Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Teste da placa de vídeo Gigabyte GeForce GTX 1660 Ti WINDFORCE OC 6G

       
 12.432 Visualizações    Testes  
 7 comentários

Testamos a Gigabyte GeForce GTX 1660 Ti WINDFORCE OC 6G, placa de vídeo do segmento intermediário com 6 GiB de memória GDDR6 e TDP de 120 W. Confira!

Teste da placa de vídeo Gigabyte GeForce GTX 1660 Ti WINDFORCE OC 6G
Rafael Coelho Editor-chefe do Clube do Hardware

Introdução

A GeForce GTX 1660 Ti é a placa de vídeo mais potente da geração "Turing" da NVIDIA a trazer a nomenclatura "GTX". Ela traz 1.536 núcleos de processamento e 6 GiB de memória GDDR6 rodando a 12 GHz, e posiciona-se entre a GeForce GTX 1660 e a GeForce RTX 2060. Vamos analisar um modelo da Gigabyte e ver como é o seu desempenho.

Como fica claro pelo uso do nome "GTX" e não "RTX", a GeForce GTX 1660 Ti, bem como sua "irmã menor" GeForce GTX 1660, não trazem o suporte a traçado de raios por hardware (núcleos RT), que foi o principal foco no lançamento da geração Turing. Os núcleos Tensor, voltados a inteligência artificial, também não estão presentes, mas os demais avanços desta geração são suportados, como a nova arquitetura unificada de cache e a execução simultânea de instruções de inteiros e ponto flutuante.

Para saber mais sobre a arquitetura destas placas de vídeo, e os detalhes técnicos sobre os chips lançados e os novos recursos trazidos, confira nosso artigo "Por dentro da arquitetura Turing da NVIDIA". Já testamos outras placas dessa nova geração: a GeForce GTX 1660, a GeForce RTX 2060 (este e este modelo), que é a placa de vídeo mais simples a trazer o hardware dedicado para traçado de raios, dois modelos baseados no GeForce RTX 2070 (aqui e aqui), a GeForce RTX 2080 (você pode ler o teste clicando aqui) e a GeForce RTX 2080 Ti (leia o teste aqui).

A GeForce GTX 1660 Ti é baseada no chip TU116, o mesmo utilizado na GeForce GTX 1660, porém com todos os 24 SMs ("Streaming Multiprocessors") disponíveis no chip habilitados, enquanto na GTX 1660 são 22 SMs (portanto, com dois SMs desabilitados). Nas duas placas de vídeo, o acesso à memória é de 192 bits, sendo que na GTX 1660 é utilizada memória GDDR5 rodando a 8 GHz (largura de banda de 192 GiB/s), enquanto a GTX 1660 Ti usa memória GDDR6 rodando a 12 GHz (largura de banda de 288 GiB/s).

O chip TU116 é fabricado em processo de 12 nm, e seu TDP na GeForce GTX 1660 Ti é de 120 W.

A GeForce GTX 1660 Ti tem 1.536 núcleos, com clocks de referência de 1.500 MHz (clock base) e 1.770 MHz (clock Boost).

O modelo que testamos é o GeForce GTX 1660 Ti WINDFORCE OC 6G da Gigabyte, que vem com um clock Boost de 1.845 MHz (overclock de 4,2% em relação ao modelo de referência). Podemos ver a sua caixa na Figura 1.

GTX1660Ti-01.jpg

Figura 1: a caixa da GeForce GTX 1660 Ti WINDFORCE OC 6G

Você confere a GeForce GTX 1660 Ti WINDFORCE OC 6G da Gigabyte na Figura 2.

GTX1660Ti-02.jpg

Figura 2: a Gigabyte GeForce GTX 1660 Ti WINDFORCE OC 6G

A GeForce GTX 1660 Ti é uma das substitutas naturais da GeForce GTX 1060. Em termos de preço, ela concorre quase diretamente com a Vega 56 da AMD. Infelizmente, não temos esta placa no laboratório para podermos fazer um comparativo direto. Assim, comparamos o desempenho da GeForce GTX 1660 Ti com a GeForce GTX 1660, com a GeForce GTX 1060 e com a GeForce RTX 2060.

Na tabela abaixo, comparamos as principais especificações das placas de vídeo incluídas neste teste. Os preços foram pesquisados na Newegg.com no dia da publicação do teste.

