Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Entendendo as Especificações e Etiquetas das fontes para PC


faller

Posts recomendados

  • Membro VIP

Tenho lido por ai afora uma série de interpretações erradas acerca das especificações das fontes de alimentação para PC´s, quer elas estejam no site do fabricante quer estejam na etiqueta colada na própria fonte.

A leitura das informações contidas nos dados da etiqueta, ou no site, quando o fabricante as especifica, é muito simples e de extrema valia na análise de uma fonte.

Sob a forma de exemplos vamos tentar entender o que ali está escrito e nos é comunicado.

Seventeam420BKV.jpg

Nas informações tensão e correntes já dá para sentir que essa fonte, de 420 Watts, puxa da tomada uma energia alta, 10 Amperes em 115 volts e 6 Amperes em 230 Volts. Comparem com outras fontes de equivalente potência e entenderão o que digo. Essa alta corrente pode derivar de dois cenários: Ou essa fonte tem rendimento baixo, ou essa fonte não tem PFC ativo na entrada. Pode até ser ambos, como é o caso dessa fonte ai...

Notem que para uma fonte de 420 Watts ela está apta a entregar quase metade da potência (200 Watts) nas tensões de 3,3 Volts e de 5 Volts. Isso era necessário para as configurações antigas, baseadas em Athlon XP e com placas de vídeo das séries 6000 para baixo, ou das séries 9000 da ATI para baixo... As novas configurações exigem tipicamente de 40 a 70 Watts dessas linhas de baixa tensão. As novas configurações exigem muito da tensão de 12 Volts, aonde deve estar concentrada a maior parte da energia disponível da fonte. De nada adianta uma fonte que possua muita capacidade de suprimento de energia nessas linhas de baixa tensão se nunca sua config vai exigi-la.

Por falar em energia disponível em 12 Volts, veja ali declaradas as correntes máximas de cada uma das linhas de 12 Volts.. Cada uma das linhas de 12 Volts poderá suprir os equipamentos com até 16 amperes, com isso garantindo a tensão de 12 dentro dos limites tolerados. Acima desse valor, individualmente em cada linha, o fabricante não garante que esses 12 Volts ficarão dentro dos limites lá no consumidor, que bem pode ser sua PV ou sua placa-mãe ou um HD.

Veja que não é correto dizer que a corrente total das linhas de 12 Volts será a soma dessas duas de modo individual, a não ser que o fabricante chancele essa informação.

A soma seria 16+16 = 32 Amperes, quando na verdade o fabricante garante a tensão de 12 Volts dentro da tolerância desde que ambas as linhas supram ao seu PC até 26 Amperes. Veja lá, está escrito na etiqueta. Isso significa que se uma das linhas estiver em seu limite individual de 16 Amperes, a outra linha somente poderá suprir de corrente 10 Amperes de modo que a corrente total não ultrapasse os 26 Amperes (16+10). A fonte não explodirá se essa corrente for ultrapassada. Simplesmente o fabricante não garante, nessa condição, que seu PC estará recebendo a tensão de 12 com a tolerância permitida. Provavelmente lá no consumidor essa tensão de 12 Volts poderá estar inferior a 11,4 Volts, prejudicando o desempenho de quem ela estiver alimentando...

Entenda essa fonte portanto com condições de lhe fornecer, vamos supor, cerca de 50 Watts para as baixas tensões (sua config não vai pedir mais que isso) somados aos 26 x 12 = 312 Watts das linhas de 12 Volts = 362 Watts agregados a cerca de 7 a 10 Watts das tensões auxiliares. Total = 370 Watts úteis..

TR2_430W.jpg

Costumo usar como exemplo essa fonte para orientar aos usuários de como não se deve pensar em fonte somente olhando sua potência. Veja ai, fonte séria de fabricante/distribuidor sério, mas adequada às configs antigas. Veja ai também o engodo das correntes altas nas baixas tensões e corrente baixa e sua única linha de 12 Volts.

Dessa fonte ai, desses 430 Watts possíveis, você. Com uma config moderna somente poderá sacar como potência útil cerca de 50 Watts (vamos supor) que sua config vai exigir das baixas tensões e mais 18 x 12 = 216 Watts em 12 Volts + vamos supor 8 Watts nas tensões auxiliares. Total = 50 + 216 + 8 = 274 Watts

Esse tipo de fonte é importado dos EUA com custo FOB perto do U$ 10 e vendido no Brasil pelo preço de uma fonte de 430 Watts da ThermalTake (acima de R$ 200). Uma relação de 1 x 10. Altíssimo lucro em cima de quem compra fonte iludido pela potência e marca de confiança... Fonte boa sim, para Athlon XP e derivados.

