×
Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Não Usem Estabilizadores


Mansonk2

Posts recomendados

A verdade e a seguinte pessoal,

dentro dos estabilizadores domesticos que possuimos, o que existem são relés que não passam de chaves que ficam chaveando tentando impedir uma brusca variação de tensão. O que acontece é que qualquer chave, quando acionada, gera pulsos eletromaganéticos de alta freqüencia e estas são estramamentes nocivas a sistemas digitais como é o caso dos computadores, ou seja estabilizadores podem ocasionar travamentos (Dependendo da sensibilidade do computador) e isto tem um agravante, os estabilizadores normalmente são ligados após os filtros de linha, isto significa que os pulsos gerados pelo chaveamento do estabilizador não são filtrados. Segundo, as atuais fontes produzidas para computadores são bastante robustas e podem funcionar perfeitamente diretamente na rede se achar-se necessario pode-se adicionar um filtro de linha.

Quero deixar claro que esta crítica se restringe expecificamente aos estabilizadores domesticos que não oferecem nenhuma proteção eficiente ao microcomputador, é claro que existem estabilizadores industrias mais complexos e caros que realmente valem a pena possuir, dentre as vantagens destes estabilizadores valem a pena ressaltar, estes possuem transformadores issoladores que sua razão de transformação é de 1/1, ou seja, esses transformadores nem elevam nem baixam a tenssão, então qual a função deles realmente?

Como o proprio nome sugere estes tranformadores issolam totalmente as saidas dos estabilizadores de sua entrada, isto é feito para assegurar que depois de desligado não ha a minima possibilidade de choque eletrico nas saidas do estabilizador. Já os estabilizadores domesticos não possuem esse tranformador e quando desligado ele barra somente um dos fios da entada do estabilizador. Em redes monofásica onde a pinagem da tomada estiver correta o estabilizador cortará a fase, que é justamente o responsavel pelo choque eletrico, mas em lugares onde a pinagem estiver invertida o neutro(terra da rede) será barrado e o fase passará normalmente, isto é muito comum acontecer pois uma tomada invertida funciona perfeitamente e nem todas as pessoas que se dispoem a fazer instalações eletricas possuem estas informações o pior é quado é rede é bifásica ou seja sempre uma das fase estará passando livremente. O problema nisto é que a maioria das pessoas quando desligam os estabilizadores e abrem o micro afim de fazer algum tipo de manutenção acreditam estar totalmente protegidas contra choque o que é um terrivel engano principalmente se a parte a ser acessada for a fonte de alimentação.

Pra terminar meus conselhos são os seguintes:

# Não usem estabilizadores domestico, seu mico funcionará perfeitamente direto na rede

# Se assim mesmo você não quer ligar seu micro diretamente na rede compre um estabilizador um pouco mais caro, vale a pena.

# Nunca confie na isolação de estabilizadores domesticos

Sei que este tópico vai ser polemico, mais a principio quero esclarecer que estas informações que aqui passei são bem fundamentadas e levantadas por professores experientes de eletrônica e eletrotecnica. Sou estudante de eletrônica (segundo semestre) e me disponibilizo a tirar as duvidas que sugirem e que estiverem ao meu alcance de responder.

T+ :bye:

  • Curtir 10
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Mansonk2 muito bom tópico, polêmico. Gostaria de faver alguns comentários a respeito.

verdade e a seguinte pessoal,

dentro dos estabilizadores domesticos que possuimos, o que existem são relés que não passam de chaves que ficam chaveando tentando impedir uma brusca variação de tensão. O que acontece é que qualquer chave, quando acionada, gera pulsos eletromaganéticos de alta freqüencia e estas são estramamentes nocivas a sistemas digitais como é o caso dos computadores, ou seja estabilizadores podem ocasionar travamentos (Dependendo da sensibilidade do computador) e isto tem um agravante, os estabilizadores normalmente são ligados após os filtros de linha, isto significa que os pulsos gerados pelo chaveamento do estabilizador não são filtrados.

Nos estabilizadores de boa qualidade são usados tiristores nos lugares dos relés que reduzem o ruído do chaveamento da bobina.

