Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
danielns

Uma boa fonte substitui um estabilizador?

Posts recomendados

Eu estava pedindo opinões aqui no fórum sobre a configuração de um novo PC. Me falaram que não é necessário o estabilizador, é verdade?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Uma boa fonte substitui um estabilizador?
Não , porém não é necessario o uso de estabilizador.Eu por exemplo não compro de jeito nenhum , agora se for um NoBreak aí já é outra coisa...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

De modo algum...

Uma BOA fonte (com watts reais) é essencial !!!

O estabilizador não é necessário, mas é bom tem um...

[]'s

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O estabilizador é bom pra tudo !!! Por exemplo ele elimina Grandes ]Picos de energia que sua fonte pode não conseguir fazer isso.

Alem so que nao se esqueca que no estabilizador tem fusivel (Igual na fonte claro)... Mas se cair uma descarga forte perto da sua residencia, queima o estabilizador e nao a fonte do pc...

Claro o pc nao é só feito pela CPU e sim por monitor,impressora... Componentes que nao tem Filtros de linha descentes para ficarem sem estabilizador (isso claro em locais que a energia varia muito).

Ai vai de cada um... aqui em casa tenho e nunca tiro apesar de ter uma fonte que é de potencia real =)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mudei de ideia após ler todas as informações aqui contidas...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não,pois o estabilizador apesar de não ser o seu ``SALVA VIDAS ``em muitos casos ele ainda proteger de muitas coisa,porém ,ser voce não que cobrar um estabilizador o melhor seria voce comprar uma boa fonte é instalar um bom aterramento,ai sim voce vai está 99,99 % ``PROTEGIDO`` !

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Uma boa fonte com o devido aterramento com certeza é a melhor coisa que se pode ter para proteção do micro em sí, mas para o resto das peças, como monitor, modem, impressora entre outros, o melhor ainda é o estabilizador?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

greatwalker,mesmo assim ,o aterramento severia para todos os equipamentos com tomada tripolar .ex:fonte,monitor,modem...O estabilizador seria mais para tranformar a tensão é estabilizar está,por isso estabilizadores com voltagens de saida iguais a de entrada não seriam muito ``USAVEIS``!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não é de hoje que esta discussão faz parte de fóruns ligados à área de TI (técnicos, "micreiros", usuários leigos, programadores, curiosos e outros), a ponto de os ânimos ficarem acirrados e não se estabelecer nenhuma conclusão de fato.

O mais interessante é que a maioria das opiniões são dadas com pouquíssimas ou nenhuma "fundamentaçao técnica", baseadas em experiências isoladas de um ou outro usuário "achista" ou o "expert tecnomexânico/mexatrônico". Alguns afirmam enfaticamente com a soberba de absolutos conhecedores e dominadores do assunto.

Eletrônica não é uma ciência baseada em especulações e sim com fundamentações técnicas consistentes.

São poucos os posts em que são especificados no mínimo, marcas e modelos do conjunto "fonte X estabilizador", quanto menos especificações técnicas. São tratados simplesmente como "um estabilizador e/ou uma fonte".

Baseado na afirmação de que "uma fonte de alimentação não suporta as variações de tensão da rede elétrica", ficam aqui algumas perguntas, para que possamos estabelecer parâmetros consistentes a fim de chegarmos a um denominador comum:

- Qual a faixa de variação de tensão de entrada aceitável por uma fonte de alimentação ATX?

- Qual a faixa de variação de tensão de entrada aceitável por um estabilizador?

- Quais são as características elétricas mínimas exigidas para que um estabilizador atenda às condições estabelecidas pelos ETIs? Será que basta ter o nome "estabilizador"?

- Quais as marcas de estabilizadores existentes no mercado que realmente satisfazem as condições exigidas.

Como disse acima, solicito que as respostas sejam dadas sustentadas em fundamentações técnicas e normativas e não baseadas em informações simplesmente retiradas da própria internet, daquele amigo "fuçador" ou outra fonte de origem duvidosa.

Exclui-se também, argumentações do tipo:

"tenho um estabilizador da marca X e modelo Y, que nunca me deu problema",

pois não queremos trabalhar com dados estatísticos e suposições, mas sim, com dados técnicos fundamentados em resoluções normativas e parâmetros técnicos consistentes.

www.inmetro.gov.br/consumidor/produtos/estabilizadores.asp

www.sms.com.br/sitenovo/respostas.aspx?id=1

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Essa discussão é mesmo boa. Concordo plenamente que existam por ai na rede uma série de "achismos" que não se sustentariam por mais do que dois ou três porquês.

Para não ficar no "achismo", permitam-me aportar algumas informações.

O estabilizador trabalha numa frequência de 60 Hz. Uma vez detectado uma anomalia ele somente conseguirá "mudar" para mais ou menos a tensão em sua saída, no próximo ciclo, ou no próximo meio ciclo da rede elétrica. Isso significa que no mínimo vai ter que esperar algo em torno de 0,016 ou, se meio ciclo 0,008 segundos.

Belo tempo, vocês dirão. Muito rápido.

Vejamos como se comporta uma fonte chaveada, típica de PC, das medianas. As mais avançadas, mais caras, trabalham com frequências de até 400 KHz. As genérica prá mais de metro, as mais vagabundas possível, trabalham com frequências da ordem de 50 KHz. Para nosso exemplo vamos tomar as medias. Essa nossa fonte típica poderá trabalhar tranquilamente na frequência de chaveamento de 100 KHz (brincando).

Ora, ela também só conseguirá refletir alguma correção em seu próximo ciclo de trabalho, se detectada uma boa razão para a correção.

Se sua frequência de trabalho é de 100.000 Hz, a duração de seu ciclo de trabalho é de 1/100.000 = 0,00001 segundo (compare com o tempo de resposta da tartarug... digo, do estabilizador)... O que??? quase 1000 vezes mais rápida.

É isso mesmo. Quando acontece na sua casa uma variação da tensão da rede elétrica, (ao ligar o chuveiro, por ex.) algum dispositivo terá que fazer com que essa queda não se reflita nas tensões de 3.3, 5 e 12 Volts que alimentam o seu PC.

