Ir ao conteúdo
  • Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   12-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware, Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:   Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas às perguntas abaixo:   Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.
rau

Aterramento. Aterra... o que? ATUALIZADO: 22/10/2010

Recommended Posts

 

Em 01/08/2009 às 15:35, rau disse:

O condutor neutro serve de retorno, pra "fechar" o circuito e fazer a corrente elétrica fluir. Esse condutor, por questões funcionais, é aterrado em vários pontos da rede de distribuição elétrica, ele é muito bem aterrado...

As correntes das fases, num total máximo de três fases, retornam todas por um mesmo condutor neutro. No Brasil temos basicamente duas tensões monofásicas, 127 ou 220V. Essas tensões de 127 (110-127V) ou 220V podem ser conseguidas de duas formas:

1 - 127V de qualquer uma das três fases contra um referencial 0V, que seria o neutro.

2 - 220V - Fase contra Fase.

3 - 220V - Qualquer uma das três fases contra um neutro

adicionado 5 minutos depois
10 minutos atrás, Speed Race disse:

FOTO 1

vnhRFNEF76Kt-Rfod55eK5q5bzTVeTIjZE6CrlM6

FOTO 2

l7u-u4onqxek5erufRNChEFxlSxBiXLaP3AvB6Vf

FOTO 3

x9P18czzN5p5rqzgqkPFyPeaFiVQ3oM2xPMHVNc1

FOTO 4

K9iVCGWeASBptDLFrMGdtHxmfreNcS96cSd4Yv5W

 

Esse cabo que vem da concessionária (FOTOS 1 E 2) é o NEUTRO que vai até um aterramento (FOTO 3) tipo triângulo. Como eu pretendo solicitar um relógio trifásico e atualmente a Light exige que se adote o uso das caixas (cm3) e (cdj3), mesmo dentro do PC, como se fosse uma ligação individual, passaremos um fio rígido de 16mm² para ligar o terra lá no conector de pressão onde está ligado o cabo ao terra. 

Vamos colocar o meu novo relógio neste local da (foto 4) que tem um espaço extra, retirando o relógio de serviço que ali se encontra, e aproveitando esse espaço que é maior.

 

 

Editado por Speed Race
  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 17/08/2009 às 20:06, rau disse:

1-Antes que alguém venha meter chumbo sem conhecer nada o assunto e vier falar: "não pode ligar fio terra no neutro...", o ponto máximo onde isso pode ser feito com relativa segurança é na caixa de disjuntor, neutro e terra seguem separado a partir dela, o neutro passa a se chamar de condutor PEN - Proteção e neutro - esquema TN-C-S de aterramento...

O problema é que num esquema desse tipo, a perda do condutor neutro principal por qualquer motivo, pode fazer com que todas as carcaças metalicas dos equipamentos aterrados fiquem "vivas" ou seja, podem dar choque, pra que isso fosse minimizado, o aterramento local do neutro deveria estar muito bem feito, mas se o fio quebrar após o ultimo ponto onde o neutro foi aterrado, aí dá no mesmo. Potenciais perigosos podem surgir nas carcaças. Uma instalação bem mantida evita muito que isso aconteça.

2-O outro ponto onde você pode e deve puxar o fio terra é da entrada, perto do medidor de energia - esquema TN-S que eu apelido de "TN-S parcial" porque é um TN-S só a partir desse ponto e o neutro deveria estar aterrado perto do medidor, logo no chão abaixo. D maneira global esse método ainda é considerado um esquema TN-C-S porque o neutro que sai direto pro transformador é um TN-C por natureza. Este ainda sofre dessa desvantagem do esquema TN-C-S "puro".

1-Eu já havia lido sobre a criação do barramento BEP, usando o cabo (PEN), vindo do padrão, que consiste na criação do barramento terra (PE) dentro do quadro de distribuição. Dali em diante passaríamos a ter o barramento neutro (N) e o barramento de terra (PE) separadamente.

