Teste da placa de vídeo GeForce GTX 1080

       
 19.773 Visualizações    Testes  
 22 comentários

Nós testamos a placa de vídeo GeForce GTX 1080, um dos modelos mais topo de linha da nova série da NVIDIA. Confira!

Rafael Coelho Editor-chefe do Clube do Hardware

Introdução

Com 2.560 núcleos de processamento e 8 GiB de memória GDDR5X rodando a 10 GHz, a GeForce GTX 1080 é a estrela das placas de vídeo da NVIDIA baseadas na arquitetura Pascal. Vamos testá-la!

A geração mais atual de placas de vídeo série 1000 da NVIDIA, baseadas na arquitetura Pascal, foi lançada em maio de 2016. Inicialmente foram lançadas a GeForce GTX 1080 e a GTX 1070. Posteriormente, foi lançada a GeForce GTX 1060 de 6 GiB (que nós já testamos), a TITAN X (modelo mais topo de linha da série), a GTX 1060 de 3 GiB, e finalmente os modelos de entrada GeForce GTX 1050 Ti e GTX 1050, também já testadas aqui no Clube do Hardware.

A GeForce GTX 1080 é baseada no chip GP104, que é fabricado em tecnologia de 16 nm. O chip é o mesmo utilizado na GTX 1070, com a diferença que na GTX 1080 todos os 2.560 núcleos de processamento estão habilitados, enquanto na GTX 1070 há apenas 1.920 núcleos habilitados.

Este chip trabalha com memória GDDR5 a 8,0 GHz (na GTX 1070) ou GDDR5X a 10,0 GHz (na GTX 1080), com barramento de 256 bits em ambos os casos. O TDP (potência máxima dissipada) da GeForce GTX 1080 é de 180W.

Nós testamos a GeForce GTX 1080 “Founders Edition”, que é o modelo de referência oferecido pela própria NVIDIA. Os modelos que não são designados como “Founders Edition” são modelos personalizados desenvolvidos por outras empresas, tais como ASUS, Gigabyte, Zotac, Galax, EVGA, etc. Curiosamente, o preço da “Founders Edition” é mais salgado do que os modelos personalizados (preço sugerido de US$ 699 vs US$ 599), apesar de as características técnicas serem, em princípio, as mesmas: clock base de 1.607 MHz, clock turbo de 1.733 MHz e 8 GiB de memórias GDDR5X trabalhando a 10 GHz com uma interface de 256 bits, apresentando uma largura de banda de 320 GiB/s. Alguns modelos personalizados podem, porém, trazer clocks (e preços) mais elevados.

Assim como suas irmãs mais básica baseadas na arquitetura Pascal, a GeForce GTX 1080 suporta a tecnologia SMP (Simultaneous Multi-Projection), útil em aplicações de realidade virtual, e a tecnologia Ansel, que permite capturar fotos dentro de um jogo com qualquer posição de câmera e resolução altíssimas, incluindo imagens em 360 graus.

A GeForce GTX 1080 suporta a tecnologia SLI, que combina o poder de processamento de duas ou mais placas de vídeo.

A Figura mostra a visão geral da GeForce GTX 1080.

gtx1080-01.jpg

Figura 1: a GeForce GTX 1080 Founders Edition

Como a GeForce GTX 1080 pode ser encontrada nos EUA com preços a partir de US$ 600, não há uma concorrente direta da AMD; as placas de vídeo mais topo de linha baseadas em chips da AMD, como a Radeon Fury X, custam atualmente em torno de US$ 400 nos EUA.

Infelizmente não tínhamos em nosso laboratório outras placas topo de linha como a Radeon Fury X e a GeForce GTX 980 Ti (a qual a GeForce GTX 1080 substitui no mercado) para que pudéssemos fazer um teste comparativo direto.

Dessa forma, decidimos testar a GeForce GTX 1080 contra a Radeon R9 390 e contra a GeForce GTX 1060, que são duas placas de vídeo do segmento intermediário superior, de modo a termosuma ideia do desempenho geral dessa placa de vídeo. Portanto, lembre-se que as placas incluídas em nosso comparativo não são concorrentes diretas da GeForce GTX 1080, nem em termos de preço nem de desempenho.

Na tabela abaixo, comparamos as principais especificações das placas de vídeo incluídas neste teste. Os preços foram pesquisados na Newegg.com no dia da publicação do teste, pegando o valor mais baixo para placas de vídeo com o mesmo chip.

