Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
KillYkill

Bobina de Tesla Problema Com Tip41c

Recommended Posts

Olá pessoal do clube gostaria de tirar uma dúvida sobre uma bobina de tesla ela usa um tip 41c que queima toda vez que eu uso voltagens maiores do que 12 volts e amperagens maiores do que 1.0 A meu problema é que já queimei 4 transistores e não descobri o problema ainda o ultimo transistor que queimei  foi com uma fonte de 24v 1.0 A as bobinas estão ok se alguém quiser me ajudar posso postar fotos do projeto. eu ví o projeto aqui ó

 

 

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vídeo de 19 minutos é complicado. Publique o esquema do circuito e fotos da montagem.

Editado por Ricardov

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A análise da queima do transistor (bipolar ou fet) já dá uma pista excelente da causa.

- caso o emissor/coletor ou dreno/fonte estejam em curto, a causa é sobretensão (que pode ter sido apenas um pico, comum quando se lida com bobinas).

- caso o emissor/coletor ou dreno/fonte estejam abertos, não comutam nem com reza brava, então a causa foi excesso de corrente, abre tal qual um fusível.

Em 23/02/2018 às 21:46, Ricardov disse:

Vídeo de 19 minutos é complicado. Publique o esquema do circuito e fotos da montagem.

Bobina é bicho traiçoeiro, olhando para o esquema fica mais fácil de identificar um possível erro.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A grosso modo... aumente a frequencia, aumente o número de espiras, diminua o dutty cycle,  coloque snuber rc, com diodo, transistor de maior potência ou mosfet, melhore o dissipador, analise/se inspire por circuito de saída horizontal das antigas tv de tubo, etc

Também não vi o video...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Para quem se interessar na teoria: 

Bobina de tesla é parente do fogão de indução e do forno de indução. 

A diferença é que no forno de indução e no fogão de indução, o secundário do transformador é a própria panela ou o metal a ser aquecido. 

A própria resistência elétrica do metal forma circuitos fechados nele mesmo que faz aquecer até derreter. 

 

Na bobina de tesla o secundário é uma bobina em aberto com milhares de espiras. 

Daí produz raios.

 

A bobina de tesla é na verdade uma bobina primária em ressonância, onde circulam altas correntes no circuito LC.

Daí tem um secundário que retira energia do circuito LC para formar os raios.  

 

 

 

https://www.youtube.com/watch?v=3zbqdPIXq8k

 

 

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Teoricamente dá pra usar só um relé. Imagine algo como tudo em série... o princípio de uma buzina eletromecânica.

-primário, contato comum-nf , bobina do relé. Na sequencia, imagine o paradoxo infinito... corrente passa pelo nf e manda bobina do relé acionar. Mas em seguida o nf abre mandando desligar a bobina e... já entendeu né... De fato isso é quase como este circuito com transistor funciona.

 

off...

Numa época quando não havia transistores ou era caro placa ct...

Pra quem não sabe, valvulas termoiônicas trabalhavam apenas com "alta tensão". você pode não acreditar mas havia rádios a válvula em carros com bateria 6V (ou 12) que tinha um vibrador eletromecânico assim que fazia parte do seu "inversor". Vi um com meus próprios olhos lá pelos anos de 1900 e num interessa.

  • Curtir 2
  • Haha 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
4 horas atrás, Isadora Ferraz disse:

off...

Numa época quando não havia transistores ou era caro placa ct...

Pra quem não sabe, valvulas termoiônicas trabalhavam apenas com "alta tensão". você pode não acreditar mas havia rádios a válvula em carros com bateria 6V (ou 12) que tinha um vibrador eletromecânico assim que fazia parte do seu "inversor". Vi um com meus próprios olhos lá pelos anos de 1900 e num interessa.

 

Não sou da época. Mas eu até que conheço estas tralhas todas. 

Tenho certa curiosidade nas tecnologias medievais. 

 

https://www.youtube.com/watch?v=VQt_kl70FtM

 

 

 

  • Curtir 1
  • Triste 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Galera obrigado por responder, desculpa a demora é que a faculdade apertou agora.

22 horas atrás, Sérgio Lembo disse:

@KillYkill , ainda não disse se os transistores queimados entraram em curto ou abriram.

entraram em curto. amigo.

 

 

Em 23/02/2018 às 21:46, Ricardov disse:

Vídeo de 19 minutos é complicado. Publique o esquema do circuito e fotos da montagem.

