Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
Equipe Clube do Hardware

Será que algum dia teremos notebooks do tipo “monte-você-mesmo”?

Recommended Posts

Tópico para a discussão do seguinte conteúdo publicado no Clube do Hardware:


Será que algum dia teremos notebooks do tipo “monte-você-mesmo”?


"Publicado originalmente no site WePC. Traduzido e republicado com autorização."


Comentários são bem-vindos.


Atenciosamente,
Equipe Clube do Hardware
https://www.clubedohardware.com.br

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Acredito que cada marca teria que oferecer a opção tipo como as marcas de automóveis fazem pela internet, monte o seu carro (notebook).

O usuário normal não sabe nem mexer em um desktop, imaginem em um notebook, nem pensar...

Na verdade isso já está acontecendo no atacado, os "montadores" escolhem vários componentes importam tudo em quantidades gigantes e colocam uma marca em cima, vendem e pronto.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Nossa, como eu queria poder montar um note assim.

Escolher peça por peça e tal.

E outra, usuario normal não mexe nem no desktop, quem dera em um note!!

é exatamente este tipo de usuário que gera o lucro das empresas!

Eu não mexo com celulares, mas já que a tendencia é a maiorias dos desks serem substituidos por notes, os usuarios mais avançados deveriam ter a opção de escolher eles mesmos as peças.

E volta e meia caimos no assunto da placa de video. Esse negócio de não poder escolher a aceleradora grafica acaba empacando na hora da compra! caso eu quera comprar um note com uma VGA mais potente, ja terei de pagar bem caro nele! aí, daqui alguns anos, quando estiver desatualizado, terei de vender o note e comprar outro só por causa de uma peça? Muito chato isso.

Acho que se for criada uma porta ou slot padrão para VGAs nos notes, teremos chegado em um ponto, onde todo o resto da configuração poderá ser alterada sem maiores problmeas pelo usuario! Quem sabe até a tela seja possivel de ser trocada num futuro próximo! o que vocês acham?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O problema é que há uma troca aí: se você incluir todas as peças e encaixes necessários para que todos os componentes sejam substituíveis, você quase que automaticamente sacrifica tamanho e ventilação.

Por exemplo, alguém aí já abriu ou pelo menos já viu fotos de um Macbook Air aberto? A placa-mãe dele está localizada numa faixa estreita, que começa na parte de trás e se extende apenas por uns 10cms em direção ao meio do notebook. Nessa plaquinha estreita estão o processador, o chipset, o GPU e as memórias, praticamente todos resfriados pelo mesmo cooler. Ou seja, é como se tivessem colocado toda uma placa-mãe no espaço de uma GTX280, só que com um cooler bem mais baixo.

Agora imagina isso modularizado pra receber peças externas? Soquetes ocupam um espaço levemente maior. Um slot para placas de video também precisaria ocupar um pouco mais de espaço. Ok, é relativamente pouca coisa, mas vamos lembrar que todo o sistema de resfriamento do notebook precisa estar adaptado a trocas "simples", porque geralmente ele é complexo demais para que o "usuário comum" consiga mexer. Adaptar isso provavelmente custaria um pouco mais de espaço, e custaria na integração dele às outras peças.

No final das contas, teríamos um notebook modular, mas que não poderia ser reduzido além de um certo tamanho, e seu sistema de resfriamento seria um pouco mais limitado, e de ainda ser muito mais complexo de mexer do que um desktop.

Mas realmente é uma ideia muito interessante, ainda mais se os fabricantes resolverem entrar em acordo sobre isso.

Indiretamente, isso talvez até solucionasse o problema que é mexer em alguns notebooks. Semana passada eu apanhei pra tentar abrir meu velho HP Pavillion; mesmo depois de retirar todos os parafusos, incluindo os que estavam debaixo da bateria e do HD, e depois de conseguir desencaixar a frente, não consegui abrir o bicho de jeito nenhum. E mesmo que eu conseguisse aprender, na hora de abrir um Dell seria outro drama, assim como um Toshiba ou qualquer outro fabricante diferente que padronize a montagem à sua maneira.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Na verdade, em relação a notebooks "barebones", já existem opções para o usuário final. A OCZ oferece há algum tempo barebones com tela de 15.4" e 17", eu acho, para você comprar separado o processador (Intel socket LGA775, de desktop mesmo), memória e HD. Só vêm com o barebone a placa de vídeo e a unidade ótica, pelo que me lembro.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Quanto a esse negócio de tem gente que não sabe mexer...

Em desk também tem muita gente que nao sabe mexer e nem por isso só existem esses positivos da vida pra comprar, provavelmente quem sabe mexer com desk vai procurar aprender sobre os notes também.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não acho uma boa ideia não. Como disse o camarada ai em cima, Vai sacrificar o tamanho (ao custo da padronização do tamanho das peças) e vai sacrificar em muito a ventilação e por conta disso a estabilidade do aparelho.

Já vi alguns desses barebones com Atlhon XP que travavam só de olhar para eles.