A fonte chaveada está ali para resolver essa questão e toma um tempo de cerca de 0,00001 segundos para por tudo em dia novamente. Seu PC está novamente com suas tensões muito boas mesmo que a tensão de rede tenha caído, 10 volts, vamos dizer somente como exemplo. O tempo passa. O problema já está resolvido..... Muito tempo depois, (nesse nosso universo), o problema já resolvido e vem o estabilizador e joga a tensão da rede 10 a 12 volts acima da que estava (lembre-se que ele é lento).

Essa tensão subindo esses 10 a 12 volts que representam a tentativa de "correção" daquele problema antigo (chuveiro) faz com que a fonte que já havia trabalhado para corrigir a queda provocada pelo chuveiro, agora tem também que corrigir a correção do estabilizador derivada, com atraso, da queda do chuveiro.

Ou seja. Sempre que você quiser ver a sua fonte trabalhando o dobro daquilo que normalmente teria que trabalhar, coloque antes dela uma tartarug.. digo estabilizador.

A falácia chamada estabilizador é uma herança maldita. De nada serve na frente de seu micro.

Quero mostrar para vocês, que me lêem agora e não tem nenhuma obrigação de dar crédito a nenhuma de minhas palavras, dizia quero apresentar a vocês uma pessoa em quem vocês acreditam, tenho certeza.

Apresento-lhes vocês mesmos. Vocês passarão a dizer a vocês mesmos para que serve um estabilizador, sob a forma de perguntas/respostas;

1) Pergunta: Picos de tensão, glitches, ruídos elétricos na rede, posso evitá-los com um estabilizador?

R: É muito fácil de entender que esses picos, ruídos etc são de natureza rápida, acontecem e somem, passam para sua fonte e algum tempo depois, mesmo que seja 0,008 segundos seu estabilizador faz tlec-tlec chamando uma tensão menor e logo chamando uma tensão maior. Veja que o pico de tensão apareceu passou para sua fonte e sumiu. Toda boa literatura técnica irá dizer que para remoção de picos, transiente rápidos, ruídos, glitches e outras interferências elétricas há que se utilizar de um bom filtro, ou supressor de transientes, ou filtro de linha, ou régua protegida, etc, de preferência com um bom aterramento que leve a massa todos essas porcarias.

2) Pergunta: Com um estabilizador consigo evitar que a incidência de uma descarga atmosférica passe para o meu computador?

R: Um estabilizador faz a ligação de sua rede elétrica (entrada) com a sua tomada de saída, o tempo todo. De vez em quando, em um desses semiciclos de rede, ele, o estabilizador toma outra derivação de seu transformador, para pegar maior ou menor tensão, mas sua função é garantir que a rede permaneça ligada ao seu computador, quer caia raio ou não na rede elétrica. A literatura também é clara quando diz que tensões maiores, fora de padrões, tipicamente encontradas em situações de tempestades com raios, devem ser drenadas a terra através de dispositivos de proteção que contenham elemento do tipo MOV (metal oxide varistor). Por outro lado o seccionamento da rede de entrada com o restante do PC deve ser providenciado por elemento fusível. Para se evitar a subida rápida da corrente de exceção há que ser colocado em série com a alimentação as bobinas de proteção (aquelas que se vê nos filtros de entrada das boas fontes). Ou seja, todos esses componentes que citei se encontram nas fontes e nas réguas de proteção, nos protetrores de surto nos "surge protectors".

3) Pergunta: É verdade que o estabilizador de tensão é capaz de deixar passar somente a energia limpa para o meu PC?

R: Isso é uma função típica dos filtros e, de novo, de preferência com um bom aterramento para drenar a massa todo o lixo.

4) Pergunta: A tesão em minha casa oscila em valores, já lidos e comprovados, de 95 volts até 150 volts. Tenho que colocar um estabilizador?

R: Tem. Tem sim. No refrigerador. Pois refrigerador algum consegue dar partida com tensão de 95 volts. No seu micro não. Coloque no seu micro, se você gosta mesmo dele, uma moderna fonte com PFC ativo, que lhe proporciona um melhor uso da energia e lhe fornece, de graça, a possibilidade de operação, de modo normal, na faixa de 90 até 270 volts, sem necessidade de selecionar chave alguma.

5) Pergunta: Você não acha arriscado ligar um micro direto na tomada assim como se faz com a TV, o forno de microondas, o videocassete, o DVD, a TV de plasma, o condicionador de ar, o refrigerador, o forno elétrico, o freezer, as máquinas de lavar, a minha TV novinha LCD de 42 polegadas que levei anos para comprar???

R: Sem resposta.

6) Pergunta: Meu pai vai a negócio para os EUA. Posso mandar ele trazer um estabilizador dos bons, dos melhores, para meu micro?

R: Pode. Mas aconselho que espere sentado, pois esse elemento não existe lá no dito primeiro mundo. Tente buscar na Newegg, na ZipZoomFly, na PgCom, na BestBuy, vá pela internet. Vê se você acha??

Você encontra sim distintos tipos de power protection, a saber:

Surge Suppressors (supressores de transientes, filtros etc)

UPS - São os no-break....

Tenta encontrar um estabilizador...Você seria capaz de citar pelo menos uma dúzia de ótimos fabricantes mundiais de fontes, de memórias, de gabinetes, de disco rígido, de placas-mãe. Tente encontrar um fornecedor mundial de estabilizador...............

Finalmente, para aqueles que disserem que é bom comprar um estabilizador porque ele tem fusível e também tem filtro. Ora compra uma cafeteira que tem fusível e também tem filtro (de café).

O elemento que tem tudo isso se chama "surge suppressor" , ou régua de proteção, ou filtro de linha ou.....e ai vai. Não ponha esse estabilizador que, você está pensando em comprar, a fazer nada e ainda atrapalhar sua fonte.

Muitas pessoas compram um belo estabilizador e dai, como o dinheiro pode ficar curto compram uma fonte de 700 Watts por R$ 65,00. Os três se merecem, o comprador, a fonte e o estabilizador.

Desculpe pela extensão do tópico. Não aguentei...

Abraço...

