Ir ao conteúdo
  • Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   12-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware, Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:   Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas às perguntas abaixo:   Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.
Fernando Lordão

Quero ligar numa tomada de 220V uma impressora Brother DCP-L2540DW

Recommended Posts

Grande, @faller, antes de tudo, muito obrigado pelo artigo Razões pelas quais os estabilizadores atrapalham a fonte do PC!!!

Em segundo lugar, agradeço também a você e ao @RS Faria pelas boas risadas que dei hoje!!! :D

 

Agora vamos ao problema de quem "vive em 220V": quero ligar numa tomada de 220V uma impressora Brother DCP-L2540DW com a seguinte especificação:

Rede de energia elétrica: 127 V CA 50/60 Hz

Consumo Médio de Pico: Cerca de 1.014 W

Consumo Médio durante a Impressão: Cerca de 497 W a 23 °C

 

Minhas perguntas:

0) Qual a potência em VA que devo buscar num transformador?

1) Faz algum sentido usar filtro de linha junto com o transformador? Se sim, qual a sequencia?

2) Vocês conhecem um equipamento chamado Protetor Multifuncional? Pela descrição (ver link), como leigo, me parece um transformador combinado com filtro de linha. Estou certo? Vocês usariam esse troço?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

0) Use um autotransformador de 1.300 a 1.500 VA´s (exemplo: https://www.magazineluiza.com.br/autotransformador-1500va-force-line-293-110v-para-220v-ou-220v-para-110v-diversos/p/5899312/fs/fsat/ )

1) Faz sim e tem de ser tomada, filtro de linha, autotransformador..

2) Com esse nome até poderia ser uma camisinha forrada de lã...  Protege e aquece, por isso multifuncional...  

Pelos dados dá a entender se tratar de um transformador 115/115 ou 220/115, com circuito de proteção contra sobre tensão e sub tensão. Só não deu muito para entender porque seu fator de potência se limita a 0,7..

  • Obrigado 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado (editado)

Muito obrigado pela atenção, @faller!!!

 

Encontrei e comprei um autotransformador UPSAI de 1500VA (modelo TF-1500), funcionou tudo certinho, mas eu percebo que ele esquenta e permanece bem quente, mesmo quando a impressora está "hibernando" (no LCD dela aparece "sono profundo").

 

Não tive como medir a temperatura, mas o aquecimento é algo do tipo "aguento encostar, mas me queimo se segurar mais de 5 segundos". Entrei no site da UPSAI para ver se achava alguma recomendação específica e percebi que eles têm duas linhas de autotransformador: AT e TF (detalhes nos respectivos links). Na linha AT um banner no site diz "Série Ouro Menor Consumo de Energia", na linha TF a lâmina técnica ressalta "Sensor Térmico" e "Proteção Eletrônica de Sobrecarga e Aquecimento".

 

Daí... mais dúvidas:

1) É normal o aquecimento que descrevi?

2) O mais indicado para ligar a impressora deste tópico seria o equipamento AT ou TF?

3) Por fim, retomando o comentário de abertura do tópico: você, @faller, compraria um "Protetor Multifuncional" para alimentar uma impressora laser? Alguém aqui compraria?

Editado por Fernando Lordão

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

1) Pode ser normal sim, para aquele autotransformador.  Tanto mais irá aquecer quanto mais pobre for sua qualidade.  Qualidade do ferro utilizado, bem como da concepção geral do mesmo.

 

Fica difícil dimensionar, quantificar aquecimento normal ou anormal desse tipo de adaptador.

 

O certo mesmo é que tanto maior sua qualidade menor será o auto aquecimento. Assim como será certo que pagarás aquela energia excedente que faz aquecer.

 

2) Só mesmo a experimentação de ambos @Fernando Lordão que poderia dizer qual deles menos demandaria energia mesmo a vazio. Na lâmina técnica a série TF é descrita como tendo uma demanda a vazio menor do que 2,5% que em um modelo de 1.500 VA representaria uma demanda da ordem de 38 Watts postos fora sob a forma de aquecimento.. Na outra série, a AT, esse dado não consta.. Ai fica difícil se comparar..