O amigo aí [DANIEL] postou.

 

 

 

Alguém poderia me dizer se puder qual a tensão máxima que o transistor tip 41c aguenta ?

ou também o transistor MJE3055T ?

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Se o transistor entrou em curto a causa foi excesso de tensão.

TIP31C = 3A x 100V

TIP41C = 4A x 100V

MJE3055T = 10A x 60V

No esquema montado, observe que o sentido da bobina primária é invertido em relação à bobina secundária. Tanto faz se está no sentido horário ou anti-horário, estando uma invertida em relação à outra é o quanto basta. Confira isso. Dá uma isolada no resistor de 100k, ele é de alto valor, não se deseja fugas por resistências em paralelo. Até durex serve. Repita o procedimento na base do transistor.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Aí  galera larguei de mão essa bobina, não funciona ! ( OBRIGADO A TODOS QUE PUDERAM ME DAR SUPORTE )

 

sergio lembo
ricardov
albert_emule
isadora ferraz
[Daniel]

 

vocês SÃO FERA ( MUITO OBRIGADO ! )

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Os transistores e FETs aguentam muita tensão, como o Sergio citou, 4Ax100V para sua aplicação , que "teoricamente" esta queimando com 25v, isso se deve ao fato de que toda bobina, indutor e semelhantes (relê etc) quando é alimentado e sua alimentação é cortada rapidamente, é gerado picos de tensão elevadíssimos, essa tensão do primário acaba por destruir seu chaveamento.  Você deve utilizar um diodo flyback, roda-livre, flywheel (jeitos diferentes de chama-lo) na posição ANTI-PARALELO ao seu transistor, isso irá protege-lo do "chute" que vai tomar quando cortar a alimentação da bobina. O chaveamento não deve passar de poucos milissegundos, pois não há transistor que aguente.  Experimente um 1n4007 (não é o indicado, mas costuma ajudar muito) o ideal seria um diodo ultra-rápido, mas esse simples pode lhe mostrar o que esta acontecendo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pode se usar um diodo 1n4148 ( baratinho) pra proteger esse transistor. Ele deve ser colocado em paralelo entre o coletor e emissor do transistor e de modo reversor. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
3 horas atrás, leaokrollew disse:

Pode se usar um diodo 1n4148 ( baratinho) pra proteger esse transistor. Ele deve ser colocado em paralelo entre o coletor e emissor do transistor e de modo reversor. 

 

Desculpe a minha intromissão neste tópico, mas esse 1N4148 vai proteger o transistor de quê ????

 

Paulo

  • Curtir 1
  • Haha 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
26 minutos atrás, aphawk disse:

 

Desculpe a minha intromissão neste tópico, mas esse 1N4148 vai proteger o transistor de quê ????

 

Paulo

Esse diodo em modo reverso drena toda a tensão e corrente é gerada pelo chaveamento da bobina primária. É um diodo do tipo ultra rápido pode desviar do transistor esses picos de tensão e corrente. Muitos mosfets ja vem com ele embutido no case.

6E366652-159F-4B13-8F84-899BE09E74D1.jpeg

  • Confuso 1
  • Triste 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, aphawk disse:

mas esse 1N4148 vai proteger o transistor de quê ????

 

35 minutos atrás, leaokrollew disse:

. É um diodo do tipo ultra rápido

O TIP é um transistor de corrente elevada, vai chavear uma corrente e tanto  na bobina primária. No rebote do desligamento, quem for segurar isso tem que aguentar a mesma intensidade de corrente que circulava pela bobina. 1N4148...:oops:

  • Curtir 1
  • Obrigado 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
9 horas atrás, leaokrollew disse:

Esse diodo em modo reverso drena toda a tensão e corrente é gerada pelo chaveamento da bobina primária. É um diodo do tipo ultra rápido pode desviar do transistor esses picos de tensão e corrente. Muitos mosfets ja vem com ele embutido no case.

Sim, tem razão.

Mas o 1N4148 irá trincar na msma hora que ligar o circuito, por isso a pergunta do @aphawk

Eu iria de pelo menos um FR302 retirado de uma fonte chaveada velha.

  • Curtir 1
  • Obrigado 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu fiz a pergunta para que nosso colega percebesse o erro na escolha do componente sugerido, pois se o TIP41C que suporta 100V com picos de até 10A está pifando, o que que um simples 1N4148 que aguenta tensão reversa de apenas 75V e corrente de pico repetitiva de 0,5A vai resolver ?