EnermaxLiberty400_lr.jpg

Primeira das etiquetas analisadas de fonte com PFC ativo. Trata-se de uma fonte de 400 Watts. Veja de cara a diferença do consumo de entrada, estabelecido pelas duas condições, o PFC ativo e a eficiência elevada dessa fonte.

De cara se vê pela especificação AC input 100-240 Volts que se trata de uma fonte com PFC ativo, sem chave seletora de entrada. As correntes de entrada AC ficam em 6 Amperes para a tensão de entrada baixa (115 Volts) e em 2,5 Amperes para a tensão de entrada alta (230 Volts). Experimente comparar com a primeira das fontes analisadas. A corrente de entrada que aqui é de 6 Amperes lá naquela era de 10 Amperes. Aqui, em 230 Volts a corrente é de 2,5 Amperes, lá era de 6 Amperes. Tem gente ainda que se ilude dizendo que o PFC ativo não traz vantagem alguma aqui no Brasil. Eu mereço...

Do mesmo modo que nas outras fontes analisadas lá está escrito as potências máximas possíveis de alavancar de cada saída, ou conjunto delas. Sempre a pior condição deverá ser respeitada. Veja que a potência máxima das saídas de 12 Volts é de 360 Watts e do conjunto das tensões baixas é de 150 Watts. Não se pode retirar essas duas potência no modo combinado, pois no conjunto das tensões baixas e das saídas de 12 Volts a fonte só poderá liberar 377,8 Watts, como lá está escrito. Entenda-se dessa maneira:

A corrente máxima individual de cada uma das linhas de 12 Volts é de 20 Amperes.

Se o conjunto de tensões baixas estiver demandando vamos supor 50 Watts da fonte, restarão 377,8 – 50 = 322,8 Watts para as linhas de 12 Volts.. Isso dará 322,8/12 = 26,9 Amperes possíveis de serem exigidos ali naquelas linhas de 12 Volts, embora individualmente elas possam entregar 20 Amperes, embora no modo combinado elas possam entregar 30 Amperes, nessa condição somente poderão entregar 26,9 Amperes, para respeitar as especificações do fabricante, e garantir desse modo tensões dentro da tolerância.

OCZGameXstream700W.jpg

Ai nesse caso se vê um outro modo de especificar. Veja que o fabricante diz ai que a potência máxima capaz da fonte suprir nas saídas de baixa tensão é de 155 Watts. No conjunto das baixas tensões + as diversas saídas de 12 Volts é de 680 Watts. Nesse caso, para se saber qual a real disponibilidade de corrente nas saídas de 12 Volts no modo combinado, devemos subtrair desses 680 Watts a demanda das baixas tensões. Nesse caso, de config com potência mais alta, vamos considerar o consumo nas tensões baixas como sendo de 70 Watts. Então 680 – 70 = 610 Watts para as tensões de 12 Volts. Isso significa que 610/12 = 50,8 Amperes podem sair daí dessa 4 linhas, no modo combinado. Individualmente cada linha pode suprir 18 Amperes.

CoolerMasterRS-430-PCAR_Hipro.jpg

A Cooler Master , que costuma esconder as especificações, nesse caso ai deixou bem claras. Também é uma fonte à moda antiga, fabricada pela Hypro, ao contrário da linha de maior potência, fabricada pela Seventeam.

Diz lá nas especificações.. A potência não poderá passar de 385 Watts se consideradas as linhas de 3,3, 5,0 e 12 Volts.

Vamos supor que nossa config demande 50 Watts nas linhas de baixa tensão. Sobrariam 385 – 50 = 335 Watts para a linha de 12 Volts. Isso dá 335/12 = 27,9 Amperes... Daria, se não fosse a outra especificação do fabricante de que a linha de 12 Volts não poderá suprir mais do que 19 Amperes. Esse passa a ser o limite dos 12 Volts.. Definitivamente é uma fonte para as configurações antigas, com Athlon XP e PV da série 6000...