 

3) Não gosto nem um pouco desses adaptadores multifuncionais ainda mais o citado, que com um fator de potência de 0,7 faz com que ele consiga entregar somente 1.050 Watts mesmo o de 1.500 VA. Não compraria.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

De fato, @faller, percebi que ele esquenta só de colocar na tomada, mesmo sem conectar a impressora.

Custou R$ 120 aqui em João Pessoa (PB), mas não gostei dessa característica.

 

Vou procurar aqui no fórum algum tópico tratando de transformadores pra ver se acho algum relato de outros modelos com maior eficiência energética, se é que posso chamar assim.

 

Obrigado mais uma vez!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tá na garantia essa máquina?

Se não tiver, porque não troca o transformador da fonte?

Equipamentos eletrônicos operam com 12 VDC então o trafo da fonte interna ou é 110/115/127 VAC / 12 VDC ou então 220/240 VAC / 12 VDC, fica um visual mais clean do que um trambolho do lado de fora, os atuais estão vindo com entrada de 90 a 240 VAC de modo que acaba esse drama em um país que só tem padronizada a gatunagem.

Obs: Não conheço tal equipamento, nem tão pouco se isso é possível, mas é uma ideia que vale a pena ser pesquisada.

 

placa-fonte-baixa-brother-hl-1112-lv1137

 

  • Obrigado 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Adorei a ideia, @misterjohn, mas a impressora foi comprada ontem (02/06/2018) e não posso fazer isso, a não ser que a assistência autorizada pudesse fazê-lo.

Vou ligar pra lá perguntando!!!

1 hora atrás, misterjohn disse:

Tá na garantia essa máquina?

Se não tiver, porque não troca o transformador da fonte?

Equipamentos eletrônicos operam com 12 VDC então o trafo da fonte interna ou é 110/115/127 VAC / 12 VDC ou então 220/240 VAC / 12 VDC, fica um visual mais clean do que um trambolho do lado de fora, os atuais estão vindo com entrada de 90 a 240 VAC de modo que acaba esse drama em um país que só tem padronizada a gatunagem.

Obs: Não conheço tal equipamento, nem tão pouco se isso é possível, mas é uma ideia que vale a pena ser pesquisada.

 

placa-fonte-baixa-brother-hl-1112-lv1137

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Claro que a assistência técnica da impressora é o melhor canal para lhe ajudar mas dificilmente ela, a impressora, terá fonte diferente de fonte chaveada aonde a troca de transformador de nada resolverá.

Note que seu consumo de pico é da ordem de 1.000 Watts, e se a impressora fosse 12 Volts, em sua alimentação, teria uma corrente de 1.000 Watts / 12 Volts = 83 Amperes que é uma corrente muito alta.

Provavelmente ela até possa ter uma parte de sua alimentação para a eletrônica da impressora e outra parte destinada ao elemento de aquecimento. Trocar por partes envolveria ter de trocar a fonte e o elemento aquecedor..

O mais correto mesmo, que já nem dá de fazer mais, seria comprar uma impressora para o mercado Europeu, aonde já viria dedicada a ser alimentada por 220 Volts..

A maior parte desse nosso mundo é alimentada com a tensão de 220 a 230 Volts... Toda a Europa, só como exemplo...

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 03/06/2018 às 08:47, faller disse:

1) Pode ser normal sim, para aquele autotransformador.  Tanto mais irá aquecer quanto mais pobre for sua qualidade.  Qualidade do ferro utilizado, bem como da concepção geral do mesmo.

 

Fica difícil dimensionar, quantificar aquecimento normal ou anormal desse tipo de adaptador.

 

O certo mesmo é que tanto maior sua qualidade menor será o auto aquecimento. Assim como será certo que pagarás aquela energia excedente que faz aquecer.

 

2) Só mesmo a experimentação de ambos @Fernando Lordão que poderia dizer qual deles menos demandaria energia mesmo a vazio. Na lâmina técnica a série TF é descrita como tendo uma demanda a vazio menor do que 2,5% que em um modelo de 1.500 VA representaria uma demanda da ordem de 38 Watts postos fora sob a forma de aquecimento.. Na outra série, a AT, esse dado não consta.. Ai fica difícil se comparar..

