Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Fonte Bluecase 500w "Reais" e a briga que irei comprar


Posts recomendados

Boa tarde pessoal, essa é minha primeira postagem aqui e gostaria de relatar algo.

 

Recentemente resolvi montar um PC bem modesto mesmo, fiquei seis anos com o mesmo notebook e quis um desktop. Acontece que fiquei muitos e muitos anos por fora de configurações e a coisa toda, vale dizer que ficou tudo muito complexo, complexo de verdade, quase fiquei louco pra entender tudo.

 

Quando cheguei em um consenso, fui atrás de uma fonte em uma loja X do município Y. Chegando lá me foi oferecida uma fonte de 500w REAIS da Bluecase, só faltava a fonte e uma RAM para eu montar tudo.

 

Depois de uns dias, pensei em por uma placa de vídeo (que ainda estou escolhendo, não tenho mil reais pra dar em um equipamento) e um amigo disse que essa fonte aí não ia aguentar e a coisa toda...

 

E acontece que fui dar uma estudada em direito do consumidor e aí me ocorreu algo interessante.

 

Quando fui na loja, foi me oferecida uma fonte 500w REAIS, na nota fiscal inclusive consta que esta fonte é realmente uma fonte de 500w reais e o código de defesa do consumidor entende como publicidade enganosa o fato de apresentar algo de um jeito, e oferecer um produto com especificações diversas.

 

Mandei um e-mail bem caprichado para a loja que me vendeu esse produto, por mais que queiram argumentar que o valor é diferente e a coisa toda, o consumidor tem vulnerabilidade sobre assuntos técnicos, eu pedi uma fonte de 500w reais e me venderam algo que não é assim, só depois que fiquei sabendo dessa coisa toda, o fato é que nós consumidores somos vítimas de produtos ruins que inundam nossos mercados,e eu vou brigar com a loja sim sobre isso, caso ela não resolva irei ajuizar ação no Juizado Especial Civil, pois lá é para valores "pequenos" e não precisa de um advogado para postular em seu favor.

 

Comentem!!

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Boa tarde pessoal, essa é minha primeira postagem aqui e gostaria de relatar algo.

 

Recentemente resolvi montar um PC bem modesto mesmo, fiquei seis anos com o mesmo notebook e quis um desktop. Acontece que fiquei muitos e muitos anos por fora de configurações e a coisa toda, vale dizer que ficou tudo muito complexo, complexo de verdade, quase fiquei louco pra entender tudo.

 

Quando cheguei em um consenso, fui atrás de uma fonte em uma loja X do município Y. Chegando lá me foi oferecida uma fonte de 500w REAIS da Bluecase, só faltava a fonte e uma RAM para eu montar tudo.

 

Depois de uns dias, pensei em por uma placa de vídeo (que ainda estou escolhendo, não tenho mil reais pra dar em um equipamento) e um amigo disse que essa fonte aí não ia aguentar e a coisa toda...

 

E acontece que fui dar uma estudada em direito do consumidor e aí me ocorreu algo interessante.

 

Quando fui na loja, foi me oferecida uma fonte 500w REAIS, na nota fiscal inclusive consta que esta fonte é realmente uma fonte de 500w reais e o código de defesa do consumidor entende como publicidade enganosa o fato de apresentar algo de um jeito, e oferecer um produto com especificações diversas.

 

Mandei um e-mail bem caprichado para a loja que me vendeu esse produto, por mais que queiram argumentar que o valor é diferente e a coisa toda, o consumidor tem vulnerabilidade sobre assuntos técnicos, eu pedi uma fonte de 500w reais e me venderam algo que não é assim, só depois que fiquei sabendo dessa coisa toda, o fato é que nós consumidores somos vítimas de produtos ruins que inundam nossos mercados,e eu vou brigar com a loja sim sobre isso, caso ela não resolva irei ajuizar ação no Juizado Especial Civil, pois lá é para valores "pequenos" e não precisa de um advogado para postular em seu favor.

 

Comentem!!

É de pessoas como você que precisamos no mundo. Pessoas que não aceitam ser enganadas e que lutam pelos seus direitos.

 

Somos muito poucos por aqui, acredite.

 

E seja bem vindo ao fórum!

  • Curtir 4
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Nem foi questão de economizar, foi falta de conhecimento e má fé da loja.

 

Mandei um e-mail gigante pra eles e me responderam se propondo a resolver a questão da "melhor forma possível" e falando que posso trocar por outra marca ou me devolvem o dinheiro. 

