Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Teste da Fonte de Alimentação NEOX NXF500W

       
 41.115 Visualizações    Testes  
 32 comentários

Mais um teste de fonte de alimentação de marca nacional, desta vez o modelo NXF500W da NEOX, com potência real de 230 W. Confira.

Teste da Fonte de Alimentação NEOX NXF500W
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

Mais um teste de fonte de alimentação de marca nacional, desta vez o modelo NXF500W da NEOX, com potência real de 230 W. Interessantemente o site da marca afirma corretamente a potência desta fonte como sendo de 230 W, mas o “número de modelo” do produto com certeza induz vendedores e usuários ao erro de assumirem que esta é uma fonte de 500 W.

Interessantemente esta fonte tem o número de modelo “KY-200W” decalcado em sua placa de circuito impresso, claramente indicando ser um modelo de 200 W do fabricante original.

NEOX NXF500W
Figura 1: Fonte de alimentação NEOX NXF500W

NEOX NXF500W
Figura 2: Fonte de alimentação NEOX NXF500W

A NEOX NXF500W segue o projeto das antigas fontes ATX, com 14 cm de profundidade e ventoinha de 80 mm em sua parte traseira. Interessantemente, esta fonte traz uma tomada para monitores de vídeo já no novo padrão ABNT NBR 14136.

Ela obviamente não tem nenhum sistema de cabeamento modular e também não traz proteção de nylon em nenhum de seus cabos. Todos os fios são 20 AWG, isto é, são mais finos do que o mínimo recomendado (18 AWG). Os cabos inclusos são:

  • Cabo principal da placa-mãe com conector de 20/24 pinos, 30 cm de comprimento
  • Um cabo com um conector ATX12V, 35 cm de comprimento
  • Um cabo com dois conectores de alimentação SATA, 31 cm até o primeiro conector e 13 cm entre os conectores
  • Um cabo com dois conectores de alimentação para periféricos e um conector de alimentação para unidades de disquete, 32 cm até o primeiro conector, 12 cm entre conectores

A configuração de cabos desta fonte mostra que ela definitivamente é um produto de baixo custo, com cabos extremamente curtos.

NEOX NXF500W
Figura 3: Cabos

Vamos agora dar uma olhada no interior desta fonte de alimentação.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Artigos similares


Comentários de usuários




É o seguinte. Se você reparar, a placa de circuito impresso é diferente, são fabricantes diferentes. Mas todas usam um mesmo projeto básico, ou seja, uma copia a outra.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Comédia são realmente os comentários sobre estas fontes lixos que estão disponíveis por exemplo no Kabum como o braconius disse.

"Produto de boa qualidade e baixo custo, gostei muito e sempre compro pois tenho uma lan house e sempre compro fonte pois queima muito recomendo a todos " .

O povo compra , compra , compra lixos como essa , instalam a fonte , o micro liga e lá vão elogiam , recomendam daí passa uma uma semana ou menos e o micro começa a apresentar problemas como tela azul , daí diante dos problemas lá vão comprar outra fonte bomba de baixo custo e novamente os problemas persistem , é essa história é épica .

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Reprovado, Próxima...

Impressionante como são fontes extremamente iguais, usam componentes com praticamente a mesma capacidade, etc. Só muda a marca, por dentro é tudo uma Bósnia rsrs.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Faz pouco tempo, a imprensa tava festejando o dado de que o nosso PIB ultrapassou o da Inglaterra, e nosso Brasil varonil tem o 6º maior PIB do planeta.

Pois bem: onde estão os testes de fontes, normas mais rígidas por parte do INMETRO?

Parabéns ao GT por continuar desmascarando essas fontes.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Só muda a marca, por dentro é tudo uma Bósnia rsrs.

Bosnia quase ganhou o Brasil hoje, hem!

Pois bem: onde estão os testes de fontes, normas mais rígidas por parte do INMETRO?

Melhor não. Criarão burocracia e favorecerão as porcarias do nosso mercado.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Bosnia quase ganhou o Brasil hoje, hem!

Melhor não. Criarão burocracia e favorecerão as porcarias do nosso mercado.