  • Curtir 6

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

não sou técnico não sou nerd e entendi pouca coisa (só a piadinha da tartaru..) isso é uma vergonha porque vou fazer engenharia elétrica, mas tenho minha pergunta.!:

tenho um estabilizador SMS 1000va no minimo 7 anos de uso, esquenta bem pouco, o que estarei perdendo e o que estarei ganhando, em caracteristicas visuais reais, (nao em milesimos de segundo) se eu acrescentar ele(o estabilizador) a minha nova config com uma SevemTeam420? e o fio pra aterramento, de onde deve sair?? pelo menos aqui nao tem, geralmente o fio é verde, terei q fazer 1?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
não sou técnico não sou nerd e entendi pouca coisa (só a piadinha da tartaru..) isso é uma vergonha porque vou fazer engenharia elétrica, mas tenho minha pergunta.!:

tenho um estabilizador SMS 1000va no minimo 7 anos de uso, esquenta bem pouco, o que estarei perdendo e o que estarei ganhando, em caracteristicas visuais reais, (nao em milesimos de segundo) se eu acrescentar ele(o estabilizador) a minha nova config com uma SevemTeam420? e o fio pra aterramento, de onde deve sair?? pelo menos aqui nao tem, geralmente o fio é verde, terei q fazer 1?

Não ter entendido, pena, me esforcei.

Mínimo 7 anos de uso, ótimo. E??? (isso significa que ele é bom, excelente, necessário , indispensável?)

Esquenta bem pouco: O meu não esquenta nada, nadinha. Não existe.

O que estará ganhando em características visuais reais. Nada. Aliás, pode até ser que ele seja bonitinho. Se ele for do tipo slim, com uma altura de mais ou enos 12 cm, como os desktop que não eram do tipo torre, ele poderá servir até de base para colocação de seu monitor. Qualquer tratado de ergonomia manda você colocar seu monitor, com a primeira linha da tela, ao nível de seus olhos. Tai uma bela função para ele.

O que estará perdendo. Penso que perdeu na hora de comprar, penso que por 7 anos você ficou aquecendo o ar ai de sua casa, (pouco segundo você), desnecessariamente. Penso que você deveria ter usado esse valor para comprar uma fonte um pouco melhor até do que essa dai. Te confesso que não tenho nada contra a Seventeam, um bom e sério fabricante de fontes. Belas fontes para servidores nasceram dai. Especificamente essa linha BKV da Seventeam, não morro de amores por ela e te digo por que.

Não gosto nem um pouco dessa linha BKV da Seventeam, e ai se encaixa essa ST420BKV, é do rendimento da mesma. É de 65%. Muito baixo. Não é por nada que se vê depoimentos por ai sobre o aquecimento da mesma. Imagine que realmente você use 400 dos 420 Watts que ela promete. Calcule o quanto ela vai demandar da rede elétrica. A potência total será = 400/0,65 = 615 Watts. Sabe o que isso significa. Que seu micro estará puxando aqueles 400 Watts e sua fonte estará jogando fora esses 215 Watts a mais ai calculados, sob a forma de energia mecânica (no fan) e o resto, praticamente, mais de 200 Watts, sob a forma de calor. Somente por isso não gosto dela. Não é pelo preço, não é pela estabilidade ou não. É pelo baixo rendimento. Aliás, o preço dela deve ser composto por duas variáveis. Um é aquele que você pagou na loja. Outro é aquele que você pagará, mensalmente na conta da energia elétrica, por não ter comprado uma fonte com um rendimento melhor. Acho que você arrumou um auxiliar para o aquecimento ai de sua casa. Primeiro o estabilizador e agora a fonte.

Caro amigo mrbean. Me perdoe se estou sendo irônico até. Mas faço isso para que você possa entender que é possível comprar bons equipamentos em nosso mercado. Na minha cidade tem um Super Mercado que tem como slogam o seguinte bordão, "Economizar é comprar bem". O que ele está tentando dizer é que não necessariamente uma compra barata e tampouco não necessariamente uma compra cara podem ser boas.

Outro dia, no outro fórum do qual participo, um colega colocou um desafio para mim, que era mais ou menos assim... "veja se você é capaz de citar uma boa fonte para uma config padrão deitada abaixo:"

CPU: Athlon 64 x2 4400 (2200 Mhz 1,4 Volts) sem OC

Um disco rígido 7200 RPM

Dois pentes de 1 Giga, DDR2

2 placas NVidia 7600 GT em SLI

1 Leitor/Gravador de DVD

Gabinete com 3 Fans de 92 mm

Sem entrar no mérito da config fiz a análise e dei como resultado o seguinte:

A fonte escolhida por mim é a Zalman 360W ATX V2.0 ZM360b-APS, encontrada em loja da minha cidade pelo valor a vista de R$ 219,62 Consulta feita na data de hoje:

Apendava então a foto comprovando (não adianta achar fonte que não esteja a venda, naquela data)

Hardstore.jpg

Dados:

Potência: 360W

PFC ativo

Eficiência 80%

Preço por Watt = 219,62/360 = R$ 0,610/Watt.

Para fechar teu post. Sim, o aterramento se não o tiveres, sempre é um bom conselho que o providencies. A grande maioria dos lares brasileiros não tem aterramento. O uso de filtros e supressores fica, nesses casos, parcialmente prejudicado. Não é que os filtros e supressores percam suas funções. Perdem somente parte delas. É perfeitamente possível conviver sem aterramento, dentro da normalidade. O problema é a convivência na anormalidade.

Claro que ai não valem opiniões do tipo "há mais de 10 anos ligo o PC sem aterramento e nunca deu nada". Essas opiniões não tem embasamento técnico e sim estatístico.

É isso ai caro colega mrbean. Obrigado por responder. Só assim se pode trocar opiniões e divergências até. Isso é positivo.

Abraço.

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sim, foi ironico, é engraçado como é dificel dizer sim ou nao, mas tudo bem, o pc minha mae comprou a 7 anos, usado, infelizmente ela nao sabia a diferença entre uma fonte e um estabilizador (nem eu), pra ela o pc é o monitor.

Mas pelo que entendi , em algum lugar desse imenso topico acho que tu quis me dizer para nao usar o estabilizador, ainda nao entendi porque, mas colocarei ele nos periféricos, mesmo nao sabendo se é bom ou nao.

E aquele desafio do fonte, bem eu iliminei a variavel consumo de energia da minha conta, portando fico com a 65% de 420 mais barato né? eu vou pelo o que os outros falam, ou o mais popular geralmente pelo preço e que nao tenha dado problemas.