Isso sem falar que tendo uma variedade maior de placas de vídeo teria de dar espaço para um superdimensionamento das fontes de alimentação desses notes (prevendo essa possibilidade de atualização).

Notebook para mim é algo que supre a falta de mobilidade de um desktop, mas que nunca vai substituir um por mais customizado que um note seja.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Na verdade, em relação a celulares "barebones", já existem opções para o usuário final. A OCZ oferece há algum tempo barebones com tela de 15.4" e 17", eu acho, para você comprar separado o processador (Intel socket LGA775, de desktop mesmo), memória e HD. Só vêm com o barebone a placa de vídeo e a unidade ótica, pelo que me lembro.

Eu ia justamente comentar sobre isso henrique. Já existe na OCZ o Notebook DIY(Do It Yourself), você compra o barebone e as devidas peças e recebe o pacote com tudo para ser montado. Inclusive no site da OCZ há diversos vídeos e guias que orientam claramente o usuário sobre como montar o notebook, mas mesmo assim essa não é uma solução muito indicada pros menos íntimos com a montagem de pcs(assim como comprar separadamente as peças de um desktop para montá-lo em casa também não é).

Por enquata as opções ainda são um pouco limitadas, mas já é um primeiro passo em direção a essa ideia.

E quanto ao fato dos notebooks modularizados comentados pelo Feral, eu concordo com o que foi exposto, mas solucionar este problema é relativamente fácil: basta criar um novo segmento de notebooks. Da mesma forma que os netbooks surgiram para suprir um dado tipo de mercado, poderiam também existir os os "tetrisbooks":p(vá encaixando as peças até ficar tudo alinhado...), que seriam esses notebooks preparados para um sistema modularizado. Claro que existiriam alguns contras, como um tamanho maior, preocupações adicionais com alimentação e ventilação, etc, mas há pessoas dispostas a sacrificar alguns desses elementos em favor da possibilidade de upgrade(como eu), afinal ter que trocar o notebook inteiro apenas porque o vídeo integrado do seu não está dando conta é algo inviável.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Acho que o sacrifício da miniaturização com certeza aconteceria, mas estamos falando de uma outra categoria de notes.

Essa "customização fácil" não vai acontecer nos notes ultraportáteis. Mas a padronização de um tamanho um pouco maior (tela de 15" por exemplo) é uma excelente ideia.

O que teria que acontecer inicialmente é a padronização do formato da placa-mãe. Com isso, coolers, slot para placa de vídeo e até mesmo o gabinete no notebook seriam intercambiáveis. Aí fica fácil ter o notebook montado na loja enquanto você toma um cafezinho...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Seria legal poder estar mexendo num not assim...

pena q foi qnem o camarada de cima falou... " e a refrigeração???????? "

uma placa de video ocupa espaço, e emite calor, sendo assim meio inviável estar colokando-a num not...

a minha geforce 8600gt saiu uns 280 reais, e chega aos 60°C brincando...

imagina uma geforce 8600gt,em tamanho menor, e q emitesse menos calor, q preço vocês pagariam por ela?????? sairia nada menos do q o dobro do preco normal... (560 reais...)

seria legal, mais seria inviavel pelo fato "" CALOR Versus DISSIPADOR ""

agora, se aumentarem a altura do not, de 1,5cm pra 3cm, ai iria ter um lugar pra colokar a placa de video e ficaria de boua.... ^^

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Se isso realmente acontecer daqui a uns anos eu afirmo que com certeza a "Era dos desktops" termina.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Na verdade notbooks barebones já existem pelo menos desde de 2002.

Não sei se ainda é comercializado, mas existia notbooks da ECS (Pcchips), que na verdade eram feitos com peças de micros, apenas a placa mãe era para notebook.

Vinha a carcaça, a tela e placa mãe. e aberturas no fundo onde voce abria e colocava o processador que queria, a memoria (de micro mesmo e não a de Note) e o HD (esse sim era de 2,5'')

Na verdade nem bateria ele usava era apenas para ligar na tomada (pelo menos as primeiras versões)

Se não me engano o nome era A900 e A901 (um modelo era intel e o outro era AMD)

se chamava desknote ou i-buddy. achei ate o teste aqui do Clube do Hardware: https://www.clubedohardware.com.br/artigos/973

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vi um artigo sobre um note grandalhao ( tela de 17' widescreen ), modular, q usava peças de desk ( processador ) e de note, pesava 5Kg e era voltado p/ o publico gamer. A bateria, fazia apenas papel de nobreak: durava 20 min. fora da tomada!!!!! Q eu me lembre era da ASUS.

Pra achar o note q eu queria ( tela de 12', nao mais q 2.000 R$, sem ser marca xing-ling e com configuração razoavel ) rodei até aparecer uma promoçao na submarino: Semp-toshiba info com core duo 1.66 ghz, 2gb DDR2 667, HD 160Gb e VGA integrada intel GMA950 por 1.990 R$.