2-Eu particularmente prefiro trazer do padrão ambos os cabos, neutro (E) e terra (PE). No meu caso, o neutro da concessionária está aterrado no aterramento feito pelo meu Pai. Desse aterramento sairia os dois cabos.

adicionado 14 minutos depois
Em 27/09/2009 às 11:35, marco_piracicaba disse:

Embora a tendência seja 127/220V o Brasil contempla uma colcha de retalhos em termos de fornecimento de energia elétrica. Temos diversos valores: 110V, 115V, 127V, 220V, 230V...

 

É meio bagunçado mesmo... fazer o que né.

 

Em 27/09/2009 às 12:21, rau disse:

Pra evitar discussões e confusões eu sempre costumo dizer que 110-127V é a mesma coisa e pros equipamentos é a mesma coisa, pra maioria pelo menos.

Sem contar aí que a precariedade de muitas redes de distribuilção e interna fazem esses valores ai oscilarem comumente de 90 até 130 volts durante um único dia. Aqui o meu 220V há muito tempo não dá mais isso, fica entre 190 até uns 210, só de madrugada vai pra uns 215-218V.

Ainda temos o 220 Fase-Fase e o 220V Fase-Neutro. É uma ZONA!!! O Brasil adora uma bagunça! Agora com o novo padrão de tomadas então, com adaptadores já sendo vendidos, ficou um padrão novo com uso de adaptador. Lembram também do padrão telebras criado pra padronizar os plugues e tomadas de telefonia? Nunca pegou, sempre era usado um adaptador pra rj-11... Brasil, um pais de adaptações, adaptadores e conversores!

 

O adaptador foi proibido.

adicionado 35 minutos depois
Em 12/02/2010 às 09:48, Divex disse:

VCLSLim-1.jpg&key=bd37cec607f7acedd106d2

Analisando a tabela a melhor opção seria o DPS de 20KA mesmo, o de 15kA é fraco e o de 45KA é exagero embora possa ser usado também, mas com um custo muito mais elevado.

Mais uma vez obrigado pelas orientações.

:):):)

 

Se der, eu vou usar o de 45KA no padrão mas não sei se a Light aqui permite. Já no QDC eu pretendo por o de 15KA pois não acho tão fraco assim.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 16/10/2009 às 11:40, rau disse:

Recomendo contratar um profissional pra realizar isso ai, primeiro deve ser feita a equipotencialização de todas malhas de aterramento, depois a instalação dos DPS's. Se você tiver Orkut, entra na comunidade "Amantes da Eletricidade" que você vai achar gente lá que vai poder te ajudar na instalação aí e equipotencialização do sistema de aterramento. Lá frequenta Engenheiros, Eletro-técnicos, Eletricistas, curiosos... :)

Aterramento não é só enficar hastes no chão e tá tudo certo...

 

O orkut não existe mais. Será que o grupo ("Amantes da Eletricidade") se mudou para outra rede social ?

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 21/12/2009 às 18:36, Hugo Stiglitz disse:

Meu filtro de linha APC p6B tem dois leds indicadores: Verde - indica correto funcionamento da proteção contra surtos. e VERMELHA - indica problemas no aterramento. Minha dúvida é a seguinte: Quando estou com o ambiente iluminado, olho pra ela e o vejo completamente apagado. Agora quando fecho as cortinas e desligo a luz e o monitor, ao olhar pra ele, dá pra notar uma luzinha bem fraca, quase imperceptível. Ligo a luz e deixo de enxergá-la. Será isso uma sobra de luz do led verde ou estou correndo algum risco de estar havendo falha no aterramento:

Tipo de atarremento: Haste dentro do solo, com o fio fixado nela que vai dar direto na minha tomada.

 

Terminei a reforma elétrica e ao ligar meu APC P6B o led vermelho não acendeu mais, sinal que meu aterramento está funcionando, agora só a luz verde fica acesa. Antes da reforma, as luzes vermelha e verde ficavam acesas. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
6 minutos atrás, Speed Race disse:

 

Terminei a reforma elétrica e ao ligar meu APC P6B o led vermelho não acendeu mais, sinal que meu aterramento está funcionando, agora só a luz verde fica acesa. Antes da reforma, as luzes vermelha e verde ficavam acesas. 

