Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

O mito do "gerador de energia infinita"

       
 28.902 Visualizações    Artigo  
 32 comentários

É possível produzir energia ou manter um sistema funcionando indefinidamente sem gastar energia?

O mito do "gerador de energia infinita"
Rafael Coelho Editor-chefe do Clube do Hardware

Introdução

Vemos constantemente em nosso Fórum pessoas perguntando sobre "geradores de energia infinita", isto é, como produzir energia de forma contínua. Por exemplo, se ligarmos o cabo de força de um nobreak à sua saída, o próprio nobreak se recarregaria e poderíamos alimentar um computador infinitamente, certo? É também comum encontrarmos explicações e até mesmo vídeos que supostamente provam que isto é possível, ou, simplesmente, como manter um sistema mecânico em movimento contínuo sem a necessidade de uma fonte de energia. Mas será que isto é mesmo possível?

Respondendo de forma simples e direta: não é possível. Um mecanismo não pode se manter em movimento continuamente sem que tenha uma fonte de energia.

Há séculos, "inventores" alegam construir máquinas que se movimentam sozinhas, sem o uso de uma fonte de energia. Existe até um nome clássico para este tipo de engenhoca: moto-contínuo (ou moto perpétuo). Muitos desses "inventores" chegaram a fazer demonstrações públicas de suas máquinas, com o objetivo de atrair investidores para fabricá-las em grande escala e ganhar muito dinheiro vendendo os revolucionários inventos; todos, porém, foram desmascarados como farsantes que apenas tentavam dar um golpe, e sempre havia algum tipo de mecanismo escondido que mantinha o sistema em movimento.

Hoje em dia, a versão moderna são os vídeos na Internet, onde supostamente os mecanismos funcionam indefinidamente. Mas convém lembrar que existe algo chamado "efeitos especiais". Afinal, temos um filme onde vemos um homem voando, e ninguém em sã consciência acredita que este filme é uma prova de que um homem pode voar.

Muitos desses sistemas utilizam mecanismos mecânicos (com pêndulos e esferas rolantes) ou magnéticos (com ímãs) que supostamente mantém o sistema em movimento. Mas estes sistemas sempre violam ou as leis da mecânica, as leis da eletricidade ou as leis da termodinâmica. Neste artigo, vamos nos focar no ponto de vista da mecânica, e também explicar alguns exemplos ligados à eletricidade. Não entraremos no campo das explicações termodinâmicas porque aí já teríamos um livro, e não um artigo.

Vamos recordar um pouco das aulas de Física nas próximas páginas.

Editado por Rafael Coelho

Compartilhar

  • Curtir 14
  • Obrigado 5


  Denunciar Artigo

Artigos similares


Comentários de usuários




Caso haja tempo, uma sugestão para enriquecer o artigo seria talvez abordar o gerador de hidrogênio e os milagrosos economizadores de energia.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, T1000_2015 disse:

Caso haja tempo, uma sugestão para enriquecer o artigo seria talvez abordar o gerador de hidrogênio e os milagrosos economizadores de energia.

Poderíamos ter falado de vários assuntos relacionados, como carros elétricos com recuperação de energia de frenagem, eficiência de motores e uso de hidrogênio, mas o artigo já ficou bastante longo e a ideia era fazer uma explicação rápida mesmo. Mas obrigado pela sugestão!

adicionado 2 minutos depois
19 minutos atrás, André Ferreira da Silva disse:

Aulas de fisica gratuitas com o Dr. @Rafael Coelho! Só aqui no CdH mesmo! Obrigado!

Obrigado, mas estou ainda na metade do doutorado... Por enquanto é Mestre ainda.

Se bem que "mestre" é muito mais legal que "doutor". Não é Dr. Yoda, Dr. Splinter, Dr. dos Magos, Dr. Shifu, né? ;)

 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Ótimo artigo, é mais uma daquelas discussões que parecem óbvias, mas quando se juntam alguns amigos da faculdade para debater sobre, nenhum chega com um argumento de alto nível como foi apresentado aqui.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Eu vou ter que discordar sobre o homem voando.