3) Não gosto nem um pouco desses adaptadores multifuncionais ainda mais o citado, que com um fator de potência de 0,7 faz com que ele consiga entregar somente 1.050 Watts mesmo o de 1.500 VA. Não compraria.

 

 

Retomando a discussão, improvisei aqui uma extensão com os fios externamente separados e arrumei um alicate amperímetro para conferir o consumo em vazio do autotransformador TF-1500 da UPSAI (ver imagem a seguir).

IMG_2280.thumb.JPG.a8a061f75e3c0848829f5f463c92c23b.JPG

Conforme se vê na imagem, só do equipamento ser conectado à parede já começa a absorver uma corrente da ordem de 0,16A numa tomada 220V. Logo,16A * 220V = 35,2VA = 35,2W. Que confirma a observação feita por @faller na própria especificação do equipamento sobre o consumo em vazio.

 

Entrei em contato com a UPSAI e explicaram o seguinte:

Citação

 

Ambos possuem o mesmo fator de potência 0,7 porém, o AT é dimensionado para o regime de trabalho continuo. Já o TF, é dimensionado para o regime de trabalho moderado. 

Por característica de projeto o TF tende a esquentar um pouco mais e isso é totalmente normal, porém, o mesmo possui sensor térmico que atua em casos de sobreaquecimento caso esteja sobredimensionado.

 

 

 

Ainda tentei comprar um autronsformador da sére AT, mas não encontrei nas lojas aqui de João Pessoa (PB). Todavia, como o fabricante afirma que o fator de potência é o mesmo, então eu talvez ganhasse no consumo em vazio, mas continuaria jogando fora 30% do que é consumido da rede. Estou certo, @faller?

 

Enfim, comprei esse TF-1500 por R$ 110,00 à vista e vou cuidar de deixar sempre fora da parede e só ligar quando realmente for usar a impressora, já que é pra uso doméstico e esporádico.

 

Aí eu pergunto:

1) Que modelo/fabricante seria mais eficiente?

2) Qual a faixa de preço dessas opções?

3) Vale a pena correr atrás disso?

Editado por Fernando Lordão
esclarecimento

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vou aproveitar o tema para indagar a quem puder responder, tenho essa dúvida há muito tempo, mas é algo bem capcioso, que é o seguinte:

- No caso em questão, essa impressora consome 1.040 W no pico, então o trafo tem que ter mais de 1.000 W, nesse caso  falando em termos de consumo de energia, teremos os 1.000 (arredondar para facilitar) da impressora mais os 1.000 e pouco do trafo, então teremos no total consumido 2.000 A ou é considerada apenas a potência dissipada pelo trafo e não pela carga?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ai tens de considerar a eficiência do autotransformador. Imaginemos que ela, a eficiência do autrotransformador seja de 75% e sua carga demande coisa de 700 Watts.

A demanda total, da energia da tomada, será de:

Pot total = 700W / 0,75 = 933 Watts sendo que 700 deles é transferida para a carga e a diferença (933-700= 233 Watts) serão dissipados sob a forma de calor, pelo autotransformador)

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pelo que entendi, então o uso de transformadores aumenta o consumo total necessário para funcionar o equipamento, se assim procede fico imaginando um vizinho que eu tive, mudou de São Paulo para Santos, portanto de 110 VAC para 220 VAC e no tempo não tinha esse recurso de 90 a 240 VAC como hoje, então ele radicalizou, colocou um p****** transformador para alimentar o apto inteiro, instalou aquele "monstro"  no corredor, em cima da caixa de disjuntores do apto, ficou horrível por sinal, nesse caso então o consumo dele aumentou bastante...eu optaria por usar um trafo em cada equipamento, pelo menos ficaria mais discreto e gastaria menos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@misterjohn nao necessariamente. Depende do rendimento do transformador e um transformador maior geralmente tem mais rendimento (tem perdas menores).

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Estou me referindo ao consumo total do sistema transformador + carga que acredito que devem somar, seria como eu ligar um motor de um grupo gerador, vou ter consumo em Watts do motor e mais do gerador quando ele for utilizado, não é isso?

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×