Nao tenho dinheiro e nunca tive, por isso faz 5 meses que estou pegando essas pequenas informações para gastar corretamente o dinheiro que ecomizo a 4 anos, na viagem que faço hoje mesmo, essa era minha ultima duvida, agradeço a todos do forum que me ajudaram, vou testar minha maquina e passar a dar resposta ao desempenho da maquino para futuros compradores dessa linha. agradeço e até mais!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Diante da afirmação de que “eletrônica não é uma ciência baseada em especulações e sim com fundamentações técnicas consistentes” e tendo em vista a resistência de muitos usuários céticos com relação à não necessidade do uso do estabilizador em ETIs, resolvemos traçar uma linha de raciocínio mediante a coleta de dados conforme descrito no post:

Tendo em vista a ótima apresentação pelo colega “faller” no post

vimos a não necessidade de fazê-lo, pois, o mesmo, antecipando as nossas intenções (induzí-los a fornecer-nos as especificações técnicas), descreveu com certo entusiasmo e conhecimento de causa, a realidade dos fatos.

Este tópico me faz lembrar dos nada saudosos “reguladores de tensão KRON” (tensão = neologismo). Dispositivo de controle manual (rotativo), responsável pela “estabilização” da tensão dos antigos televisores. Com o advento das fontes chaveadas no eletrodoméstico (TV), abriu-se a discussão da necessidade ou não continuidade do uso deste dispositivo. Pergunto aos senhores: Quem usa estabilizador para alimentar um televisor nos dias de hoje? Quais os efeitos colaterais diante do abandono de tal dispositivo?

No post foram inseridos propositadamente dois links:

Observem que no link do INMETRO, existe uma referência ao programa Fantástico da Rede Globo do dia 13-OUT-1996, que apresentou a análise de 8 marcas estabilizadores e nenhuma foi aprovada. Algum tempo depois o mesmo programa apresentou um outro teste onde foi constatado que a marca “menos pior” :D era a SMS.

Tendo em vista a não existência de norma brasileira específica para estabilizadores de tensão, decidiu-se verificar a conformidade em relação à norma internacional IEC - International Electrotechnical Commission:

IEC 686-1/1980 - Stabilized Power Supply, ac outup

Vocês sabem o que significa "Power Supply"? :confused:

Posso afirmar que não é estabilizador. :rolleyes:

Já no link da SMS podemos verificar no item 2. “saiba quando usar filtro de linha, estabilizador de tensão ou nobreak” (replicado parcialmente abaixo), a justificativa quanto ao uso dos equipamento de sua fabricação.

CONHEÇA OS PROBLEMAS QUE ATINGEM A REDE ELÉTRICA E QUAIS SUAS SOLUÇÕES

1. Surtos de Tensão

São transientes de alta energia, que muitas vezes atingem a magnitude de kilovolts e aparecem na rede elétrica com muita freqüência, principalmente no verão pela ação de descargas atmosféricas (raios).

De todos os eventos críticos, os surtos de tensão são os potencialmente mais perigosos e provocam grandes estragos, queimando placas de computadores, placas de rede, winchester, fontes de alimentação, hubs, fiação de rede, etc.

Os efeitos destes transientes na rede telefônica, por terem uma impedância maior que a rede elétrica, são ainda mais danosos. Aparelhos de fac-símiles, KS, PABX e outros equipamentos conectados diretamente à rede telefônica sem a devida proteção, estão condenados a serem seriamente danificados.

Soluções:

Filtro de linha: quando possuem internamente um componente chamado de supressor de transiente (p/ rede elétrica) e centelhador à gás (p/ rede telefônica) resolvem os problemas.

Estabilizador de tensão: com filtro de linha interno equipado com os componentes descritos no item anterior, também resolvem o problema.

Nobreaks: idem ao estabilizador de tensão

2. Ruídos de Linha (EMI/RFI)

São ruídos de alta-freqüência provocados pela conexão de equipamentos como motores, ar-condicionados, fontes chaveadas, etc., à rede elétrica.

Dependendo da magnitude, provocam por exemplo, o efeito de chuviscamento na tela de televisores, monitores, etc.

Soluções:

Filtro de linha: corrige o problema desde que o filtro não seja uma simples "extensão".

Estabilizador de tensão: corrige desde que equipado internamente com um bom filtro de linha.

Nobreak: idem.

3. Distorção Harmônica

Este fenômeno é uma deformação da senóide (formato da onda) e é provocado por cargas pesadas conectadas à rede, do tipo de motores de indução, solenóides, geradores, etc., principalmente aquelas cargas com baixo fator de potência.

Este distúrbio pode provocar uma desenergização momentânea da fonte de alimentação do computador, travando-o.

Soluções:

Filtro de linha: não corrige o problema.

Estabilizador de tensão: não corrige o problema.

Nobreak: somente os nobreaks do tipo on line senoidal corrigem o problema.

4 e 5. Sub e Sobretensão de Rede

Estes eventos ocorrem quando o nível da energia fornecido pela concessionária ultrapassa os limites aceitáveis e suportáveis pelos equipamentos. Se a subtensão atingir valores extrapolados, pode provocar perda de dados nos computadores, distorção na tela de monitores e televisores, etc. Ocorrendo sobretensão, certamente haverá queima de equipamentos.

Soluções:

Filtro de linha: não corrige o problema.

Estabilizador de tensão: corrige o problema desde que o estabilizador esteja adequadamente dimensionado para a carga. Estabilizadores com transformador subdimensionado e sem o número correto de taps não corrigirão o problema.

Nobreaks: somente os do tipo "line interactive"e on line corrigem o problema.

6. Pequenas Interrupções (efeito Flicker)

Interrupções muito curtas no fornecimento da energia elétrica, com duração da ordem de milésimos de segundos e que quase sempre são imperceptíveis ao usuário. Provocam frequentemente perda de dados em arquivos de computadores ou travamento de sistemas.

Soluções:

Filtro de linha: não corrige o problema.

Estabilizador de tensão: não corrige o problema.

Nobreaks: corrigem o problema, ressalvando-se os tipos "STAND-BY" também conhecidos como "short-breaks" com grande tempo de transferência.

