Ir ao conteúdo

Teste do processador Ryzen 7 1700

       
 76.472 Visualizações    Testes  
 30 comentários

O Ryzen 7 1700 é o processador mais barato da nova família Ryzen 7 de processadores da AMD, baseada na arquitetura Zen. Vamos ver como é o seu desempenho!

Teste do processador Ryzen 7 1700
Rafael Coelho Editor-chefe do Clube do Hardware

Introdução

Testamos o Ryzen 7 1700, processador mais básico da nova linha Ryzen 7 da AMD. Ele possui oito núcleos, 16 threads, clock base de 3,0 GHz, clock turbo de 3,7 GHz, TDP de 65 W, e usa o novo soquete AM4. Confira!

Depois de vários anos, a AMD finalmente lançou uma nova geração de processadores, baseados em uma microarquitetura completamente nova, chamada Zen, usando o novo soquete AM4. Os primeiros processadores baseados neste soquete chamam-se Ryzen 7 e são processadores topo de linha, e a AMD já anunciou as linha Ryzen 5 (intermediária) e Ryzen 3 (de entrada).

Os primeiros modelos lançados foram o Ryzen 7 1700, Ryzen 7 1700X e Ryzen 7 1800X, todos com oito núcleos e 16 threads (núcleos lógicos), graças à tecnologia SMT (Simultaneous Multi-Threading, equivalente à tecnologia Hyper-Threading da Intel), que simula dois núcleos lógicos em cada núcleo físico. Nós já testamos o Ryzen 7 1700X, confira o teste aqui.

Os processadores Ryzen utilizam o novo soquete AM4 e são compatíveis com memórias DDR4. Desta forma, eles são totalmente incompatíveis com placas-mãe "antigas", como as usadas com as linhas FX (que usam o soquete AM3+) e Série A (soquete FM2+) da AMD.

Embora o soquete AM4 suporte processadores com vídeo integrado, os processadores Ryzen não vêm com este recurso; a AMD promete futuros processadores com vídeo integrado para este soquete, mas provavelmente eles não utilizarão o nome Ryzen.

Os processadores Ryzen 7 são fabricados em processo de 14 nm "FinFET". Estes processadores são construídos a partir de blocos de quatro núcleos. Cada núcleo tem 128 kiB de cache L1 e 512 kiB de cache L2, e há um cache L3 de 8 MiB compartilhado para cada bloco de quatro núcleos.

Assim, o Ryzen 7 1700 é composto de dois destes blocos, totalizando 4 MiB de cache L2 (512 kiB por núcleo) e 16 MiB de cache L3 (8 MiB para cada bloco). Com isso, a AMD divulga que o processador tem 20 MiB de cache.

Os processadores Ryzen têm multiplicador de clock desbloqueado, o que permite que o usuário que esteja buscando um overclock modifique o clock apenas mudando o multiplicador no setup da placa-mãe, desde que ela utilize um dos chipset compatíveis com este recurso (B350 e X370).

Além disso, os processadores Ryzen têm um conjunto de recursos chamados pela AMD de "SenseMI", onde o processador detecta e controla o clock (em passos de 25 MHz) de acordo com vários fatores.

Os processadores Ryzen 7 1700X e Ryzen 7 1800X são vendidos sem cooler, mas o Ryzen 7 1700 vem com o cooler batizado de "Wraith Spire". O padrão de cooler utilizado pelo soquete AM4 tem semelhança com os soquetes anteriores no que diz respeito ao "gancho" onde vai preso o clipe de fixação. Assim, coolers antigos que utilizam este gancho central (como o Wraith) são compatíveis com o soquete AM4. Porém, a furação da placa suporte no soquete AM4 é diferente, de forma que coolers que utilizem placa suporte própria ou que se fixem de alguma forma utilizando os furos da placa-mãe não vão servir, a menos que você possua um kit adaptador (alguns fabricantes de coolers estão enviando este kit gratuitamente aos proprietários de alguns modelos).

Em relação ao seu preço, um dos concorrentes mais próximos do Ryzen 7 1700 (que custa US$ 330 nos EUA) é o Core i7-7700K. Assim, em nossos testes nós comparamos o Ryzen 7 1700 ao Core i7-7700K, bem como ao Ryzen 1700X. Nós também incluímos em nosso comparativo um FX-8350 (oito núcleos, 4 GHz), apenas para fins de comparação com a geração anterior.

