Mitos do hardware #10: hardware de última geração é sempre melhor?

       
 16.732 Visualizações    Vídeos  
 18 comentários

Mais um episódio da nossa série "Mitos do hardware", desta vez respondendo à pergunta "hardware de última geração é sempre melhor"?

Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

 

Compartilhar

10 pessoas curtiram isso



Comentários de usuários


Meu PC é um i7 2600 e só vi ele em 100% em duas oportunidades, quando estava renderizando um vídeo em alta definição e num teste de stress com o Prime95. Tenho um Galaxy S5 e ele dá um banho em muito smartphone que está sendo lançado hoje.

Mais um excelente vídeo mestre Gabriel.

2 pessoas curtiram isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Faz pouco tempo que comecei a estudar por conta próprio sobre a área de tecnologia (hardwares e programação).

 

Na parte de hardware já estou entendendo sobre o assunto, mas os materiais para leigos são sempre os mais recentes e isso é um pouco complicado pelo fato de que a pessoa pode chegar a pensar que "o novo é sempre o melhor", é muito bacana você fazer esse tipo de conteúdo que serve inclusive de alerta para muita gente.

Você consegue resumir de forma simples o que leva um tempo para se comparar e entender nas tantas pesquisas que se deve ter o cuidado de fazer antes de tomar decisões precipitadas que podem acabar fazendo a pessoa perder muito dinheiro.

Parabéns pela iniciativa @Gabriel Torres

3 pessoas curtiram isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Eu estou tentando subir um i5 3570K aqui,substituir apenas quando as DDR5 estiverem no mercado.

2 pessoas curtiram isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Concordo 100% com o depende, porque nas GPUs é verdade que se consegue com placas top de gerações anteriores performances melhores que as intermediárias de geração atual, mas existe também o custo energético. É comum em 2 gerações o consumo ser maior por diferença de performance que não escala da mesma forma, então adquirir uma intermediária pode ser mais interessante. (Além de outros items como garantia por exemplo).

 

No caso dos processadores a diferença é menor, as gerações podem obrigar a troca de placa-mãe como foi citado.

 

Enfim, se tiver dúvida estamos aqui para poder auxiliar na melhor escolha, recomendo apenas que pesquise antes e tenha paciência porque nosso trabalho é colaborativo.

1 pessoa curtiu isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Outro exemplo de hardware novo pior, este mais recente, foi a transição dos Phenom II para a linha FX da AMD. 

 

No mais, ótimo video @Gabriel Torres!

5 pessoas curtiram isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Gabriel Torres q você disse pura verdade , show seus video so tenho agradecer pelo belo conteudo deste forum . muito obrigado por sempre nos informar .

2 pessoas curtiram isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Olá, @Gabriel Torres!

Tenho um processador i7 3770, que quando comparado a um i7 7700K, este é apenas 23% mais rápido* que o meu! 

Isto são 4 gerações após a do meu processador, dois soquetes diferentes, vários chipsets, e apenas 23% de ganho de desempenho!

Nas gerações de processadores, há de se lembrar a questão da tecnologia de fabricação envolvida (miniaturização), refletindo diretamente no consumo e dissipação de calor. Mesmo assim isto não justifica, na minha opinião, a quantidade de "gerações", soquetes e chipsets.

Para que um usuário possa fazer um upgrade de um componente, ele acaba sendo forçando a trocar o sistema inteiro (placa-mãe e processador, quando não memória também). É claro que os fabricantes de processadores e placas-mãe acham isto ótimo, mas não sei se isto é bom em um cenário onde temos os notebooks, tablets e smartphones competindo pela atenção dos usuários.

Com certeza isto não é bom para os usuários. Sem contar que acaba ficando mais complexa a escolha de alguns componentes em virtude da inundação da quantidade de modelos de processadores, chipsets e placas-mãe.

Aliás, eu duvido muito que algum representante de um fabricante de placas-mãe ou processadores saiba dizer a diferença entre produto X e Y de sua marca (mesmo lançamentos) sem consultar uma tabela comparativa!

Mais uma vez, parabéns pela série Mitos do Hardware!

 

* - CPU-Z multi thread benchmark x64

3 pessoas curtiram isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
51 minutos atrás, Darkmana disse:

Olá, @Gabriel Torres!

Tenho um processador i7 3770, que quando comparado a um i7 7700K, este é apenas 23% mais rápido* que o meu! 

Isto são 4 gerações após a do meu processador, dois soquetes diferentes, vários chipsets, e apenas 23% de ganho de desempenho!

Nas gerações de processadores, há de se lembrar a questão da tecnologia de fabricação envolvida (miniaturização), refletindo diretamente no consumo e dissipação de calor. Mesmo assim isto não justifica, na minha opinião, a quantidade de "gerações", soquetes e chipsets.

Para que um usuário possa fazer um upgrade de um componente, ele acaba sendo forçando a trocar o sistema inteiro (placa-mãe e processador, quando não memória também). É claro que os fabricantes de processadores e placas-mãe acham isto ótimo, mas não sei se isto é bom em um cenário onde temos os notebooks, tablets e smartphones competindo pela atenção dos usuários.

Com certeza isto não é bom para os usuários. Sem contar que acaba ficando mais complexa a escolha de alguns componentes em virtude da inundação da quantidade de modelos de processadores, chipsets e placas-mãe.

Aliás, eu duvido muito que algum representante de um fabricante de placas-mãe ou processadores saiba dizer a diferença entre produto X e Y de sua marca (mesmo lançamentos) sem consultar uma tabela comparativa!