7. Grandes Interrupções (black-out)

Grandes interrupções de energia ou o que popularmente chamamos de "black-out". São geralmente provocadas por algum distúrbio grave nas subestações ou na rede de distribuição. Podem durar minutos ou se prolongar por horas. Este evento é o maior causador de prejuízos em empresas. Quanto mais informatizada a empresa, maior o investimento que deverá ser realizado a fim de minimizar ou eliminar a atuação deste evento.

Soluções:

Filtro de linha: não resolve este problema.

Estabilizador de tensão: não resolve este problema.

Nobreak: elimina o problema. Entretanto, o usuário deverá atentar para o tempo de autonomia do nobreak, ou seja, a sua capacidade de fornecer energia durante a interrupção da rede elétrica.

8. Variação da Freqüência

A freqüência da energia fornecida pelas concessionárias é 60 Hz para todo o território nacional. A não variação desta freqüência, além de um limite não superior a +/- 0,5Hz é um sério compromisso que as mesmas assumem com os consumidores. Ocorrendo uma variação superior a este limite poderá provocar superaquecimento e até queima da carga* que estiver conectada à rede.

Os equipamentos de informática e entretenimento de um modo geral, embora sendo menos sensíveis ao efeito deste evento, não se deve ligá-los a uma rede de 60Hz (ou vice-versa) se forem projetados para atuar em rede de 50Hz (existentes em muitos países da Europa e da América do Sul).

Obs. entenda por carga qualquer tipo de equipamento ligado à rede como: motores, eletrodomésticos, luminárias, equipamentos de informática, etc.

Observem que no post, insistimos em retomar a discussão, baseada em conceitos, normas técnicas e fundamentos concernentes ao tópico.

Para analisarmos alguns dados da fonte de alimentação, necessitamos consultar o guia de desenvolvimento “ATX12 Power Supply Design Guide” (PSDG V2.2).

(Copyright © Intel Corporation), editado em sua versão 2.2 em MAR-2005 com o suporte referência dos seguintes documentos:

FCC Rules Part 15, Class B Title 47, Code of Federal Regulations, Part 15

ICES-003: 1997, Class B Interference-Causing Equipment Standard – Digital Apparatus

EN 55022: 1998 + Amendment A1:2000 Class B

Information Technology Equipment – Radio disturbance characteristics – Limits

and methods of measurement

CISPR 22: 1997, Class B Information Technology Equipment – Radio disturbance characteristics – Limits and methods of measurement

AS/NZS 3548:1995, Class B Information Technology Equipment – Radio disturbance characteristics – Limits and methods of measurement

EN 55024:1998 Information Technology Equipment – Immunity Characteristics – Limits and methods of measurement

IEC 60950, 3rd ed., 1999 Safety of Information Technology Equipment

EN 60950: 2000 Safety of Information Technology Equipment

UL 60950, 3rd ed., 2000 Safety of Information Technology Equipment

CSA 22.2 No. 60950-00 Safety of Information Technology Equipment

Voltando ao site da SMS tomamos como exemplo para fins de comparação, os modelos de estabilizadores domésticos µAP 3.0BiFX e µAP 5.0BiFX:

www.sms.com.br/sitenovo/produtos/estabilizador/ficha.aspx?id=18.

VAMOS FAZER UM RESUMO GERAL:

Fontes de referência

Estabilizador = SMS: http://www.sms.com.br/empresa/faq.asp

Fonte ATX12 = ATX12 Power Supply Design Guide” (PSDG V2.2)

- Faixa de Variação de Tensão -

Estabilizador:

93V ~ 132V @ 115V

178V ~ 235V @ 220V para regulação de 6% (conforme norma NBR14373)

Fonte de alimentação:

90V ~ 135V @ 115V

180V ~ 265V @ 230V

- Frequência Nominal -

Estabilizador: 60 Hz

Fonte de alimentação: 47 Hz ~ 63 Hz

- Proteção contra surto de tensão -

Analogamente ao filtro de linha e o estabilizador, a fonte de alimentação chaveada ATX12 também possui.

- Ruídos de Linha (EMI/RFI) -

A fonte de alimentação ATX12 possui internamente um filtro de linha igual ou melhor ao do estabilizador

- Distorção Harmônica -

Importa saber se a fonte corrige se o próprio estabilizador não o faz?

- Sub e Sobretensão de Rede -

Estabilizador: não corrige sem o número correto de derivações no transformador.

Fonte de alimentação: corrige em qualquer situação.

- Pequenas Interrupções (efeito Flicker) -

Estabilizador: não corrige

Fonte de alimentação: 17 ms (voltage hold-up time)

1) Qual a vantagem em se utilizar um estabilizador?

R: Peço que analise você mesmo e responda. Os dados estão logo acima e deve ter observado que não foram por nós arbitrados e/ou mensurados ao acaso e sim coletados do site do fabricante SMS e do Guia de desenvolvimento da Intel.

2) E se eu quiser usar um estabilizador como uma barreira de proteção contra descargas elétricas?

R: Use um bom filtro de linha. Veja o item “surto de tensão” descrito acima (SMS). Internamente o estabilizador “com esta proteção”, possui os mesmos componentes que um filtro de linha que é mais barato. Terá uma vantagem a mais: o filtro de linha é passivo, portanto não terá um consumo adicionado à sua conta de energia elétrica. Isto sem falar no rendimento. Só um detalhe. Você está preocupado com sua máquina ou com as vidas que existem dentro da sua casa? Não acha mais seguro instalar um sistema SPDA (Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas) e ter uma proteção global? Ou acha que a descarga entra somente para atacar seu computador? Pode entrar pela instalação elétrica, cabo da antena, tubulação hidráulica (se metálica), tubulação de gás canalizado, cabo telefonico...

3) Será que minha fonte de R$ 50,00 segue as especificações do PSDG V2.2?

R: Nunca. Uma boa fonte custa por volta de R$ 200,00 (mínimo).

4) Mas não é muito cara R$ 200,00 por uma fonte de alimentação?

R: Quanto vale seu equipamento? Conheço pessoas que pagam quase R$ 2.000,00 em uma controladora de vídeo e mais de R$ 2.000,00 em uma main-board sem falar no gabinete e outros acessórios, uma fonte de R$ 50,00 e um estabilizador de R$ 70,00. Uma economia de R$ 80,00 em um dispositivo vital para o funcionamento do seu alto investimento.

