Ir ao conteúdo
  • Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   12-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware, Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:   Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas às perguntas abaixo:   Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.
Entre para seguir isso  
Neobius

Fonte Genérica

Recommended Posts

O que uma empresa que fabrica fontes com potência longe da real alega quando uma fonte de p. ex. 450 Watts apresenta potência real muito abaixo do rotulado? Isso eu não consigo entender, pois essas fontes são comercializadas naturalmente, não apresentam a potência rotulada, não dizem o valor REAL da potência, não são fiscalizadas por nenhum órgão de defesa do consumidor (pode ser que sejam fiscalizadas, e eu na minha ignorância estou dizendo isso, mas se assim fosse não creio que existiriam tantas por aí)...

Vocês não acham que deveria haver um controle dessas fontes ditas "genéricas" para não enganarem quem quer montar um gabinete decente? Poderia ser implementada uma lei que obrigasse a vir rotuladas nas fontes a potência real e comprovada do aparelho... acho que facilitaria bastante o lado do consumidor... afinal eu nunca compre "dois quilos de feijão virtuais" mas eu sempre comprei um e levei um, né?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muitas são importadas e outras vem do paraguaia(Made in china). É difícil manter um controle desse tipo. E veja que pouco se fala nas fontes, é um item que não atende os consulmidores de overclock, o resto do pessoal sim. A minha genérica por exemplo ta dando conta de tudo que boto no pc. Não sei se o imetro cuida disso tambem, mas nunca vi uma fonte com o selo dela.... E as boas não são feitas aqui, custam caro e dai ninguém vai querer comprar pc.

Se fosse assim as memorias tambem teriam que ser aprovadas, os gabinetes tambem, os teclados, mouse, etc etc etc. Seu pc ia sair os 2 olhos da cara.

Agora o procom está aí. É só reclamar e provar que a fonte não trabalha com o valor informado pelo frabricante, que depois de um ano você ganha a causa na justiça.

OBS: minha opinião...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Creio que, além deste forum, onde se veiculam idéias, impressões, experiências pessoais e conhecimento técnico, o papel do Clube do Hardware será importante também, pois, assim como nós balizamos a nossa compra de placas-mãe ou placas de vídeo pelos testes publicados no site, poderiamos também ser bem ou mal influenciados pelos testes realizados com fontes.

O Inmetro poderia criar tambem um selo de qualidade, assim como aquele dos aparelhos eletrodomésticos (geladeiras) que economizam energia, por exemplo.

Geralmente a definição das caracteristicas das fontes, e não só pra elas, são veiculadas por orgãos como o do link abaixo (logicamente, essas diretrizes tem a colaboração decisiva dos fabricantes do componentes, como Intel e AMD). No Brasil, como a indústria de semicondutores é ainda mais um sonho do que a realidade, qualquer definição ou avaliação deveria ter como base tecnológica as diretrizes dos orgãos internacionais.

Definção dos Padrões (AT, ATX, BTX, etc.)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Por esse link de definições de padrão que fgomide passou, a minha xing ling ta certinha. Dentro dos limites máximo e minimo, mas com variações do valor normal. Ta vendo como é difícil...

muito bom o link fgomide, valeu a informação...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Autor do tópico
  • Postado Originalmente por marcos_vargens@05 abr 2004, 13:20

    Muitas são importadas e outras vem do paraguaia(Made in china). É difícil manter um controle desse tipo. E veja que pouco se fala nas fontes, é um item que não atende os consulmidores de overclock, o resto do pessoal sim. A minha genérica por exemplo ta dando conta de tudo que boto no pc. Não sei se o imetro cuida disso tambem, mas nunca vi uma fonte com o selo dela.... E as boas não são feitas aqui, custam caro e dai ninguém vai querer comprar pc.

    Se fosse assim as memorias tambem teriam que ser aprovadas, os gabinetes tambem, os teclados, mouse, etc etc etc. Seu pc ia sair os 2 olhos da cara.

    Agora o procom está aí. É só reclamar e provar que a fonte não trabalha com o valor informado pelo frabricante, que depois de um ano você ganha a causa na justiça.

    OBS: minha opinião...

