Entre para seguir isso  
Seguidores 0

Comparativo de Pastas Térmicas - Março/2011

        36.880 Visualizações     68 comentários     Testes   

Adicionamos mais seis pastas térmicas ao nosso comparativo anterior, com um total de 11 pastas térmicas da Cooler Master, Coolink, Deepcool, Evercool, Gelid, Implastec, Noctua, Prolimatech, Spire, Thermalright e Zalman. Confira.

Rafael Coelho Editor-chefe do Clube do Hardware

O Mito do Tempo de Cura

Muito se fala sobre o "tempo de cura", que seria o tempo após a instalação do cooler (e, obviamente, após a aplicação da pasta térmica) que a pasta térmica levaria para atingir seu desempenho máximo.

Nós fizemos alguns testes para tentar descobrir se pastas térmicas realmente melhoram o desempenho após algum tempo. Inicialmente, testamos a pasta térmica Noctua NT-H1 logo após a aplicação, usando a mesma metodologia descrita anteriormente, e então repetimos a medida 24 horas depois. Obviamente, não removemos o cooler entre os dois testes e deixamos nosso computador de testes rodando o processador com 100% de carga durante esse período. Os resultados estão na tabela abaixo.

Tempo de CuraTemp. AmbienteTemp. do NúcleoDiferença de Temp.
nenhum26 °C61 °C 35 °C
24 h26 °C61 °C35 °C

Também fizemos um teste semelhante com a pasta térmica Spire Bluefrost, dessa vez com um tempo de cura de sete dias, usando a mesma metodologia, isto é, deixando o computador trabalhando com o processador a 100% de carga durante todo o período. Os resultados estão mostrados abaixo.

Tempo de CuraTemp. AmbienteTemp. do NúcleoDiferença de Temp.
nenhum22 °C58 °C36 °C
7 days26 °C62 °C36 °C

Nossos resultados foram muito consistentes e desmentem o mito de que "toda pasta térmica precisa de algum tempo de cura para atingir seu máximo desempenho", pelo menos com os produtos testados. Pode ser que alguma pasta térmica por aí realmente precise de tempo para dar o máximo de desempenho, mas isso parece ser a exceção, e não a regra.

Editado por

Compartilhar



Entre para seguir isso  
Seguidores 0

Comentários de usuários




Conclusão não vale a pena pagar mais caro pensando ter um melhor produto, pois as diferenças medidas foram despreziveis entre essas pastas famosas e a mais barata .Pois agora só vou usar Implastec mesmo barata e extremamente acessível.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Eu usava a difamada pasta da Implastec, agora uso a que veio junto com o cooler (bufallo) e tá segurando muito bem meu core 2 duo

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Sou bem leigo nessa parte, o processador é a única peça que tenho "medo" de mexer. Provavelmente porque na única vez que tentei o processador veio grudado no cooler e eu quase tive um treco =/

Mas voltando ao tópico, uma vez usei uma pasta térmica vagaba, porque estava sem tempo de ir comprar uma silver, depois de 2/3 meses fui trocar a pasta para colocar a silver que eu tinha arrumado com um amigo e minha nossa que cimento. Todas as pastes que usei ficam meio assim mas demoram mais para isso acontecer e são MUITO mais fáceis de remover.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Já esperava por esses resultados, só o que me impressionou foi a vencedora desse ranking, realmente ela deu uma diferença boa, pois 5ºC pra quem está com a temperatura no limite é a diferença entre detonar o processador ou usar ele dentro das especificações.

Mas sobre o tempo de cura, mataram minha curiosidade, repito, esse tempo de cura é pra curar a ansiedade do cara não ver resultado na pasta cara recém adquirida, em relação a antiga.

Sobre as pastas colarem o cooler no processador, aí depende mesmo, garanto que a implastec solta muito fácil, algumas mesmo usando a máquina e tentando sacar o cooler com o processador quente, se o cooler for muito bom ele consegue esfriar a pasta antes do cara conseguir abrir o gabinete, muito cuidado na força aplicada, usem secador de cabelos pra amolecer.

