Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Teste da placa de vídeo Gigabyte GeForce GTX 1660 OC 6G

       
 14.991 Visualizações    Testes  
 16 comentários

Testamos a GeForce GTX 1660 OC 6G da Gigabyte, placa de vídeo intermediária baseada na nova geração Turing da NVIDIA, que não traz o suporte a traçado de raios por hardware existente nos modelos RTX.

Teste da placa de vídeo Gigabyte GeForce GTX 1660 OC 6G
Rafael Coelho Editor-chefe do Clube do Hardware

Introdução

A GeForce GTX 1660 é, até agora, a placa de vídeo mais básica da geração "Turing" da NVIDIA. Ela traz 1.408 núcleos CUDA e 6 GiB de memória GDDR5 rodando a 8 GHz, e chega no mercado para substituir a GeForce GTX 1060. Vamos analisar um modelo da Gigabyte e ver como é o seu desempenho.

A NVIDIA lançou há algumas semanas a GeForce GTX 1660 Ti e, recentemente, a GeForce GTX 1660. Como fica claro pelo uso do nome "GTX" (e não "RTX"), estas placas de vídeo não trazem o suporte a traçado de raios por hardware (núcleos RT), que foi o principal foco no lançamento da geração Turing. Os núcleos Tensor, voltados a inteligência artificial, também não estão presentes, mas os demais avanços desta geração são suportados, como a nova arquitetura unificada de cache e a execução simultânea de instruções de inteiros e ponto flutuante.

Para saber mais sobre a arquitetura destas placas de vídeo, e os detalhes técnicos sobre os chips lançados e os novos recursos trazidos, confira nosso artigo "Por dentro da arquitetura Turing da NVIDIA". Já testamos outras placas dessa nova geração: a GeForce RTX 2060 (este e este modelos), que é a placa de vídeo mais simples a trazer o hardware dedicado para traçado de raios, dois modelos baseados no GeForce RTX 2070 (aqui e aqui), a GeForce RTX 2080 (você pode ler o teste clicando aqui) e a GeForce RTX 2080 Ti (leia o teste aqui).

A GeForce GTX 1660 é baseada no chip TU116, o mesmo utilizado na GeForce GTX 1660 Ti, porém com apenas 22 SMs ("Streaming Multiprocessors") habilitados dos 24 disponíveis no chip. Nas duas placas de vídeo, o acesso à memória é de 192 bits, sendo que na GTX 1660 é utilizada memória GDDR5 rodando a 8 GHz (largura de banda de 192 GiB/s), enquanto a GTX 1660 Ti vem com memória GDDR6 rodando a 12 GHz (largura de banda de 288 GiB/s).

A GeForce GTX 1660 tem 1.408 núcleos, com clocks de referência de 1.530 MHz (clock base) e 1.785 MHz (clock Boost).

O chip TU116 é fabricado em processo de 12 nm, e seu TDP na GeForce GTX 1660 é de 120 W.

O modelo que nós testamos é a Gigabyte GeForce GTX 1660 OC 6G, que tem clock boost de 1.830 MHz (overclock de 2,5% em relação ao modelo de referência). Podemos ver a sua caixa na Figura 1.

GA-GTX1660-01.jpg

Figura 1: a caixa da GeForce GTX 1660 OC 6G

Você confere a GeForce GTX 1660 OC 6G da Gigabyte na Figura 2.

GA-GTX1660-02.jpg

Figura 2: a Gigabyte GeForce GTX 1660 OC 6G

A GeForce GTX 1660 é a substituta natural da GeForce GTX 1060. Em termos de preço, ela concorre diretamente com a Radeon RX 580 e a Radeon RX 590 da AMD. Infelizmente, não tínhamos estas placas no laboratório para podermos fazer um comparativo direto. Assim, comparamos o desempenho da GTX 1660 com a GeForce GTX 1060 e com a GeForce RTX 2060. Esta última foi incluída como curiosidade, já que trata-se de uma placa de uma faixa de preço bem superior.