A Figura 1 mostra a embalagem do processador Ryzen 7 1700.

ryzen7-1700-01.jpg

Figura 1: caixa do processador Ryzen 7 1700

Na Figura 2 você confere o conteúdo da embalagem: o cooler Wraith Spire (que possui iluminação por LEDs na borda superior e no logotipo da AMD), um cabo para controlar a iluminação RGB do cooler, o processador propriamente dito e um adesivo para o gabinete.

ryzen7-1700-02.jpg

Figura 2: conteúdo da embalagem

Na Figura 3, vemos a base do cooler Wraith Spire, em cobre, que já vem com pasta térmica aplicada.

ryzen7-1700-03.jpg

Figura 3: base do cooler

Na Figura 4 vemos o processador Ryzen 7 1700, enquanto a Figura 5 mostra o lado inferior do processador.

ryzen7-1700-04.jpg

Figura 4: o processador Ryzen 7 1700

ryzen7-1700-05.jpg

Figura 5: lado de baixo do Ryzen 7 1700

Como o Ryzen 7 1700 não possui vídeo integrado, nós utilizamos uma GeForce GTX 1080, que é uma placa de vídeo topo de linha, para todos os testes de desempenho, com todos os processadores.

Vamos comparar as principais especificações dos processadores testados na próxima página.

Compartilhar

  • Curtir 8


  Denunciar Artigo

Comentários de usuários




Obrigado pelo teste. Impressão minha ou em certos jogos são melhores otimizados para a arquitetura Nehalem da Intel do que para as arquiteturas da AMD? O FX e o Ryzen ficaram praticamente empatados já o Core i7 ganhou dos dois por uma boa margem.

 

O ***** é o alto preço do lançamento aqui no Brasil onde colocam o dólar à R$6,00.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
35 minutos atrás, RBMA disse:

Obrigado pelo teste. Impressão minha ou em certos jogos são melhores otimizados para a arquitetura Nehalem da Intel do que para as arquiteturas da AMD? O FX e o Ryzen ficaram praticamente empatados já o Core i7 ganhou dos dois por uma boa margem.

 

O ***** é o alto preço do lançamento aqui no Brasil onde colocam o dólar à R$6,00.

 

O custo final em reais é: câmbio + 60% de impostos + PIS/COFINS por estado + lucro do distribuidor + lucro do vendedor varejista, e ainda tem uns safados que aumentam preço de produto em estoque só porque o dólar aumentou. Haja bolso.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Boa tarde

 

Bacana o teste mas @Rafael Coelho é só um comentário, nos gráficos porque não coloca na ordem certa o que teve melhor pontuação em primeiro lugar e o que teve menor resultado em ultimo.

A maneira que está atualmente.

Processador X teve 20 pontos

Processador Y teve 2 pontos

Processador W teve 90 pontos

Processador Z teve 50 pontos

Eu acho que fica mais fácil de entender dessa maneira.

Processador W teve 90 pontos

Processador Z teve 50 pontos

Processador X teve 20 pontos

Processador Y teve 2 pontos

 

Abs Edvaldo

 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
8 minutos atrás, Edvaldo J. Frederico disse:

Boa tarde

 

Bacana o teste mas @Rafael Coelho é só um comentário, nos gráficos porque não coloca na ordem certa o que teve melhor pontuação em primeiro lugar e o que teve menor resultado em ultimo.

A maneira que está atualmente.

Processador X teve 20 pontos

Processador Y teve 2 pontos

Processador W teve 90 pontos

Processador Z teve 50 pontos

Eu acho que fica mais fácil de entender dessa maneira.

Processador W teve 90 pontos

Processador Z teve 50 pontos

Processador X teve 20 pontos

Processador Y teve 2 pontos

 

Abs Edvaldo

 

A ideia é mostrar todos os gráficos na mesma ordem, senão seria um fator para confundir... Assim, a gente sempre coloca primeiro o produto testado, e depois os outros em ordem de "concorrência" (concorrente direto primeiro, etc).

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
6 horas atrás, RBMA disse:

O ***** é o alto preço do lançamento aqui no Brasil onde colocam o dólar à R$6,00.

 

"onde colocam" = é o governo que coloca, meu amigo. O custo de importação gira em torno de 100% do valor do produto. Infelizmente isso não vai mudar. Já viu algum deputado prometendo acabar com imposto?

