Entre para seguir isso  
Seguidores 0

Teste da Fonte de Alimentação WiseCase WSNG-650WR-2*8+APFC

       
 99.333 Visualizações    Testes  
 23 comentários

Nós demos uma olhada a fundo na WiseCase WSNG-650WR-2*8+APFC, uma fonte de alimentação com dois transformadores, recurso que só tínhamos visto em fontes topo de linha. Veremos se ela sobrevive aos nossos testes.

Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

Esta fonte “brasileira” de 650 W, que faz parte da série Thunder Power da WiseCase, se parece muito com uma fonte de alimentação topo de linha, já que ela é maior do que fontes de alimentação tradicionais e usa um projeto com dois transformadores, recurso este que só vimos antes em fontes na faixa de 1.000 W, como a Enermax Galaxy 1000W e a Tagan TurboJet TG1100-U95 1.100 W. Esta fonte também é mais barata do que os produtos concorrentes de marcas mais conhecidas. Será que ela é um bom produto? É exatamente isto que iremos descobrir neste teste. Confira!

WiseCase WSNG-650WR-2*8+APFC
Figura 1: Fonte de alimentação WiseCase WSNG-650WR-2*8+APFC.

WiseCase WSNG-650WR-2*8+APFC
Figura 2: Fonte de alimentação WiseCase WSNG-650WR-2*8+APFC.

Como mencionamos, esta fonte de alimentação é maior do que fontes tradicionais, tendo 19 cm de profundidade, enquanto que fontes de alimentação tradicionais possuem 14 cm de profundidade. Portanto a primeira coisa que você precisa verificar antes de comprar esta fonte é se ela cabe no seu gabinete. Isto não deve ser um problema se você tiver um bom gabinete.

Esta fonte tem duas ventoinhas de 80 mm, uma na parte frontal e outra na parte traseira. Nós preferimos fontes de alimentação que têm uma ventoinha grande de 120 mm ou 140 mm na parte inferior, já que esta configuração oferece um melhor fluxo de ar e menor nível de ruído, mas talvez este tipo de ventoinha não coubesse nesta fonte por causa do tamanho dos dissipadores de calor dentro dela.

Assim como todas as fontes de alimentação topo de linha disponíveis no mercado hoje, esta fonte da WiseCase tem PFC ativo e alta eficiência (pelo menos 80%, segundo o fabricante). O PFC ativo oferece uma melhor utilização da rede elétrica e permite que o fabricante venda este produto na Europa (você pode ler mais sobre o PFC em nosso tutorial Fontes de Alimentação).

Quanto maior a eficiência melhor – uma eficiência de 80% significa que 80% da potência extraída da rede elétrica é convertida em potência nas saídas da fonte de alimentação e apenas 20% é desperdiçada, o que significa uma conta de luz mais baixa – só para você ter uma ideia, fontes de alimentação convencionais possuem uma eficiência inferior a 70%.

Este fonte de alimentação vem com seis cabos de alimentação para periféricos: dois cabos de alimentação auxiliar para as placas de vídeo com conectores de 6 pinos, dois cabos contendo tês conectores de alimentação para periféricos e um conector de alimentação para a unidade de disquete cada e dois cabos contendo três conectores de alimentação SATA cada.

A quantidade de conectores é suficiente até mesmo para usuários entusiastas com um grande arranjo RAID e duas placas de vídeo rodando na configuração SLI ou CrossFire.

O cabo de alimentação principal da placa-mãe tem um conector de 20/24 pinos e esta fonte vem com ambos conectores ATX12V e EPS12V.

No que diz respeito à estética, a WiseCase fez um excelente trabalho. Todos os fios usam um acabamento de nylon que parte de dentro da fonte e vai até o final do cabo usando uma borracha de alta qualidade para fazer o acabamento, como você pode ver na Figura 3.

WiseCase WSNG-650WR-2*8+APFC
Figura 3: Acabamento de nylon reveste o cabo inteiro.

Todos os fios usados na fonte são 18 AWG, o que está correto para uma fonte de alimentação desta faixa de potência.

Esta fonte é fabricada pela ATNG, que também fabrica outras fontes vendidas no mercado norte-americano como Rosewill e StarTech.com. Nos EUA esta fonte mesma fonte da WiseCase é vendida como StarTech.com WattSmart 650 W, custando, em média, US$ 135,00 (no Brasil ela custa, em média, R$ 475,00).

Tome só um cuidado. Na caixa desta fonte e no site da WiseCase há um logotipo do Inmetro que pode levá-lo a achar que esta fonte foi homologada por este instituto, o que não é o caso. Se você reparar nas letras miúdas abaixo do logotipo verá que apenas o cabo de força foi certificado pelo Inmetro.

