Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Recomendação de filtro de linha


Posts recomendados

Metendo o bedelho em conversa alheia digo que não é bem assim, qualquer proteção é desejável, independente do tipo de fonte.

Picos de tensão podem ocorrer em várias intensidades, mesmo em modo diferencial. Há picos de tensão em modo diferencial que excedem a suportabilidade de isolação de componentes eletrônicos, não precisa ser picos causados só por raios pra ser danosos, então mesmo que sua fonte trabalhe de 90-264V automaticamente ela continua vulnerável á certos disturbios como sobretensão por exemplo que numa rede 220V Fase-Neutro pode ultrapassar brincando os 300V. Já os picos podem muito bem ultrapassar 2000V. Usando então a analogia feita pelo Kayke com a chama de uma vela, ligue um maçarico e passe o dedo na sua chama como faria com uma vela, verá que o comportamento não será igual com o dedo passando na vela, esse seria um pico de maior intensidade, mesmo que em modo diferencial, então sua fonte queimaria com certeza.

Proteção, sempre! Mesmo que simples.

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

A rigor não precisa. O computador funciona tão bem na tomada quanto a televisão, o microondas, a geladeira, etc. Mas eu recomendo que mantenha o filtro sim. O que eu quis enfatizar é que, sendo a fonte com PFC ativo, e portanto full range, fica menos ruins o Clone ser mais apropriado para 220V, pois a fonte suportará até 264V de tensão, ao passo que uma fonte barata queimaria com uma sobretensão ou um surto de maior duração acima de 132V. Simplificando: Melhor seria se o Clone fosse próprio para 110V, porém mesmo sendo 220V será melhor que nenhum. Uns dias atrás tivemos por aqui uma tempestade de raios. A chuva foi pouca, mas os raios foram muitos. O computador de um vizinho próximo tem um filtro de linha dos mais vagabundos, um ForceLine. Pois em dado momento o filtro explodiu o varistor e o fusível, mas a fonte do PC, por sinal bem vagabunda também, permaneceu intacta. Não houve queima nem dano ao PC. Num momento assim um filtro pode fazer a diferença.

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

1 - Deve-se sempre colocar proteção em qualquer equipamento que seja

2 - Melhor do que deixar sem nada.

3 - Aqui tudo depende. Mas basicamente qualquer produto que se prese em proteger contra raios deve ter uma capacidade eleva de correntes de surto, 4500A é uma capacidade relativamente baixa, e deve proteger todas as linhas, Fase, Neutro e Terra e não somente Fase-Neutro.

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Por esse preço, vá com esse Clone F8, não vai achar nada melhor abaixo de 50,00. Antigamente até tinha da APC, mas hj não tem mais no Brasil.

Me lembro de ter lido uns tempos atrás, no site da própria Clone, q esse filtro passou a vir com proteção entre Fase-Neutro, Fase-Terra e Neutro-Terra, além de proteção térmica, mas essas informações sumiram do site por alguma razão. Há algum tempo eu venho pedindo para quem comprar esse filtro pra abrir e tirar umas fotos dos componentes pra gente dar uma opinião, mas até agora não apareceu ninguém. :(

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Há algum tempo eu venho pedindo para quem comprar esse filtro pra abrir e tirar umas fotos dos componentes pra gente dar uma opinião, mas até agora não apareceu ninguém. :(

Hehehe, tô pensando seriamente em fazer isso já faz um tempo, mas tô com um medo de me arrepender!!!:o:unsure::angry:

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Bem, acho que você deve se preocupar menos com raios porque proteger contra eles não é tão simples usando apenas um filtro de linha, mas alguns efeitos bem secundários dos raios é possivel sim que esse filtro proteja seu equipamento. É importante entretanto ter um aterramento equipotencializado em primeiro lugar, esquema TN-S de aterramento chegando na tomada.