Placa de vídeo

Clock dos núcleos

Clock turbo

Clock da memória (efetivo)

Interface de memória

Taxa de transferência da memória

Memória

Núcleos de processamento

TDP

DirectX

Preço

GeForce GTX 1080 FE

1.607 MHz

1.733 MHz

10,0 GHz

256 bits

320 GB/s

8 GiB GDDR5

2.560

180 W

12.1

US$ 600

GeForce GTX 1060 FE

1.506 MHz

1.708 MHz

8,0 GHz

192 bits

192 GB/s

6 GiB GDDR5

1.280

120 W

12.1

US$ 250

PCYES HammerX Radeon R9 390

1.020 MHz

-

6,0 GHz

512 bits

384 GB/s

8 GiB GDDR5

2.560

275 W

12

US$ 250

Você pode comparar as especificações destas placas de vídeo com outras através dos nossos tutoriais “Tabela comparativa dos chips Radeon da AMD (desktop)” e “Tabela comparativa dos chips GeForce da NVIDIA (desktop)”.

Agora vamos dar uma olhada mais de perto na placa de vídeo testada.

Compartilhar

1 pessoa curtiu isso



Comentários de usuários


@Rafael Coelho excelente o teste, parabéns rafael.

O único ponto negativo PARA MIM

É que foram testadas as Founders editions, eu acho elas lindas más eu acho horrível a temperatura que elas trabalham que ficam em 80-90°C más parabéns :)

 

Editado por Gabriel POTUS
3 pessoas curtiram isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
14 horas atrás, Gabriel POTUS disse:

@Rafael Coelho excelente o teste, parabéns rafael.

O único ponto negativo PARA MIM

É que foram testadas as Founders editions, eu acho elas lindas mád eu acho horrível a temperatura que elas trabalham que ficam em 80-90°C más parabéns :)

 

 

Penso a mesma coisa, esse negócio em termos de refrigeração não deve ser muito bom, mas em termos de estética, até que não é ruim...

 

Se bem que em outros tempos tínhamos umas placas da ATI com uns desenhos bem estilosos... Como por exemplo:

 

cdh_his_r800gt_01.jpg

 

 

card_big.jpg

 

Sapphire_Radeon_HD_4850_1GB_01.jpg

 

Em tempo: seria interessante se pudessem publicar os dados sobre performance térmica das GPUs, e o ruído das ventoinhas, de uma forma similar aos testes de coolers para CPUs...

3 pessoas curtiram isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@Internet caramba que fod.. Essa primeira VGA, qual é esta?

E o que eu levo mais em consideração(eu digo EU) É TEMPERATURA pois não acho legal ter uma placa trabalhando à 90°C embora seja normal como as R9 290x que ficava à 94-95°C

1 pessoa curtiu isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@Gabriel POTUS As placas de vídeo da HIS vinham com este cooler da Arctic Cooling. Pesquise por "HIS IceQ" em "Artigos" na ferramenta de pesquisa lá em cima para conhecer.

2 pessoas curtiram isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@Gabriel POTUS Também penso assim, a temperatura é o primeiro ponto, não vejo o porque das placa chegarem a temperatura de 90º e o cooler a 30%, minha finada HD5750 (durou 5 anos) e a temperatura dela em jogo chegava no máximo a 65º

3 pessoas curtiram isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@Gabriel Torres eu pesquisei sobre elas e sao lindad

Penas que não temos mais placas com esse tipo de design

@FFmarini eu penso o mesmo pois alem de trabalhar muito quente ela pode muito bem joar um "ar" quente no pc fazendo com que esquente outros componentes e você não tiver um gabinete com boa refrigeração

1 pessoa curtiu isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

A HD 6970 da HIS com esse IceQ, mesmo quando testada no Fumark era difícil passar dos 70ºC

 

E sobre a GTX1080 quem imaginaria uma placa top de linha possuir TDP de apenas 180w ....

2 pessoas curtiram isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Em ‎02‎/‎01‎/‎2017 às 08:37, Gabriel POTUS disse:

@Rafael Coelho excelente o teste, parabéns rafael.

O único ponto negativo PARA MIM

É que foram testadas as Founders editions, eu acho elas lindas mád eu acho horrível a temperatura que elas trabalham que ficam em 80-90°C más parabéns :)

 

Sem falar que esse tipo de fan da founders edition faz um barulho danado

2 pessoas curtiram isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
13 horas atrás, Cícero Rodrigues disse:

Sem falar que esse tipo de fan da founders edition faz um barulho danado

No caso dessa GTX 1080, ela trabalhou silenciosa o tempo todo.

1 pessoa curtiu isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@Cícero Rodrigues nesse aspecto eu nem ligo pois eu uso um Headset e deixo volumes bem altos kkk dai isso nem me incomodo

Eu se usasse uma FE eu deixaria o fãn entre 80-100% toda hora para deixar a gpu maia fria

adicionado 0 minutos depois

@Rafael Coelho nesse caso você que ela trabalhou bem "quieta" foi com fans em automatico?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
19 horas atrás, Gabriel POTUS disse:

 

@Rafael Coelho nesse caso você que ela trabalhou bem "quieta" foi com fans em automatico?