SolyTechSL8600.jpg

Essa fonte passou a ser muito bem comentada nos fóruns. Tem até um par de vídeos no You Tube demonstrando a mesma, não com esse nome ai e sim com o carimbo da Satellite, mesmo nome de guerra SL-8600EPS.

Nada assustador nem extraordinário como os protagonistas querem passar no vídeo. Se você reparar nos vídeos verá duas configs, uma delas com demanda de cerca de 400 Watts e outra mais arrojada, OCed a 4 Giga, com demanda de 470 Watts. É normal que uma fonte que se proponha a entregar 600 Watts agüente essas potências com uma mão nas costas... O que torna impressionante talvez seja o preço que a mesma tem chegado ao consumidor, uma vez que ela representa uma das primeiras fontes boas vindas “by Paraguai”, e ai tem toda uma questão de tributos x garantia x risco, etc... Sem considerar essas variáveis, é uma excelente relação custo/benefício.

Voltando a fonte portanto, dá facilmente para perceber que se a sua config demandar uns 70 Watts nas baixas tensões, a fonte bem será capaz de ofertar 585-70 = 515 Watts (não é possível pois o conjunto das tensões de 12 Volts somente poderá manipular 480 Watts). Então se poderá retirar daí, no modo combinado, 480/12 = 40 Amperes, o que permite trabalhar em SLI com duas boas placas 8800GTX e um C2Q. Repare que a fonte possui PFC ativo, o que deixa a entrada de corrente igual a nossa velha conhecida primeira fonte analisada, a ST420BKV, da qual se conseguia extrair somente uns 370 Watts úteis. Dessa aqui se extrai quase a totalidade dos 600 Watts sem sombra de dúvida.

CORSAIR750TX.jpg

Não necessariamente as fontes necessitam ter várias linhas de 12 Volts, até por que boa parte dos fabricantes essas linhas são virtuais e derivam todas de uma mesma saída única de 12 Volts. Em uma tendência moderna algumas fontes exploram uma única saída de 12 Volts, com diversos chicotes de distribuição. Essa Corsair ai de cima é um exemplo disso. Uma única saída com capacidade de prover cerca de 60 Amperes em sua linha única de 12 Volts, isoladamente. Ai também a limitação, pelo uso das tensões baixas deve ser levado em conta. Veja que o fabricante diz que a distribuição de energia não pode ultrapassar 750 Watts. Supondo as tensões auxiliares tomando cerca de 8 a 10 Watts, e sua config tomando 70 Watts nas tensões baixas, restariam 750 – 10 – 70 = 670 Watts para a única linha de 12 Volts.. 670/12 = cerca de 56 Amperes úteis ai nessa tensão de 12 Volts.

Para finalizar devo considerar também os maus exemplos de etiquetas que, ao não declarar as correntes ou potências máximas possíveis de serem manipuladas, para cada tensão ou conjunto delas, acabam deixando-nos pendurados no pincel na hora de definir a escolha de uma fonte para o PC. Já vimos que escolher a fonte somente pelo tamanho da potência descrita pelo fabricante é no mínimo uma fria, e acaba nos fazendo optar por altas potências (e alta grana) por medo de errar para menos na especificação da fonte. Especificar sem dados e sem conhecimento da demanda é muito fácil. Dizendo eu que se escolheres uma Seasonic de 1200 Watts vai dar tranqüilamente para a sua config estarei acertando sempre, em qualidade e quantidade. Esse tipo de indicação (comum nos fóruns), entretanto, além de irresponsável é nada profissional. O correto é especificar a fonte de acordo com a necessidade de cada config, considerando margem de segurança e o possível up-grade já previsto...

Maus exemplos de etiquetas, ou definição no site:

CoolerMaster650W-RP650-PCAR.jpg

Veja ai que o fabricante (Seventeam fabrica essa fonte para a Cooler Master) nos deixa sem capacidade alguma de poder definir, especificar ou indicar essa fonte para uma determinada config. Nem adianta ir no site que lá também não tem essas especificações. Em meu conceito sempre que o fabricante age desse modo ele deve estar escondendo alguma coisa, algo que não é vantagem alguma que o público venha a saber. Na dúvida deleto de minha escolha. Se o fabricante não é parceiro meu, inimigo é o que ele é...