Como o proprio nome sugere estes tranformadores issolam totalmente as saidas dos estabilizadores de sua entrada, isto é feito para assegurar que depois de desligado não ha a minima possibilidade de choque eletrico nas saidas do estabilizador. Já os estabilizadores domesticos não possuem esse tranformador e quando desligado ele barra somente um dos fios da entada do estabilizador.

Nos estabilizadores domésticos tambén tem transformador isolador, sei disso porque conserto vários, aqui no meu serviço. O chaveamento é no primário do transformador. A tensão que vai para o PC é originada do secundário, totalmente isolada do primário. O que causa mais problemas de choques é a falta de aterramento do gabinete. A fonte chaveada é bem menos sujeita a variações de tensão mesmo.

  • Curtir 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Nos estabilizadores de boa qualidade são usados tiristores nos lugares dos relés que reduzem o ruído do chaveamento da bobina.

No que eu sei Cassiano é que tiristores são como chaves e toda chave emite pulsos eletromaganético, a questão não é o tipo de chave e sim o fato de que quando você aciona uma chave você acaba cortando ou ligando um circuito, ou seja, haverá variação da corrente, aumentará ou diminuirá até estabilizar, durante este aumento ou diminuição é que é gerado o sinal alternado(força contra eletromotriz) que não passam de pulsos eletromaganéticos de alta freqüencia. até acredito que estabilizadores com tiristores sejam melhores, mas não na questão dos pulsos que o mesmo emite e sim no fato do chaveamento não ser mecânico. Chaveamentos mecânicos(por relés) podem ter problemas porque quando um dos três relés do estabilizador é energizado, antes, o anteriormente energizado tem que ser desenergizado e em alguns casos isto pode não acontecer ocasionando um curto-circuito dentro do estabilizador. Citando exemplo, um estabilizador que trabalhe em regime intermitente e com corrente elevada, pode acontecer que ocorra tipo uma "soldagem"(fusão) entre os terminais de um relé, por causa da temperatura que podem ser submetidos seu terminais nestas condições de uso. Isto acontece de verdade e é mais um alerta para não se usar estabilizadores baratos, principalmente em regime intermitente e onde se tenha alto consumo de corrente. Fora isso e o fato dos estabilizadores com tiristores não fazerem barulho durante o chaveamento não vejo mais vantagens muito relevantes.

Nos estabilizadores domésticos tambén tem transformador isolador, sei disso porque conserto vários, aqui no meu serviço. O chaveamento é no primário do transformador. A tensão que vai para o PC é originada do secundário, totalmente isolada do primário.

Aí você está enganado Cassiano, embora existam trafos em todos os estabilizadores, estes não isolam o secundario do primário devido ao seguite motivo, o circuito comparador e corrigidor de tensão do estabilizador precisa do referencial terra(neutro da rede) e embora o trafo que exite no estabilizador inicialmente isole o secundario do primario, esta issolação é desfeita devido a um jump que há entre o terra(neutro da rede) para o center-tape do secundário, ou seja, realmete exitem tranformadores em estabilizadores mas estes não tem como função o isolamento do secundario para o primário e esta issolação que poderia ocorrer é comprometidada devido a esse jump do terra(neutro da rede) para o center-tape, necessario ao circuito comparador e corrigidor de tensão do estabilizador.

Ao fim,

Continuo afirmando que estabilizadores domesticos são nocivos aos computadores porque estes emitem pulso eletromagneticos de alta freqüencia que podem travar o micro, seja o chaveamento feito por relés ou tiristores e estes possuem ainda um grande problemas de segurança no que se refere a isolação eletrica do secundário para o primário.

Se alguem ainda tem duvida sobre assunto relevante a isolação eletrica, convido que invertam a polaridade de sua tomada e liguem seu estabilizador na mesma, com uma chave teste verifique as saidas do seu estabilizador como o mesmo desligado, isso só é aplicavel aos estabilizadores domesticos e baratos que a maioria de nós possuimos.

Você estuda engenharia ou curso profissionalizante? 

Respondendo sua pergunta EFSPAZ, sou estudante de eletrônica, pós-médio(antigo curso tecnico) no CEFET-BA.

Por enquanto é só, se pintarem mais duvidas podem postar aqui que terei prazer em responder, segundo peço aos moderadores que fixem este tópico afinal é de interesse de todos, pois a maioria das pessoa usam estabilizadores domesticos e baratos e não sabem destes problemas B)

T+ :bye:

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Eu postei sobre isso no dia 13 no fórum de Fontes e Energia Mas ninguém nem deu bola...