 

Eu também imagino que ele trinca de imediato como o @Sérgio Lembo mencionou !

 

Sobre o comentário mostrando que a maioria dos Mosfets possuem um diodo interno, os fabricantes deixam claro na documentação que esses diodos não são rápidos como os Mosfets, e para aplicações de alta velocidade sugerem o uso de um diodo rápido tipo Schottky para proteção. E na escolha temos de considerar tanto a tensão reversa como a corrente que pode circular nele.

 

Na verdade, os chamados body diodes são úteis na condução de alta corrente reversa, mas não suportam altas velocidades, como as criadas na bobina de Tesla ( que na verdade é um transmissor de RF ).

 São apenas um uso que os fabricantes acharam para um resultado indireto do processo de fabricação !

 

A sugestão do@Mestre88 é muito boa, e quase toda fonte chaveada tem esse diodo ou um semelhante, e como ele mesmo disse, é o mínimo que pode ser testado pois aguenta 100V reversos com correntes bem acima dos 10A.

 

Mas se não tiver esse diodo na sucata e tivesse de comprar, eu compraria um para 200V reverso, como o FR303.

 

Sem ter nenhuma medida adicional da forma de onda na bobina, acho melhor garantir ...

 

Paulo

Editado por aphawk
  • Curtir 1
  • Obrigado 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

De fato é frustrante ter um trabalhão pra montar e não obter resultado...

Pelas fotos penso que o fio do primario é bem grosso e poucas voltas. Neste caso, penso que a frequencia teria que ser bem alta pra não dar corrente alta quasicurto. Mas frequencia alta neste transistor não dá muito certo. Ou seja, se ficar o bixo corre, se correr o bixo fica.. ou alo do gênero

Pra ver uma faísca qualquer e reacender sua curiosidade, cogite usar uma bobina qualquer p.ex. de carro, moto, de acendedor de fogão, fly back e etc. Faça com relé como tentei explicar. você pode ficar ... chocado!

  • Curtir 2
  • Haha 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 26/02/2018 às 13:08, [Daniel] disse:

Acho melhor não me manifestar a respeito...

:tw_expressionless:

 

Segue o esquema do autor do vídeo:

 

PwUyEdx.jpg

 

 

 

O próprio circuito é bem duvidoso. 

Só oscila por causa de capacitâncias parasitas. 

 

adicionado 56 minutos depois
Em 26/02/2018 às 14:47, albert_emule disse:

Para quem se interessar na teoria: 

Bobina de tesla é parente do fogão de indução e do forno de indução. 

A diferença é que no forno de indução e no fogão de indução, o secundário do transformador é a própria panela ou o metal a ser aquecido. 

A própria resistência elétrica do metal forma circuitos fechados nele mesmo que faz aquecer até derreter. 

 

Na bobina de tesla o secundário é uma bobina em aberto com milhares de espiras. 

Daí produz raios.

 

A bobina de tesla é na verdade uma bobina primária em ressonância, onde circulam altas correntes no circuito LC.

Daí tem um secundário que retira energia do circuito LC para formar os raios.  

 

 

 

https://www.youtube.com/watch?v=3zbqdPIXq8k

 

 

 

 

 

 

Conforme foi mencionado no vídeo, bobina de tesla trabalha com ressonância.

 

 

Depois que vi o vídeo eu lembrei que eu tinha pego um esquema de fogão de indução num site gringo.

Vejam: 

image.thumb.png.2be87420df5476c6a5908bf7931bdfbd.png

 

 

Que pode ter a ver fogão de indução com bobina de tesla? 

Tem tudo a ver. Vejam.

 

Eu modifiquei para operar em 12V.

E funcionou. 

É um circuito que busca a auto-sintonia. Vejo muitas aplicações para isso. 

É também comutado no Zero da senoide, o que faz dar muita eficiência. 

 

image.png.ac8894750b04a8fcfd371c80a3341545.png

 

 

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@albert_emule ,

 

A oscilação nesse caso é de baixa freqüência , em torno de 10 Khz, ou estou entendendo errado ?

Entendí que é ressonante e auto-sintonizável, mas a bobina de Tesla gera frequências bem mais altas.

 

Mesmo assim achei muito interessante isso !

 

Paulo

Editado por aphawk
  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×