Não é por nada que essa fonte daí teve uma avaliação péssima numa gincana de 105 fontes analisadas lá no site www.matbe.com

Por não dispor da etiqueta coloco a especificação do site mesmo, da fonte Huntkey LW-6550SG

CaasbruxasHuntkey.jpg

Veja que não existem especificações, nem da corrente nem da potência de modo combinado nos 12 Volts. Ao contrário, existe uma especificação esdrúxula e incoerente na linha de 5 Volts. Como é que se pode ter uma linha de 5 Volts com capacidade de suprir 40 Amperes se logo abaixo é declarado que, no máximo as linhas de 3,3 e 5 volts juntas podem suprir no máximo 130 Watts. Ora 5 Volts x 40 Amperes são 200 Watts... O fabricante diz para nós que o máximo é 200 Watts desde que não ultrapasse os 130 Watts.. Pode?? Essa fabricante é dono e senhor de usar do marketing para suas trapalhadas. Ele também escreve, lá na entrada do site, de modo irresponsável, que essa fonte tem rendimento de 85%, sem declarar em que condições. Se vocês forem analisar toda essa linha Green Star do fabricante, desde a fonte de menor capacidade, 350 Watts até a fonte de maior capacidade 550 Watts verão a mesma indicação de rendimento de 85%. É o famoso CtrlC/CtrlV, ou copiar/colar. Os melhores fabricantes do mundo não conseguem fazer isso. Lembrem-se que quando a potência abaixa, o rendimento forçosamente tem que abaixar, uma vez que a potência colocada fora para controlar uma fonte, rodar o fan, acender Led’s, praticamente se mantém, de modo quase independente da potência final. Como a eficiência é uma relação de potência suprida por potência de entrada, ele não pode se manter igual em toda a linha de fabricação, de potências de 350 a 550 Watts. Ao longo das especificações esse fabricante define como sendo 70% a eficiência a full load/230 Volts. Muito dificilmente uma especificação de fonte a 70% ai consegue se recuperar a fim de chegar aos 85% entre 50% e 70% da demanda, que geralmente é o ponto de maior eficiência de uma fonte. A declaração de 85% de eficiência é uma especificação esdrúxula, não verídica, que não consegue ter sustentação técnica, no entanto já fez com que essa fonte vendesse o que vende. Basta ver que ela é uma das bem indicadas nos fóruns por ai afora. Esse tipo de descrição faz com que as pessoas se convençam que aquela é a fonte ideal (se olharmos as declarações marketeiras no ML, sobre a economia de energia que essa fonte vai propiciar fica quase impossível não comprá-la, dá vontade até de comprar duas...) No entanto defendo que essas descrições são baseadas em uma fonte cuja definição de eficiência deva ir de 70 a 75% e nunca 85% como lá está escrito e os culpados não são os vendedores do ML e sim o fabricante que, irresponsavelmente, coloca essa descrição em seu site, sem nenhuma espécie de contorno das condições em que isso acontece. (ao meu ver nunca).

Respeitando a fonte que entendo ser robusta, a moda antiga, sem PFC na entrada e com eficiência de 70 a 75%, esse tipo de declaração de eficiência de 85% soa como o nome da fonte Gamer 900W da LeaderShit... É só nome... (não quero comparar uma fonte com outra, nem sentido tem, é só para comparar a figura de marketing).

Dentro daquela filosofia de que se o fabricante não me ajuda, com especificações detalhadas, consistentes e corretas, então está contra mim. Por isso elegi essa descrição como mau exemplo de descrição. A fonte até não é ruim, e sim pobre de recursos modernos, o que é ruim são as suas especificações.

Muito mais poderia ser dito sobre etiquetas em fontes de alimentação para PC. Para não encompridar mais paramos por aqui...

Porto Alegre, 18/11/2007 – Luiz André Faller

Abraço...

  • Curtir 3
  • Obrigado 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP

Mais uma vez, parabens faller, muito esclarecedor, e peço o destaque, por favor mederadores, nos escutem, destaquem esse e outros topicos do nosso amigo faller e de outros para que o pessaol possa ter uma melhor instrução na hora de comprar fontes, e para que esses topicos espetaculares não se percam com o tempo,

abraços

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Presta sim amigo. Só a eficiência dela que é de fonte genérica...de resto é uma boa fonte sim!