Não use estabilizador. Sério.

Ele é um equipamento que não tem um tempo de resposta adequado às variações
elétricas (é MUITO lento), é um ponto potencial para incêndios --
principalmente quando colocado sobre carpetes, tapetes ou móveis -- e não
exercem a função que deveriam (justamente pela velocidade).

No breaks possuem um tempo de resposta bem melhor, e cumprem com seu papel,
além, é claro, de permitirem um tempo maior para que você salve seu
trabalho ou enviarem sinais para que o sistema encerre seu funcionamento de
modo correto.


Uma explicação um pouco mais detalhada segue, publicada na lista de alunos
de engenharia elétrica lá da UFPR, pelo professor Ewaldo Mehl, chefe de
departamento, justamente a uma pergunta parecida com a tua.



==============================================================================
De fato, a maioria dos estabilizadores de tensão usados em
microcomputadores são inúteis. As fontes chaveadas dos
microcomputadores hoje em dia tem freqüência de chaveamento da ordem
de 50 kHz a 100 kHz. Ou seja, as fontes funcionam com tempo de
resposta do seu sistema de controle de 10 a 100 microssegundos,
dependendo da qualidade do projeto do circuito de controle.

Já os estabilizadores de tensão mais comuns possuem internamente um
transformador dotado de um conjunto de "taps", que são comutador por
chaves eletrônicas ou mesmo por relés eletromecânicos. Na maioria dos
estabilizadores são RELÉS mesmo, dá até para escutar quando os relés
abrem e fecham, durante as oscilações de tensão. Dessa forma, os
estabilizadores demoram "uma eternidade" para detectar as oscilações
de tensão e fazer a mudança de "taps".

Quando ocorre uma oscilação de tensão da rede elétrica, a fonte
chaveada do microcomputador vai "perceber" que houve a oscilação em um
tempo da ordem de dezenas de microssegundos e faz os ajustes
necessários para manter as tensões dentro dos níveis corretos. Dessa
forma o estabilizador de tensão, se a oscilação for rápida, nem vai
"perceber" que ela existiu.

Há uma situação que a meu ver justifica a compra de um estabilizador,
que é nas localidades atendidas por rede de 220 V. Ocorre que, apesar
dos microcomputadores geralmente possuírem um seletor "110V-220V", a
maioria das impressoras tem origem estrangeira e funcionam apenas em
110V (ou 115 V, se forem originalmente destinadas aos EUA). Nesse
caso, há diversos estabilizadores que possuem entrada compatível com
220V e saída em 127V ou mesmo 115V, que podem dessa forma serem usados
como um simples "abaixador de tensão". Outra situação onde
justifica-se comprar um estabilizador de tensão seria numa residência
alimentada por sistema rural ou em um "fim de ramal", onde a tensão se
apresentasse sempre muito baixa. Nesse caso o estabilizador vai
"aliviar" o trabalho da fonte chaveada do microcomputador, colocando a
tensão disponível em um nível mais adequado.

Na maioria das situações, no entanto, um estabilizador de tensão é
simplesmente inútil. Alguns especialistas dizem até mesmo que um
estabilizador de tensão aumenta o risco de incêndio em uma residência
ou escritório pois, além de serem muito mal construídos, geralmente
ficam no chão debaixo das mesas de trabalho, onde são sujeitos a
esbarrões e ponta-pés que podem vir a ocasionar curtos circuitos.

Ewaldo L. M. Mehl
Departamento de Engenharia Elétrica
Universidade Federal do Paraná

  • Curtir 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Eu postei sobre isso no dia 13 no fórum de Fontes e Energia Mas ninguém nem deu bola...

Eu li, mas não comentei nada por lá... assim como não pretendo fazer por aqui...

Só estou aqui aprendendo...hehe

Quando eu já tiver chegado a uma conclusão, dou uma opinião melhor...enquanto isso vou esperando a palavra da galera que entende dessa área... achei bem interessante

PS: Posso ligar a fonte do PC em rede 220V???(Direto, sem uso de estabilizador)

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Mansonk2... concordo em certo ponto com você, mas as próprias fontes dos computadores por serem chaveadas, por si so, já geram pulsos eletromagneticos. Logico que existem estabilizadores "ching ling's" (vagabundos) que so fazem baixar a tensão e não estabilizam pn...!!!