Pior é que o selo Inmetro hoje em dia não é mais garantia de produto de qualidade... ainda mais quando o governo é uma piada e deixam as empresas importarem tudo quanté lixo de fora....

Eu acho que essas fontes com preço a baixo de R$ 50,00 não tem salvação... a maioria é um lixo.....Eu ainda gostaria de ver a mtek de 650w não reais( acho que são watts Guaranis...) kkkkk... big fan explodindo na maquina de teste...kkkkk

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

"modelo KY-200W". Pensei em fazer algum trocadilho com o KY, mas deixa pra lá.

Obs: a ventoinha da fonte pode ter alguma utilidade.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Admito que tive esperança de que essa daí fosse até melhor (menos ruim) do que a Pacific Network. Única que me enganou o faro até o momento.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Comédia são realmente os comentários sobre estas fontes lixos que estão disponíveis por exemplo no Kabum como o braconius disse.

"Produto de boa qualidade e baixo custo, gostei muito e sempre compro pois tenho uma lan house e sempre compro fonte pois queima muito recomendo a todos " .

O povo compra , compra , compra lixos como essa , instalam a fonte , o micro liga e lá vão elogiam , recomendam daí passa uma uma semana ou menos e o micro começa a apresentar problemas como tela azul , daí diante dos problemas lá vão comprar outra fonte bomba de baixo custo e novamente os problemas persistem , é essa história é épica .

É mais fácil acreditar em Papai Noel do que nos comentários da KaBuM! :D

Pois bem: onde estão os testes de fontes, normas mais rígidas por parte do INMETRO?

.

Eu particularmente torço para isso não acontecer...

http://forum.clubedohardware.com.br/showpost.php?p=5488026&postcount=18

http://forum.clubedohardware.com.br/showpost.php?p=5488701&postcount=19

É o seguinte. Se você reparar, a placa de circuito impresso é diferente, são fabricantes diferentes. Mas todas usam um mesmo projeto básico, ou seja, uma copia a outra.

Nenhuma delas têm filtragem de transisntes nem bobinas de filtragem no secundário... O que impressionou nesta foram os mais de 300 mV de oscilação / ruído em +5 V...

Pelo menos até o final de março iremos saber qual é a recordista mundial neste item. Esta é uma excelente candidata...

Editado por ignacho

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

O que se ganha comprando uma fonte genérica? Risco da queima dos componentes do seu computador, não oferecer sua potência rotulada, eficiência na casa do chapéu, conta de luz mais alta no final do mês, alto ripple elétrico, a maioria delas não possui varistor que é um componente essencial para eliminar picos de energia provenientes da rede elétrica.

Resumindo: Lixo tecnológico de países desenvolvidos.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
O que se ganha comprando uma fonte genérica? Risco da queima dos componentes do seu computador, não oferecer sua potência rotulada, eficiência na casa do chapéu, conta de luz mais alta no final do mês, alto ripple elétrico, a maioria delas não possui varistor que é um componente essencial para eliminar picos de energia provenientes da rede elétrica.

Resumindo: Lixo tecnológico de países desenvolvidos.

Tente explicar isso pra um super leigo e convencer ele que é melhor pagar R$ 120 numa fonte de 400 W boa ao invés de pagar 80 numa de 700 W ruim.. muitos não vão te dar crédito.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Tente explicar isso pra um super leigo e convencer ele que é melhor pagar R$ 120 numa fonte de 400 W boa ao invés de pagar 80 numa de 700 W ruim.. muitos não vão te dar crédito.

Com certeza o leigo vai falar que eu estou tentando engana-lo, por isso que os fabricantes de fonte genérica rotulam fonte com potência falsa, eles sabem que o consumidor leigo vai compra a fonte pela potência, e não o que ela fornece realmente.

É um barato que acaba saindo muito caro.