Proteger de verdade um equipamento contra raios demanda diversas técnicas, desde a instalação de DPS's de alta capacidade nos quadro elétricos e proteger todas as linhas de sinal. Entretanto, a maioria das descargas que conseguem chegar numa tomada, é uma fração tá reduzida da descarga que escoou pelo solo em algum lugar, que na maioria das vezes até um filtro como esse aí é capaz de absorver, mas como seguro morreu de velho, é sempre bom, se possível desconectar todos os fios das tomadas.

Bem, pelo que vi o F8 possui proteção entre Fase-Neutro, Fase-Terra e Neutro-Terra, o que é de praxe em qualquer protetor que se prese em proteger contra descargas geradas por raios. A sua capacidade entretanto é bem reduzida por causa dos varistores relativamente pequenos, provavelmente 10 ou 14mm.

Nenhum protetor após a tomada e sozinho é capaz de deter 100% as descargas atmosféricas que conseguem entrar de um jeito ou de outro nas linhas elétricas, eles são na verdade complementares à outros protetores de maior capacidade junto com uma instalação elétrica seguindo padrões e normas, mas como eu disse, felizmente a maioria das descargas são do tipo indireta e relativamente distantes e essas apesar de tb serem danosas, podem ser protegidas por um único protetor local.

A filtragem de ruídos desse filtro é básica, mas a filtragem existente em qualquer fonte boa é o suficiente para ela.

Se eu não pudesse gastar mais do que 50,00 reais, eu compraria esse filtro daí sim.

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

ah, então acho que vou ficar com o f8 mesmo...

é que mes que vem, vou me mudar para uma casa em uma região que acredito que a incidencia de raios seja bem maior, e lá parece não ter para raios.

a casa está sendo reformada, esses dias foi o instalador elétrico lá trocar os fios...

ele colocou aquelas novas tomadas padrão com fio terra, e pelo que vi, o aterramento é um fio que é fixado em um parafuso direto na lata da caixa de energia do poste, e desde parafuso parte outro fio que entra em um cano em direção ao solo.

nos testes do cdh da minha fonte, disseram que ela tem um ótimo estagio de filtragem, só nao tem um varistor.

então falando em termos de filtragem, posso ficar tranquilo com esse filtro ?

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Para-raios só protege pessoas e estruturas edificadas...

Esse parafuso q você fala que ta ligado na lata e desce um fio pro solo é o aterramento da CIA Elétrica, que aterra o neutro da rede e tanto pode como deve ser utilizado como aterramento geral da casa, DESDE que o fio terra seja derivado do ponto onde ele está ligado dentro do quadro do medidor ou diretamente da haste enterrada no solo.

O varistor ausente na sua fonte está presente no filtro, então fique despreocupado. Se quiser uma proteção mais completa contra raios pode instalar DPS's nos quadro de energia. Dá uma olhada nos VCL Slim da Clamper:

www.clamper.com.br

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Sim, esse tipo de aterramento é o ideal no que tange descargas atmosféricas e proteção contra choques. Leia o tópico fixo sobre aterramento.

Não dá pra por o DPS citato dentro do filtro porque são grandes, do tamanho de um disjuntor e mesmo que desse não faria o mesmo efeito do que se tivesse instalado mais perto da fiação elétrica principal da casa, mais grossa.

DPS's fazem a mesma função dos varistores dentro do filtro de linha, mas os de quadro elétrico são de maior capacidade. O filtro de linha com proteção em todas linhas (Fase, Neutro, Terra) é um DPS tb, mas chamado de DPS Classe 3, os de quadro de disjuntor são Classe 2 e os que são instalados no ponto de entrada de energia, Classe 1. Dependendo do nível da descarga, exposição e sensibilidade do equipamento, é necessário utilizar as três classes de proteção. Na maioria dos casos de resisdências, apenas DPS Classe 3 costumam ser utilizados, mas pra maior nível de proteção, Classe 2 e 3 deveriam ser utilizados, além de proteger as linhas de sinal tb.