Já o homem pousando (super-hero landing) e saindo com vida.. :D

 

4 horas atrás, Rafael Coelho disse:

Se bem que "mestre" é muito mais legal que "doutor". Não é Dr. Yoda, Dr. Splinter, Dr. dos Magos, Dr. Shifu, né? ;)

 

Todo Dr. é vilão, então, você está a alguns passos de entrar pro clube. :D

 

--

 

Estes casos sempre me lembram um causo/piada de uma granja onde as galinhas pararam de botar ovos, aí o granjeiro chamou veterinários, engenheiros, nutricionistas, zootecnistas.. e ninguém encontrava o problema das galinhas.
Aí ele chamou um físico, que depois de dois dias voltou com uma solução, mas havia um problema, ele fez os cálculos para uma galinha perfeitamente esférica e no vácuo. :P

Isso também me lembra este vídeo sobre o como as pessoas não compreendem coisas que fogem muito à realidade observável.

 

Nem preciso falar que o artigo está ótimo, né? :)

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
32 minutos atrás, Evandro disse:

Eu vou ter que discordar sobre o homem voando.

Já o homem pousando (super-hero landing) e saindo com vida.. :D

 

 

Todo Dr. é vilão, então, você está a alguns passos de entrar pro clube. :D

Verdade! Ou você morre como mestre ou vive o suficiente para virar doutor...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
3 horas atrás, Rafael Coelho disse:

Verdade! Ou você morre como mestre ou vive o suficiente para virar doutor...

Contanto que o sr. não tente dominar o mundo acho que está tranquilo chamar-lhe futuramente de Dr. rs!

 

Mais um brilhante artigo, muito bom Mestre @Rafael Coelho!

 

Acho que depois de hoje os terraplanistas vão parar de acessar o CdH kkkk!

 

 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
16 horas atrás, Rafael Coelho disse:

Poderíamos ter falado de vários assuntos relacionados, como carros elétricos com recuperação de energia de frenagem, eficiência de motores e uso de hidrogênio, mas o artigo já ficou bastante longo e a ideia era fazer uma explicação rápida mesmo. Mas obrigado pela sugestão!

 

Acho que ele se referiu aqueles sistemas que prometem gerar hidrogênio fazendo eletrólise de água num reservatório e sendo queimado pelo motor (também conhecido como o "motor movido a água"), que vira e mexe aparece em reportagem de TV bem meia boca.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
3 horas atrás, mattaus disse:

prometem gerar hidrogênio fazendo eletrólise de água

 

Exatamente. Se fz eletrólise, têm de tirar a energia de algum lugar (baterias?)

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
2 minutos atrás, Gabriel Torres disse:

 

Exatamente. Se fz eletrólise, têm de tirar a energia de algum lugar (baterias?)

Exato. Só que utilizar energia elétrica diretamente em um motor elétrico é muito mais eficiente do que utilizá-la para quebrar a água em hidrogênio e oxigênio e depois utiliza o hidrogênio em um motor a combustão.

Tem também o sistema de célula de combustível ou célula de hidrogênio, que recebe hidrogênio e oxigênio e gera energia elétrica por meio de uma reação química, mas nesta tecnologia ainda há as desvantagens da necessidade de produção do hidrogênio (que tem um custo energético muito alto) e do transporte e armazenamento do mesmo (o que é caro e perigoso).

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
4 horas atrás, Rafael Coelho disse:

Exato. Só que utilizar energia elétrica diretamente em um motor elétrico é muito mais eficiente do que utilizá-la para quebrar a água em hidrogênio e oxigênio e depois utiliza o hidrogênio em um motor a combustão.

 

Estou achando que você não vai conseguir escapar de falar da segunda lei da termodinâmica. :D

adicionado 2 minutos depois
13 horas atrás, ernaldo disse:

Excelente artigo.

Sugiro darem uma olhada no trabalho desenvolvido pelo Pedro Daun: www.pedrodaun.com

 

Sugestão para complementação do artigo ou pra morrer de catapora? :D

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
14 minutos atrás, Evandro disse:

Sugestão para complementação do artigo ou pra morrer de catapora? :D

Eu olhei o "trabalho" do tal Pedro Daun e só consegui dar risada. Merece um "case": como ganhar dinheiro falando m*%$@.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Bem, se algo assim fosse possível não teríamos milhões de quilômetros de fios de energia elétrica mundo afora. Cada um teria seu gerador de energia em casa. E embora não tenha relação com o artigo, me fez lembrar também dos milagrosos economizadores de combustíveis, para os quais eram prometidos mundos e fundos e não passam de uma balela.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Nossa lembrando das aulas de física do ensino médio aqui foi muito bacana!! Parabéns @Rafael Coelho texto muito fluido e interessante !!!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Excelente artigo, muito elucidativo e de fácil digestão pelos leigos.

