Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Teste da placa de vídeo Radeon RX 5700 XT

       
 25.175 Visualizações    Testes  
 13 comentários

Testamos a placa de vídeo Radeon RX 5700 XT, lançamento da AMD baseada na nova arquitetura RDNA e fabricada em processo de 7 nm.

Teste da placa de vídeo Radeon RX 5700 XT
Produto Recomendado

Produto Recomendado

Introdução

A AMD lançou recentemente suas primeiras placas de vídeo com chip gráfico "Navi", baseadas na nova arquitetura RDNA. Um dos modelos é a Radeon RX 5700 XT, que tem 40 unidades computacionais, 2.560 núcleos de processamento e 8 GiB de memória GDDR6. Vamos conferir como ela se sai em nossos testes.

A arquitetura RDNA de placas de vídeo foi projetada do zero pela AMD para substituir a arquitetura GCN, utilizada pelos chips gráficos anteriores da marca, como Polaris, Vega e outras mais antigas. Os chips gráficos baseados nessa nova arquitetura, com codinome Navi, são fabricados em 7 nm e, segundo a AMD, apresentam um desempenho por clock 25% superior ao da arquitetura anterior. Além disso, eles suportam memória GDDR6 e interface PCI Express 4.0.

Os três primeiros modelos lançados são a Radeon RX 5700, com 36 unidades computacionais, a Radeon RX 5700 XT, com 40 unidades computacionais, e Radeon XT 5700 XT 50th Anniversary. Todas trazem 8 GiB de memória GDDR6 rodando a 14 GHz e acessada a 256 bits, resultado uma largura de banda de memória de 448 GiB/s.

A Radeon RX 5700 XT tem três clocks divulgados: "base clock", "game clock" e "boost clock". Segundo a AMD, o clock base é o clock mínimo que a placa vai rodar durante os jogos, o "game clock" é a frequência esperada na qual o chip gráfico vai efetivamente funcionar a maior parte do tempo e o clock boost é o clock máximo que o chip pode eventualmente atingir. A definição de "game clock" da AMD é muito similar ao que, nos chips gráficos da NVIDIA, é o clock turbo. Assim, nas comparações, utilizaremos principalmente estes dois valores.

Na Radeon RX 5700 XT de referência, o clock base é de 1.605 MHz, o "game clock" é de 1.755 MHz e o clock boost é de 1.905 MHz.

Em termos de consumo elétrico e dissipação de calor, a AMD divulgou um valor chamado "board power" (também chamado de TBP ou TGP), que significa o consumo elétrico total da placa de vídeo, e não apenas do chip gráfico. Apesar de tecnicamente este valor não ser a mesma coisa que TDP, a NVIDIA informou que os valores informados como TDP em suas placas de vídeo são efetivamente o consumo máximo total da placa e, desta forma podemos comparar sem problemas os valores de TDP informados pela NVIDIA com o TBP informado pela AMD. Dito isto, a Radeon RX 5700 XT tem um TBP de 225 W.

O motor de vídeo da série Radeon RX 5700 tem capacidade de codificar vídeo até 4K com 60 fps utilizando o codec H.265 e 4K com 90 fps utilizando o codec H.264. Na decodificação, ele suporta até 4K com 90 fps no H.265 e 4K com 150 fps no H.264.

Outros recursos suportados pela arquitetura RDNA são o RIS (Radeon Image Sharpening), que aumenta a nitidez da imagem em jogos, FidelityFX, que permite melhorias no contraste da imagem, o Radeon Anti-Lag, que reduz o "input lag", que é a latência entre você dar um comando e o resultado deste comando efetivamente ser exibido no monitor, além do algoritmo Radeon Chill, que ajusta a taxa de quadros para garantir uma menor dissipação de calor.

Em relação ao preço, a AMD reduziu os valores de suas novas placas de vídeo um dia antes do seu lançamento (provavelmente, em resposta ao lançamento das placas de vídeo "SUPER" da NVIDIA), e estipulou o preço sugerido nos EUA para a Radeon RX 5700 XT em US$ 399, colocando-a como competidora direta da GeForce RTX 2060 SUPER.

A Figura 1 mostra a caixa da Radeon RX 5700 XT, modelo de referência, que testamos.

Radeon5700XT-01.jpg

Figura 1: a caixa da Radeon RX 5700 XT

Você confere a Radeon RX 5700 XT de referência na Figura 2.

Radeon5700XT-02.jpg

Figura 2: a Radeon RX 5700 XT de referência

Como mencionamos, a Radeon RX 5700 XT compete diretamente contra a GeForce RTX 2060 SUPER. Assim, vamos comparar estas duas placas de vídeo. Infelizmente, a AMD não nos cedeu nenhuma placa de vídeo Radeon RX 580, Radeon RX 590, Vega 56 ou Vega 64 para que pudéssemos comparar este lançamento com os modelos anteriores do fabricante.