 

5 horas atrás, codavara disse:

O custo final em reais é: câmbio + 60% de impostos

 

Sua conta está equivocada. A alíquota de 60% é apenas para consumidor final, sem fins de revenda. Para fins de revenda (importação tradicional) a trolha é muito maior, pois envolve outros custos. Estou para gravar um editorial explicando melhor.

 

@Edvaldo J. Frederico Não sei se a explicação do Rafael ficou clara, mas deixa eu explicar. Antigamente fazíamos como você sugere, mas aí em cada gráfico a ordem dos produtos era diferente. Obviamente, usuários não prestavam atenção nisso e cometiam equívocos... Então decidimos fixar a ordem dos produtos em todos os gráficos para não haver esses erros de interpretação. Abraços.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
20 minutos atrás, Gabriel Torres disse:

 

"onde colocam" = é o governo que coloca, meu amigo. O custo de importação gira em torno de 100% do valor do produto. Infelizmente isso não vai mudar. Já viu algum deputado prometendo acabar com imposto?

 

 

Sua conta está equivocada. A alíquota de 60% é apenas para consumidor final, sem fins de revenda. Para fins de revenda (importação tradicional) a trolha é muito maior, pois envolve outros custos. Estou para gravar um editorial explicando melhor.

 

@Edvaldo J. Frederico Não sei se a explicação do Rafael ficou clara, mas deixa eu explicar. Antigamente fazíamos como você sugere, mas aí em cada gráfico a ordem dos produtos era diferente. Obviamente, usuários não prestavam atenção nisso e cometiam equívocos... Então decidimos fixar a ordem dos produtos em todos os gráficos para não haver esses erros de interpretação. Abraços.

 

Eu sei que não vai mudar cara, desde dos anos 90 quando que comecei na área de informática que é esta palhaçada, os únicos que podem mudar somos nós o povo que estamos cientes disso. Porém eu não posso ir sozinho lá no planalto protestar ou jogar uma bomba lá dentro, não adianta eu e mais algumas dezenas quererem, o certo seria se a maioria da população querer a mudança. 

 

Faço a minha parte por exemplo estou com o mesmo computador desde 2011 e um outro que uso para internet desde 2007 vou usa-los até aonde der para usar.

 

Quanto que esta o Ryzen aí na Austrália? A vantagem de morar em um país assim é que os impostos apesar de serem altos retornam para o povo em forma de qualidade de vida, educação e saúde.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@Rafael Coelho Obrigado pela análise, mas faltou um teste mais elaborado de temperatura utilizando o prime95  e lendo os testes em encode de vídeo, já não esta na hora de atualizar a metodologia nessa área, pois o divx já é um codec pouco utilizado e Media Espresso já esta mas mais que provado a sua deficiência em multicore, mesmo se o senhor compara os teste, de core i3, i5, i7 e i7-E de mesma geração verá que a performance apresentada no Media Espresso é inferior a programas como HandBrake, XMedia Recode ou similares sem contar que, não é informado o fps, o tempo do vídeo e ainda convertem para uma resolução que ninguém mais usa, infelizmente os teste de encode de vídeo não reflete a realidade e é necessário atualiza-lo.

 

obs. Desculpe, se eu pareci ofensivo mas eu acompanho o CdH a muito tempo e fico frustado ao ver que alguns teste parecem ter parado no tempo.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Informando apenas uma "falha" de escrita; Na primeira página, logo abaixo da figura 5: "Como o Ryzen 7 1700X não possui vídeo integrado..."

 

Suponho que quis dizer: Rayzen 7 1700, certo?

 

Abraço a todos e obrigado pelo teste!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, Daniel Artony disse:

Informando apenas uma "falha" de escrita; Na primeira página, logo abaixo da figura 5: "Como o Ryzen 7 1700X não possui vídeo integrado..."

 

Suponho que quis dizer: Rayzen 7 1700, certo?

 

Abraço a todos e obrigado pelo teste!

Valeu, corrigido.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Em 3/23/2017 às 10:20, RBMA disse:

Quanto que esta o Ryzen aí na Austrália? A vantagem de morar em um país assim é que os impostos apesar de serem altos retornam para o povo em forma de qualidade de vida, educação e saúde.