Sim, não mexemos em nada.

2 pessoas curtiram isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Impressão minha ou o espelho desta placa está apresentando sinais de oxidação (figura 2)?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
6 horas atrás, Excelsior disse:

Impressão minha ou o espelho desta placa está apresentando sinais de oxidação (figura 2)?

São apenas marcas de digitais.

 

adicionado 2 minutos depois
7 horas atrás, Flávio Santana Lima disse:

@Rafael Coelho as análises do Clube do Hardware são feitas em bancadas abertas ou em um gabinete fechado?

Boa pergunta, realmente tínhamos esquecido de incluir o modelo do gabinete na página 5. Utilizamos o Core P3 da Thermaltake, que na verdade é como se fosse uma bancada aberta.

adicionado 3 minutos depois
7 horas atrás, Gabriel POTUS disse:

@Rafael Coelho seria bacana se vocês em testes de GPU testarem suas temperaturas com a velocidade pdrão do cooler aumentando até seu limite para vermos em que temperatura ela chega

Sugestão anotada, obrigado!

3 pessoas curtiram isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@Rafael Coelho entendi, então minha sugestão seria um pouco incomoda. kk

A maior parte dos sites que fazem análises de VGAs, testam as mesmas e observam temperaturas em um gabinete como o citados por você, nesse caso as temperaturas seriam bem diferentes do consumidor final, por exemplo, o meu Aerocool 500 black, tem um fluxo de AR ruím, e o modo que minha Nitro+ "joga" o AR quente dentro do gabinete não ajuda, assim, em jogo as vezes chega a 80 graus com curva customizada no MSI, e na curva normal, chega a 85, porém, com a tampa aberta, fica em 70°, no máximo 75°.

 

Assim, deixando de lero lero, minha sugestão pode ser realizada de 2 formas:

1) realizar os testes usando um gabinete comum, o que não é prático, pois o uso dessa "bancada" é a praticidade da troca de peça.

2) fazer vários testes com diferentes VGAs dentro de um gabinete com fluxo de ar considerável, e na "bancada", e com esses dados, calcular as diferenças de temps e traçar uma curva para usar como base, de forma a em testes futuros, colocar usar a curva para estrapolar a temperatura e dar uma ideia de qual seria a temperatura em um gabinete fechado.

Editado por Flávio Santana Lima

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
37 minutos atrás, Flávio Santana Lima disse:

@Rafael Coelho entendi, então minha sugestão seria um pouco incomoda. kk

A maior parte dos sites que fazem análises de VGAs, testam as mesmas e observam temperaturas em um gabinete como o citados por você, nesse caso as temperaturas seriam bem diferentes do consumidor final, por exemplo, o meu Aerocool 500 black, tem um fluxo de AR ruím, e o modo que minha Nitro+ "joga" o AR quente dentro do gabinete não ajuda, assim, em jogo as vezes chega a 80 graus com curva customizada no MSI, e na curva normal, chega a 85, porém, com a tampa aberta, fica em 70°, no máximo 75°.

 

Assim, deixando de lero lero, minha sugestão pode ser realizada de 2 formas:

1) realizar os testes usando um gabinete comum, o que não é prático, pois o uso dessa "bancada" é a praticidade da troca de peça.

2) fazer vários testes com diferentes VGAs dentro de um gabinete com fluxo de ar considerável, e na "bancada", e com esses dados, calcular as diferenças de temps e traçar uma curva para usar como base, de forma a em testes futuros, colocar usar a curva para estrapolar a temperatura e dar uma ideia de qual seria a temperatura em um gabinete fechado.

É uma sugestão interessante, mas há algum tempo já notamos que tentar encontrar uma configuração "típica" é bem complicado, pois cada gabinete tem as suas características. Assim, testar no gabinete X daria um resultado, mas no Y, que tem uma refrigeração pior, seria outro resultado...

4 pessoas curtiram isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@Gabriel Torres Se não me engano, as tecnologias da HIS é compartilhada com a PcYes(?), inclusive o sistema de resfriamento e o desenho da placa em si.

Nunca tive esse modelos "aliens e maneiros", a minha HD 5750 era padrão

3077_07.jpg

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

outro ponto que a NVIDIA podia ter feito na minha opinião seria ter colocado mais power phases, pois tem apenas 5 nesta ai sendo que ela é boa para Overclock(más o fan faz barulho com altas RPM)

já a que eu utilizo tem 12+2 Power Phases que permitem um OC mais suave na minha opinião

1 pessoa curtiu isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar agora