Vamos agora dar uma olhada no interior desta fonte de alimentação.

Editado por

Compartilhar



Entre para seguir isso  
Seguidores 0

Comentários de usuários


Muito bom o teste, então quer dizer que todas as fontes de Wisecase para a linha High End, são bons, como a linha Firepower,Gold Power, Thunder Power. Será?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Parabéns por mais um excelente teste....

Só que estão montado uma fabrica da Wisecase bem pertinho de casa, e vão fabricar de tudo pra pc, MB, Fonte, Gabinete, etc... Agora será que eles venderão diretamente pra usuário final??? rsrsrs.... Tomara que eu arrume uma boquinha lá hehehe.... Vamos esperar pra ver....

Abs.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Eu acredito que se ela cumpriu o que prometeu a 650w com ruido até 120mv, acredito que seja um produto recomendável.

Excelente teste.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Mais um ótimo teste! Será que as outras linhas acompanham a mesma qualidade?

Acho que ela merecia o selo, trabalhou perfeitamente dentro das especificações.
O selo do CdH normalmente não é dado simplesmente aos produtos que "cumprem o que prometem", mas sim aos produtos que o façam com excelência, longe de beirar a margem dos padrões aceitáveis. Apesar de ser uma ótima fonte, não foi esse o caso.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Posso afirmar que realmentem cumpre mesmo !!! Eu tenho a FONTE e é muito BOM mesmo !! Ao usar eu ainda chego a conslusao que vai alem dos testes , pra mim vale muito a pena !!! Alem disso estou tendo economia de energia com o PFC ATIVO !

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Muito boa a fonte, mas já tá mais do que na hora de o CDH fazer mais testes dentro dos "padrões" do brasileiro... Eu desconheço pessoas que utilizam fontes com tamanha potência. Uns testes com a zalman 360b-aps, a seventeam st450p-ag, a huntkey 450Watts, sei lá, acho que seria mais "normal". Mas não tirando o mérito do nível informative que estes testes nos proporcionam. Abraços.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Analisando o teste, vi que a raspagem parece ter sido feita bem manualmente né? Nunca vi algo assim, parece até que foi feita de propósito.

A WiseCase que lhe enviou esta fonte para teste? Se for... fica a dúvida. Pois lembro de placas mãe antigas onde a identificação de certos componentes não existiam, mas pelo menos eram bem feitos não raspados, para ser dessa forma tem que esconder alguma coisa mesmo...

Mas o que importa são os resultados, e ao meu ver se comportou perfeitamente em suas especificações, e pelo preço parece valer a pena para montar um micro bem parrudo.

T+

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Quando comprei meu pc e coloquei uma wisecase de 500w a grande maioria do pessoal do forum me chamou de louco, que ia queimar todo meu sistema, que essa marca generica era um lixo!!

Estou satisfeitissimo com ela, e feliz por saber que a wise case faz fontes de excelente qualidade, nunca duvidei disso, parabens a wisecase, e que calem as bocas desinformadas!!!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Muito boa a fonte, mas já tá mais do que na hora de o CDH fazer mais testes dentro dos "padrões" do brasileiro... Eu desconheço pessoas que utilizam fontes com tamanha potência. Uns testes com a zalman 360b-aps, a seventeam st450p-ag, a huntkey 450Watts, sei lá, acho que seria mais "normal". Mas não tirando o mérito do nível informative que estes testes nos proporcionam. Abraços.

ja tem um teste da HuntKey http://www.clubedohardware.com.br/artigos/1464

Agora eu achei muito interessante essa fonte da WiseCase WSNG-650WR-2*8+APFC pena q o preço não ajuda! eu estava querendo comprar uma fonte boa p/ substituir minha Leadership, que ta rotulada como 600w e me custou R$100 a 1 ano atrás! mas pelo preço não posso gastar tanto! falando em preço qual o preço real? eu vi na pg 8 R$375 e na pg 9 R$475, será que não existe uma boa fonte c/ pfc ativo e eficiencia na casa de 80% na faixa dos R$200/250?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
será que não existe uma boa fonte c/ pfc ativo e eficiencia na casa de 80% na faixa dos R$200/250?

sim tem a zalman 360b-aps ;)

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

O defeito mais citado no teste foi o tal do ruído elétrico que ficou perto do limite máximo do padrão ATX quando se exigiu a carga máxima da fonte....