    Você disse que uma fonte de qualidade inspecionada sairia os olhos da cara, mas será que as fontes boas são caras porque são assim tão boas, ou porque não há concorrência de mercado em valores de potência real para competir em preço? Exemplificando, uma fonte vagabunda 500 Watts genérica suponha q tenha uns 300 Watts reais (mera suposição, não sei se é isso mesmo)... será que uma fonte de qualidade e que se faça entender que tenha os 300 Watts reais não seria ainda sim muito mais cara que a de 500 Watts genérica?

    Eu discordo de você quanto à questão do preço, pelo fato de que simplesmente essas fabricantes genéricas não "pagariam" pela vistoria feita por um órgão competente, mas sim teriam que ser obrigadas passivamente a mostrar o valor de potência real estampada seja onde for. Isso causaria um falso "downgrade" no produto, que manteria seu preço. Se a empresa lá de Taiwan quer continuar a vender por preço X, que continue, mas informe o que está pondo dentro do gabinete do consumidor. E em relação à necessidade que outros produtos teriam de ser aprovados, discordo também pois um mouse Logitech ou Microsoft, por exemplo, já tem garantia implícita na versão RETAIL e OEM do produto, portanto não faria sentido uma inspeção, já que a própria empresa zela pela qualidade do produto. A não ser que seja falsificado, aí são outros 500... na secção de dispositivos de entrada eu postei umas informações que encontrei na internet e que me ajudaram a diferenciar mouses falsificados, basta não comprar, ou comprar e aturar os efeitos "colaterais"...

    Uma coisa que você disse achei importante, é a questão de controle... ficaria realmente difícil num país como o nosso controlar tantas marcas de produtos diferentes entrando Deus sabe por onde... :( mas se ficarmos atentos a isso já pode ser um bom começo, né? :)

    Um abraço a todos!

    :-BEER

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites

    Cara, Um engenheiro que estudou anos para se formar e se tornar habilitado a criar fontes que depois de uma série de pesquisas envolvendo muita gente e produtos não vai abaixar o valor do seu conhecimento simplesmente por causa da concorrencia. Não vale a pena. As xing ling existem porque os tais engenheiros criam fontes boas e eles vão la e copiam o projeto colocando componentes de qualidade inferior e não tendo gastos com mão de obra, pesquisa etc. Só um lugar da valor a qualidade em um pais em desenvolvimento, as Empresas. Elas assumem riscos de perda de dados e etc, ai você não brinca com essas coisas. Mas eles cobram o olho da cara pelo serviço e esse valor é repassado a seus clientes que tambem pagam por qualidade. Mas um banco por exemplo tem milhões de correntistas e esses pagam taxas que as vezes nem percebem. Mas quando se soma de todos, da uma grana lascada. Pra associar melhor a ideia, uma empresa de fontes teria que ter pelo menos 70% do mercado para deixar elas a um preço acessivel. Fora isso não compensa fazer. Com concorrência então esquece por completo. Por isso existem tantas xing ling e praticamente nenhuma nacional. Quanto a empresas já conhecidas, se elas entram em uma concorrencia feia pela baixa de preço, pode ter certeza que vão apelar para componentes de qualidade duvidosos mas de preço melhor. Cara uma pessoa com baixa renda não pode comprar um PC com fonte de 200 reais. Imagine a maioria das pessoas que tem um PC em casa para uso domestico de jogos, video e internet com PCs que chegam a R$3000,00 devido a qualidade dos produtos. Basta ver os carros mais vendidos. São em sua maioria de menor potência. Só que a industria de carro conseguiu chegar a um ponto mais elevado, pois sao bem mais caros e bem mais rentaveis que PCs.

    A unica coisa que está a nosso alcance fazer é não comprar as xing ling. O duro é arrumar dinheiro para uma dessas caras. Mas uma coisa é certa, monopolio é uma merd... A microsoft vende o windows dela carissimo, e a época que ela ganhou mais dinheiro com ele foi justamente com as piores versões dele. Eu não sou contra um controle ou norma, mas tem que ser algo que não faça as pessoas desistirem de ter um PC em casa.