A implastec que eu tenho aqui é a de um tubo redondo preto, essa não existe mais ou esse modelo da binaga é outro tipo? A implastec deveria fazer elas em seringas, ia ser bem mais fácil de aplicar e vender, só fazer um rótulo colorido e bonito e já era, hehe.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Perguntas:

Porque o painel esquerdo do gabinete estava aberto durante os testes?

Se por um lado, a utilização da pasta é fundamental, mas por outro, a formula do composto e "quase" irrelavante (também não dá pra por pasta de dente, claro, hehehe), não seria o caso de questionar justamente se essas tais "formulas" (com prata, por exemplo) são fabricadas com esses metais?

- O que eu acho é que talvez os fabricantes utilizem percentuais insuficientes destes componentes que teoricamente são os melhores condutores de calor (prata, cobre, alumínio, etc...) ou os compostos sejam demasiadamente pastosos, duros até na consistência, para favorecer as propriedades condutivas dos metais "especiais" da fórmula. Como um leigo no assunto, penso que um composto com mercurio, que é um metal liquido a temperatura ambiente, seria mais propício a preencher qualquer "buraco" ocupado pelo ar, eliminado quisquer "dificuldades de condução termica" inerentes a material gasoso, e a preenchimento de "espaços vazios", deixados pelas pastas, de consistência sólida.

Sinceramente, acho, pelo resultado dos testes até agora, que uma melhor condução térmica só poderia ser feita com o REDESENHO DO CONJUNTO PROCESSADOR/COOLER, de forma a que um "encaixe" no outro e algum líquido condutivo de calor seja inserido, de forma selada (semelhante ao que acontece com um "heatpipe" ou num processo hidráulico, como no freio automotivo), entre ambos. Mas acho que isso é inviável a curto prazo, e provavelmente, para computação domestica.

No mais, aguardando os testes com os "chicletes" e quem sabe, cooler box...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Achei muito interessante o teste, quando estava na Santa Ifigênia várias vezes peguei máquinas de clientes que removiam a pasta térmica porquê não achavam importante ou necessário e o teste prova exatamente o contrário.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

pois é quem sempre falou mal da pasta branca, comun, agora ta mordendo a lingua

sempre usei ela, com um pensamento que era a pior, mas agora estou mais aliviado

A implastec deveria fazer elas em seringas, ia ser bem mais fácil de aplicar e vender, só fazer um rótulo colorido e bonito e já era, hehe.

fica igual as top xD

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Esse teste prova que nem tudo que é barato, também é vagabundo.

A Implastec é uma pasta Bra :bandeira:...sileira, e é muito barata... acho que com menos de R$50,00 da para comprar 1Kg dela :lol:... coisa que nenhuma outra marca famosa pode fazer...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

eu troquei a pasta pre aplicada do meu processador e não senti melhora significativa ta na mesma que antes usei a akasa 450.

Já no outro pc eu percebi melhora quando fiz o mesmo processo.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Agora eu senti dó de quem pagou mais de 30 reais em 3g de pasta térmica, enquanto que uma Implastec de 10g custa praticamente 2 reais.

aheiauheiUHEIuhaeiuHAEIUHauehIUAEHuihaeiuHEIUHEIUh :D

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Agora foram testadas pastas mais conhecidas, bem bacana o resultado...

Sobre o tempo de cura que tantos falam, das pastas famosas mesmo só a AS5 que eu saiba que precisa desse tempo, gostaria de ver essa pasta com o teste similar ao de 7 dias.

Grato pelos testes!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

:lol: E não é que a Implastec se saiu muito bem no teste do CdH? Parabéns!

Eu realmente fiquei impressionado com a sua performance. Com R$50 dá pra comprar um pote com 500g dela.

