Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Conversor DC/DC para auxiliar arduino em comedouro de animais


MicSG
Ir à solução Resolvido por MicSG,

Posts recomendados

@Michel_G Olá, estou iniciando nessa área do Arduino e para minhas experiências eu comprei o item abaixo mas no mercado livre, vai direto na protoboard, de um lado você tem 5V do outro 3,3V ou 5 e 5 ou 3,3 e 3,3.

Claro se for já montagem final, qualquer um desses step down vai te servir.

https://www.eletrogate.com/fonte-ajustavel-para-protoboard-mb102?utm_source=Site&utm_medium=GoogleMerchant&utm_campaign=GoogleMerchant&gclid=CjwKCAjwnK36BRBVEiwAsMT8WMJpWMKDfjwQXfU-7tI1ztTDlUiziOWVzIYJAjuH7uaktfsLVZ93RRoCOVgQAvD_BwE

  • Obrigado 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP
3 minutos atrás, alexandre.mbm disse:

 

A "exatidão" na resposta deixa-nos entender que você não quer apenas prototipagem hobbista em protoboard.

É que a loja que irei comprar mostra o consumo dos componentes.

 

Estou montando um projeto de controle automatizado de um galinheiro.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP
1 minuto atrás, Marcelotronic disse:

@Michel_G Como vai funcionar seu projeto no galinheiro, o que o Arduino vai fazer por você?

O Arduino irá controlar 4 reles, sendo dois reles para controlar 2 motores e dois reles para controle de 2 lâmpadas LEDs. Os dois motores são de um comedouro automático que eu construí.

Comedouro.thumb.jpg.d9d8cf3fcf59f32279bd1e81a63c151b.jpg

 

Haverá também um Servo Motor para abrir uma portinha de zinco ao amanhecer e fechar ao anoitecer. Existirá um sensor de som para, no caso de um ataque noturno de animais selvagens(quatis, jaguatirica, lontra) acione a iluminação. Colocarei um módulo ethernet para envio de dados para um servidor web para verificar dados.

Instalarei também um sensor de chuva para  futuramente abaixar os toldos em caso de chuva. Irei construir um anemômetro com um sensor de velocidade encoder. Colocarei também um sensor de luz digital. Também haverá um sensor de temperatura, umidade e pressão. Nos dois depósitos de ração haverá em cada um sensor ultrassônico para verificar quando estiver acabando.

 

adicionado 2 minutos depois
3 minutos atrás, alexandre.mbm disse:

 

Então você quer o módulo alimentador também para já montar fora da protoboard, no galinheiro?

No primeiro momento estarei fazendo o protótipo na protoboard. Futuramente irei fazer uma pcb.

  • Curtir 1
  • Amei 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@Michel_G Rapaz me interessei no comedouro mas é pra cachorro. Passei 2 semanas fora de casa, o lazarento comeu 15Kg de ração kkkk, ficou 2 dias sem, água tinha a vontade. Se possível faz um vídeo do comedouro funcionando para eu ter uma ideia do que fazer.

  • Curtir 2
  • Obrigado 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP
1 minuto atrás, Marcelotronic disse:

@Michel_G Rapaz me interessei no comedouro mas é pra cachorro. Passei 2 semanas fora de casa, o lazarento comeu 15Kg de ração kkkk, ficou 2 dias sem, água tinha a vontade. Se possível faz um vídeo do comedouro funcionando para eu ter uma ideia do que fazer.

Está bem. Esta semana irei gravar e postar aqui.

  • Obrigado 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP
Em 30/08/2020 às 22:19, Michel_G disse:

Está bem. Esta semana irei gravar e postar aqui.

@MarcelotronicFinalmente consegui terminar meu post. Aqui está o link para meu comedouro automatizado:https://meusprojetoscomarduino.blogspot.com/2020/08/comedouro-automatico-para-galinhas.html 

 

Digam: o que acharam do meu post?

  • Curtir 2
  • Amei 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Em 30/08/2020 às 22:15, Marcelotronic disse:

@Michel_G Rapaz me interessei no comedouro mas é pra cachorro. Passei 2 semanas fora de casa, o lazarento comeu 15Kg de ração kkkk, ficou 2 dias sem, água tinha a vontade. Se possível faz um vídeo do comedouro funcionando para eu ter uma ideia do que fazer.

 

Recomendo a visualização do vídeo do Iberê, manual do mundo. Fiz um parecido com este, mas para meus gatos.

 

 

  • Curtir 2
  • Amei 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP

Possuo 2 carregadores de celular que não uso mais.

O carregador 1 possui a seguinte saída:

5,0V - 0,7A.

Mas medi com um multímetro e deu 5,16 Volts.

 

O carregador 2 possui a seguinte saída:

4,75V - 0,55A.

