Ir ao conteúdo
  • Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   12-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware, Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:   Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas às perguntas abaixo:   Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.
Luanccecrttv2008

Amplificador de guitarra a valvulas ou transistorizados

Recommended Posts

Boa noite,para quem é do Rock n roll,ou que entende do assunto,irei começar a fazer um curso de guitarras,mas a minha duvida é sobre o amplificador,muitos que conheço que é do rock n roll,falam que a valvula tem o timbre melhor,o problema é encontrar valvulas,sei consertar amplificadores,mas para quem está começando qual é o melhor a valvula ou transistorizado.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Hoje em dia, pelas válvulas serem componentes ultrapassados pouca gente entende do assunto. 

Será difícil também encontrar informações sobre os valvulados, além de tudo ser caro. 

Eu concordo sobre eles terem um som legal, mas eu fico com os transistorizados. São bem mais baratos e fáceis de entender e consertar. 

 

Ultimamente eu ando estudando bastante os transistorizados classe A para pré amplificador e  AB/B para potência. 

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não sou audiófilo mas recordo de que quando ainda havia no mercado aparelhos de som a válvula e início dos transistorizados a questão do cross-over. Com a evolução dessas décadas não sei se ainda é o caso de se preocupar com isso, desde que seja utilizado integrado de áudio no controle. Nos circuitos discretos acredito que sempre teremos esse problema e fico surpreso em não encontrar tal controle nos circuitos que pululam pela internet. No desenho abaixo, o sinal de entrada, o ganho excessivo de cada semi-ciclo e o ganho deficiente de cada semi-ciclo. A válvula nos dá a vantagem de não haver divisão entre os semiciclos.

Sem título.png

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Sérgio Lembo O problema do cross over foi corrigido nos amplificadores. 

Foi questão de formar divisores de tensão que deixam os transistores quase saturados, assim quando o áudio chega eles já estão no ponto pra conduzir. 

No fim essa história de cross over ficou só na teoria, esses dias eu fiz uns testes com um classe B que montei e vi a senoide perfeitinha na tela do osciloscópio. 

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado (editado)

Penso que para um iniciante o transistorizado resolve. Depois que virar um fera da guitarra compra um Marshall ou um Gianninni vintage.. Também existem amplificadores híbridos, que usam transistores e válvulas.

Editado por Ricardov
  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado (editado)

Para iniciante, qualquer circuito serve, seja valvulado ou transistorizado. Hoje existem excelentes opções com módulos prontos utilizando CI's da Tripath com a tecnologia classe T que dão um banho em muita coisa de nome que tem no mercado, a um preço bem competitivo.

 

Quem tiver alguma dúvida sobre válvulas e transistores, procure saber mais sobre Douglas Self.

 

O cara é para o áudio o que o Stephen Hawking foi para a Astronomia.

 

Um livro em particular que recomendo para todos é este aqui :

 

image.png.fa5691db7f2b76b615161c7df6323b0e.png

 

Uma coletânea da troca de cartas e artigos entre estes dois grandes gênios do Áudio.

 

Eu tive o prazer de montar um pequeno amplificador usando um projeto do Douglas Self, e o resultado foi impressionante, faz a gente repensar muita coisa....

 

Paulo

Editado por aphawk
  • Curtir 4

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Valeu amigos pelo transistorizado ser mais fácil de reparar e por ser mais barato irei comprar um transistorizado,que nem o colega ricardo disse,irei comprar um vintage quando tiver fera na guitarra e obrigado a todos.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cheguei a estudar válvulas no último ano que esta cadeira foi dada. Até projetei e montei um amplificador de potência (algo com 50Wrms REAIS) para um colega. O amplificador dele queimou e antes de jogar fora, ele me perguntou se eu podia fazer um amplificador com as peças daquele.

Até que foi um projeto legal. Os parâmetros das válvulas não possuem variações de até cerca de 350% como nos transistores e variam muito menos com a temperatura.

O mi delas, equivalente ao Hfe dos transistores valia o valor fixo que constava no manual. Você calculava um estágio amplificador sem realimentação negativa e o ganho na prática coincidia com o projetado. 

Mas hoje em dia, como já mencionado, as válvulas não são mais fabricadas em grandes quantidades, assim como as peças, que elas exigem (soquete, trafo de força, de saída, chassi, etc). Como consequência, o preço para montar um amplificador a válvula deve ser bem mais caro, que um transistorizado de mesma potência.

Quanto à qualidade. A vantagem dos amplificadores a válvula em relação aos transistorizados é que o corte ou saturação do sinal ocorre suavemente e não abruptamente como nos transistorizados. Isso acarreta em distorção por intermodulação e harmônica.

Com a facilidade de se conseguir amplificadores transistorizados com potências tão elevadas, o inconveniente do corte ou saturação ocorrerá com um nível além da surdez, ou seja, você nem vai perceber... VOCÊ NEM VAI PERCEBER!!!

MOR_AL

  • Curtir 4

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×