Ufa!!! que bom que é "só" isso. Pelo que entendi já tava dando graças por ela aguentar o monte de coisas que tenho no micro!!!! E já que estou por aqui: qual o tempo de vida médio de uma fonte dessas, de qualidade tipo Seventeam, OCZ, Zalman.... quanto tempo não p/ ficar obsoleta, mas p/ queimar mesmo :huh:

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • mês depois...
  • 4 meses depois...
Tenho lido por ai afora uma série de interpretações erradas acerca das especificações das fontes de alimentação para PC´s, quer elas estejam no site do fabricante quer estejam na etiqueta colada na própria fonte........

........Muito mais poderia ser dito sobre etiquetas em fontes de alimentação para PC. Para não encompridar mais paramos por aqui...

Porto Alegre, 18/11/2007 – Luiz André Faller

Abraço...

Gostaria de saber qual seria a consequencia de ligarmos em paralelo duas fontes ATX de (+ ou -) 330w no PC que pede so de placa de video 500w .Aguardo resposta no meu e-mail [email protected] OBRIGADO

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Gostaria de saber qual seria a consequencia de ligarmos em paralelo duas fontes ATX de (+ ou -) 330w no PC que pede so de placa de video 500w .Aguardo resposta no meu e-mail [email protected] OBRIGADO

você. pode ligar as 2 fontes, mas é conveniente apenas interligá-las pelos fios terra/0V (os fios pretos) e depois deixar cada fonte alimentar uma parte do micro, tentando balancear a carga entre as duas.

Dependendo da fonte e da configuração que você. tiver mesmo o exposto acima pode não ser recomendável; você. não quer passar a configuração de seu micro e o modelo das fontes? Talvez uma fonte barata ou até mesmo a que você. tem hoje já seja suficiente para a sua configuração.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • mês depois...

Puxa, serviço de utilidade pública mesmo isso que você tá fazendo. Esse problema crônico de fonte genérica não é brincadeira (coisas do Brasil).

Será que poderia me aproveitar um pouco do seus conhecimentos? Bem, essa Wisecase WSNG-500DXWRS-2*8 (W reais - é o que tá na caixa) tem no meu fornecedor por um preço bastante acessível (R$ 138). Sei... você vai me dizer: o mané, compra uma Corsair com PFC ativo e tal... Só que você sabe, qualquer fonte acima de 350W reais, já começa a ficar muito caro, e é um investimento difícil de você explicar a um cliente (qualquer real a mais e a preferência passa pro o concorrente).

Pois bem, quanto às especificações, não foram nada claros, já que não forneceram dados sobre a potência combinada das duas linhas de 12v. O consumo também não é dos melhores: 10A - 115v e 5.5A - 230v.

Agora alguns pontos polêmicos: já vi em foruns gente batendo o pé dizendo que essa marca é genérica, e gente dizendo que a Wisecase também faz fontes com potência real. Quanto à aparência, ela é bem pesada (o que poderia sugerir componentes internos de qualidade), tem conector que não acaba nunca mais incluindo dois PCI-e, um de 6 e outro de 8 pinos, sendo que esse de oito só tem nas placas de vídeo mais modernas, (tipo a gforce GTX 280).

Concluindo (desculpe a demora): Pode uma fonte genérica ter essas características? Será que dá pra equipar um computador um pouco mais parrudo de um cliente, tipo com uma 9600 ou 8800 GT e um Core 2 Duo ou Quad, sem ter nenhuma dor de cabeça?

Taí o link para consulta: http://www.celinfor.com.br/loja/product_info.php?cPath=12&products_id=317

Muito grato desde já,

Phas

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Phas,

a Wisecase tem fontes de vários níveis. Algumas são similar as "genéricas", enquanto que outras são muito boas (como a WSNG-650WR-2*8+APFC testada pelo CdH). Creio que a WSNG-500DXWRS-2*8 seja uma fonte intermediária. Sem PFC ativo e com rendimento na faixa de 70...75% a plena carga.

Seria uma concorrente para os modelos simples, também sem PCF ativo, das fontes de marca. Falta apenas um teste com carga sintética para saber se ela realmente atende as especificações da etiqueta. Sem isso seria um chute falar qual o limite dela (ainda mais sem saber qual é a potência combinada nos +12 V).

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

PHas eu daria a sugestão de entrar em contato com a wisecase e perguntar mesmo. Pergunte qual a potencia combinada nas linhas de 12 e qual a potencia max na linha de 5v e as amperagens nas referidas voltagens...