Com isso, não querendo lhe ofender de forma alguma, visto que você mesmo esta ciente da polemica que seria gerada, na minha concepção, não vejo uma fundamentação concreta nesta teoria ("Não usem Estabilizadores").

falou!!!!!!!!!!!!!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Postado Originalmente por Mansonk2@20 jun 2004, 03:07

A verdade e  a seguinte pessoal,

dentro dos estabilizadores domesticos que possuimos, o que existem são relés que não passam de chaves que ficam chaveando tentando impedir uma brusca variação de tensão. O que acontece é que qualquer chave, quando acionada, gera pulsos eletromaganéticos de alta freqüencia e estas são estramamentes nocivas a sistemas digitais como é o caso dos computadores, ou seja estabilizadores podem ocasionar travamentos (Dependendo da sensibilidade do computador) e isto tem um agravante, os estabilizadores normalmente são ligados após os filtros de linha, isto significa que os pulsos gerados pelo chaveamento do estabilizador não são filtrados. Segundo, as atuais fontes produzidas para computadores são bastante robustas e podem funcionar perfeitamente diretamente na rede se achar-se necessario pode-se adicionar um filtro de linha.

Quero deixar claro que esta crítica se restringe expecificamente aos estabilizadores domesticos que não oferecem nenhuma proteção eficiente ao microcomputador, é claro que  existem estabilizadores industrias mais complexos e caros que realmente valem a pena possuir, dentre as vantagens destes estabilizadores valem a pena ressaltar, estes possuem transformadores issoladores que sua razão de transformação é de 1/1, ou seja, esses transformadores nem elevam nem baixam a tenssão, então qual a função deles realmente?

Como o proprio nome sugere estes tranformadores issolam totalmente as saidas dos estabilizadores de sua entrada, isto é feito para assegurar que depois de desligado não ha a minima possibilidade de choque eletrico nas saidas do estabilizador. Já os estabilizadores domesticos não possuem esse tranformador e quando desligado ele barra somente um dos fios da entada do estabilizador. Em redes monofásica onde a pinagem da tomada estiver correta o estabilizador cortará a fase, que é justamente o responsavel pelo choque eletrico, mas em lugares onde a pinagem estiver invertida o neutro(terra da rede) será barrado e o fase passará normalmente, isto é muito comum acontecer pois uma tomada invertida funciona perfeitamente e nem todas as pessoas que se dispoem a fazer instalações eletricas possuem estas informações o pior é quado é rede é bifásica ou seja sempre uma das fase estará passando livremente. O problema nisto é que a maioria das pessoas quando desligam os estabilizadores e abrem o micro afim de fazer algum tipo de manutenção acreditam estar totalmente protegidas contra choque o que é um terrivel engano principalmente se a parte a ser acessada for a fonte de alimentação.

Pra terminar meus conselhos são os seguintes:

# Não usem estabilizadores domestico, seu mico funcionará perfeitamente direto na rede

# Se assim mesmo você não quer ligar seu micro diretamente na rede compre um estabilizador um pouco mais caro, vale a pena.

# Nunca confie na isolação de estabilizadores domesticos

Sei que este tópico vai ser polemico, mais a principio quero esclarecer que estas informações que aqui passei são bem fundamentadas e levantadas por professores experientes de eletrônica e eletrotecnica. Sou estudante de eletrônica (segundo semestre) e me disponibilizo a tirar as duvidas que sugirem e que estiverem ao meu alcance de responder.

E-MAIL: fisite@yahoo.com.br

MSN:robsonf16@hotmail.com

T+ :bye:

Concordo e digo que há muitos anos já aboli esse ítem do meu hardware e dos meus clientes. É totalmente dispensável hoje em dia, as fontes chaveadas são extremamente eficientes na estabilização das variações típicas da rede. Pois se assim não fossem seria necessário colocar estabilizadores (desses baratinhos inúteis)em tudo, TVs, DVDs, vídeos, etc... Uma vez que todos possuem fontes chaveadas.

