Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Teste da Fonte de Alimentação be quiet! Dark Power Pro 10 650 W

       
 17.744 Visualizações    Testes  
 15 comentários

A empresa alemã be quiet! está lançando hoje uma nova série de fontes de alimentação, a Dark Power Pro 10. Vejamos se a versão de 650 W, que vem com certificação 80 Plus Gold, é uma boa opção.

Teste da Fonte de Alimentação be quiet! Dark Power Pro 10 650 W
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

A empresa alemã be quiet! está lançando hoje uma nova série de fontes de alimentação, a Dark Power Pro 10, com modelos variando entre 550 W e 1.200 W. O modelo de 850 W vem com a cobiçada certificação 80 Plus Platinum, enquanto os demais modelos têm certificação 80 Plus Gold. Vamos testar hoje a versão de 650 W e ver se ela é uma boa opção.

Os modelos de 550 W, 650 W e 750 W são fabricadas pela FSP, enquanto que os modelos de 850 W, 1.000 W e 1.200 W são fabricados pela Seasonic.

be quiet! Dark Power Pro
Figura 1: Fonte de alimentação be quiet! Dark Power Pro 10 650 W

be quiet! Dark Power Pro
Figura 2: Fonte de alimentação be quiet! Dark Power Pro 10 650 W

A be quiet! Dark Power Pro 10 650 W mede 18 cm de profundidade e tem uma ventoinha de 135 mm com rolamento de fluido dinâmico em sua parte inferior (be quiet! BQT T13525-HF18 ou “Silent Wings 2”).

A fonte de alimentação testada tem um sistema de cabeamento modular com 15 conectores: quatro conectores para os cabos de alimentação para placas de vídeo, cinco conectores para os cabos de alimentação SATA e para periféricos, um conector para o cabo ATX12V/EPS12V, quatro conectores para cabos de alimentação para ventoinhas e um conector para o painel de “overclock”, que é usado para selecionar se a fonte utilizará múltiplos barramentos de +12 V ou apenas um. Somente o cabo principal da placa-mãe está permanentemente conectado à fonte. Esta fonte vem com os seguintes cabos:

  • Cabo principal da placa-mãe com um conector de 20/24 pinos, 61 cm de comprimento
  • Um conector com dois cabos, um cabo com dois conectores ATX12V que juntos formam um conector EPS12V e um cabo com um conector EPS12V, 70 cm de comprimento
  • Um cabo com dois conectores ATX12V que juntos formam um conector EPS12V, 70 cm de comprimento
  • Dois conectores com dois cabos com um conector de seis pinos para placas de vídeo cada, 60 cm de comprimento
  • Um cabo com um conector de seis pinos para placas de vídeo, 60 cm de comprimento
  • Dois cabos com três conectores de alimentação SATA cada, 60 cm até o primeiro conector, 15 cm entre os conectores
  • Um cabo com um conector de alimentação SATA, 60 cm de comprimento
  • Um cabo com dois conectores de alimentação SATA, dois conectores de alimentação para periféricos, um conector de alimentação para a unidade de disquete, 60 cm até o primeiro conector, 15 cm entre os conectores
  • Um cabo com três conectores de alimentação para periféricos, 60 cm até o primeiro conector, 15 cm entre os conectores
  • Dois cabos com um conector de alimentação para periféricos cada, 60 cm de comprimento
  • Quatro cabos com um conector de alimentação para periféricos e um conector de alimentação de três pinos para ventoinhas, 45 cm até o primeiro conector, 15 cm entre os conectores

Todos os fios são 18 AWG, que é o mínimo recomendado. A quantidade de conectores disponíveis é simplesmente sensacional para um produto de 650 W. Esta fonte permite a você instalar duas placas de vídeo que necessitem de dois conectores de alimentação auxiliares cada, e se você comprar cabos adicionais poderá instalar até quatro placas de vídeo. Esta é a primeira vez que vimos uma fonte de 650 W com essa configuração de cabos. Outro destaque da configuração de cabos é a presença de cabos com muitos conectores e cabos com apenas um conector. Desta forma, você pode instalar apenas os cabos que realmente irá usar, evitando assim que o interior do micro fique repleto de cabos inutilizados. Por exemplo, se você tem apenas um disco rígido, você pode instalar o cabo que tem apenas um conector de alimentação SATA. Em produtos concorrentes, você teria de usar um cabo onde dois ou três conectores ficariam inutilizados, ocupando espaço dentro do gabinete.

Outro destaque da Dark Power Pro 10 650 W é a presença de quatro cabos para alimentar ventoinhas. Desta forma, você pode ter algumas das ventoinhas disponíveis em seu gabinete (ou todas, dependendo do seu gabinete) controladas pelo sensor de temperatura disponível dentro da fonte de alimentação.

A fonte de alimentação testada vem com um interruptor para você selecionar a sua configuração favorita para as saídas de +12 V: um barramento (interruptor ligado) ou múltiplos barramentos (configuração padrão). A fonte também vem com um jumper caso você queira configurá-la “permanentemente” para ter apenas um barramento sem precisar selecionar o interruptor.

be quiet! Dark Power Pro
Figura 3: Cabos

be quiet! Dark Power Pro
Figura 4: Interruptor para selecionar a configuraçao das saídas de +12 V

Vamos agora dar uma olhada no interior desta fonte de alimentação.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Uma dúvida que surgiu durante a leitura do teste...

Que peças utilizam a linha +5vsb com o computador ligado?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Eu conversei aqui com uns colegas de fórum e achei estranho o comportamento da regulação de tensão em +5VSB, já que o modelo testado na TechPowerUp! não teve este problema, e foi aplicada a mesma quantidade de carga que foi aplicada no teste do CDH, 3A. Seria uma unidade defeituosa?