Mas medi com um multímetro e deu 4,93 Volts.

 

A dúvida é: posso ligar as saídas dos carregadores em paralelo para aumentar a corrente sem danificar nada? E se sim, a corrente ficaria em 1,25A, certo?

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP
6 horas atrás, Carlos Zanon disse:

 

 

 

Barato não ficou...

 

Como o próprio Iberê falou, é um protótipo. Tenho alguns "pitacos" gerais:

 

– Substituir a parte Arduino + Relógio por ESP01 (Wifi)

 

– Repensar se essa rosca está resistente e "natural" (limpa) adequadamente

 

Possivelmente diminuir as proporções do corpo

 

– Trocar a bateria acumuladora por um pack LiOn automatizando o carregamento (repensando se o ESP01 deixa de atender)

  • Curtir 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP
6 horas atrás, Isadora Ferraz disse:

... @Michel_G

Vou fazer 1 igual 😁

 

Comedouro.thumb.png.faae2f8d8f84833c8cc744f8471ce06a.png

A sugestão (falha aqui) é espalhar um pouco as galinhas. Evitar um pouco as desigualdades e os cocorotes desnecessários.

 

Mas tem um grande problema: vai cair quase tudo no primeiro buraco!

 

Vamos pensar como contornar isso!

  • Curtir 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP

Talvez a solução passe pelo acúmulo e liberação de quantidades discretas.

 

No mercado virtual encontramos facilmente alimentadores simples, de única saída, os quais certamente inspiraram o autor do tópico.

 

Um dos fabricantes sugere uma tubulação em Y para a duplicação da saída. Eu não achei uma ótima ideia, mas deve funcionar.

 

y.png.d5e7dd137514c9761501cd4524a72ad7.png

 

Estava aqui a pensar num prato distribuidor. Mas a quantidade de saídas ainda ficaria muito limitada, e questões com altura e gravidade apareceriam.

 

Estava aqui a desejar uma configuração que pudesse ser extendida a aviários profissionais. Pareceu-me que o alimentador visto até então é muito "unitário". 

 

Mas, deixando de lado estória de prato...

 

A primeira ideia que me ocorre é "saturar" de ração (milho) essa tubulação, estando as saídas fechadas.

 

O trabalho (torque) do motor estaria monitorado eletricamente, de modo a interrompê-lo no passo adequado e não desmantelá-lo.

 

Lâminas liberadoras de porções seriam controladas com eletro-magnetismo.

 

A rosca teria sua forma considerando-se a eficiência energética (rotação, comprimento).

 

E para uma terceira "inspiração elétrica" inédita...

 

chookfeeder1.jpg.5506585f0b0a38e6a247e2c0ed18f658.jpg

Fonte

 

Quem sabe?!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP

Comedouro.png

 

7 horas atrás, alexandre.mbm disse:

cair quase tudo no primeiro buraco

Já que lançou o desafio, façamos um exercício mental de quinta feira

Uma ideia é não fazer os buracos em linha e sim "contornando" o cano em espiral. Este também deve ser rotativo. Um sistema meio inteligente dá paradinhas com aquele buraco pra baixo e uma empurradinha no milho.

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP

@Isadora Ferraz , eu havia pensado ligeiramente: em cano-luva externo, com rasgos (saídas), rotacionado por motor microcontrolado. Muito como você trouxe!

 

Mas aí eu lembrei logo dos atritos entre os "longos" canos, o interno e o externo, agravados facilmente por sujeiras. Vislumbrando "soluções de contorno" para isso custosas e trabalhosas, desisti dessa linha imaginativa.

 

Além dos atritos, haveriam forças de torção dificultanto a rotação do cano. Essas forças aumentariam com falta de rigidez do material.

adicionado 26 minutos depois

Eu logo comecei a pensar que os administradores de aviários não se interessariam facilmente por tais "investimentos", principalmente por causa da dependência tecnológica. 

 

É provável que os alimentadores (dispensadores de alimento) não-elétricos estejam dando conta do recado, conforme as previsões orçamentárias desse tipo de negócio.

 

A adoção de alimentadores automatizados não mais dispensa funcionários. O cara que reabastece permanece lá. Em todo aviário essa "automatização" de dispensação de ração já existe, sem eletrônica.

 

O que poderia se verificar é se um método mais sofisticado de dispensação de alimento promoveria a saúde das aves e aumentaria vantajosamente a produção (seja de ovos, seja para o abate).

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • BCP alterou o título para Conversor DC/DC para auxiliar arduino em comedouro de animais

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisa ser um usuário para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Como se tornar um desenvolvedor full-stack

EBOOK GRÁTIS!

CLIQUE AQUI E BAIXE AGORA MESMO!