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites

    É só economizar 50 pila na placa mãe , 50 no processador , 50 na placa de v´deio e desembolsar mais 50 reais que pronto da pra comprar a fonte decente.BRASILEIRO TEM ESSE COSTUME DE RASGAR OS BOLSOS PRA COMPRAR O MELHOR MICRO POSSÍVEL E PÕE A FONTE MAIS BARATA E VAGABUNDA QUE ENCONTRAR.É só pesquisar os modelos de placas mãe , processadores e vídeo que há a disposição que os 200 pila para a fonte decente aparecem.

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites
    Postado Originalmente por Gustavo-porto alegre@06 abr 2004, 01:11

    É só economizar 50 pila na placa mãe , 50 no processador , 50 na placa de v´deio e desembolsar mais 50 reais que pronto da pra comprar a fonte decente.BRASILEIRO TEM ESSE COSTUME DE RASGAR OS BOLSOS PRA COMPRAR O MELHOR MICRO POSSÍVEL E PÕE A FONTE MAIS BARATA E VAGABUNDA QUE ENCONTRAR.É só pesquisar os modelos de placas mãe , processadores e vídeo que há a disposição que os 200 pila para a fonte decente aparecem.

    Ta amigão agora fala isso para uma assistente social e para uma secretaria e vamos ver o que ela te responde.

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites

    Sobre a potência indicada na fonte, será que tem que ser obrigatoriamente a de operação ou pode também ser informada a de pico?

    É como os aparelhos de som: tem potência RMS, potência PMPO, etc...

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites

    Obrigatoriedade eu não sei. Mas se não me engane vi esse tipo de informação no site de um desses fabricanes "Reais", mas acho que é so para imprecionar mesmo. Todo tipo de informação é bem vinda, mas não ajuda pessoas leigas como eu em eletrônica. Temos que ter alguem de confiança que teste estas fontes e no momento não existe nenhum pelo que sei. O que eu pensei foi no seguinte:

    Se tiver uma área exclusiva para depoimentos de queima de fontes xing ling aqui, com certeza isso vai ficar em evidência. Minha configuração deu fim na minha. Creio que micros desse porte para cima vão exirgir mais dessas fontes e vai começar a ficar visivel a qualidade das mesmas. Na minha opnião se essa área de depoimento crescer poderia ganhar um local na pagina principal do Clube do Hardware. Ai sim as pessoas que visitam o site vão com certeza escolher melhor uma fonte antes de comprar qualquer uma. Isso não vai abaixar o preço das importadas que dependem do dollar, mas com certeza serão importados produtos com melhores qualidades, mesmo no caso das genéricas. Não sei se pode realmente dar certo mas é uma ideia.

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites
  • Autor do tópico
  • Desculpem a minha ignorância digna de prêmio Nobel em desinformação, mas quando vocês falam em fontes xing ling, esse nome é uma marca mesmo, ou apenas um nome que evoca nossos pensamentos à todas as fontes genéricas vindas do outro lado do globo?

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites
    Desculpem a minha ignorância digna de prêmio Nobel em desinformação, mas quando vocês falam em fontes xing ling, esse nome é uma marca mesmo, ou apenas um nome que evoca nossos pensamentos à todas as fontes genéricas vindas do outro lado do globo?

    xing ling (taiwan made in china ou paraguai ) = qualquer coisa que não rende o valor real ao qual vem no rótulo, feitas com produtos de 5º categora que sempre pifam depois da garantia (que não passa de 6 meses em sua maioria).

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites

    a fonte que eu uso, é a que veio no meu computador, a 2 anos atras, é de 300w, nunca deu nenhum problema, ja usei 2 cds c/ 2 hds + fans e a fonte não arregou

    :rolleyes:

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites
    Postado Originalmente por Engº Aristeu@22 dez 2004, 17:25

    a fonte que eu uso, é a que veio no meu computador, a 2 anos atras, é de 300w, nunca deu nenhum problema, ja usei 2 cds c/ 2 hds + fans e a fonte não arregou

    :rolleyes:

    sortudo hein hehehe, mas qual a sua configuração?

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites

    Crie uma conta ou entre para comentar

    Você precisar ser um membro para fazer um comentário

    Entre para seguir isso  





    Sobre o Clube do Hardware

    No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

    Direitos autorais

    Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

    ×