 

Devolver dinheiro não quero pois sairei no prejuízo (combustível para ir lá duas vezes, tempo perdido, aborrecimento...). Então respondi dizendo que quero uma  fonte que corresponda exatamente com o que me foi prometido e causou minha frustração, a loja ainda não respondeu.

 

O problema do equipamento é o chamado "vicio de qualidade" é um produto maquiado na verdade e de propriedades inferiores ao que vem anunciado na caixa e na etiqueta...

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Nem foi questão de economizar, foi falta de conhecimento e má fé da loja.

 

Mandei um e-mail gigante pra eles e me responderam se propondo a resolver a questão da "melhor forma possível" e falando que posso trocar por outra marca ou me devolvem o dinheiro. 

 

Devolver dinheiro não quero pois sairei no prejuízo (combustível para ir lá duas vezes, tempo perdido, aborrecimento...). Então respondi dizendo que quero uma  fonte que corresponda exatamente com o que me foi prometido e causou minha frustração, a loja ainda não respondeu.

 

O problema do equipamento é o chamado "vicio de qualidade" é um produto maquiado na verdade e de propriedades inferiores ao que vem anunciado na caixa e na etiqueta...

a etiqueta pode não esta mentindo , a fonte promete entrega 12A em uma linha 12v e 15A na segunda , não informa qual sera a oscilação , o ruido se isto fica dento do limite aceitável  , ele coloca mais potencia em linhas desnecessárias ,por mais que um pc não use potencia em outras linhas não existe regra que ele não possa fazer isto , por isso sempre devemos ficar atentos com a potencia da linha 12v , e a maneira que ela é construída 

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP

a etiqueta pode não esta mentindo , a fonte promete entrega 12A em uma linha 12v e 15A na segunda , não informa qual sera a oscilação , o ruido se isto fica dento do limite aceitável  , ele coloca mais potencia em linhas desnecessárias ,por mais que um pc não use potencia em outras linhas não existe regra que ele não possa fazer isto , por isso sempre devemos ficar atentos com a potencia da linha 12v , e a maneira que ela é construída 

Não adianta tentar entregar 12 Volts se não consegue..

No teste isso ficou claro..

No teste de número 1, sua tensão de 5 Volts já estava em 5,3 Volts, fora total do permitido, e isso puxando da fonte somente 85 Watts..

No teste de número 12 tanto os 5 Volts quanto os 12 Volts saíram fora total do permitido.. A de 5 Volts subiu o dobro do permitido e a de 12 Volts caiu mais do que o dobro que a tolerância permite, e isso entregando 322 Watts apenas..

Isso é que é fonte... de problemas...

Miserável monte de ferro incapaz de alimentar um rádio de pilhas sequer...

  • Curtir 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Não adianta tentar entregar 12 Volts se não consegue..

No teste isso ficou claro..

No teste de número 1, sua tensão de 5 Volts já estava em 5,3 Volts, fora total do permitido, e isso puxando da fonte somente 85 Watts..

No teste de número 12 tanto os 5 Volts quanto os 12 Volts saíram fora total do permitido.. A de 5 Volts subiu o dobro do permitido e a de 12 Volts caiu mais do que o dobro que a tolerância permite, e isso entregando 322 Watts apenas..

Isso é que é fonte... de problemas...

Miserável monte de ferro incapaz de alimentar um rádio de pilhas sequer...

sim isto é certo o produto é um lixo que prejudica todo computador , mas se o cliente resolve processar o fabricante pode não conseguir sucesso , veja que a etiqueta diz uma linha com 12a e outra com 15a , no teste já estavam puxando 13a em uma linha que o fabricante diz que só dá 12a , já vi também testes feitos de maneiras diferentes para produtos de mesma potencia por isso os fabricantes conseguem se defender discordando de metodologias e vão vendendo estes abacaxi 

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Bom, obrigado pela atenção e hoje a vendedora me respondeu em voz do gerente dizendo que não farão a troca do jeito que tem que ser, e se eu quiser eles devolvem o dinheiro.

 

Já estou escrevendo uma petição para ajuizar contra eles no Juizado Especial Civil.

 

@piterfraga Quanto às especificações, o produto tem vicio se apresentar características diferentes do que está exposto. Dá uma lida

 

Art. 18. Os fornecedores de produtos de consumo duráveis ou não duráveis respondem solidariamente pelos vícios de qualidade ou quantidade que os tornem impróprios ou inadequados ao consumo a que se destinam ou lhes diminuam o valor, assim como por aqueles decorrentes da disparidade, com a indicações constantes do recipiente, da embalagem, rotulagem ou mensagem publicitária, respeitadas as variações decorrentes de sua natureza, podendo o consumidor exigir a substituição das partes viciadas.