Na tabela abaixo, comparamos as principais especificações das placas de vídeo incluídas neste teste. Os preços foram pesquisados na Newegg.com no dia da publicação do teste.

Placa de vídeo Clock dos núcleos Clock turbo Clock da memória (efetivo) Interface de memória Taxa de transferência da memória Memória Núcleos de processamento TDP DirectX Preço
Gigabyte GeForce GTX 1660 OC 6GB 1.530 MHz 1.830 MHz 8,0 GHz 192 bits 192 GiB/s 6 GiB GDDR5 1.408 120 W 12.1 US$ 220
GeForce GTX 1060 FE 1.506 MHz 1.708 MHz 8,0 GHz 192 bits 192 GiB/s 6 GiB GDDR5 1.280 120 W 12.1 US$ 200
GeForce RTX 2060 FE 1.365 MHz 1.680 MHz 14,0 GHz 192 bits 336 GiB/s 6 GiB GDDR6 1.920 160 W 12.1 US$ 350

Você pode comparar as especificações destas placas de vídeo com outras através dos nossos tutoriais “Tabela comparativa dos chips Radeon da AMD (desktop)” e “Tabela comparativa dos chips GeForce da NVIDIA (desktop)”.

Agora vamos dar uma olhada mais de perto na placa de vídeo testada.

Compartilhar

  • Curtir 7
  • Amei 1


  Denunciar Artigo

Artigos similares


Comentários de usuários


Descontando o fator 'lançamento' no Brasil, acredito que temos uma nova campeã de C/B. Substituirá com louvor a 1060, que ainda será utilizada por muito tempo, mas que poderá ser aposentada com a certeza de ter uma placa que levará seu legado adiante. 

Torcer para a AMD se mexer e lançar algo para competir, já que as RXs já começam dar sinais de cansaço.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Senti falta do modelo GTX 1070 no teste. Seria bom para ver até onde os modelos **60 melhoraram em relação a geração passada, até mesmo para tirar dúvidas do pessoal que não sabe se pega uma 1070 ou 1660.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
4 minutos atrás, Lost Byte disse:

Senti falta do modelo GTX 1070 no teste. Seria bom para ver até onde os modelos **60 melhoraram em relação a geração passada, até mesmo para tirar dúvidas do pessoal que não sabe se pega uma 1070 ou 1660.

Infelizmente não temos a GTX 1070 no laboratório, o modelo que testamos ano passado era emprestada, realmente teria sido uma comparação curiosa.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

No teste da 1070 de 2017 ela foi entre 30 e 50% mais rápida que a 1060. Então arrisco dizer que a 1660 tem um desempenho semelhante à 1070, com variações pequenas. Isto mantem a tradição da geração atual ter desempenho semelhante a placa imediatamente superior da geração anterior. 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
16 minutos atrás, Kleber Peters disse:

No teste da 1070 de 2017 ela foi entre 30 e 50% mais rápida que a 1060. Então arrisco dizer que a 1660 tem um desempenho semelhante à 1070, com variações pequenas. Isto mantem a tradição da geração atual ter desempenho semelhante a placa imediatamente superior da geração anterior. 

Verdade, acho que podemos afirmar que a GTX 1660 tem desempenho próximo ao da GTX 1070, como era de se esperar, assim como a RTX 2060 tem um desempenho próximo do da GTX 1080.

Agora, triste mesmo é a AMD não nos enviar as placas de vídeo, e quando enviam, pedem de volta logo após o teste.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Ótimo artigo, uma pena mesmo não ter a AMD ou alguma fabricante mandando algumas placas de presente para testes. Fico pensando, será que se o CDH gravasse vídeos desses reviews, lendo o artigo escrito ou só colocando vídeos dos testes, não conseguiria atrais mais atenção desse povo?

 

E outra pena o pessoal do Brasil ficar esperando as GTX 1060 acabarem ao invés de abaixar agressivamente os preços destas (e das 1050 e 1030) para limpar os estoques e ao mesmo tempo trazer elas, como trouxeram todas as novas placas até então...