Pra notes de tela de 14' ou superior, acho perfeitamente viavel essa ideia de peças intercambiaveis e modulares.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Uma ideia seria uma loja onde você pudesse escolher os componentes e um técnico treinado pelo fabricante montasse o notebook enquanto você toma um café na sala de espera. Isto resolveria o problema.

Como Gabriel disse: essa seria uma ótima ideia ou então tornasse padrão assim como as unidades óticas hds e memórias um compartimento para colocar a placa de vídeo, lógico também com a opção de escolher entre a placa de vídeo e o vídeo integrado aí seria muito ótimo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

não existe nada melhor do que você poder personalizar a seu modo do seu jeito, e um dia pegar o seu notebook ( montado por você mesmo ) e dizer com orgulho que foi você mesmo que montou, nada melhor que a liberdade de personalização e escolha!:lol:

seria realmente ótimo se tivemos esse prazer de montar um notebook do nosso jeito e com as próprias mãos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu estou procurando um note e sempre tem alguma restrição: é o pagamento que tem que ser a vista, não vem com aquela VGA que você quer, tem N coisas que não bate com que você quer ou você pode pagar......e por coincidência hj vindo para o trabalho estava pensando justamente nisso, porque não tem uma empresa que dá opções de montagem para um note, era só ter mais opções na hora de configurar no site, as vezes eu quero uma VGA boa mas to sem grana, mas, poderia diminuir na memoria de 4g pra 2gb ou um HD de 320 para 160 pra diminuir o preço....ou também as vezes no site ou a loja tem a opção de de 9800 ou você compra essa ou uma x3100....poderia ter a opção de uma VGA intermediária de HD 2600 por exemplo.....outro exemplo na Dell dos vostro o 1310 você pode colocar uma 8400 GS de 128 no 1510 você pode colocar 8400 GS de 256 e no vostro acho que é o 1710 você pode colocar uma 8600...eu perg. para o vendedor porque eu não posso colocar a 8600 no 1310, ele disse que era a mesma coisa de colocar um motor de ferrari em um fusca...ae eu falei que dizer que o 1310 é um fusca...e começou a se perder...ae eu falei "meu" um fusca que pode colocar um processar T8100 4GB de memoria etc..etc..porque não pode colocar uma 8600...tem vários exemplos.

Abraços

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

não li todos os comentários...

mas na minha opinião, comprar um not hoje em dia é como uma caixinha de surpresas.

Na maioria dos fabricantes de notebooks nós não sabemos a marca da placa mãe, o modelo exato do processador, a marca das memórias, entre outras coisas.

acredito que seria óóótemo se fosse possível comprar peças de not separadamente.

não só um pente de memória, que é mais comum e acessível, mas comprar TUDO!!! desdo chassis até o processador!

abraço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Visitante

Concordo que seria maravilhoso poder escolher tudo.

Nada se compara a ter esta liberdade (como no pc)!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A Dell ja oferece cois aparecida, através do site você monta o notebook com as configurações que você escolhe, tal como processador, memoria, hd e tela, da para fazer varias combinações, nao é exatamente um doyourself maisss chega perto, abraços !!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ainda não comprei meu primeiro Note.

Faz tempo que tento achar um que me agrade.

Existisse a possibilidade de montar a máquina, há muito que eu teria feito o gasto e, com certeza, já teria substituido uma variedade de componentes.

Poder ajustar tudo ao seu gosto e bolso, escolhendo marca e modelo de HD, sistema operacional; ter ou não câmera, LAN, wireless; acrescentar ou retirar qualquer componente ...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
A Dell ja oferece cois aparecida, através do site você monta o notebook com as configurações que você escolhe, tal como processador, memoria, hd e tela, da para fazer varias combinações, nao é exatamente um doyourself maisss chega perto, abraços !!!

DIY Notebook já é realidade, embora estão longe de serem o ideal:

http://www.tomshardware.com/reviews/building-dream-notebook,1026.html

Uma coisa que me irrita muito é a defasagem em relação ao mercado americano dentro de uma mesma marca. Veja a diferença entre a customização dos micros da DELL nos EUA e no Brasil. Exemplo:

Nos EUA, estão disponíveis os Dell Mini 9, 10 e 12. No Brasil, apenas o Mini 9 em três "modelos", sem opção de configuração. Nos EUA, você pode escolher a cor, aumentar o HD (até 64gb ssd), memória, bluetooth, 3g, tipo de câmera, comprar com mouse bluetooth, escolher entre unbutu e xp, etc...

A Alienware oferece uma enorme lista de customização para os celulares, incluindo coisas como SLI e Raid para os modelos de 17'. É possível até escolher entre ATI e nVidia para o mesmo modelo de note, processador (desde o 8100 até o Core 2 Quad extreme), cor da iluminação do teclado, etc. Não chega a ser DIY mas é um "Configure Você Mesmo".

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Penso que a customização dos notebooks não é muito interessante do ponto de vista já citado aqui: tamanho e peso dos componentes. As integradoras que existem no Brasil já fazem bem isso (Microboard, Megatron, etc). E como citado, o site da Dell é o que mais se aproxima dessa customização.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×