Os estabilizadores são dinossauros do passado que não foram enterrados; eram úteis em antigas TVs que tinham elevado consumo e fontes reguladas de baixa eficiência e rendimento, o que as tornava sensíveis às variações da tensão da rede. Hoje em dia esses estabilizadores existem para satisfazer a um mercado de consumo amedrontado com ameaças "folclóricas".

Claro, um no-brake de qualidade, esse sim é uma proteção de valor, pois possui velocidade de corte e circuitos eficientes de segurança contra um mal verdadeiro, que é a sobre-tensão por descarga atmosférica na rede pública. Basta ver que quando uma sobre-carga dessas atinge a rede pública perdem-se os estabilizadores e as fontes supostamente protegidas por eles também; e até mesmo alguns no-brakes baratinhos deixam passar avalanches de milhares de volts que arrazam com tudo que está ligado à rede nesse instante. Claro, os fabricantes desses ítens inúteis adoram essa desinformação geral e continuam alimentando o mito. Mas tenho esperança que dia desses a verdade aflorará, inconteste....hehe... Eu, pessoalmente, até já desisti de explicar muito, advirto que será uma despeza inútil, se a pessoa insistir, que compre para ser feliz, que é o que realmente importa; há quem diga que "segurança" é só uma sensação, se pela razão A ou B você se sente seguro, tudo bem, mas eu prefiro critérios técnicos.

Boa sorte aos colegas e amigos do fórum

  • Curtir 4
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Calma mano relaxa, está tudo tranquilo. Também concordo plenamente sobre abster de usar o estabilizador. Até postei neste mesmo tópico sobre um terra eletrônico onde desaconselhava o uso dele também. Apenas quis dá minha contribuição sobre o assunto, tanto não concordo com o uso dele que estou projetando um conversor DC/DC com regulação de tensão para meu PC.

Disse que os tiristores reduzem este efeito mas não resolve o problema. Sobre o trafo isolador, pelo menos os que tenho aqui é um trafo 1:1 e testando com o multímetro não há continuidade de um para outro, somente um optoacoplador fazendo a realimentação do circuito comparador, se isso não é isolado sinceramente eu não sei o que é.

:-BEER

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP

Eu acho que este texto se aplica aos estabilizadores antigos, antes das normas do innmetro.

Os novos são bem melhores, o chaveamento já não é feito mais por relês etc..

Quanto ao uso de relê até No-break usa... portanto dizer para não usar por causa do chaveamento fica meio sem base... Parece texto sensacionalista...

Outro detalhe: é bem explícito na embalagem do produto que a tomada deve seguir um padrão, com neutro, terra e fase em posições específicas se o porco que fez a tomada não seguiu isso a culpa é da pessoa que fez a instalação elétrica e não do estabilizador. Existem sim estabilizadores isolados mas custam mais caro que estabilizadores comuns. Mas mesmo assim prefiro um estabilizador normatizado do que ligar o micro direto na tomada.

A função do estabilizador é proteger o equipamento quanto a variações de tensão e ruídos na rede elétrica todos os estabilizadores Normatizados possuem filtro de linha, o estabilizador deve manter a tensão em 110 V com variação de até 15% para mais ou para menos. Principalmente no interior é essencial o uso de estabilizadores por que a tensão muitas vezes chega a 132 V o que danifica equipamentos que trabalham nominalmente com 110 V. Tenho vários casos em que os capacitores de entrada da fonte arrebentam por que não aguentam trabalhar fora da especificação, isso ocorre muito em micros que só utilizam filtro de linha, aquilo sim na minha opnião um acessório inútil, não passa de uma extensão com um varistor na ponta e um resistor e diodo p/ acender um LED.

Vocês estão deturpando o uso do estabilizador, ele não foi feito para evitar choques, o que evita choques é Aterramento eficiente, disjuntor DR e principalmente tomada montada de acordo com as normas.

E finalmente existem instruções específicas que deve-se TIRAR da TOMADA qualquer equipamento elétrico quando este passar por manutenção e não simplesmente desligar a chave do estabilizador.

Acho que antes de falarem dos estabilizadores precisaria existir uma consientização para que o pessoal utilize tomadas montadas de acordo com a norma e disjuntores com DR.

