Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Tem como saber a corrente máxima que um transformador suporta?


Posts recomendados

Olá a todos!

 

Gostaria de saber se existe alguma maneira de descobrir a corrente máxima que um transformador suporta no secundário.

 

OBS: É claro que eu estou me referindo a um transformador que não tem nada escrito, nem as tensões, nem as correntes, nem a potência, nem nada.

 

Obrigado à todos.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Nao... Aguarde a opinião dos mais especializados em trafos...

Mas em resumo, a potencia de um trafo se limita devido ao aquecimento e queda de tensão no secundario...

E essas duas coisas depende da resistencia das bobinas...

Por exemplo... Meu trafo tem 20 ohms de resistencia no primario (110V)... A 0.5A, vou ter perda de 10V nessa bobina, e 5W de perda alem das perdas no núcleo...

Pelo tamanho dele, deve suportar pelo menos uns 10W (0.5A no primario).. Isso me da proximo de 50W

Ps: nessa condicao a tensão da saida caira por volta de quase 20%...

Eu nao sei qual é o padrão de queda para mensurar a potencia nominal de transformadores...

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP

Acredito estarmos falando de transformadores para uso em AC 60 hz, certo!!!

Desses transformadores usados para alimentação, isolação etc.. Entrada 110 ou 220 e saída de baixa tensão, algo como 6, 9 ou 12 Volts..

Pois bem, eles são usados para retirar da rede elétrica uma tensão transformada para um valor de tensão adequado a retificar e alimentar algum equipamento certo???

 

Pois bem, pense comigo... Sua dúvida seria como poder sacar qual a máxima corrente que se poderia tirar do mesmo..

 

É só pensar um pouco...

Transformadores nesse caso são que são projetados para entregar uma tensão determinada passam a não mais cumprir sua tarefa de modo correto quando a tensão em seu secundário passar a ficar baixa, muito baixa.. Quando ela baixar demais é sinal que a perda está aumentando, que ele vai passar a aquecer, que não mais cumpre sua função a contento, por excesso de corrente...

 

Eu particularmente adoto uma queda de 10% na tensão relativa aquela que ele entrega em aberto, sem carga..

Desse modo em um transformador de 12 Volts de secundário adoto a tensão de 10,8 Volts como limite absoluto de uso do mesmo..

 

Para sacar qual corrente ele entrega nessa hora a gente tem de medir a mesma..

Portanto ligue o transformador em aberto, meça a tensão e determine quanto deverá ser a tensão de saída para perda de 10% dessa tensão...  Coloque uma carga que possa ser variada (geralmente uso resistência de chuveiro mergulhada em água) vou ajustando o tamanho da resistência a ser pego para que a corrente circulante faça com que a tensão de saída chegue naquela calculada para perda de 10%. Ai é só medir a corrente e adotar essa corrente dai como máxima a ser tomada do transformador sabendo que essa corrente dai provocará uma queda de tensão de 10% da tensão nominal..

Cada um pode determinar uma queda de tensão que desejar tolerar como máxima, só atente que tanto maior a queda de tensão maior a perda e maior o aquecimento do transformador..

Acredite, 10% é um ótimo valor...

  • Curtir 3
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Acredito estarmos falando de transformadores para uso em AC 60 hz, certo!!!

Desses transformadores usados para alimentação, isolação etc.. Entrada 110 ou 220 e saída de baixa tensão, algo como 6, 9 ou 12 Volts..

Pois bem, eles são usados para retirar da rede elétrica uma tensão transformada para um valor de tensão adequado a retificar e alimentar algum equipamento certo???

 

Pois bem, pense comigo... Sua dúvida seria como poder sacar qual a máxima corrente que se poderia tirar do mesmo..

 

É só pensar um pouco...

Transformadores nesse caso são que são projetados para entregar uma tensão determinada passam a não mais cumprir sua tarefa de modo correto quando a tensão em seu secundário passar a ficar baixa, muito baixa.. Quando ela baixar demais é sinal que a perda está aumentando, que ele vai passar a aquecer, que não mais cumpre sua função a contento, por excesso de corrente...

 

Eu particularmente adoto uma queda de 10% na tensão relativa aquela que ele entrega em aberto, sem carga..