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Em princípio o filtro deve te dar proteção suficiente contra picos de tensão, seja ele gerado por raios ou não, como te disse, o graus de exposição e a intensidade da descarga é que vai definir a necessidade de uma proteção com maior capacidade. Por exemplo, nos polos do planeta dificilmente ocorrem descargas atmosféricas e por isso nessas regiões onde há estações de estudo os equipamentos não precisam dessas proteções.

Supondo que o DPS caiba dentro do filtro a única diferença que ele daria é ter uma vida útil mais elevada. O componente dentro do DPS é igual a esses disquinhos azuis que você viu dentro do filtro F8 na foto postada, mas a diferença é que são de diametro maior por suportarem uma descarga mais elevada. Mas quando esse DPS é instalado mais à frente da instalação, maior sua eficiência para dissipar grandes correntes de surto. Quando mais próximo do ponto de entrada de energia tiver o DPS, maior deverá ser sua capacidade e mais eficiente ele trabalhará, por assim dizer, mas não eliminando a necessidade de proteção mais adentro, mais próxima dos equipamentos, já que é tudo um conjunto de medidas para gerar uma proteção adequada.

Veja um exemplo, se ocorresse um pico de tensão de 10.000V na entrada da sua residência e a corrente fosse de digamos 10kA (10 mil Amperes) e não tivesse DPS nenhum, nem o filtro na tomada, esses 10.000V ou pouco menos poderiam antigir o seu PC, mas os 10kA talvez não chegassem todos até sua tomada, talvez 5kA no máximo. Seu filtro com capacidade de 4500A se danificaria no processo, mas provavelmente conseguiria manter a tensão residual dentro de um patamar suportável pro equipamento, que é em torno de 1500V-2000V para fontes de alimentação, sendo que esse filtro mantem uma tensão residual de 710V com correntes de surto mais baixas. Mas se nesse mesmo caso houvesse um DPS lá na entrada ou no quadro de disjuntores, a tensão que ia chegar no filtro seria mais baixa, com corrente menor ainda, o filtro apararia o residuo e sairia ileso no processo. Enfim, isso é tudo muito relativo, eu só to dando um exemplo. O que você deve saber é que esse filtro aí vai aguentar sim vários picos de tensão, mesmo gerado por raios já que nos meios que estudam o assunto é de conhecimento que dificilmente um surto que chega numa tomada residencial ultrapassa 6kV e 3kA, valor esse que não permitiria uma tensão residual superior a 1500V protegendo-se apenas por um filtro de linha como esse Clone F8.

Fique tranquilo, se for possivel usar DPS no quadro de energia, beleza, se não for, fica só com o Clone F8 e futuramente se possível, compre um filtro melhor, tipo um Clamper Computer Protector ou UPSAI.

DPS pra quadros de energia:

DSC02482.jpg

VCLCLAMPER.jpg

ATUALIZAÇÃO:

Só pra você ter uma ideia, esse protetor da Clamper, que é bem simples, trabalha com dois varistores ou um, dependendo do modelo, e conseguiu no teste manter a tensão residual em 928 Volts pra um pico de 7000V 2kA:

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Veja um exemplo, se ocorresse um pico de tensão de 10.000V na entrada da sua residência e a corrente fosse de digamos 10kA (10 mil Amperes) e não tivesse DPS nenhum, nem o filtro na tomada, esses 10.000V ou pouco menos poderiam antigir o seu PC, mas os 10kA talvez não chegassem todos até sua tomada, talvez 5kA no máximo. Seu filtro com capacidade de 4500A se danificaria no processo, mas provavelmente conseguiria manter a tensão residual dentro de um patamar suportável pro equipamento, que é em torno de 1500V-2000V para fontes de alimentação

1500v-2000v não podem danificar a fonte ou os componentes do pc ?