Também incluímos no comparativo a GeForce RTX 2060, a GeForce RTX 2070 SUPER, a Gigabyte GeForce RTX 2070 GAMING OC 8G e a GeForce RTX 2080 FE, para termos noção da diferença de desempenho entre placas de vídeo de diferentes preços.

Na tabela abaixo, comparamos as principais especificações das placas de vídeo incluídas neste teste. Os preços foram pesquisados na Newegg.com no dia da publicação do teste.

Placa de vídeo Clock dos núcleos Clock turbo Clock da memória (efetivo) Interface de memória Taxa de transferência da memória Memória Núcleos de processamento TDP DirectX Preço
Radeon RX 5700 XT 1.605 MHz 1.755 MHz 14,0 GHz 256 bits 448 GiB/s 8 GiB GDDR6 2.560 225 W 12.1 US$ 400
GeForce RTX 2060 SUPER FE 1.470 MHz 1.650 MHz 14,0 GHz 256 bits 448 GiB/s 8 GiB GDDR6 2.176 175 W 12.1 US$ 400
GeForce RTX 2060 FE 1.365 MHz 1.680 MHz 14,0 GHz 192 bits 336 GiB/s 6 GiB GDDR6 1.920 160 W 12.1 US$ 350
GeForce RTX 2070 SUPER FE 1.605 MHz 1.770 MHz 14,0 GHz 256 bits 448 GiB/s 8 GiB GDDR6 2.560 215 W 12.1 US$ 500
Gigabyte GeForce RTX 2070 GAMING OC 8G 1.410 MHz 1.725 MHz 14,0 GHz 256 bits 448 GiB/s 8 GiB GDDR6 2.304 185 W 12.1 US$ 550
GeForce RTX 2080 FE 1.515 MHz 1.800 MHz 14,0 GHz 256 bits 448 GiB/s 8 GiB GDDR6 2.944 225 W 12.1 US$ 700

Você pode comparar as especificações destas placas de vídeo com outras através dos nossos tutoriais “Tabela comparativa dos chips Radeon da AMD (desktop)” e “Tabela comparativa dos chips GeForce da NVIDIA (desktop)”.

Agora vamos dar uma olhada mais de perto na placa de vídeo testada.

Compartilhar

  • Curtir 12


  Denunciar Artigo

Artigos similares


Comentários de usuários


A gente ve os testes e tudo que passa pela cabeça é "Ahh se tivesse ray tracing"

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Considerando que é um modelo de referência, e provavelmente as fabricantes lançarão modelos com clocks maiores e alterações na refrigeração, além de amadurecimento dos drivers, acredito até em melhora do desempenho. E considerando que o desempenho dela ficou, na maioria dos jogos, ente a 2060s e a 2070s, custando o mesmo que a 2060s, tem excelente C/B. Pena a dissipação acima de 200.

Agora esperar a resposta da NVidia, com placas melhores e/ou mais baratas (já fez isto com as Super), para esperar a resposta da AMD...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

A RX 5700 XT já está disponível na teraybte tem uns dias.

Na data de lançamento eles já tinham disponível para quem montasse uma máquina com eles e desde quinta feira está à venda para todos.

Inclusive já garanti a minha. Agora bateu um pequeno arrependimento por ter comprado logo de cara quando li o comentário do @Kleber Peters:

 

39 minutos atrás, Kleber Peters disse:

Considerando que é um modelo de referência, e provavelmente as fabricantes lançarão modelos com clocks maiores e alterações na refrigeração, além de amadurecimento dos drivers, acredito até em melhora do desempenho.

Achei que fossem melhorar refrigeração, a questão dos ruídos, mas não sabia que era possível aumentar os clocks.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@FMattos Sim... normalmente os fabricantes lançam modelos com clocks maiores. Comumente identificados com um OC na especificação da VGA. Nada que um leve overclock não atinja. Relaxa e curte o brinquedo novo. 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
3 horas atrás, sdriver disse:

A gente ve os testes e tudo que passa pela cabeça é "Ahh se tivesse ray tracing"

sdriver, procure testes utilizando o recurso e você ficará bastante decepcionado com os resultados. A 2060S não entrega desempenho mínimo satisfatório utilizando RT... Na maioria esmagadora dos testes os FPS ficam abaixo de 25 utilizando o recurso... Acho bastante temerário usar o recurso como "desempate" na hora da compra... e também penso igual em relação ao consumo. 10W de diferença representa uns míseros R$15,00 em consumo anual (com meu perfil de utilização).

Parafraseando o @Rafael Coelho, a decisão está mais para gosto pessoal.

P.S. Vale lembrar que ao contrario de todas as antigas "promessas" de desempenho da ATI/AMD antes dos lançamentos, que nos deixaram frustrados na maioria das vezes, entregaram uma arquitetura que está em empate técnico com as 2070/2070S, como prometido.

 

Fica aqui os meus parabéns a AMD, pois quem mais ganha com a "guerra" são os consumidores.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, aw_amaral disse:

sdriver, procure testes utilizando o recurso e você ficará bastante decepcionado com os resultados. A 2060S não entrega desempenho mínimo satisfatório utilizando RT... Na maioria esmagadora dos testes os FPS ficam abaixo de 25 utilizando o recurso... Acho bastante temerário usar o recurso como "desempate" na hora da compra... e também penso igual em relação ao consumo. 10W de diferença representa uns míseros R$15,00 em consumo anual (com meu perfil de utilização).