 

Na Austrália o imposto é único e de apenas 10%. Não há imposto de importação para produtos abaixo de AUD 1.000. Você pode conferir os preços de peças aqui visitando o seguinte site, que é o maior daqui: http://www.mwave.com.au. Não se esqueça que os preços são em AUD e você deverá converter (o Google te ajuda). Uma explicação mais aprofundada é necessária. Os países em geral decidem se vão taxar muito sobre renda ou sobre consumo. Na Austrália, assim como nos EUA, eles decidiram taxar pesado na renda e quase nada no consumo. (O imposto de renda pessoa física e encargos sociais sobre o salário pode chegar a 50%.) O Brasil é um dos países que taxa pesado na renda e no consumo.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Testem os jogos em 2K e 4K também.

Os processadores RYZEN tem um desempenho menor em Full HD 1920x1080, porém em 2K e 4K tem desempenho praticamente igual AO i7 7700k.

A forma como foram feitos os testes levam ao leitor acreditar que o Ryzen tem o desempenho bem menor.

Além do mais, quem compra uma GTX 1080 irá pelo menos rodar jogos em 2K.

 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
8 minutos atrás, Caleb Fagundes disse:

Testem os jogos em 2K e 4K também.

Os processadores RYZEN tem um desempenho menor em Full HD 1920x1080, porém em 2K e 4K tem desempenho praticamente igual AO i7 7700k.

A forma como foram feitos os testes levam ao leitor acreditar que o Ryzen tem o desempenho bem menor.

Além do mais, quem compra uma GTX 1080 irá pelo menos rodar jogos em 2K.

 

A questão é que, se formos testar em 2K e 4K, a placa de vídeo passa a ser gargalo. Aí, não estamos mais medindo o desempenho do processador, e por isso que, teoricamente, o desempenho com diferentes processadores tendem a se igualar. De que adianta fazermos um teste de processador com uma configuração que não mede o desempenho do processador?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Pensar nos R 7's para jogos é burrice, eu quero é ver os testes dos R 5's ou quem sabe dos R 3's em jogos, esses sim serão bons custo/benefício, dependendo de seus desempenhos e do interesse do comprador.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
19 minutos atrás, Scotta disse:

Pensar nos R 7's para jogos é burrice, eu quero é ver os testes dos R 5's ou quem sabe dos R 3's em jogos, esses sim serão bons custo/benefício, dependendo de seus desempenhos e do interesse do comprador.

Isso depende, somente o i7 segura a GTX 1070 e 1080. Com o Ryzen é a mesma coisa.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Ainda quero ver um review br com memórias @3600mhz , em todos os testes que tive comparado na gringa a diferença de fps comparado a memórias @2133 é bem grande , um exemplo : 

 

 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

vocês ja tem uma otima memoria, F3-17000CL9Q-16GBZH coloque ela em  15-17-17-45 3200mhz não precisa nem mudar a tensão.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Sem previsão para os testes com memorias mais rapidas? faz oc desses kits ai que ja resolve, vocês tem uma cl9, sobe a latência que ela chega fácil em clocks altos.

 

tive um tempinho hoje e fiz todo tipo de test com a bios atualizada em um ryzen 1800x, testei com as memorias até em 3500mhz, testei com latencias minimas, testei com um oc que consegui depois de muito tempo tentando fiz 4.1ghz, o choro é livre, o cpu não se compara a ultima geração dos intel, por mais que tenha muitos núcleos logicos o single thread ainda é muito inferior ao intel, sem falar que o i7 7700k sobe bem mais em oc, faço 4,8 fácil com um h100 ja fiz 5,1 em um dia frio aqui em SP... não tem pra onde correr, ainda mais com o novo pentium agora a plataforma 1151 é indubitavelmente a melhor, se quiser migrar compra placa-mãe e memoria novas e um pentium novo e depois é só ir trocando.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

minha placa-mãe é uma x370-pro, a bios saiu ontem atualizei hoje, é a bios versão 0515 do dia 2017/03/31, não tem nenhuma bios mais atualizada do que a que eu usei, o choro é livre.

 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Enquanto o Gabriel não escreve seu artigo, fui eu mesmo pesquisar o arcabouço burocrático de importação no Brasil e, se ele não me corrigir de novo, pagando todos os impostos e taxas, o valor é de 115% (cento e quinze por cento) sobre o valor do produto. E este aqui é um guia ~~~~~~~rápido~~~~~~~~ de importação para empresas.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@codavara O valor total varia pois o valor do II (Imposto de Importação) varia de acordo com o tipo de produto (não é um percentual fixo). Mas é por aí.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×