 

Parabéns Rafael.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

É tão bom ver que ainda existe vida inteligente na internet! :tw_heart:

 

Mestres @Gabriel Torres e @Rafael Coelho agradeço pelo empenho em compartilhar tanta coisa boa.

 

PS.: Sinto falta da série Mitos do Hardware.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Em 17/07/2018 às 13:32, Rafael Coelho disse:

Poderíamos ter falado de vários assuntos relacionados, como carros elétricos com recuperação de energia de frenagem, eficiência de motores e uso de hidrogênio, mas o artigo já ficou bastante longo e a ideia era fazer uma explicação rápida mesmo. Mas obrigado pela sugestão!

adicionado 2 minutos depois

Obrigado, mas estou ainda na metade do doutorado... Por enquanto é Mestre ainda.

Se bem que "mestre" é muito mais legal que "doutor". Não é Dr. Yoda, Dr. Splinter, Dr. dos Magos, Dr. Shifu, né? ;)

 

ja viu esses geradores fabricados por neo imãs? eu achei bem interessante. 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

O torque para movimentar o imã - a eficiência abaixo de 100,0000%.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Infelizmente algo só é impossível até alguém fazê-lo. Ainda há uma infinidade de conhecimento que é um mistério para nós, se as leis existentes fossem "tudo", não precisaríamos de tanto investimento em pesquisas...

 

Em relação ao gerador de energia infinita... E quanto aos novos painéis solares baseados em CNTs@Grafeno (92% de eficiência) da nanotech ? Se por exemplo,  cobríssemos os dois hemisférios da terra com painéis desse tipo interligados em um grande gerador solar, não teríamos energia infinita (ou quase) ?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
9 horas atrás, Dante Saint disse:

Infelizmente algo só é impossível até alguém fazê-lo. Ainda há uma infinidade de conhecimento que é um mistério para nós, se as leis existentes fossem "tudo", não precisaríamos de tanto investimento em pesquisas...

 

Amigo, você leu o artigo?

 

Tem coisas que são impossíveis e sempre serão, sinto muito.

 

9 horas atrás, Dante Saint disse:

Em relação ao gerador de energia infinita... E quanto aos novos painéis solares baseados em CNTs@Grafeno (92% de eficiência) da nanotech ? Se por exemplo,  cobríssemos os dois hemisférios da terra com painéis desse tipo interligados em um grande gerador solar, não teríamos energia infinita (ou quase) ?

 

Por 6 meses em cada polo por ano, com um impacto ambiental incalculável e inaceitável, com uma perda na transmissão gigantesca, com custo proibitivo e, ainda sim continua sendo uma energia com fonte, obedecendo a termodinâmica, como tem que ser.

 

Isso sem contar que esta eficiência de 92% não tem cara de ser real.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
20 horas atrás, Dante Saint disse:

Em relação ao gerador de energia infinita... E quanto aos novos painéis solares baseados em CNTs@Grafeno (92% de eficiência) da nanotech ? Se por exemplo,  cobríssemos os dois hemisférios da terra com painéis desse tipo interligados em um grande gerador solar, não teríamos energia infinita (ou quase) ?

 

Isso é sério?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Em 7/20/2018 às 10:07, Faust0 disse:

PS.: Sinto falta da série Mitos do Hardware.

 

Será retomada. É que eu me mudei de volta ao Brasil e ainda não estou morando na minha casa definitiva, por isso estou ainda sem um estúdio para gravar.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Rafael Coelho isso quer dizer que a terra poderia para de girar um dia? kk

Zueiras a parte... "Tirando" a energia inicial necessária para fazer algo funcionar supondo que seja um carro elétrico, durante o movimento de acordo com a aceleração do carro os eixos não poderiam produzir mais energia se houvesse um mecanismo que triplicasse a energia produzida gastando metade do que ele usa, um mecanismo parecido com aqueles carrinhos de criança que agente puxa pra traz e ele se projeta a uma longa distancia sabe? Tipo... ele caminha umas "cinco vezes" mais pra frente a distancia que você usou pra puxar pra traz. Bem se fosse possível multiplicar a energia tecnicamente ele duraria muito o que tornaria o carregamento auxiliar algo quase que dispensável talvez necessários só para fazer raras recargas.

https://youtu.be/O_bTLoL0e50

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×