A necessidade da pasta térmica como um ponto super importante na refrigeração do processador foi um teste muito importante, que era necessário ser feito e foi. Ótimo.

Esse papo todo de cura das pastas térmicas também foi outro ponto interessante para ser observado, embora outras pastas ainda serão testadas e assim veremos se realmente as informações dadas pelos fabricantes são exatas em relação aos seus produtos.

Tudo está correndo demais de bom, pois esses testes são muito interessantes mesmo.

Não vejo a hora do teste da consagrada e idolatrada Arctic Silver 5 aparecer por aqui, para podermos ter uma certeza precisa do seu desempenho.

:D No mais, excelente teste!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Como todos, fiquei impressionado com o resultado da implastec, sempre tive um potinho aqui pra quando preciso tirar um processador de um cliente e sempre usei nos meus pcs, mas nunca pensei que tivesse o mesmo rendimento de uma pasta "de marca".

Fora isso só tá faltando o teste com o chiclete e também uma coisa absurda que já aconteceu comigo:quando desmontei um pc da positivo o plastico que protege o chiclete que vem no cooler de fábrica não tinha sido tirado, será se dá pra testar se isso traz um dano sério ao conjunto?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Nos tempos de eletrônica, quando não se tinha pasta térmica e era preciso fazer um teste, até uma gotinha mínima de óleo de motor (ou cozinha) resolvia.

Qualquer coisa que ajude a remover os espaços existentes entre o cooler e o heatspreader sempre dá um resultado positivo.

Essa do óleo já fiz em transistores de potência, é uma dica muito antiga que aprendi em 94 e deve funcionar sem problemas nos processadores, pena não ter um pc sobrando aqui para testar.

[]'s

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Excelente teste, bem mais completo que o outro, com certeza tirou varias dúvidas de muitas pessoas incluindo eu, que até agora sentia remorso em usar essas pastas simples e é bom ver que a diferença é praticamente nula em relação as ditas "tops".

E sempre suspeitei que o dito "Tempo de Cura" fosse um mito e foi exatamente o que mostrou-se ser, pelo menos nas pastas testadas.

Enfim, parabéns e continuem com os testes :D

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Gostei do teste , mas mesmo assim ainda prefiro pagar caro por uma de marca , do que comprar a implastec , pelo menos aqui nos pcs que já mexi , vi diferença muito maior do que 2º.

A noctua NT-H1 não tem tempo de cura , acho melhor fazer esse teste com AS 5 , que afirma que tem esse tempo.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Usei por muito tempo a artic silver 5 e já estava acostumado com a diminuição da temperatura, acho que essa pasta tem de ser testada apenas como referencia, mas não sei se ainda é possível encontrar para teste, ou se interessam-lhes, mas com certeza foi um best seller, assim como hoje, as MX o são, mas concordo plenamente com a conclusão, talvez e artic silver 5 seja a exceção... Já estou com minha zalman testada no primeiro teste a um tempo, e realmente não notei mudança. Com a CM455 eu já persebi, mas eu posso ta ficando doido, sei lá -ou Eu quis "ver" alguma coisa, num dia mais frio, sinceramente, sei lá, acontece.

Não sou Eu que faço os testes milimétricos por aqui, e se vocês tão falando, ta na hora de aprender.

Ótimo teste.

Nos meus clientes, só CM455, não custa 10 reais, e não é uma bola de silicone, sei lá, acho que é "aquele" toque, que deixa o pc mais estável por mais tempo. Até porque, essa é uma das melhores no ramo do silicone. xD

Editado por Dragum

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Muito bom o teste!

A unica diferença entre as pastas "top" e a Implastec é a durabilidade.

Ja cansei de ver implastec, depois de um ano +-, seca no processador, com o bixo superaquecendo. Ai tira a velha e poe uma nova e tudo certo ^^

Para quem sempre fica desmontando o proprio pc, que a cada 6 meses limpa peça por peça, beleza.