 

E como o fabricante não pode ser encontrado, a loja que se responsabiliza pelo produto.

 

E ainda tem essa questão

 

 Art. 37. É proibida toda publicidade enganosa ou abusiva.

 

        § 1° É enganosa qualquer modalidade de informação ou comunicação de caráter publicitário, inteira ou parcialmente falsa, ou, por qualquer outro modo, mesmo por omissão, capaz de induzir em erro o consumidor a respeito da natureza, características, qualidade, quantidade, propriedades, origem, preço e quaisquer outros dados sobre produtos e serviços.

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Bom, obrigado pela atenção e hoje a vendedora me respondeu em voz do gerente dizendo que não farão a troca do jeito que tem que ser, e se eu quiser eles devolvem o dinheiro.

 

Já estou escrevendo uma petição para ajuizar contra eles no Juizado Especial Civil.

 

@piterfraga Quanto às especificações, o produto tem vicio se apresentar características diferentes do que está exposto. Dá uma lida

 

Art. 18. Os fornecedores de produtos de consumo duráveis ou não duráveis respondem solidariamente pelos vícios de qualidade ou quantidade que os tornem impróprios ou inadequados ao consumo a que se destinam ou lhes diminuam o valor, assim como por aqueles decorrentes da disparidade, com a indicações constantes do recipiente, da embalagem, rotulagem ou mensagem publicitária, respeitadas as variações decorrentes de sua natureza, podendo o consumidor exigir a substituição das partes viciadas.

 

E como o fabricante não pode ser encontrado, a loja que se responsabiliza pelo produto.

 

E ainda tem essa questão

 

 Art. 37. É proibida toda publicidade enganosa ou abusiva.

 

        § 1° É enganosa qualquer modalidade de informação ou comunicação de caráter publicitário, inteira ou parcialmente falsa, ou, por qualquer outro modo, mesmo por omissão, capaz de induzir em erro o consumidor a respeito da natureza, características, qualidade, quantidade, propriedades, origem, preço e quaisquer outros dados sobre produtos e serviços.

como vai fazer para provar que o produto não cumpre o que ta na etiqueta ? nem o inmetro conseguiu , veja os testes feitos pelo inmetro os fabricantes deram um jeito de se defender , um deles chego a concorda se a metodologia de teste se torna-se uma normatização , próprios testes feitos pelo cdh tem variações na metodologia , cada um cria sua própria metodologia 

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Bom, obrigado pela atenção e hoje a vendedora me respondeu em voz do gerente dizendo que não farão a troca do jeito que tem que ser, e se eu quiser eles devolvem o dinheiro.

 

Já estou escrevendo uma petição para ajuizar contra eles no Juizado Especial Civil.

 

@piterfraga Quanto às especificações, o produto tem vicio se apresentar características diferentes do que está exposto. Dá uma lida

 

Art. 18. Os fornecedores de produtos de consumo duráveis ou não duráveis respondem solidariamente pelos vícios de qualidade ou quantidade que os tornem impróprios ou inadequados ao consumo a que se destinam ou lhes diminuam o valor, assim como por aqueles decorrentes da disparidade, com a indicações constantes do recipiente, da embalagem, rotulagem ou mensagem publicitária, respeitadas as variações decorrentes de sua natureza, podendo o consumidor exigir a substituição das partes viciadas.

 

E como o fabricante não pode ser encontrado, a loja que se responsabiliza pelo produto.

 

E ainda tem essa questão

 

 Art. 37. É proibida toda publicidade enganosa ou abusiva.

 

        § 1° É enganosa qualquer modalidade de informação ou comunicação de caráter publicitário, inteira ou parcialmente falsa, ou, por qualquer outro modo, mesmo por omissão, capaz de induzir em erro o consumidor a respeito da natureza, características, qualidade, quantidade, propriedades, origem, preço e quaisquer outros dados sobre produtos e serviços.

Vai com tudo, colega. Provavelmente não consido ajudar em nada, mas meu apoio você tem.

 

Na pior das hipóteses a loja vai pensar duas vezes antes de comprar estas porcarias e tentar empurrar pros usuários desavisados.

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

A fabricante é desconhecida, e a responsabilidade é da loja.

 

Aliás, eu fui atrás e descobri que quem distribui esse produto é a empresa chamada KERNEL, e ainda encontrei uma nota deles no site Reclame Aqui dizendo que o produto deles realmente não é "Real" e que se estão vendendo assim é de forma errônea.

 

E outra coisa, no Juizado Especial não preciso de Advogado, eu mesmo me defendo e ainda que eu perca não tenho que pagar honorários, a loja vai ter mais gasto contratando um advogado do que me indenizando...