Editado por toni calixto

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Por nada na minha cidade só vejo marcas de fontes extremamente ruins, se você quiser algo bom tem que encomendar e para encomendar aumenta o R$! E o mais engraçado que tem gente que acha que fonte é só enfeite, por isso que a positivo é líder nacional em venda de Desktop!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Que loucura, quando a fonte explodiu, eu senti o cheiro aqui :blink:

Pois bem, fica minha sugestão de testar a fonte da Mtek modelo ATX-650 P2L, não tenho ideia se ela ainda é "fabricada" (importada e rotulada), porém continua popular por aí.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Que loucura, quando a fonte explodiu, eu senti o cheiro aqui :blink:

Pois bem, fica minha sugestão de testar a fonte da Mtek modelo ATX-650 P2L, não tenho ideia se ela ainda é "fabricada" (importada e rotulada), porém continua popular por aí.

Aqui na minha cidade vejo muiitas MTek, com 500W Reais AHSASUIH

também gostaria de ver o teste dela, As Coletek que também aparecem muito em volta!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Quero ver o teste da Super Flower Golden Green 450 assim que o GT a comprar, isso sim, pois incentivará a importadoras a pegar estas fontes do exterior e será outra revolução em nosso mercado assim como foi quando as Seasonic chegaram aqui. Percebi que importadora não gosta muito de ler review estrangeiro. Agora dessas porcarias de NEOX, MTek e Leadership já estamos todos saturados...

Editado por NyanDere

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Com certeza que a Positivo compra fontes "desse nipe" para colocar em seus desktops a venda no mercado. Avisem os consumidores e fiquem de olho.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Com certeza que a Positivo compra fontes "desse nipe" para colocar em seus desktops a venda no mercado. Avisem os consumidores e fiquem de olho.

Não adianta avisar, para maioria funcionando e tando barato é o que importa, qualidade, sempre fica em segundo lugar!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

E o pior a maioria dos tecnicos de lojas de informática gostam de oferecer essas fontes, pois já sabem que ao passar um curto tempo o cliente vai voltar reclamando de outro defeito causado pela fonte e isso trazendo mais lucro para o tecnico. Só que o cliente nunca suspeita que foi a fonte causadora dos defeitos. Isso é Brasil. O barato custa muito caro. O negócio é enfiar a mão no bolso mesmo e comprar coisa que presta para evitar problemas.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
O negócio é enfiar a mão no bolso mesmo e comprar coisa que presta para evitar problemas.

Mas um usuário leigo dificilmente "enfia a mão no bolso" pra isso. Foi como o Evandro anteriormente falou. Eu já fui gerente de loja de informática, na época encomendei um lote de Seventeam 350bkv, fontes razoaveis. O preço delas era de R$ 120,00 e só conseguiamos vender ou pra molecada que vinha com o papai montar pc gamer (Lembram da febre do CS?!?!) ou pra algumas pessoas idosas e com dinheiro que tinham total confiança na gente. De resto, elas nunca saiam, ninguém queria dar 3x o valor de uma genérica na Seventeam. Quem tem loja de info aqui, ou trabalham em alguma sabe muito bem disso, o usuário leigo não tá nem ai para os componentes do pc, só querem saber se o processador é pentium (Na minha época era assim rsrsrs) de muitos ghz e se o hd era grande. Para os moleques que jogavam ainda tinha a memoria da VGA, que quanto mais melhor, independente da GPU. Essa é a nossa realidade, enquanto os consumidores não se atentarem aos componentes de hardware do pc, fontes como essa ai reinarão em nosso mercado.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Olha, esse problema é geral, não é só apenas do Brasil. Há muitas pessoas que entendem pouco de PC mundo afora. O problema é que o Brasil fica mais longe dos grandes centros de informática (Extremo Oriente, EUA e Europa).

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Para computadores que consomem menos de 200w não vejo problemas em utilizar fontes "bombas".

No meu trabalho existem vários computadores de 6-8 anos que usam essas fontes e nunca tiveram problemas a não ser com sujeira.

O meu computador sempron usa a mesma fonte do gabinete à 6 anos e nunca tive problemas.

É lógico o ideal é usar fontes com PFC ativo e certificação.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Para computadores que consomem menos de 200w não vejo problemas em utilizar fontes "bombas".

No meu trabalho existem vários computadores de 6-8 anos que usam essas fontes e nunca tiveram problemas a não ser com sujeira.

Você colocaria gasolina adulterada no seu carro só porque o motor dele é 1.0?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×