Placa de vídeo Clock dos núcleos Clock turbo Clock da memória (efetivo) Interface de memória Taxa de transferência da memória Memória Núcleos de processamento TDP DirectX Preço
Gigabyte GeForce GTX 1660 Ti Windforce OC 6GB 1.500 MHz 1.845 MHz 12,0 GHz 192 bits 288 GiB/s 6 GiB GDDR6 1.536 120 W 12.1 US$ 290
Gigabyte GeForce GTX 1660 OC 6GB 1.530 MHz 1.830 MHz 8,0 GHz 192 bits 192 GiB/s 6 GiB GDDR5 1.408 120 W 12.1 US$ 220
GeForce GTX 1060 FE 1.506 MHz 1.708 MHz 8,0 GHz 192 bits 192 GiB/s 6 GiB GDDR5 1.280 120 W 12.1 US$ 200
GeForce RTX 2060 FE 1.365 MHz 1.680 MHz 14,0 GHz 192 bits 336 GiB/s 6 GiB GDDR6 1.920 160 W 12.1 US$ 350

Você pode comparar as especificações destas placas de vídeo com outras através dos nossos tutoriais “Tabela comparativa dos chips Radeon da AMD (desktop)” e “Tabela comparativa dos chips GeForce da NVIDIA (desktop)”.

Agora vamos dar uma olhada mais de perto na placa de vídeo testada.

Compartilhar

  • Curtir 6


  Denunciar Artigo

Artigos similares


Comentários de usuários


Legal, eu não compraria antes de ver um teste de uma Placa de vídeo da AMD série 3000, que logo lançará.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Muito bom. Em relação ao backplate, só não vou dizer que é inútil porque protege o lado da solta de algum possível acidente. Já a função de evitar a empenar a placa e ajudar na dissipação de calor não existem, já que ele é de plastico :/

 

Seria ótimo se vocês conseguissem as GTX 1070 e a 1070ti para incluírem nesta comparação. A 1070 é praticamente idêntica em desempenho à gtx1660ti, segundo testes de outros sites.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
2 minutos atrás, =insane= disse:

Muito bom. Em relação ao backplate, só não vou dizer que é inútil porque protege o lado da solta de algum possível acidente. Já a função de evitar a empenar a placa e ajudar na dissipação de calor não existem, já que ele é de plastico 😕

 

Seria ótimo se vocês conseguissem as GTX 1070 e a 1070ti para incluírem nesta comparação. A 1070 é praticamente idêntica em desempenho à gtx1660ti, segundo testes de outros sites.

Pois é, infelizmente não temos essas placas no laboratório atualmente.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
20 minutos atrás, =insane= disse:

Em relação ao backplate, só não vou dizer que é inútil porque protege o lado da solta de algum possível acidente. Já a função de evitar a empenar a placa e ajudar na dissipação de calor não existem, já que ele é de plastico 😕

Ajuda a não empoeirar a placa... Mas realmente, backplate de plástico numa placa de quase 300 dólares é difícil entender.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Em 29/04/2019 às 17:29, =insane= disse:

Muito bom. Em relação ao backplate, só não vou dizer que é inútil porque protege o lado da solta de algum possível acidente. Já a função de evitar a empenar a placa e ajudar na dissipação de calor não existem, já que ele é de plastico 😕

 

 

Realmente colocar um backplate de plástico é tão inútil quanto olho verde em gente feia! Por mais que a placa opere fria, colocar plastico ali so ajuda a aquecer o pcb. O pior é que fizeram com uma aparencia bem similar aos backplates reais de aluminio, o que pode induzir compradores ao erro.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Sou leigo nesses assuntos, e gostaria de saber qual a diferença da gtx 1660 ti WINDFORCE para a gtx 1660 ti mais cara ? Existem vários modelos de placa de vídeo, e estou tentando decidir meus componentes para meu cpu que quero comprar, mais fico na dúvida nesse quesito de várias modelos da mesma placa de vídeo.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
44 minutos atrás, HYAGO MAIA LYRIO disse:

Sou leigo nesses assuntos, e gostaria de saber qual a diferença da gtx 1660 ti WINDFORCE para a gtx 1660 ti mais cara ? Existem vários modelos de placa de vídeo, e estou tentando decidir meus componentes para meu cpu que quero comprar, mais fico na dúvida nesse quesito de várias modelos da mesma placa de vídeo.

Pode existir diferença de desempenho, mas na prática é muito pequena. Pode também existir diferença de ruído e temperatura, por causa das diferentes soluções de refrigeração, mas na prática todas elas vão trabalhar bem.

Então, escolher dentre diferentes modelos baseados no mesmo chip é, na maioria das vezes, só questão de gosto pessoal mesmo.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

GRÁTIS: minicurso “Como ganhar dinheiro montando computadores”

Gabriel TorresGabriel Torres, fundador e editor executivo do Clube do Hardware, acaba de lançar um minicurso totalmente gratuito: "Como ganhar dinheiro montando computadores".

Você aprenderá sobre o quanto pode ganhar, como cobrar, como lidar com a concorrência, como se tornar um profissional altamente qualificado e muito mais!

Inscreva-se agora!