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@Marcelo Peruchi de Assis.voce já recebeu da loja o ecado que eles ofereceram o $$ de volta.

Pra quê insistir numa coisa que não vai surtir efeito algum?

Mesmo se a loja tiver que pagar indenização,vai recorrer e protelar como o @piterfraga falou.

Pegue o $$ de volta e intere numa Corsair CX430 e pronto!

A denúncia já foi feita e a fabricante vai lançar o mesmo produto com outro nome,e aí?

Pelo menos voce não perde o que gastou.Se fosse causar jurisprudência e embasar juízo para todos os consumudores,valeria a pena sim.Sem isso,é chover no molhado!

Boa sorte!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@Marcelo Peruchi de Assis.voce já recebeu da loja o ecado que eles ofereceram o $$ de volta.

Pra quê insistir numa coisa que não vai surtir efeito algum?

Mesmo se a loja tiver que pagar indenização,vai recorrer e protelar como o @piterfraga falou.

Pegue o $$ de volta e intere numa Corsair CX430 e pronto!

A denúncia já foi feita e a fabricante vai lançar o mesmo produto com outro nome,e aí?

Pelo menos voce não perde o que gastou.Se fosse causar jurisprudência e embasar juízo para todos os consumudores,valeria a pena sim.Sem isso,é chover no molhado!

Boa sorte!

Respeito sua opinião, claro, mas é por isso que a situação está como está. Quando a fonte foi comprada, foi descrita como de 500w, o que é uma mentira. A correção do problema não seria devolver o dinheiro, mas sim trocar o produto por um que realmente entregue a potência prometida. Como a loja se nega a fazer isso... É nisso que o colega do tópico está se baseando.

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@braconius,sei,concordo e entendo o que voce diz.mas é que se eles devolvem a grana,vai precisar completar o valor de outra fonte "de 500W reaus"(brincadeira) decente,como uma Corsair Cx500W,não vai?

E isso solucionaria o problema,não?

Mas pedir outra fonte de 500W,implica pagar a diferença,porque seria outro produto.

É a única alternativa.Ou será que alguém acha que a loja vai bancar a diferença de preço?

Aí,nem nos States! Pode isso,Arnaldo?

E como eu disse,para causar jurisprudẽncia,valeria a pana.Mas ganhar a causa e pegar o mesmo $$ de volta depois de anos,não mudar a situação de ninguém,ficar de saco cheio com prazos,etc... Vale a pena? 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@braconius,sei,concordo e entendo o que voce diz.mas é que se eles devolvem a grana,vai precisar completar o valor de outra fonte "de 500W reaus"(brincadeira) decente,como uma Corsair Cx500W,não vai?

E isso solucionaria o problema,não?

Mas pedir outra fonte de 500W,implica pagar a diferença,porque seria outro produto.

É a única alternativa.Ou será que alguém acha que a loja vai bancar a diferença de preço?

Aí,nem nos States! Pode isso,Arnaldo?

E como eu disse,para causar jurisprudẽncia,valeria a pana.Mas ganhar a causa e pegar o mesmo $$ de volta depois de anos,não mudar a situação de ninguém,ficar de saco cheio com prazos,etc... Vale a pena? 

Não sou especialista no CDC, mas o Art. 18 deixa subentendido que a loja tem obrigação de substituir o produto com qualquer vício por um que atenda ao que a propaganda estipulou (prometeu entregar 500w, no caso). A loja, no meu ponto de vista, tem obrigação de bancar a diferença e entregar um produto de qualidade e que realmente entregue os 500w prometidos.

 

Claro que isso nunca ocorre.

  • Curtir 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Art. 35. Se o fornecedor de produtos ou serviços recusar cumprimento à oferta, apresentação ou publicidade, o consumidor poderá, alternativamente e à sua livre escolha:

        I - exigir o cumprimento forçado da obrigação, nos termos da oferta, apresentação ou publicidade;

        II - aceitar outro produto ou prestação de serviço equivalente;

        III - rescindir o contrato, com direito à restituição de quantia eventualmente antecipada, monetariamente atualizada, e a perdas e danos.


E outra coisa, a vida tem dessas de tentativa e erro. Se eu perder eu ganho experiência, me formo em Direito ano que vem e logo mais estarei advogando, e eu trato isso como se fosse uma ação de alguém, vou jogar toda a argumentação e esperar o veredicto.