 

Sobre a performance, segundo o review da Anandtech, é briga de foice com a RX 590 e gastando bem menos em carga, quem ficou no nível da GTX 1070 seria a GTX 1660 TI.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
4 minutos atrás, dudaskank disse:

Ótimo artigo, uma pena mesmo não ter a AMD ou alguma fabricante mandando algumas placas de presente para testes. Fico pensando, será que se o CDH gravasse vídeos desses reviews, lendo o artigo escrito ou só colocando vídeos dos testes, não conseguiria atrais mais atenção desse povo?

Bom, em primeiro lugar é bom deixar claro que fabricantes não mandam peças "de presente" para os veículos especializados. Presente é quando você dá algo para alguém sem esperar nada em troca; os fabricantes enviam peças para a mídia justamente porque têm interesse em ter os seus produtos divulgados. Receber a peça é o mínimo necessário para trabalhar, alguns veículos, além de receberem o equipamento, ainda cobram ($$$) para publicar as análises.

Em relação a vídeos, muitas pessoas já deram essa sugestão, e nossa resposta continua a mesma: o investimento necessário para produzir vídeos em nível profissional é enorme e não compensa. Tem que investir em cenário, equipamento de iluminação, equipamento de filmagem, pessoal, edição, finalização, e o retorno financeiro no youtube atualmente é tão pequeno que não paga os custos.

Não é porque hoje é moda fazer review em vídeo que nós temos de abandonar a forma como fazemos, e na qual somos referência, para seguir a moda.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Torcendo muito para que o preço se estabilize por volta dos R$ 1000~1100 para o pessoal mais mainstream possa comprar. Será uma excelente placa por esse valor, tomara que a AMD lance algo atual também, quanto mais concorrência melhor e que ano que vem a Intel entre nesse meio também.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, Rafael Coelho disse:

o investimento necessário para produzir vídeos em nível profissional é enorme e não compensa. Tem que investir em cenário, equipamento de iluminação, equipamento de filmagem, pessoal, edição, finalização, e o retorno financeiro no youtube atualmente é tão pequeno que não paga os custos.

 

Eu imaginei mais algo como no fundo o vídeo dos jogos gravados (nem necessariamente a gravação do teste, apenas um vídeo indicando o que está sendo testado), uma tabela com o resultado, e no final talvez o selo de produto recomendado/bomba, aí o investimento (acho eu) seria menor. Algo como nos moldes do canal NJ Tech, que é um que sigo, e caso queiram informações mais completas, um link pro artigo aqui.

 

2 horas atrás, Rafael Coelho disse:

Não é porque hoje é moda fazer review em vídeo que nós temos de abandonar a forma como fazemos, e na qual somos referência, para seguir a moda.

 

Também acho que não deve abandonar os reviews desse formato atual.

 

1 hora atrás, Maicolao disse:

Torcendo muito para que o preço se estabilize por volta dos R$ 1000~1100 para o pessoal mais mainstream possa comprar.

 

Acho difícil, só se o dólar baixasse um bocado, eu chuto mais pra R$ 1400 se aparecessem hoje.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
8 horas atrás, dudaskank disse:

Fico pensando, será que se o CDH gravasse vídeos desses reviews, lendo o artigo escrito ou só colocando vídeos dos testes, não conseguiria atrais mais atenção desse povo?