 

Mas tome cuidado. Essa luzinha significa apenas que há aterramento e não que este aterramento está bem feito.

 

E levando-se em conta que um aterramento mal feito é pior que ausência de aterramento, o jeito mesmo é contratar um profissional qualificado para realizar este tipo de reforma.

 

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 06/02/2017 às 13:38, Raphael Ventorim disse:

 

Mas tome cuidado. Essa luzinha significa apenas que há aterramento e não que este aterramento está bem feito.

 

E levando-se em conta que um aterramento mal feito é pior que ausência de aterramento, o jeito mesmo é contratar um profissional qualificado para realizar este tipo de reforma.

 

 

Foi o que eu fiz, contratei um eletricista.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Boa tarde colegas do fórum, moro no interior da região norte e por aqui aterramento ainda é algo bem raro, e como vi alguns eletricistas falando "se for inadequado é melhor não ter". Dei uma lida no tópico (excelente tópico) e gostaria só de tirar duas dúvidas de acordo a imagem que editei abaixo para deixar o aterramento TT mais seguro.

 

  • DPS posso usar o de 275V - 20KA Classe II da Clamper?
  • DR posso usar um de 63A após o disjuntor principal (25A)?

Minha tensão é de 127V bifásico. Alguma outra recomendação sobre os DPS como usar 3 (Fase-Terra/Fase-Terra/Neutro-Terra) ao invés de 1 (Neutro-Terra).

 

Obrigado pela atenção.

 

(Realizei teste com o multímetro Fase-Neutro = 124V Fase-Terra = 129V, teste com lâmpada acendeu com brilho um pouco mais baixo do que Fase-Neutro)

TT_DPS_DR.jpg

Editado por Diogo Macedo
Adicionar informações.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 26/03/2017 às 16:53, Diogo Macedo disse:

Boa tarde colegas do fórum... Dei uma lida no tópico (excelente tópico) e gostaria só de tirar duas dúvidas de acordo a imagem que editei abaixo para deixar o aterramento TT mais seguro.

  • DPS posso usar o de 275V - 20KA Classe II da Clamper?
  • DR posso usar um de 63A após o disjuntor principal (25A)?

 

Não há problemas se você usar o DPS de 275V que serve para tensão de 220V monofásica. No caso do DR de 63A também não terá problemas, desde que a carga não seja maior que os 25A do disjuntor geral do QDC.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Boa tarde pessoal! Para os interessados no assunto, vale muito a pena ver esse vídeo feito por um dos maiores especialistas do Brasil em instalações elétricas:

 

 

 

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Boa noite pessoal,

Estou com um dilema, não sabia nada sobre eletricidade e continuo não sabendo. 

Instalei 3 splits 22000, 12000 e 12000 um em cada quarto. Um parou de funcionar, chamei o tecnico que me informou que o sensor queimou e deva ser porque não tem aterramento. Logo fiquei preocupado e vimos que nenhum dos ares possuia o aterramento.

O predio é antigo, não possui aterramento.

 

O eletricista indicou para que faça o aterramento junto as ferragens da estrutura predial. É válido?


Alguma solução?

Obrigado!

Abs

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não há como assegurar que as ferragens sejam um aterramento eficiente. Certifique-se que fase, neutro e terra estejam ligados nos pinos corretos da tomada.

O condomínio (síndico) tem obrigação de providenciar o aterramento na prumada de energia, pois é exigido há pelo menos duas décadas, é questão de segurança.

tomada.png

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
14 horas atrás, Ricardov disse:

Não há como assegurar que as ferragens sejam um aterramento eficiente. Certifique-se que fase, neutro e terra estejam ligados nos pinos corretos da tomada.

O condomínio (síndico) tem obrigação de providenciar o aterramento na prumada de energia, pois é exigido há pelo menos duas décadas, é questão de segurança.

tomada.png

 

Se não há terra como certificar na tomada que esteja ligado nos pinos corretos?