ATUALIZAÇÃO.

bom.. eu estive pensando bem e..

eu vou mudar pra outra casa só daqui a uns 15~20 dias.. posso esperar esse tempo até mudar lá pra juntar mais para poder comprar um filtro melhor..

dei uma procurada por ai, e achei esses 2 modelos, qual deles é melhor ?:

http://www.atera.com.br/dispprod.asp?COD=DPSCOMP4TBR

http://www.videosonic.com.br/produtos_detalhe.asp?codigo_produto=AF05&ord=0 (nao achei as especificações)

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Pode, mas depende da duração. Nesse assunto tudo é uma questão de tempo!

Um pico de raio tem um tempo de duração médio de 28 microsegundos onde 8 microsegundos é o tempo da onda de elevação e 20 microsegundos é o tempo do decaimento da onda até valores normais. Uma analogia que gostei bastante, dada pelo colega de forum, Kayke, é o dedo passando na chama da vela. Quem nunca brincou de passar o dedo pra lá e pra cá pela chama sem se queimar? Pois é, é comparativamente o mesmo que ocorre com picos de tensão, de alta intensidade, mas de baixíssima duração. Agora eleve o tempo em que você mantém o dedo na chama da vela e começará a sentir o calor até começar a queimar de verdade o dedo. 1500V por 1 segundo é muito danoso, mas não provoca danos em 28 microsegundos, sendo que um pico gerado por raios nunca durará mais do que uns 350 microsegundos.

Normativamente falando, é obrigatório que qualquer fonte de alimentação do padrão ATX suporte no mínimo 1500V, isso está presente nas normas do padrão ATX. Outras fontes chaveadas, de monitores, impressoras, etc, suportam valores similares. Um estudo feito pela AES Eletropaulo demonstra uma suportabilidade de 2.000 volts para picos entre Fase-Neutro em um PC doméstico típico e 3500V entre Neutro-Terra, já uma geladeira típica suporta 6.000V em qualquer caso, desde que não possua controles eletrônicos.

O modelo de 120V da UPSAI teoricamente te dará maior proteção, o da Clamper entretanto possui maior capacidade de filtragem contra ruídos elétricos e proteção térmica dos varistores, o que não vem a ser um pré-requesito no UPSAI porque a carcaça dele é de metal, não propaga chamas... O UPSAI além disso possui proteção para telefone e cabo coaxial. Se puder ir de UPSAI, vá de UPSAI.

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

voce sabe as especificações desse upsai do link ?

ele tem uma proteção maior contra surtos e etc comparado ao f8 ?

ATUALIZAÇÃO

na foto do anuncio do filtro upsai: http://www.videosonic.com.br/produtos_detalhe.asp?codigo_produto=AF05&ord=0 , da pra ver que tem uns nomes escritos nas tomadas: CD, reciver, TV e etc.. sera que isso nao interfere na corrente das tomadas ?, tipo, sera que a tomada onde ta escrito Reciver suporta mais corrente que a CD, por exemplo ?

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

O UPSAI tem pelo menos o dobro da capacidade pra lidar com picos de raios do que o F8 sem se danificar no processo.

O UPSAI tem capacidade igual ao Clamper Computer Protector, em torno de 24kA (somatório de todas as linhas), apresentando entretanto tensão residual mais baixa que o Clamper Computer Protector, por ser um modelo 127V, o Clamper 127/220V. Não sei qual tensão dos varistores do UPSAI, suponho que sejam de 175V, o que dá uma tensão residual em torno de 500V e o Clamper 710V.

A identificação das tomadas do UPSAI não altera em nada o funcionamento, é só pra organização, pra você saber quem é quem só olhando a tomada em que o cabo da ligado.

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Visitante
Este tópico está impedido de receber novas respostas.

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

 

GRÁTIS: ebook Redes Wi-Fi – 2ª Edição

EBOOK GRÁTIS!

CLIQUE AQUI E BAIXE AGORA MESMO!