É o mesmo que investir uma fortuna em um automóvel importado e depois pechinchar para abastecer em postos com combustível “batizado”.

É uma hipocrisia sem precedente (seus seguidores fazem parte de uma "tribo" que costumamos chamar de "hipocriware").

Muitos desses usuários se consideram absolutos conhecedores, mas nem ao menos sabem se existem no estágio de entrada da sua fonte, os varistores, capaciatores e indutores (filtro EMC/EMI/RFI), que geralmente são substituídos por fios (jumpers) (veja figura abaixo). Diversas publicações enfatizam esse assunto. Uma publicação que recomendo é a revista PC & Cia. que tem um artigo em várias partes, com testes em laboratório e com embasamento técnico.

Isto me faz lembrar do início da década de 80, quando estourou a febre de Serviço Rádio Pessoal - Banda do Cidadão– Citizen Band - (PX). Apareceram “especialistas em telecomunicações” por todos os lados palpitando e oferecendo equipamentos super potentes e soluções aliadas a uma antena cujo ROE (relação de onda estacionaria) era péssimo. Resultado: transmissões ineficientes e muitas vezes o estágio de saída queimava e o custo do transistor de RF representava mais de 50% do valor do equipamento.

Analogia: a fonte está para o seu sistema computacional como a antena está para o sistema de transmissão. Dela depende a sobrevivência de “todos” os dispositivos eletrônicos alojados dentro do gabinete.

Foram citadas quatro palavras/acrônimos importantes no contexto "estabilização e/ou qualidade de energia":

Distorção Harmônica

EMC - Electromagnetic Compatibility (Compatibilidade Eletromagnética)

EMI - Electromagnetic interference (Interferência Eletromagnética)

RFI - Radio Frequency Interference (Interferência por Radio Frequência)

"Você sabia que a fonte chaveada, inversores de frequência e outros dispositivos eletrônicos de potência chaveados em alta frequência são os responsáveis pela queda da qualidade de energia elétrica dos anos modernos, principalmente no ambiente industrial, devido a geração de hormônicas?

Sabia também que os componentes do filtro de EMC (EMI/RFI) disposto na entrada das fontes de alimentação, serve também para bloquear ruídos harmônicos gerados pela mesma, evitando portanto, "contaminação da rede elétrica" a qual pode ocasionar avarias (queima) em equipamentos sensíveis próximos, travamentos de dispositivos microprocessados externos, aquecimento dos condutores de alimentação, aumento do consumo de energia elétrica etc?

Sua fonte enquadra-se nesta condição?"

Diante das afirmações favoráveis quanto ao uso do "famigerado" estabilizador em computadores, aos "experts" de plantão deixamos um questionamento:

Se seu "inútil e indispensável" estabilizador não oferece proteção contra os efeitos da (THD) Distorção Harmônica (informações da SMS) e sua "ótima" fonte de R$ 50,00 não possui na entrada os elementos necessários para EMC (EMI/RFI) (as vezes nem no próprio estabilizador), justifique a necessidade do uso desta "inutilidade", qualificada como "importante".

Sei que muitos usuários, mesmo após a leitura deste post e o do colega “faller”, ainda continuarão a insistir em suas teorias (classes de fusíveis, chaveamento por reles ou tiristores, potencial energético diferente, etc), sem embasamento algum. Já li um post em que o membro diz que a função do estabilizador é manter a forma de onda senoidal da rede. :muro:

Segundo "faller", estas pessoas "não se sustentam por mais do que dois ou três por quês".

Vale também lembrar que, nem todos os estabilizadores dos diversos fabricantes respeitam no mínimo, os 6 itens destacados acima (fonte: SMS). Alguns não passam de uma caixa metálica contendo internamente um transformador e uma placa de circuito impresso com meia dúzia de componentes e externamente algumas tomadas de péssima qualidade (não podia ser diferente). Partindo deste pressuposto perguntamos: "A "inutilidade indispensável" que está ai ao seu lado é ao menos certificada pelo INMETRO?" Não? Já viu esta "caixinha de tomadas" incendiar-se? Teu seguro tem cobertura contra incêndio residencial?

Vejam estes links:

Após uma verificação nos links acima, uma coisa me deixa curioso:

P: O que leva uma empresa que não tem nada a esconder, já que seus produtos são certificados por um órgão oficial de "acreditação", a impetrar um pedido de liminar, a fim de impedir que resultados de testes realizados nestes mesmos produtos sejam divulgados na mídia?

Seria no mínimo uma propaganda gratuita de grande circulação nacional, a exemplo da SMS, que teve suas vendas de estabilizadores multiplicadas após a divulgação do teste do INMETRO no programa Fantástico da Rede Globo.

R: Certeza de impunidade diante da determinação da justiça em acatar o pedido e garantia de vendas frente a um público consumidor de "inutilidades tecnológicas" (usuário de ETIs), e ainda de qualidade duvidosa, baseados em informações de lojistas, "achistas", "micreiros", "fuçadores, "aventureiros", "experimentadores", "hipocriwares", "opinadores", "sabichões" e muitos outros "experts" e "picaretas" no assunto.

"ENQUANTO HOUVER PROCURA, CERTAMENTE HAVERÁ OFERTA"

$ $ $ $ $ $ $ $ $ $ $ $ $ $ $

Aos "felizardos" possuidores de estabilizadores cujo controle de chaveamento nas derivações é feito por relês, deixo uma "confortante" informação.

Além do "delay" no tempo de resposta de "variação X compensação", na correção da tensão de saída citada pelo colega "faller", adicione o valor de 10 ms (max) = "tempo de operação" do relê ou 5 ms (max) = "tempo de desoperação" (fonte METALTEX).

e aos adoradores dos estabilizadores "Microsol", informo que a faixa de operação é ainda menor que o da SMS aqui apresentado:

103,50V ~ 132,25V @ 115V

198V ~ 253V @ 220V

e seu "tempo de resposta (correção)" chega à:

6 semiciclos = 50,1 ms

CREDO!!!! :ahh:

frente ao SMS que não fica muito distante:

2 ciclos = 4 semiciclos = 33,4 ms

:ahh:

Vocês têm alguma noção de qual é a relação de "tempo de resposta" à uma variação de tensão "estabilizador x fonte de alimentação", baseado na informação acima?