Mais uma vez, parabéns pela série Mitos do Hardware!

 

* - CPU-Z multi thread benchmark x64

Compartilho da mesma opinião.

Recentemente estava procurando alguma oferta interessante para upgrade no meu PC, até que encontrei um Xeon E3 1270v2 a preço de banana (Exatamente igual ao i7 3770k, só que travado e sem gráficos integrados), e estava custando 2/3 de um i5 de geração atual. E quando comparado a performance pra um i7 atual, a diferença é realmente muito baixa. Acho que agora é o momento de fazer bons negócios com processadores da 3/4 geração, que ainda vão dar muito bem pro gasto por no mínimo 2 anos.

4 pessoas curtiram isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Excelente vídeo! Apenas não concordo com o caso das VGAs.

Essa geração teve um salto gigantesco se comparada a anterior, onde uma GTX 1060 se aproxima bastante de uma GTX 980, com consumo muito inferior e valores abaixo das usadas.

 

De resto, usado FTW!

1 pessoa curtiu isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Isso do mais novo ser melhor ou não, eu tenho visto muito em programas incluindo o S.O também.... Nesse caso isso gera uma grande resistência das pessoas a realizarem os updates.......

1 pessoa curtiu isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Isso ainda que o @Gabriel Torres  não falou dos casos de downgrade ocultos que muitos fabricantes fazem com seus equipamentos e as pessoas não ficam sabendo. Um caso desses aconteceu comigo alguns anos atrás. Na época só tinha o pc em casa e os celulares começavam a se transformar em smartphones, foi quando decidi comprar um novo roteador wifi, com mais capacidade e funcionalidades. Depois de pesquisar bastante, incluindo aqui no CdH, escolhi um equipamento de uma das melhores marcas do mercado até então, a Linksys. Escolhi um modelo que cabia no orçamento e obviamente que fosse um dos mais recentes lançamentos. Não lembro o modelo exato, mas lembro que era "v7", ou seja, o equipamento já havia sido remodelado algumas vezes.

Uma vez colocado, começou a tortura, travava de tempos em tempos. Chamei a garantia, que só então fui descobrir que era da Cisco. Trocaram o aparelho e adivinha, o novo equipamento tinha a mesma doença. Ai pesquisei mais a fundo. A Linksys havia sido comprada pela Cisco e quase todos os produtos da marca sofreram uma reestilização (incluindo o meu) e gradativamente a Cisco foi diminuindo a ram e rom dos equipamentos! Quando fui fazer a nova troca do equipamento, bati o pé com o atendente da Cisco e insisti que me mandassem um equipamento de versão anterior. Quando finalmente recebi o novo "velho" modelo, finalmente tive paz. Os problemas acabaram e só pra constar, o aparelho que que era de 2 ou 3 gerações anteriores tinha o dobro de memória e rom.

5 pessoas curtiram isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Um i7 de quarta geração hoje custa na casa dos R$ 800,00 usado, e é superior a qualquer i5 ou Ryzen 5 de geração atual, valendo muito a pena. Peguei no fim do ano passado uma GTX 970 Strix bem barata e com mais de 1 ano de garantia restante e estou com ela a 1409 MHz firme e forte aqui. Com certeza vale a pena ver o mercado de usados.

3 pessoas curtiram isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, sdriver disse:

não falou dos casos de downgrade ocultos que muitos fabricantes fazem com seus equipamentos e as pessoas não ficam sabendo.

 

Obrigado pelo seu testemunho e exemplo, isto dá um excelente tema para um futuro vídeo.

2 pessoas curtiram isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

No momento estou aguardando caírem os preços do Ryzem e estpu com um FX 6300, 8 GB de RAM e VGA RX 460 rodando todos os games atuais (Doom, FaltOut Insanity, BF1, Infinity Warfare, MW remaster, Projetsts CARS (x64), Mad Max (High) sem qualquer lag.

PC barato e rodando games de 2016, 2017.

 

1 pessoa curtiu isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Fiz downgrade em meu micro por necessidade e tudo ainda roda como antes :lol:

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Tenho uma VGA R9 280X 3GB de 3 gerações atrás e comparando a detalhes de gasto enérgico, gasta mais que a topo de linha da geração atual... mas em desempenho, ganha da RX 460 e é um pouco inferior a RX 470, seguindo meu ideário de durar anos com o mesmo hardware. Entretanto, dessa vez houve um salto de desempenho diminuindo os transistores, aumentando clock e tamanho de memória, o que tornam mais obsoleto o hardware passado.

Com as placas esbanjando memória, os jogos pedirão mais e mais... é assim mesmo. Rumo há simulação real !

 

Já com processador, meu I7 4790 deve durar muito mais que a GPU, já que em diminuir transistores está se chegando no limite físico. Apenas quando começarem a aumentar quantidade de núcleos ou melhorarem drasticamente de outra forma, que será necessário a troca, pela minha visão.

 

1 pessoa curtiu isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

teu i7 si for o 2600k alcança 5.0 fácil o que só esta ocorrendo hj dps desse sistema em outros processadores i7 o 2600k,2500k e 2700k sãos os melhores do mercado pois eles n levam pasta termica tem solda .. e por isso ele é tão frio .. é um dos preferidos de qual quer overclock .. em resumo teu processador ainda dura um bocado ... 7 anos a más de boa só por ele para rodar ah 4.4/4.5 ou 4.7

adicionado 6 minutos depois

quando digo sobre pasta termica nele digo dentro dele .. 

o seu leva solda entendeu ..

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar agora