 

Não tenho como fazer revolução em um prédio de mais de 120 aptos, então preciso de uma solução eficiente por ora.

 

Obrigado!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Bruno Unger Terra não há mas caso seja fase e neutro, ligá-los corretamente é uma forma de reduzir problemas e a tomada com três pinos impede a ligação invertida.

 

Se o neutro estiver aterrado no quadro de energia pode puxar um terra a partir desse ponto. Também é recomendável colocar um DPS na entrada de energia, mas tem que ter o aterramento. Em último caso, se os condicionadores de ar forem ligados em fase e neutro use um protetor Clamper de 2 pinos. Não é a melhor solução, mas ajuda.

 

Ligar na ferragem é problema pois não há como garantir que existe continuidade elétrica até as fundações no subsolo. Isso pode ser feito apenas quando o aterramento é projetado para usar a ferragem da estrutura.

 

Editado por Ricardov

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 15/12/2017 às 00:33, Bruno Unger disse:

 

Se não há terra como certificar na tomada que esteja ligado nos pinos corretos?

 

Não tenho como fazer revolução em um prédio de mais de 120 aptos, então preciso de uma solução eficiente por ora.

 

Obrigado!

Um ponto importante que vale ressaltar é que todo prédio deve passar por uma inspeção e nela devem ser observados se está em conformidade com as normas. Alegando isso para o síndico, deve-se providenciar uma reforma visando a instalação de uma malha de aterramento por um engenheiro eletricista ou, se for fazer somente para você, faça, pelo menos, com um profissional qualificado em eletrotécnica.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 15/12/2017 às 01:33, Bruno Unger disse:

 

Se não há terra como certificar na tomada que esteja ligado nos pinos corretos?

 

Não tenho como fazer revolução em um prédio de mais de 120 aptos, então preciso de uma solução eficiente por ora.

 

Obrigado!

 

As tomadas de 3 pinos e atuais no Brasil, são mais fáceis de instalar e não tem como errar.

A solução por hora seria uma proteção de tomadas da Clamper (foto).

clamper_energia_ethernet1.jpg

Em 14/12/2017 às 10:38, Ricardov disse:

Não há como assegurar que as ferragens sejam um aterramento eficiente. Certifique-se que fase, neutro e terra estejam ligados nos pinos corretos da tomada.

O condomínio (síndico) tem obrigação de providenciar o aterramento na prumada de energia, pois é exigido há pelo menos duas décadas, é questão de segurança.

tomada.png

 

@Bruno Unger o nosso colega Ricardo tem razão quando disse que o síndico deveria providenciar o aterramento por ser uma questão de segurança e fazer parte das normas só que infelizmente isso vai muito da conscientização de todos os moradores do que apenas dizer ao síndico que isso tem que ser feito.

O custo desse empreendimento vai ser repassado para cada morador e para que isso realmente aconteça você deverá por isso na pauta de reunião do condomínio. Não vai ser uma tarefa fácil mas é possível conscientizar os outros moradores da importância de se ter o aterramento adequado segundo as normas da concessionária local.

Em 15/12/2017 às 14:13, Ricardov disse:

@Bruno Unger Terra não há mas caso seja fase e neutro, ligá-los corretamente é uma forma de reduzir problemas e a tomada com três pinos impede a ligação invertida.

 

Se o neutro estiver aterrado no quadro de energia pode puxar um terra a partir desse ponto. Também é recomendável colocar um DPS na entrada de energia, mas tem que ter o aterramento.

 

 

Se a concessionário aterrou o neutro no padrão como é de costume, é possível levar a partir desse ponto até o seu quadro de distribuição, caso haja viabilidade técnica, um cabo terra de cor verde.

A instalação de DPS também é extremamente recomendável para a proteção das pessoas, evitando choques elétricos e um possível óbito, uma vez que, os DPS protegem pessoas.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

é de fato 100% necessario ter o aterramento no split inverter ou é uma indicação? Pois aqui no predio está impossibilitando muito.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
3 horas atrás, brubrazil disse:

é de fato 100% necessario ter o aterramento no split inverter ou é uma indicação? Pois aqui no predio está impossibilitando muito.