EDIT: só p/ lembrar que é importante a potencia combinada nas 12v e da 3.3 com a 5v tb...

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Ughadoo e Farrapo, lembrei agora que eu tenho um encarte de especificações da fonte aqui (devia ter olhado antes).

Bom, de cara, já vejo que tem especificações de forma bem detalhada (tem oito páginas e inclui diagrama mecânico), coisa inexistente nas genéricas de carteirinha.

Agora vou passar alguns dados. Quem sabe com eles vocês possam dar uma opnião mais precisa:

"Esta fonte de alimentação deverá operar de 100 a 120 Vrms ou 200 a 240 Vrms. A fonte deverá operar em uma frequência principal AC de 47 a 63Hz."

"A saída total de +3.3V e + 5V não excederá 150 watts, a saída total de +12V1 e +12V2 não excederá 450 watts, a saída total de 3.3V, +5V e +12V1, +12V2 não excederá 481.5 watts e a saída total para esta fonte de alimentação é de 500 watts."

"A fonte de alimentação tem um mínimo de 72% de eficiência a uma carga típica. A eficiência Energy Star da fonte de alimentação é no mínimo de 50% quando a energia de entrada AC for de 60W"

Também tem uma tabela (grande pra eu reproduzir) que especifica carga de pico de 20A para cada uma das 2 linhas de 12V.

Bom, coloquei apenas algumas informações que julguei serem importantes. Caso vocês queiram mais alguma informação, terei prazer em postar. Sua opnião é muito importante! Abraço.

Phas

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 3 semanas depois...

Como saber o combinado dos 12V dessas fontes ?

Será que ele não coloca o combinado de vergonha ? :D

Tô tentando descobrir o combinado dessa fonte e não consigo:

http://www.huntkey.com/eng/productmore.asp?id=662

Em alguns casos não dá para determinar; no caso da LW-6350 só dá para definir que a corrente combinada fica entre 15 e 25 A, mas pode ser qualquer valor dessa faixa.

A HuntKey costuma fazer isso, mas não está sozinha; akasa, Cooler Master, Spire e outros tem sites com poucas e confusas informações sobre as suas fontes.

Volta e meia até fabricantes que costumam fornecer todas as informações fazem um "samba da fonte doida" com as especificações... :unsure:

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Em alguns casos não dá para determinar; no caso da LW-6350 só dá para definir que a corrente combinada fica entre 15 e 25 A, mas pode ser qualquer valor dessa faixa.

A HuntKey costuma fazer isso, mas não está sozinha; akasa, Cooler Master, Spire e outros tem sites com poucas e confusas informações sobre as suas fontes.

Volta e meia até fabricantes que costumam fornecer todas as informações fazem um "samba da fonte doida" com as especificações... :unsure:

Então Udoo.

Também eu tô bolado para descobrir o combinado dessa fonte aqui:

http://www.e-armazem.com.br/loja/product_info.php?products_id=2351&PHPSESSID=ifkmr6roh8vm1l26mu7p1362i6

EDIT:

Faller, lendo aqui e descobrindo o fato da potência combinada e tudo, que tem que analisar, 3.3 com 5V, 3.3 com 5V com 12V e 3.3V com 5V com 12V e tudo.

Percebe-se que se fosse levar a risca tudo isso do fabricante percebe-se que muitas fontes perdem um pouco de corrente nos 12V.

Tá certo ?

Abraço e valeu.

Abraço.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP

Faller, lendo aqui e descobrindo o fato da potência combinada e tudo, que tem que analisar, 3.3 com 5V, 3.3 com 5V com 12V e 3.3V com 5V com 12V e tudo.

Percebe-se que se fosse levar a risca tudo isso do fabricante percebe-se que muitas fontes perdem um pouco de corrente nos 12V.

Tá certo ?

Sim, isso dai é verdade pois sempre o resultado na saída de uma fonte depende de um único ponto de ajuste que é o tempo de condução dos transistores de entrada, e nada mais. Desse modo a variação da largura de pulso no primário acaba fornecendo ao transformador uma determinada potência que será usada no secundário, distribuído nas diversas tensões. Evidente que existe uma relação a ser mantida para garantia da correta tensão de cada saída. Por exemplo. Se tomares tudo o que for possível tomar, somente na tensão de 12 volts, sem carga nenhuma nas outras tensões, não espere que essas outras tensões estejam com seus valores corretos, mesmo com a tolerância.

