recomenda o google chrome como navegador ai foi pra fechar o caixao!

so fica esperto pra nao ser enganado.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Em 27/02/2019 às 19:53, Rafael Coelho disse:

Sim, a plataforma HEDT da Intel usa o soquete LGA2066, enquanto a da AMD usa TR4.

10Gbps de velocidade? é isso mesmo?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@supersr 😑 Sim, se você tiver switches e roteadores 10G Ethernet em sua rede. O que provavelmente não é o caso.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Junte-se à conversa

Você pode postar agora e cadastrar-se depois. Se você tem uma conta, faça o login para postar.

Visitante
Adicionar um comentário

×   Você colou conteúdo com formatação.   Restore formatting

  Só é possível ter até 75 emoticons.

×   O link foi automaticamente convertido para mostrar o conteúdo.   Clique aqui para mostrá-lo como link comum

×   Seu texto anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

GRÁTIS: minicurso “Como ganhar dinheiro montando computadores”

Gabriel TorresGabriel Torres, fundador e editor executivo do Clube do Hardware, acaba de lançar um minicurso totalmente gratuito: "Como ganhar dinheiro montando computadores".

Você aprenderá sobre o quanto pode ganhar, como cobrar, como lidar com a concorrência, como se tornar um profissional altamente qualificado e muito mais!

Inscreva-se agora!