Uma coisa posso concordar com vocês. Este estabilizador é muito mais rápido que os saudosos “reguladores manuais KRON” que citei acima. :D

Os teimosos em usá-los estão hoje por aí... desatualizados... esquecidos... juntos com os reguladores... :cry:

Melhor pra eles né? Ou não... :confused:

Quer ser como eles daqui a 20 anos? :seila:

Este post está sendo constantemente atualizado...

post-161562-13884943285633_thumb.jpg

post-161562-13884943302617_thumb.jpg

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Caro marco_piracicaba. Só tenho uma palavra prá te dizer.... Obrigado.

Essa luta é árdua, mas é vencível.

Abraço.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

nao substitui nao

a unica coisa na minha opiniao que substitui um estabilizador é um nobreak

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Caro marco_piracicaba. Só tenho uma palavra prá te dizer.... Obrigado.

Essa luta é árdua, mas é vencível.

Abraço.

E como é árdua. Você chegou em boa hora. Já estava ficando estressado também.

Mas, graças a pessoas como você é que conseguimos desvendar alguns de muitos mitos existentes em torno deste universo eletrônico.

Muito obrigado também e parabéns...

Abraço!

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Já que a existência do estabilizador não agrega benefícios (e sim até malefícios) ao funcionamento do computador, gostaria de saber se a seguinte atitude é correta. =>"dar um fim menos nobre ao estabilizador" e substituí-lo por uma simples extensão, já que necessito ainda das várias tomadas (para impressora, monitor, som e o gabinete). Ou devo comprar um fitro? Se sim qual modelo você indicaria?

Aproveito para fazer um comentário (da perspectiva de consumidor) a respeito da fonte modelo ST-420BKV. Não quero fazer propaganda de nenhuma empresa, mas a verdade é que a Windys nos trouxe um produto "razoável" em um mercado ("da grande massa") que desconhecia a importância das fontes. Não tomei conhecimento de nenhuma outra empresa que tivesse tido essa ação antes.

Se antes as pessoas só compravam fontes "ching ling", pelo menos hoje usuários fazem um esforço e gastam cerca de R$150 em fonte.

É lógico que foi um conjunto de fatores como o aumento da potência consumida pelo computador, propaganda boca-a-boca, danos causados pela fontes de baixo custo.

Agradeço pelas informações passadas neste tópico, fica o meu desejo de que mais pessoas tenham acesso a estas informações eliminando mitos e "achismos".

Um professor dizia:

"Quem acha alguma coisa não acha nada".

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Já que a existência do estabilizador não agrega benefícios (e sim até malefícios) ao funcionamento do computador, gostaria de saber se a seguinte atitude é correta. =>"dar um fim menos nobre ao estabilizador" e substituí-lo por uma simples extensão, já que necessito ainda das várias tomadas (para impressora, monitor, som e o gabinete). Ou devo comprar um fitro? Se sim qual modelo você indicaria?

Compre um bom filtro em uma extensão de tomadas. Procure por alguns itens visuais ao comprar esse filtro;

1) Corpo metálico ou de plástico antichama (segurança);

2) Tomadas elétricas individualmente inseridas no filtro. A grande maioria dos filtros tem um corpo plástico com as tomadas nele fundidas. Esse tipo de tomada tem uma enorme possibilidade de, internamente (contatos elétricos) ser muito pobres na elaboração/resistência desses contatos (geralmente uma lâmina que só encosta no plug). Dê preferência àqueles que tem tomadas individualmente instaladas em seu corpo;

Na figura abaixo coloco tipicamente o tipo de tomadas que me deixa preocupado quanto ao seus contatos elétricos. Eu não compro desse tipo.

Mauexemplodetomadas.jpg

Na figura abaixo coloco o tipo de tomada que considero ideal para a régua. É uma tomada que foi feita para exercer a função de tomada. Recomendo.

Bomexemplodetomadas.jpg

3) Se você puder optar por uma tensão única, ou com chave seletora de tensão, faça. Uma proteção bivolt terá que proteger obrigatoriamente acima de 270 Volts, que se usada em 110 fica pouco prejudicada. Protetores para 110 tem geralmente suas proteções a partir de 140 Volts.

Vou citar duas referências que me parecem boas;

http://www.labramo.com.br/protetor.htm

Em seus modelos 10511(110Volts) ou 10509(220Volts)

http://www.ragtech.com.br/produtosfilterline.htm

Aproveito para fazer um comentário (da perspectiva de consumidor) a respeito da fonte modelo ST-420BKV. Não quero fazer propaganda de nenhuma empresa, mas a verdade é que a Windys nos trouxe um produto "razoável" em um mercado ("da grande massa") que desconhecia a importância das fontes. Não tomei conhecimento de nenhuma outra empresa que tivesse tido essa ação antes.

Se antes as pessoas só compravam fontes "ching ling", pelo menos hoje usuários fazem um esforço e gastam cerca de R$150 em fonte.

É lógico que foi um conjunto de fatores como o aumento da potência consumida pelo computador, propaganda boca-a-boca, danos causados pela fontes de baixo custo.

Não consigo deixar de entender e elogiar seu reconhecimento. De extrema valia foi o processo de "desgenericamento" (desculpe o nelogismo) das fontes no Brasil, trabalho esse em que a Windys tem boa participação. Só me parece que agora os tempos são outros.

Você deve ter reparado que alguns posts antes desse citei uma fonte de relativo baixo custo, com rendimento de 80%, com PFC ativo, de renomado fornecedor. Se é certo que passamos (ou estamos passando) pela fase em que tiramos as genéricas de dentro de nossos micros, penso estar na hora já de passarmos a colocar mais qualidade e não tanto quantidade como o mercado está clamando, no tocante às fontes de alimentação.

Abraço...

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
nao substitui nao

a unica coisa na minha opiniao que substitui um estabilizador é um nobreak

Obviamente que respeito a tua opinião. Tanto respeito que gostaria bastante de poder ler as razões pelas quais a única coisa que substitui um estabilizador é um no-break. Já sabes que minha opinião diverge. Estou pronto para mudar de opinião se teus argumentos forem consistentes e comvincentes.