Bom, tirando isso, pelo que eu vi na TechPowerUp!, pra mim é um dos melhores desempenhos de regulação de tensão que eu vi nos últimos testes considerando o espectro de cargas comuns de um PC atual, lembrando até as Seasonic Platinum.

Editado por NyanDere

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Uma dúvida que surgiu durante a leitura do teste...

Que peças utilizam a linha +5vsb com o computador ligado?

Essa linha e utilizada pelo pc quando ele ta desligado ou suspenso, ela fornece energia para as usbs e para a memoria ram, no caso do pc estar suspenso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Eu conversei aqui com uns colegas de fórum e achei estranho o comportamento da regulação de tensão em +5VSB, já que o modelo testado na TechPowerUp! não teve este problema, e foi aplicada a mesma quantidade de carga que foi aplicada no teste do CDH, 3A. Seria uma unidade defeituosa?

Bom, tirando isso, pelo que eu vi na TechPowerUp!, pra mim é um dos melhores desempenhos de regulação de tensão que eu vi nos últimos testes considerando o espectro de cargas comuns de um PC atual, lembrando até as Seasonic Platinum.

também andei pesquisando e vi que nos outros testes não teve esse problema... agora vale a pena ressaltar que o custo/beneficio desta fonte é menor do que outros modelos e marcas como XFX e CORSAIR... que tem um bom preço e já tem certa confiabilidade garantida...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Tópico para a discussão do seguinte artigo publicado no Clube do Hardware:

Teste da Fonte de Alimentação be quiet! Dark Power Pro 10 650 W

http://www.clubedohardware.com.br/artigos/Teste-da-Fonte-de-Alimentacao-be-quiet-Dark-Power-Pro-10-650-W/2578

Fiquei curioso para saber se foi essa a fonte comentada na Radio CdH 010. Outros sites têm feito testes do modelo de 550W, que se saiu melhor. De qualquer forma, são testes de interesse dos europeus (a fonte é muito popular em Portugal juntamente com os diversos modelos da LC Power) e de pouco interesse para nós outros.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
também andei pesquisando e vi que nos outros testes não teve esse problema... agora vale a pena ressaltar que o custo/beneficio desta fonte é menor do que outros modelos e marcas como XFX e CORSAIR... que tem um bom preço e já tem certa confiabilidade garantida...

Pois é... Tem cara de problema específico sim. Sobre o custo/benefício, a Be Quiet! deixa claro que não a fonte é voltada para o nicho daquele que quer máximo desempenho. Mas eu vou além da visão de mercado brasileira (sua mensagem deixa claro como XFX e Corsair), e vou apontar diversas fontes que seriam mais interessantes para compra.

Das fontes interessantes, posso citar a Seasonic X-560, a Lepa G500, a Enermax Modu87+ 500, a Enermax Pro87+ 500, as Super Flower Golden Green 550, Golden King 550 e Golden Silent 500, todas numa faixa de preço inferior a esta fonte, fontes bem superiores a que se encontram sendo vendidas no Brasil entre R$300 e 400, que é a faixa de preço em que elas entrariam. Sem contar uma possível chegada das Seasonic G-Series que serão fontes modulares com a certificação 80plus Gold e que terão modelos de 350, 450, 550 e 650W, já mirando a faixa entre R$200 e R$400, estimando os preços por aqui.

Fiquei curioso para saber se foi essa a fonte comentada na Radio CdH 010. Outros sites têm feito testes do modelo de 550W, que se saiu melhor. De qualquer forma, são testes de interesse dos europeus (a fonte é muito popular em Portugal juntamente com os diversos modelos da LC Power) e de pouco interesse para nós outros.

Pois é, a disponibilidade da BeQuiet fora da Europa é bem limitada.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Faltou dizer em qual dos barramentos fica o quinto conector para placas de vídeo... E há testes reportando que a regulação de tensão na linha de +12 fica por volta de menos de 1% distante do seu valor nominal... É um insulto para uma fonte dessas colocar que ela apenas ficou dentro de 3%. Bota os valores exatos, não custa nada!!!!

E esqueceram também de marcar em vermelho os valores fora da faixa permitida da linha de +5 VSB.

Editado por ignacho

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Coloquem de volta o menu dropdown em que dá pra se selecionar a página do review que queremos ler. Assim fica horrível. Quase sempre eu pulo algumas paginas, e agora tem que passar uma por uma. pra reviews grandes como os de fonte fica chato.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

O menu ainda está lá amigo '-'

Outra coisa é que a maioria das páginas de reviews de fontes é importante, ler apenas as conclusões vai lhe fazer errar na escolha.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Ler apenas a conclusão de review de fonte é um erro grave. Ler apenas a conclusão de um review de fonte do Clube do Hardware é um erro gravíssimo.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Ler apenas a conclusão de review de fonte é um erro grave. Ler apenas a conclusão de um review de fonte do Clube do Hardware é um erro gravíssimo.

Em momento algum eu disse que leio apenas as conclusões. Mas certos conteúdos de reviews são dispensáveis simplesmente porque a pessoa não tem todo conhecimento, ou quer ler as partes que mais interessam antes pra só depois ler o resto. Eu faço assim

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Ele fala dos resultados dos testes, não da conclusão. Mas informações detalhadas sobre a fonte não são nada dispensáveis, pode estar restrito a uma minoria, mas isso ajuda a saber a real qualidade de uma fonte. Várias cabeças de pessoas que entendem pensam melhor só uma que entende (no caso o avaliador da fonte).

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×