Mas para o cara que nao abre nunca o gabinete, as pastas "top" até fazem sentido (ou não também né.. ).

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Esse teste do CDH foi um melhores já feitos. E pensar que ninguém dava nada pela Implastec mixura. Valeu mesmo CDH, nosso bolso agradece:wub:

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Pra quem acha que existe tanta diferença entre as pastas, ficar no achismo não vale ,pelo menos tem que ter um termômetro bom no ambiente para ter noção de comparação, ficar só olhando as temperaturas do Everest não tem como ter referência com algum padrão, sem mencionar a temperatura ambiente o teste caseiro não vale nada.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Obrigado, pessoal! Fazemos os testes pensando no que vocês querem ler.

Cade Artic Silver 5, MX - 2/3 ?? essas famosas tem que ser testadas também!

Já compramos, serão testadas nos próximos lotes.

Perguntas:

Porque o painel esquerdo do gabinete estava aberto durante os testes?

Nos testes de coolers, deixamos o gabinete aberto para podermos fazer a medição de ruído corretamente. E nos testes das pastas térmicas, seguimos a mesma metodologia para termos resultados coerentes.

Se por um lado, a utilização da pasta é fundamental, mas por outro, a formula do composto e "quase" irrelavante (também não dá pra por pasta de dente, claro, hehehe), não seria o caso de questionar justamente se essas tais "formulas" (com prata, por exemplo) são fabricadas com esses metais?

Uhm, quem sabe não testamos pasta de dente no próximo lote?

- O que eu acho é que talvez os fabricantes utilizem percentuais insuficientes destes componentes que teoricamente são os melhores condutores de calor (prata, cobre, alumínio, etc...) ou os compostos sejam demasiadamente pastosos, duros até na consistência, para favorecer as propriedades condutivas dos metais "especiais" da fórmula. Como um leigo no assunto, penso que um composto com mercurio, que é um metal liquido a temperatura ambiente, seria mais propício a preencher qualquer "buraco" ocupado pelo ar, eliminado quisquer "dificuldades de condução termica" inerentes a material gasoso, e a preenchimento de "espaços vazios", deixados pelas pastas, de consistência sólida.

Sinceramente, acho, pelo resultado dos testes até agora, que uma melhor condução térmica só poderia ser feita com o REDESENHO DO CONJUNTO PROCESSADOR/COOLER, de forma a que um "encaixe" no outro e algum líquido condutivo de calor seja inserido, de forma selada (semelhante ao que acontece com um "heatpipe" ou num processo hidráulico, como no freio automotivo), entre ambos. Mas acho que isso é inviável a curto prazo, e provavelmente, para computação domestica.

No mais, aguardando os testes com os "chicletes" e quem sabe, cooler box...

Agora foram testadas pastas mais conhecidas, bem bacana o resultado...

Sobre o tempo de cura que tantos falam, das pastas famosas mesmo só a AS5 que eu saiba que precisa desse tempo, gostaria de ver essa pasta com o teste similar ao de 7 dias.

Grato pelos testes!

A Spire Bluefrost recomenda 7 dias de cura, que foi o que deixamos.

http://www.spirecoolers.com/main/product_detail.asp?ProdID=718

Editado por Rafael Coelho

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Bacana esse teste de março.

-O diferencial que foi muito Show, foi o teste feito sem pasta térmica para uma análise mais profunda.

-Esse teste comprovou que quando as bases são bem planas, com bom contato (CPU/Dissipador) as mais variadas pastas térmicas são muito parecidas no que diz respeito a sua função.

-Se as bases tivessem 100% de contato (algo difícil) os resultados seriam ainda mais apertados.

-Teste sem pasta térmica com peças de contato ruim nem carrega o sistema operacional.

-Quanto aos resultados não foi surpresa para mim.

Parabéns pelo teste Rafael.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar agora