Quando o fabricante declara as máximas correntes, através de uma série de regras, (regras essas que nenhuma pode ser quebrada) ele está garantindo que sendo usada daquela forma as tensões ainda estarão dentro de suas variações toleradas.

Abraço..

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Essa Cooler Master é mais um exemplo de fonte que não dá para saber pelas especificações qual seria a corrente combinada +12V. Ela é baseada em uma fonte Seventeam que tem apenas 30 A combinados, mas pode ter sofrido alterações para aumentar esse valor. Podemos apenas considerar que a corrente combinada fica entre 30 e 36 A, nos baseando na corrente da fonte original e no máximo das duas linhas.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Vou tentar ajudar o faller.

Vou fazer isso aqui parecido com o que aprendi.

E aguardo a aprovação do faller.

Como interpretar etiquetas nesse estilo:

Corsair 1000HX:

Vamos ao fatos:

Vou jogar os valores para cima:

Vamos tentar ver a máxima potência nos 12V dessa fonte por recomendação do fabricante ?

CorsaiHX1000w.jpg

OBS: Aqui vamos desprezar o fato da fonte fornecer acima do rotulado, aqui é o que o fabricante colocou para seguir.

Vamos analisar:

Vamos considerar 3.3V --> 10A --> 33W

Vamos considerar 5V --->10A ---> 50W

Linhas auxiliares ---> 10W

A primeiro, 3.3V com 12V pode ofertar 500W combinados.

Então vamos:

500W-33W = 467W, 38A pode fornecer os 12V nessas condições.

O segundo, 5V com 12V pode ofertar 500W combinados

500W-50W= 450W

450W/12= 37,5A nos 12V nessas condições.

Até agora estão dando: 75,5A nos 12V nessas condições.

75,5*12= 906W nos 12V.

Agora vamos ver se esses 906W são permitidos pela potência combinada geral:

1000W-10W(linhas auxiliares)

1000W - 10W - 33W - 50W = 907W de sobra para os 12V

906W = 907W

É isso 907W ou 75,5A nos 12V o minimo máximo permitido pelos 12V nessa fonte por recomendação do fabricante.

Faller, se cometi algum equivoco, por favor me corrija ;)

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 3 meses depois...

Só para deixar meus parabéns ao grande mestre faller (sem puxa-saquismo :D), o cara é um verdadeiro Jedi das ciências da eletricidade!

Meus sinceros parabéns e muito obrigado, esse tipo de iniciativa só ajuda a engrandecer o nível técnico do fórum!

EDIT: faller, acabo de perceber um pequeno erro de cálculo no primeiro post e um tópico tão bom merece essa correção:

A corrente máxima individual de cada uma das linhas de 12 Volts é de 20 Amperes.

Se o conjunto de tensões baixas estiver demandando vamos supor 50 Watts da fonte, restarão 377,8 – 50 = 322,8 Watts para as linhas de 12 Volts.. Isso dará 322,8/12 = 26,9 Amperes possíveis de serem exigidos ali naquelas linhas de 12 Volts, embora individualmente elas possam entregar 20 Amperes, embora no modo combinado elas possam entregar 30 Amperes, nessa condição somente poderão entregar 26,9 Amperes, para respeitar as especificações do fabricante, e garantir desse modo tensões dentro da tolerância.

O correto seria:

A corrente máxima individual de cada uma das linhas de 12 Volts é de 20 Amperes.

Se o conjunto de tensões baixas estiver demandando vamos supor 50 Watts da fonte, restarão 377,8 – 50 = 327,8 Watts para as linhas de 12 Volts.. Isso dará 327,8/12 = 27,32 Amperes possíveis de serem exigidos ali naquelas linhas de 12 Volts, embora individualmente elas possam entregar 20 Amperes, embora no modo combinado elas possam entregar 30 Amperes, nessa condição somente poderão entregar 27,32 Amperes, para respeitar as especificações do fabricante, e garantir desse modo tensões dentro da tolerância.

Abraço!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisa ser um usuário para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Ebook grátis: Aprenda a ler resistores e capacitores!

EBOOK GRÁTIS!

CLIQUE AQUI E BAIXE AGORA MESMO!