No mundo ideal, seu prédio seguiria as normas e sua instalação elétrica já contaria com aterramento..

 

No mundo real, polarizar a tomada corretamente, como citado acima, já é o primeiro passo..

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@brubrazil O aterramento é para proteger contra choques elétricos. Sim, é obrigatório por lei e normas técnicas. Mas estamos no Brasil e tal.  O jeito é fazer o que é possível.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 03/01/2018 às 14:20, Ricardov disse:

@brubrazil O aterramento é para proteger contra choques elétricos. Sim, é obrigatório por lei e normas técnicas. Mas estamos no Brasil e tal.  O jeito é fazer o que é possível.

 

A proteção é feita em conjunto, ou seja, com a instalação do DR você vai proteger as pessoas contra choques elétricos.

Todavia, o DR só funciona se o seu sistema possuir o aterramento devidamente instalado segundo as normas da concessionária local.

Como já foi dito, se a concessionária aterrou o neutro no padrão como é de costume, é possível levar a partir desse ponto até o seu quadro de distribuição (caso haja viabilidade técnica) um cabo terra de cor verde.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Alguem poderia me ajudar ? A minha casa tem uns 40 anos e nunca foi trocado a fiação ou até mesmo feito manutenção dela, como estou fazendo algumas reformas gostaria de saber se alguem poderia me dar algumas dicas de quais fios de luz/telefone comprar e alguma outra proteção, aterramento se nao me engano tem mas nao foi instalado nas tomadas, atualmente uso apenas um filtro da Clamper igual esse abaixo mas nao é o suficiente

 

filtro-de-linha-clamper-5-tomadas-385601-MLB20367863347_082015-F.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu realizei uma reforma na minha parte elétrica recentemente e posso relatar o projeto que tinha em mente para executar e como isso foi feito:

 

Projeto

 

1-Levar o terra já existente até o QDC (quadro de distribuição elétrica com seus respectivos disjuntores).

2-Trocar os disjuntores NEMA pelos mais modernos e eficientes DIN.

3-Trocar os cabos de fase e neutro que saem do PADRÃO até o QDC que no meu caso estavam com dimensionamento errado tendo em vista a distância. No lugar de cabos de 6mm², segundo os cálculos eu coloquei cabos de 16mm². Como eu estava trocando o relógio de bifásico para trifásico, levei 5 cabos de 16mm² numa nova tubulação que agora eu estava incluindo o cabo terra (PE). Passei a ter 3 fases com um disjuntor trifásico de 63 amperes.

4-Como a ideia inicial seria trocar todos os cabos da residência (não foi possível), tive que usar o plano "B" utilizando em alguns setores da casa, tubulação (tigre) aparente para que eu pudesse criar novos circuitos elétricos, uma vez que, tirando o circuito do chuveiro e do ar condicionado, toda minha casa estava ligada por apenas 2 (dois) disjuntores num único circuito. Aí veio a ideia da criação de novos circuitos elétricos de tomadas.

5-Esses novos circuitos (tubulação aparente) incluíam a tomadas da cozinha, quartos, banheiro e área de serviço. Para dar certo, achei prudente a criação na minha área de serviço o meu segundo QDC que alimentaria com disjuntores independentes o chuveiro, secador de cabelos, chapinha. Além desses, pude alimentar minha área de serviço (lavanderia) e duas tomadas no quarto do meu filho onde estão ligados, TV, vídeo game, receptor de TV, impressora e roteador.

6-Para bem dimensionar os circuitos do QDC 1 e 2, foi preciso realizar cálculos de utilização por horários para que os utensílios domésticos, incluindo ar condicionado, microondas e chuveiro pudessem ser ligados ao mesmo tempo, sem que estes sobrecarregassem, ou seja, não ultrapassem as medidas de segurança dos cabos e disjuntores, levando em conta o que cada circuito estaria suportando de modo adequado.

 

Continua... 

Editado por Speed Race
  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×