Desse modo em um transformador de 12 Volts de secundário adoto a tensão de 10,8 Volts como limite absoluto de uso do mesmo..

 

Para sacar qual corrente ele entrega nessa hora a gente tem de medir a mesma..

Portanto ligue o transformador em aberto, meça a tensão e determine quanto deverá ser a tensão de saída para perda de 10% dessa tensão...  Coloque uma carga que possa ser variada (geralmente uso resistência de chuveiro mergulhada em água) vou ajustando o tamanho da resistência a ser pego para que a corrente circulante faça com que a tensão de saída chegue naquela calculada para perda de 10%. Ai é só medir a corrente e adotar essa corrente dai como máxima a ser tomada do transformador sabendo que essa corrente dai provocará uma queda de tensão de 10% da tensão nominal..

Cada um pode determinar uma queda de tensão que desejar tolerar como máxima, só atente que tanto maior a queda de tensão maior a perda e maior o aquecimento do transformador..

Acredite, 10% é um ótimo valor...

Muito boa sua resposta! Muito mesmo!

 

Fui medir meu transformador. Nele saem 25V RMS. De acordo com os 10%, ele só poderá diminuir até 22.5V RMS. O problema seria essa carga com resistência de chuveiro. Teriam alguma outra opção? Se a resistência de chuveiro ficar dentro da água, não daria um curto nos fios que estão ligados nela para fazer esse teste?

 

Agradeço pela paciência...

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP

Olá a todos!

 

Gostaria de saber se existe alguma maneira de descobrir a corrente máxima que um transformador suporta no secundário.

 

OBS: É claro que eu estou me referindo a um transformador que não tem nada escrito, nem as tensões, nem as correntes, nem a potência, nem nada.

 

Obrigado à todos.

Ou seja, nada..nada!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Dica: pra saber a potencia sem testar carga...

So medir as resistencias como eu disse...

Se o trafo for proporcao de 1:1, some as duas resistencias (primario + secundario), que deve ser um pouco maior que o dobro da menor, pois Os dois enrolamentos sao quase iguais...

Se você quer 10% de queda de tensão, então pegue 10% da tensão nominal (Vnom x 0.1) e divida pela resistencia final... O resultado sera o valor da corrente que você pode ter nesse trafo!

O

Obviamente você precisa ligar o trafo pra saber a tensão dele se você nao sabe... Mas nao vai precisar por carga pra saber o limite de corrente...

Para Trafos com proporcoes diversas:

Achando a resistencia equivalente:

Consiste na soma da resistencia de secundario com a resistencia de primario sobre sua proporcao com o secundario ao quadrado.

Primeiro ache as proporcoes do primario... Se é 0.5x... 2x.. 4x...

Pegue a resistencia dele e divida por essa proporcao ao quadrado: Rprim / 10^2 por exemplo... E depois Some com a resistencia do secundario.

Agora pegue o valor da tensão que pode cair do valor da nominal, e divida pelo resultado da resistencia equivalente do trafo. O resultado vai ser a corrente de secundario.

Exemplo, trafo de 110Vac / 12Vac... Qual a corrente de secundario para que eu tenha uma queda de 10% na saida?

Proporcao de 9.166x

Resistencia medida de primario: 50R secundario: 0.2R

50R / 9.166x^2 = 0.595

+ 0.2R = 0.795R equivalente...

Eu permito 10% de queda na saida, que seria 1.2V...

1.2V / 0.795 = 1.5A

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@mroberto98

 

 

 

Por que razão o seu método funcionaria ? Na minha compreensão, considerando apenas as resistências dos enrolamentos para calcular correntes você estaria desprezando as características reativas do transformador, que também influenciam na potência dissipada pelo mesmo.

 

 

 

Lembrando que para qualquer um dos enrolamentos F5Rua4D.gif:

 

 

 

UJDKO0l.gif

 

 

 

Eu só gostaria que explicasse melhor as considerações que você fez para que o seu método seja correto, até para que eu possa usá-lo também.

 

 

 

Espero ter ajudado GbhmuXl.gif.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@rjjj,

E voce por acaso tem alguma ideia de quanto é a indutancia de um trafo mediano?

Tem certeza que o meu metodo nao é certo pra achar a corrente aproximada?

E sobre a indutancia, tem certeza que ela é alta o suficiente para ser considerada?