Mas afinal, o que exatamente é esse ruído elétrico e o que ele muda no funcionamento da fonte?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Considerei infeliz a seguinte parte:

Tome só um cuidado. Na caixa desta fonte e no site da WiseCase há um logotipo do Inmetro que pode levá-lo a achar que esta fonte foi homologada por este instituto, o que não é o caso. Se você reparar nas letras miúdas abaixo do logotipo verá que apenas o cabo de força foi certificado pelo Inmetro.

Não requer cuidado nenhum. Cabo de força tem de ser certificado pelo INMETRO. E este é. É isto que importa. Como nenhuma fonte de alta qualidade é certificada pelo INMETRO, e para certificação de fontes existem os órgãos internacionais, nenhum cuidado precisa ser tomado pelo comprador.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
O defeito mais citado no teste foi o tal do ruído elétrico que ficou perto do limite máximo do padrão ATX quando se exigiu a carga máxima da fonte....

Mas afinal, o que exatamente é esse ruído elétrico e o que ele muda no funcionamento da fonte?

Isso deverá estar em um dos tutoriais do clube em breve ;)

Considerei infeliz a seguinte parte:

Tome só um cuidado. Na caixa desta fonte e no site da WiseCase há um logotipo do Inmetro que pode levá-lo a achar que esta fonte foi homologada por este instituto, o que não é o caso. Se você reparar nas letras miúdas abaixo do logotipo verá que apenas o cabo de força foi certificado pelo Inmetro.

Não requer cuidado nenhum. Cabo de força tem de ser certificado pelo INMETRO. E este é. É isto que importa. Como nenhuma fonte de alta qualidade é certificada pelo INMETRO, e para certificação de fontes existem os órgãos internacionais, nenhum cuidado precisa ser tomado pelo comprador.

Discordo, requer cuidado pois os leigos podem pensar que a fonte é certificada pelo Inmetro e não só o cabo, pois este "detalhe" está em letras miúdas.

O mesmo acontecia com fontes Seventeam.

Editado por Evandro

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

oi

vendo esse tópico quero prguntar aos amigos se apenas essa fonte da wisecase é boa ou realmente dá pra confiar nas fontes

por exemplo uma WSPC-300WR-TZ - 1*8 que no próprio site diz ser 300w reais, posso considerar 300w reais mesmo? qual a opinião de vocês

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Mas afinal, o que exatamente é esse ruído elétrico e o que ele muda no funcionamento da fonte?

Aqui explica mais ou menos Danelon.

http://www.clubedohardware.com.br/artigos/1455/3

Se ão entender eu tento te explicar.

O muito ripple causa danos aos componentes, por isso tem o limite que não fica agressivo.

Vamos supor que os componentes estão acostumados a receber a corrente reta, em linha, e eles recebem em linha reta mas com pequenos ripples, as "ondinhas para cima", os harmônicos.

Aí o ideal é ser baixo, mas colocam o limite de modo que se passar vai ficar agressivo.

Resumindo: Ripple alto quer dizer capacitores piores, ou seja, que deixam mais ripple.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Resumindo: Ripple alto quer dizer capacitores piores, ou seja, que deixam mais ripple.

O ripple não é removido apenas pelo capacitor. Na grande parte das vezes são os indutores os componentes usados para reduzir essa freqüência das linhas.

Note que todas as fontes chaveadas irão ter um ripple de saída justamente pela própria característica de contrução do projeto.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
O ripple não é removido apenas pelo capacitor. Na grande parte das vezes são os indutores os componentes usados para reduzir essa freqüência das linhas.

Grande.

Havia mesmo me esquecido dos indutores.

A filtragem deles é feita pela combinações de capacitores e indutores.

Isso ái.

valeu mesmo.

Editado por João Gorilão
Edição total da postagem

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Minha FirePower 500w está funcionando perfeitamente até hoje, no princípio eu fiquei com o pé atrás, mas depois desse teste fiquei tranquilo e hoje 2 anos depois com uma HD4850 sendo usada dia e noite nesta config a fonte nunca deu problema, agora vamos ver como ela se comporta com a GTX460 1GB que chegando.

Isso prova que certas empresas passaram a acreditar que existe mercado para produtos de qualidade no Brasil, vamos ver quanto tempo vai levar para a leadership e outras pararem de reciclar lixo por aqui...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Alguém poderia me explicar a razão da Wisecase ter raspado a especificação dos componentes? Não seria uma tentativa semelhante à feita pela IceAge no seu modelo 650W, colocando componentes diferentes em amostras diferentes? Raspando os componentes ninguém poderia posteriormente afirmar que foram trocados.

Tenho essa curiosidade porque surgiu a oportunidade de pegar essa fonte para um PC que estou montando, a um preço muito atrativo.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar agora