Com você a palavra... Aguardo.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Aos incrédulos, que leiam e procurem interpretar e entender o que postaram o faller e marco_piracicaba! Não basta participar do fórum e continuar na premissa pobre do tipo: "Essa fonte segura meu PC? Essa fonte presta? Qual melhor estabilizador e nobreak? e etc....

Este fórum já tem conteúdo de primeira faz muito tempo e tem melhorado a cada dia, graças as participações de pessoas como os acima citados, que se preocupam em trazer FATOS e verdades comprovadas, deixando de lado as especulações, o "eu acho....." .

Parabéns pelos conteúdos postados e que os mesmos possam servir de fontes de pesquisa e que possam esclarecer aos muitos que teimam em seguir sem conhecimentos. Que os leitores possam aprender a diferenciar conceitos técnicos, elaborados com base em Normas Técnicas reguladas, do que se apresenta como salvação milagrosa para seus problemas! Nos dias de hoje, chega a irritar, ver pessoas seguindo opiniões e métodos absurdos, quando se tem meios e facilidades para se buscar mais e mais informações!

Abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Compre um bom filtro em uma extensão de tomadas.(...) Se é certo que passamos (ou estamos passando) pela fase em que tiramos as genéricas de dentro de nossos micros, penso estar na hora já de passarmos a colocar mais qualidade e não tanto quantidade como o mercado está clamando, no tocante às fontes de alimentação.

Abraço...

Obrigado pela resposta. Agora já tenho uma ideia do produto que preciso. Uma pena que não vi este tópico antes. Teria gastado uns R$100 a mais e comprado uma fonte mais eficiente e não ficaria com a pulga atrás da orelha. Realmente, agora é hora das pessoas acordarem e procurarem qualidade. O bom senso é a palavra chave. Lá fora, selos como o da "energy star" são muito valorizados.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

e aí cara bele?

Curte, ja falaram aqui q nao e tecnico nem nerd nem nada.

Eu posso dizer a mesma coisa.

Mais sem saca, eu estava com uma fonte genericona e um PC *******, (adoro minha fonte nao concidero generica) Minha fonte ewsta funcionando acima de 300wats(q e a capacidade real dela)

Teve uma vez q caiu a chave no poste, então so funciono uma parte da rede e assim caiu de fato a energia, dava pra percebe q em ccasa ja estava bem fraca(pelas lampadas)

Como tinha gente usando o meu pc, resolvi nao desliga(*** seria sacanagem minha) deixei.

Curioso, fui ver a tensão q a fonta tava trabalhando, 125v, e realmente baixa, ja q era pra ela ta funcionando a 220v.

Eu tenho um stabilizador SMS Revolution I muito bonsinho.

Logo depois eu ainda curioso, fui ver as voltagens q a fonte tava mandando pro PC saida de 12v a 10v saida de 5 a 4v, saida de 3.3 a 2.8v

Segundos depois de ficar ouvindo musica, fazendo donwload(coisa do dia a dia) o PC logo trava.

Ai eu aproveito e ligo no estabilizador, vendo q ele tava muito em "baixa" resolvi coloca ele a 125v, como a tensão tava cada vez mais baixa (99v) resolvi liga o pc.

Muito estilo, o estabilizador nao estabilizo muito, de 99v ele deixava a 106v as vezes ate menos.

Vi q nao faz muita diferença usa ou nao usa o estabilisador.

Isso tambem nao e mentira minha, logo depois a energia foi voltando ao normal e o estabilizador passo de baixa, pra normal, e logo em seguida pra alta.

Ai eu novamente desliguei o pc, e mudei a chave pra 220v e continuei, mais uma vez o led de baixa acendeu, a energia tava quase voltando 185v.

depois a energia volto ao normal, mais mesmo assim, o estabilizador nao fez diferença(claro q eu nao ia coloca a minha fonte em 120v e liga numa rede q tava com variaçao constante)

Ai depende, hoje eu tenho o estabilizado, mais so uso pra liga a caixa de som q e 110v.

Uso o meu computador, com monitor impressora e scanner sem estabilizador a mais de 3 a 4 anos, e ate hoje nao tive problemas com a minha fonte.

De vez iquando cai uns raios proximo, sempre da pra sentiar a variaçao de energia nas lampadas, mais nao perco estabilidade na minha fonte mesmo ela estando ligada direto.

Agora se vocês axam q as "teorias de vocês" e melhor q a pratica dos outros tudo bem.

Mais so recomendaria você usar estabilizador em locais aonde você ve q a energia varia de meia em meia hora, la em casa e constante 220v e ainda tem aterramento.

Agora se na sua casa, a variaçao for de 20v pra mais ou pra menos recomendo usar estabiliador idependete ou nao de fio terra e do modelo da fonte.

A sim, meu pc fica ligado na tomada direto, ou seja, quando eu desligo ele fica em standby(acho q e esse o nome) o tempo todo, então nem esquento mesmo em dias de chuva.

Qualquer reividicasao e so fala. =p

Ate mais.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@marco_piracicaba, se puder dar uma ajuda aqui..

@faller, vi que você recomendou o filtro de linha da Ragtech. Isso vale para todos os produtos também (Estabilizadores e Nobreaks)?

Uso no meu PC (da assinatura) uma Fonte Seventeam 350BKV e um Nobreak Ragtech SAVE 1 (600VA). É um bom conjunto né? Esse nobreak é realmente confiável??

Uso um filtro de linha SMS para o router, modem ADSL, tel sem fio e uma luminária. E outro para TV, Som, DVD, etc..

No PC da minha irmã, tem um Estabilizador Ragtech, ele fica estalando os relés toda hora, como se houvesse muita variação na rede, o que não acontece (pelo menos, eu tenho quase certeza).

E os estabilizadores e nobreaks da APC, SMS e TS Shara? Prestam?

Abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

 

javaweb-popup.jpg

CURSO ONLINE DE PROGRAMAÇÃO
FULL STACK

Entre para o mercado que paga mais de R$ 12.000 por mês e não tem crise!

CLIQUE AQUI E INSCREVA-SE AGORA MESMO!