Um detalhe importante, é irresponsável a pessoa que pede para o pessoal inverter o estabilizador na tomada por que ele trabalhará FORA das normas em que foi projetado portanto perderá a sua função. TODOs os estabilizadores hoje passam por testes, claro não é a proteção ideal mas pelo menos é alguma coisa.

O pessoal poderia aqui publicar as normas, e principal,mente ensinar o pessoal a montar a tomada corretamente, já que a maioria das pessoas corta o pino de terra da tomada.

<div class='bbimg'>%7Boption%7Dhttp://www.byknirsch.com.br/artigos/images/03-05-aterramento-fazdif2-fig-03.jpg' border='0' alt='Imagem postada pelo usuário' /></div>

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

E aí galera não manjo desse assunto p dar pitaco nessa história, estou aqui p aprender um pouco mais, então lá vai, aqueles estalos q dá no estabilizador de vez em quando significa a tensão caindo ou aumentando? inclusive no Nobreak tambén dá até aquela luzinha apaga e ascende muda de uma p outra como se tivesse faltado energia e voltado rapidamente, isso significa o q, q ele funcionou ou seja cumpriu o papel de estabilizador da corrente? ou só estalou e poderia facilmente queimar meu micro se fosse mais forte, e antes q alguém fale do meu aterramento, ele foi corretamente feito por um profissional da área então descartem essa possibilidade!

Abraços :joia:

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Postado Originalmente por Nightwish@21 jun 2004, 13:29

E aí galera não manjo desse assunto p dar pitaco nessa história, estou aqui p aprender um pouco mais, então lá vai, aqueles estalos q dá no estabilizador de vez em quando significa a tensão caindo ou aumentando? inclusive no Nobreak tambén dá até aquela luzinha apaga e ascende muda de uma p outra como se tivesse faltado energia e voltado rapidamente, isso significa o q, q ele funcionou ou seja cumpriu o papel de estabilizador da corrente?

Tanto faz... quando dá o "tec" é porque ele chaveou alguma coisa (pra manter a tensão constante) Agora, pra saber se subiu ou desceu, teria que medir...

No caso do nobreak, o mais provável é aquelas "piscadas" de luz que dá, sabe? Daí ele protege...

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Olá pessoal,

Eu já sabia que as opiniões seriam divididas, até porque este é um assunto estremamente teórico e técnico e por muitos não ter um conhecimento tão a fundo do assunto.

:muro: Pois bem, quando escrevi o primeiro texto não quis me aprofundar em detalhe do porquê que o uso dos estabilizadore é desnecessario porque para expor todos os detanhes teria que entrar demasiadamente em questões técnicas, e como sei que que o assunto ficaria restrito à poucos, omiti tais detanhes. Felizmente as contribuições de pessoas que realmente entendem do assunto acabou por completar quase que totalmente esta lacuna com especial credito para: marciocampos e wellingtonuemura.

Aproveitando uma informação postada por wellingtonuemura, os relés dos estabilizadores possuem tempo de chaveamento muito alto e embora realmente ele consiga estabilizar a tensão após um pico, ele não faz isso em tempo suficiente basta saber que os componentes eletrônicos mais comuns suportam trabalhar por apenas meio ciclo do sinal da rede em tensões acima de suas especificações isso corresponde a 8,3 milisegundos.

Por fim, acho que o texto inicial e os que o sucedeu são suficientes para se tomar uma posição quanto ao uso dos estabilizadores e embora o titulo do tópico seja "Não usem Estabilizadores", não tinha nem tenho a menor pretensão em colocar na cabeça de todos que não o use, apenas tinha a intenção de trazer a todos informações verdadeiras baseada em discusões tecnicas de boa qualidade vindas de sala de aula e com a aprovação de respeitados professores da área e de nenhuma forma sensacionalista. O Titulo tinha como unico objetivo chamar atenção, mas a decisão cabe a cada um. :joia:

T+ :bye:

  • Curtir 4
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Eu acho o seguinte, antes de existir INMETRO nós ficavamos muita na mão de lojistas, amigos, parentes, 'fulano que disse' etc.

Agora nesse ponto, hoje temos o INMETRO que faz com que os produtos que carregam o seu selo realmente cumpram o que prometem e estes são exaustivamente testados em laboratórios.