 

Só complementando a resposta que o @Rafael Coelho deu acima no post #8, vídeos demoram muito mais tempo para serem produzidos do que artigos, além de necessitar de uma infraestrutura que não temos hoje. Então preferimos focar naquilo que somos bons (artigos escritos) e publicar este conteúdo o mais rápido que dá. Em vídeo, demoraria mais para cada análise sair. Lembrando que não somos adolescentes com todo o tempo do mundo livre... Todos nós aqui temos nossas atividades do dia a dia (o Rafael é professor universitário, é casado, tem filhos e ainda está terminando o doutorado dele)... Como disse, para migrarmos para termos parte do nosso conteúdo em vídeo, teríamos de reformular a nossa infraestrutura e ter mais gente trabalhando, e atualmente não temos verba para isso.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
14 minutos atrás, Gabriel Torres disse:

 

Só complementando a resposta que o @Rafael Coelho deu acima no post #8, vídeos demoram muito mais tempo para serem produzidos do que artigos, além de necessitar de uma infraestrutura que não temos hoje. Então preferimos focar naquilo que somos bons (artigos escritos) e publicar este conteúdo o mais rápido que dá. Em vídeo, demoraria mais para cada análise sair. Lembrando que não somos adolescentes com todo o tempo do mundo livre... Todos nós aqui temos nossas atividades do dia a dia (o Rafael é professor universitário, é casado, tem filhos e ainda está terminando o doutorado dele)... Como disse, para migrarmos para termos parte do nosso conteúdo em vídeo, teríamos de reformular a nossa infraestrutura e ter mais gente trabalhando, e atualmente não temos verba para isso.

Além disso, com testes ordenados num índice, você pula diretamente para a parte que lhe interessa se estiver com pressa.

Eu por exemplo adoro spoiler de testes... Pulo sempre para a conclusão e dependendo do resultado aí sim vou ver todos os testes.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Por que a Nvidia assumiu a nomenclatura GTX 16XX? Desculpe pela pergunta tão básica. Quando saíram as RTX 20XX, pensei ok, é para diferenciar a linha RTX.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
18 minutos atrás, Darkmana disse:

Por que a Nvidia assumiu a nomenclatura GTX 16XX? Desculpe pela pergunta tão básica. Quando saíram as RTX 20XX, pensei ok, é para diferenciar a linha RTX.

Segundo eles, para não confundir com a família RTX, e pra mostrar que é uma linha intermediária entre as GTX 10xx e as RTX 20xx.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
22 minutos atrás, Darkmana disse:

Por que a Nvidia assumiu a nomenclatura GTX 16XX? Desculpe pela pergunta tão básica. Quando saíram as RTX 20XX, pensei ok, é para diferenciar a linha RTX.

Algumas pessoas perguntaram isso para a Nvidia. Segundo os relatos, o número 16 está no meio do caminho, entre o 10 e o 20, e por isso foi escolhido. Escolheram o 6 porque está mais próximo do 20, já que a arquitetura usada nessas placas é a mesma Turing das RTX, e não a Pascal. 

 

Eu ainda acho essa nomenclatura bem estranha. 

 

8 horas atrás, sdriver disse:

Além disso, com testes ordenados num índice, você pula diretamente para a parte que lhe interessa se estiver com pressa.

Eu gosto de testes escritos porque são diretos e precisos, você consegue todas as informações que deseja sem perder tempo. Procuro vídeos apenas quando não tenho opções de teste escrito. 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
35 minutos atrás, KairanD disse:

Eu gosto de testes escritos porque são diretos e precisos, você consegue todas as informações que deseja sem perder tempo. Procuro vídeos apenas quando não tenho opções de teste escrito. 

Sem falar que seria deprimente ver o Torres ou o Coelho mendigando joinha, sininho e inscrição no canal como vemos nos demais testes em vídeo. 

Eu também prefiro os artigos. Desculpe quem gosta de vídeo, mas o povo anda muito preguiçoso, não quer ler. :D

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Excelente review! A placa ja chegou e esta sendo vendida por R$ 1.329,00 em um site e em outro por R$ 1.320,00

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

GRÁTIS: minicurso “Como ganhar dinheiro montando computadores”

Gabriel TorresGabriel Torres, fundador e editor executivo do Clube do Hardware, acaba de lançar um minicurso totalmente gratuito: "Como ganhar dinheiro montando computadores".

Você aprenderá sobre o quanto pode ganhar, como cobrar, como lidar com a concorrência, como se tornar um profissional altamente qualificado e muito mais!

Inscreva-se agora!