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

 

Art. 35. Se o fornecedor de produtos ou serviços recusar cumprimento à oferta, apresentação ou publicidade, o consumidor poderá, alternativamente e à sua livre escolha:

        I - exigir o cumprimento forçado da obrigação, nos termos da oferta, apresentação ou publicidade;

        II - aceitar outro produto ou prestação de serviço equivalente;

        III - rescindir o contrato, com direito à restituição de quantia eventualmente antecipada, monetariamente atualizada, e a perdas e danos.

E outra coisa, a vida tem dessas de tentativa e erro. Se eu perder eu ganho experiência, me formo em Direito ano que vem e logo mais estarei advogando, e eu trato isso como se fosse uma ação de alguém, vou jogar toda a argumentação e esperar o veredicto.

 

Exatamente este artigo que estava procurando. Se o comprador quiser, a loja tem obrigação (forçadamente) de entregar o que foi ofertado (fonte de 500w, no caso).

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

contra a tudo isso, somente a informacao... infelizmente nao sao mtos os casos de pessoas q vão buscar a detalhes, saber com quem tem mais conhecimento q precisam pra evitar comprar essas coisas bizarras.. fonte "real" essas lojas vendiam aos cachos antigamente, há 20, 25 anos atrás q computador era um lote de coisas q você comprava sem saber nem o que tava levando pra casa.

 

 

hoje, inclusive com a internet é meio q dever seu procurar saber o que vai comprar, onde vai investir sua grana suada e sacrificada.. e acima de tudo, procurar os direitos q nem foi nesse caso!

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

acho que você não conseguiria provar que fonte não fornece 500w , por que a fonte pode aguentar que seja puxado energia de linhas inutil 

o que você deve alegar é que a fonte não pode alimentar um pc que puxe 500w 

o correto seria que uma fonte de 500w integra-se no minimo 460w na linha 12v , isto deveria ser um padrão 

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@piterfraga,grande piter! É por isso que acho que entrar na justiça é furada.

E tem mais! A loja pode usar até o mpost dele aqui mesmo no fórum para atestar que propôss a devolução do $$ com os juros( que seriam irrisórios) mas ele recusou!!!

Isso já manda pras cucuias a obrigação de ressarcimento.

Juntando com a impossibilidade de provar que a fonte não entrega os 500W,por causa de metodologia dos testes,FERROU!

Nesse papo de metedologia vai rolar que contando com as linhas 3,5 e 12v ela entrega,sob determinada temperatura etc...

E o pior: ainda vai ter que pagar o preço de outra fonte em outra loja,claro! Ou vai querer comprar na mesma loja??

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

acho que você não conseguiria provar que fonte não fornece 500w , por que a fonte pode aguentar que seja puxado energia de linhas inutil 

o que você deve alegar é que a fonte não pode alimentar um pc que puxe 500w 

o correto seria que uma fonte de 500w integra-se no minimo 460w na linha 12v , isto deveria ser um padrão 

A fonte foi reprovada ao entregar 85w. Como não dá pra provar???

 

A fonte, pra ser considerada de boa qualidade, precisa entregar a potência prometida dentro das específicações (que são reguladas). Este teste por si só já prova que a fonte é de péssima qualidade e não entrega nem 100w.

@piterfraga,grande piter! É por isso que acho que entrar na justiça é furada.

E tem mais! A loja pode usar até o mpost dele aqui mesmo no fórum para atestar que propôss a devolução do $$ com os juros( que seriam irrisórios) mas ele recusou!!!

Isso já manda pras cucuias a obrigação de ressarcimento.

Juntando com a impossibilidade de provar que a fonte não entrega os 500W,por causa de metodologia dos testes,FERROU!

Nesse papo de metedologia vai rolar que contando com as linhas 3,5 e 12v ela entrega,sob determinada temperatura etc...

E o pior: ainda vai ter que pagar o preço de outra fonte em outra loja,claro! Ou vai querer comprar na mesma loja??

A opção por aceitar a devolução do dinheiro é do consumidor, não da loja. A loja pode propor isso, mas cabe o consumidor aceitar ou não. Em caso de não aceitar, o art.18 do CDC da mais duas opções ao consumidor (vide página anterior).

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@braconius,voce tem toda razão,colega!

Mas mesmo recebendo indenização,essa só virá após muito tempo.E voce sabe como a "justiça" funciona no nosso país.

É sob este aspecto que opino,juntando-se a isso que não haverá mudança alguma para os consumidores.

O resultado será apenas uma despesa para a loja.E neste caso,completar a diferença para uma fonte boa já é lucro.

Boa sorte!

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Visitante
Este tópico está impedido de receber novas respostas.

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

 

GRÁTIS: ebook Redes Wi-Fi – 2ª Edição

EBOOK GRÁTIS!

CLIQUE AQUI E BAIXE AGORA MESMO!