Então para quem tem dúvida se esse ou aquele é bom, compre os aparelhos que tem o selo do INMETRO, você terá a garantia que se a empresa diz que vai proteger o seu aparelho o selo do INMETRO garante que ele está dizendo a verdade.e você está levando para casa um aparelho com qualidade.

Só isso que tenho a adcionar.

[]'s

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP

Só complementando.

Os No-breaks mais comuns também utilizam chaveamento, portanto não acho que o chaveamento seja tão nocivo assim, acho que mais nocivo que o chaveamento são os picos de tensão ou quedas bruscas, pior ainda é a energia Trapezoidal que é fornecida pelos no-breaks mais comuns...

O sistema ideal seria um No-break Senoidal On-line ou seja onde as baterias alimentam o micro e o NO-break carrega elas ao mesmo tempo, energia limpa e 100% isolada da rede. :-BEER

Mas isso custa muito caro... mais caro até que um micro topo de linha.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

A questão do no-break senoidal é meio complicada. Mas na maioria das vezes não é necessária. (no caso de fontes chaveadas)

Como dito, um no-break desses custa muito mais caro que um computador, e é somente (logicamente) utilizado em equipamentos muit mais caros do que o no-break (equipamento m-edico-hospitalar, por exemplo)

Para equipamentos de fonte linear realmente ele não funciona bem (por exemplo, aparelhos de TV, aparelhos de som, etc)

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Trabalho com equipamentos médicos, durante o conserto de um ultrasom, reparamos justamente o estabilizador embutido nele mesmo e usava os tiristores para chavear os taps do primário do trafo. Não tinha problemas de ruídos principalmente no sinal dos trandutores. Diga de passagem 65% dos equipamentos médicos atuais tem um PC e uma placa dedicada. Banir o uso de vez não seria uma atitude coerente.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Você não usa estabilizador por causa da fonte chaveada, a finalidade do estabilizador é manter a tensão em um valor estabilizado. O porque de usar a fonte chaveada é pelo motivo de espaço e rendimento. Na fonte chaveada tem menor perda térmica que uma fonte linear. Uma fonte linear para alimentar o PC iria ser quase do tamanho dele e esquentaria muito.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Postado Originalmente por Cassiano BH@22 jun 2004, 16:15

Trabalho com equipamentos médicos, durante o conserto de um ultrasom, reparamos justamente o estabilizador embutido nele mesmo e usava os tiristores para chavear os taps do primário do trafo. Não tinha problemas de ruídos principalmente no sinal dos trandutores. Diga de passagem 65% dos equipamentos médicos atuais tem um PC e uma placa dedicada. Banir o uso de vez não seria uma atitude coerente.

Exatamente!

Mas tem uma GRANDE diferença ($$$ e qualidade, principalmente) entre o estabilizador encontrado num equipamento médico e esses estabilizadores de lojinha de esquina...

Alías, um equipamento de ultra som não é crítico... Se você examinar uma encubadora, um respirador, equipamentos de UTI vai ver o que é crítico...

Logicamente, tudo muito caro...

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Depende do que você considera crítico. Citei o ultrasom para o pessoal ver que tenho argumentos para citar o uso de tiristores nos estabilizadores com eficiência, e que alguns bons estabilizadores já o usam, o uso dos tiristores não fica tão caro assim. O circuito do ultrasom é bem mais complexo que os respiradores e incubadoras.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Postado Originalmente por Cassiano BH@23 jun 2004, 10:29

Depende do que você considera crítico. Citei o ultrasom para o pessoal ver que tenho argumentos para citar o uso de tiristores nos estabilizadores com eficiência, e que alguns bons estabilizadores já o usam, o uso dos tiristores não fica tão caro assim. O circuito do ultrasom é bem mais complexo que os respiradores e incubadoras.

O que eu quis dizer por crítico é que se o ultrasom pifa, ninguém morre... Já se o equipamento da UTI pifa...

Mas sim, esse seu caso é um bom exemplo de uso de tiristores em estabilizadores...

E com certeza tiristores são bem mais rápidos do que relés (além de não ficar "clicando")

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • BCP removeu o destaque deste tópico
Visitante
Este tópico está impedido de receber novas respostas.

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Como se tornar um desenvolvedor full-stack

EBOOK GRÁTIS!

CLIQUE AQUI E BAIXE AGORA MESMO!