Tantos detalhes so sao necessarios em casos extremos, como trafo de potencia muito alto onde as resistencias das bobinas sao extremamente baixas, quase nulas, e bobinas bem grandes, onde o minimo de indutancia causaria perdas... Se quiser voce pode explicar isso pra quem quiser saber, mesmo nao tendo nada a ver com o caso...

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@mroberto98

 

 

 

Bem, encontrei este transformador de áudio que vem com as indutâncias dos enrolamentos especificadas:

 

 

 

http://www.dhgate.com/store/product/100mh-100mh-280-280r-ei14-audio-transformer/214095708.html

 

 

 

Agora para você ter uma ideia, qual seria a impedância correspondente a uma indutância de 100mH (ou 0,1H) a uma frequência de 100Hz, por exemplo ? Calculando, tem-se F5Rua4D.gif:

 

 

 

TjE7ARQ.gif

 

 

 

E quanto maior fosse a frequência, maior seria a impedância calculada. Por isso não acho que seja um fator que possa ser desconsiderado.

 

 

 

Espero ter ajudado GbhmuXl.gif.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@mroberto98

Bem, encontrei este transformador de áudio que vem com as indutâncias dos enrolamentos especificadas:

http://www.dhgate.com/store/product/100mh-100mh-280-280r-ei14-audio-transformer/214095708.html

Agora para você ter uma ideia, qual seria a impedância correspondente a uma indutância de 100mH (ou 0,1H) a uma frequência de 100Hz, por exemplo ? Calculando, tem-se F5Rua4D.gif:

TjE7ARQ.gif

E quanto maior fosse a frequência, maior seria a impedância calculada. Por isso não acho que seja um fator que possa ser desconsiderado.

Espero ter ajudado GbhmuXl.gif.

voce esta confundindo TRANSFORMADOR com INDUTOR!

Indutor tem seu valor de indutancia fixo.....

transformador é completamente diferente!

Muito diferente... Muuuitoo mesmo!

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

O pessoal gosta muito de fórmulas.

Basta por carga resistiva e observar quando a tensão cai a 10% ou 15% hehehe.

Esta seria a carga máxima.

A minha conta nao foi "formula" decorada rsrs

Foi o calculo que eu mesmo deduzi escrevendo por extenso, e colocando um exemplo hehe

Mas fazer o teste com carga, tambem vale... porém, enquanto voce vai la pra bancada fazer todo esse teste com resistencia de chuveiro em agua, eu fiz deitado em 30 segundos hehehe

Ou seja, esse "basta", fica melhor em: "basta calcular as resistencias..." Porque esse é o mais simples...

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Tenho um trafo que tirei de uma fonte antiga.

 

Fiz o teste prático de 10% e obtive 3 amperes.

Também foi extremamente rápido. Não precisou refrigerar em água hehehe. 

Só encostei o resistor de chuveiro, e já deu 3 amperes com queda de 10%.

 

Te garanto que fiz o teste mais rápido do que você fez seus cálculos kkkk

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Olá a todos!

 

Gostaria de saber se existe alguma maneira de descobrir a corrente máxima que um transformador suporta no secundário.

 

OBS: É claro que eu estou me referindo a um transformador que não tem nada escrito, nem as tensões, nem as correntes, nem a potência, nem nada.

 

Obrigado à todos.

Se queres saber a corrente máxima de um trafo que já existe, basta ver a bitola do fio empregado no enrolamento, isso não dirá necessarimente a corrente para o mesmo foi calculado face a outros parâmetros que tem que serem considerados.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP

França passe os valores das resistências pro morberto calcular pra nós. É que sempre digo que 'na prática a teoria é outra' em diversos posts. Queria confiar esta 'teoria'.

 

 E morberto, favor confirmar na pŕática o seui "ja sei..."

 

Agradeço!!

 

Uma resistência de potência hipotética variável muito lôca: uma vasilha com água com duas chapas metálicas. Vá adicionado sal pra diminuir a resistência. Pra aumentar, coloque água. Faça com supervisão de um adulto

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Visitante
Este tópico está impedido de receber novas respostas.

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Ebook grátis: Aprenda a ler resistores e capacitores!

EBOOK GRÁTIS!

CLIQUE AQUI E BAIXE AGORA MESMO!