Parafraseando o @Rafael Coelho, a decisão está mais para gosto pessoal.

P.S. Vale lembrar que ao contrario de todas as antigas "promessas" de desempenho da ATI/AMD antes dos lançamentos, que nos deixaram frustrados na maioria das vezes, entregaram uma arquitetura que está em empate técnico com as 2070/2070S, como prometido.

 

Fica aqui os meus parabéns a AMD, pois quem mais ganha com a "guerra" são os consumidores.

O meu ponto é mais relacionado a questão de argumentação. Quem defende o lado verde vai usar isso como critério. Por isso o "ah se tivesse", pois, se tivesse, a placa seria a melhor opção em qualquer cenário.

Quanto ao uso dessa tecnologia, o RT ao contrario de outras tecnologias anteriores tem um potencial de mudança do cenário de desenvolvimento 3D. As novas gerações de consoles por exemplo especula-se que serão totalmente compatíveis e dessa forma, pela primeira vez na historia os gráficos de jogos irão ser mais bonitos num console do que no PC (pelo menos naqueles com placas sem suporte ao RT). Os atuais jogos com suporte ao RT são exatamente o que seu nome diz: Com suporte.

Algo bem diferente dos futuros jogos que serão nativamente feitos para RT e terão suporte ao sistema de renderização normal.

Então em alguns anos, alguém vai lançar o primeiro jogo somente RT. E quem tiver uma placa sem suporte não vai poder jogar.

 

Um caso bem recente parecido foi o jogo Apex. Ele não roda em processadores que não tem a instrução SSE 4.1. Isso deixou maquinas até bem recentes de fora. Processadores Phenom não rodam esse jogo.

 

Dizem que o RT poderá ser implementado por software, mas qual o desempenho que veremos nesse cenário?

 

Quanto ao desempenho das 2060, tenho uma e jogo BF V  usando RT tranquilamente em 1080. Joguei também o Metro Exodus, mas este simplesmente fica mais feio com a opção ativada.  Claro que não dá de jogar com os gráficos no máximo sem ter lags. Mas com o passar do tempo, novos jogos devem melhorar bastante a performance com a  tecnologia ativa. 

 

Mas o meu ponto é que se os consoles adotarem o RT, esse é um caminho sem volta.

E a próxima geração de GPU AMD vai com 110% de certeza dar suporte nativamente à tecnologia já que é ela quem faz as GPUS dos consoles.

 

Agora se deixar de lado esse ponto, sim as novas vermelhinhas são a cartada que faltava pra gente voltar a comprar placa de vídeo custando menos de 2 mil.

 

 

 

 

 

 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Intermediário? Kkkk me pareceu briga de cachorro grande hehehehhe

 

Lembrando que o PS4 pro tem "apenas" 4TF de desempenho gráfico. E essas 5700 tem 7,4 e 8,9TF de desempenho. 

 

E viva a concorrência. 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Lembrando que RT e uma tecnologia, ou seja, as placas da AMD tambem conseguem processaor o RT, o diferencial e que a Nvidia colocou nas placas RTX núcleos especificos para esse processamento para que nao use o processamento bruto da GPU por isso as RTX sao recomendadas para utilização do RT.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Em ‎15‎/‎07‎/‎2019 às 13:49, sdriver disse:

Dizem que o RT poderá ser implementado por software, mas qual o desempenho que veremos nesse cenário?

 

Quanto ao desempenho das 2060, tenho uma e jogo BF V  usando RT tranquilamente em 1080. Joguei também o Metro Exodus, mas este simplesmente fica mais feio com a opção ativada.  Claro que não dá de jogar com os gráficos no máximo sem ter lags. Mas com o passar do tempo, novos jogos devem melhorar bastante a performance com a  tecnologia ativa. 

Já existe suporte por software no próprio driver da Nvidia... Vários sites gringos já efetuaram testes nestes cenários. Exemplo: 1080TI roda com mais FPS, simulando RT que a 2060S e a diferença não é pequena.

 

Quanto a segunda colocação, penso de forma diferente. Explico: Rodar um jogo usando um recurso, porém com qualidade diminuída para ficar "rodável" não me faz sentido. Quem compra uma placa de vídeo com um recurso quer usa-la em sua totalidade. Uma 2060, que entrega 79 FPS (Full HD com toda qualidade no máximo) em um jogo sem o recurso, para após ativa-lo rodar a 21, 22 FPS... Acredito que não seja a proposta.

 

Quando insisto que o "diferencial" não deve ser levado em conta para a escolha na hora da compra, é por que a tecnologia ainda não pode ser utilizada em sua totalidade nesta faixa de preço de produto. Até as 2070 e 2070S apanham em alguns cenários e entregam abaixo de 30 FPS com o recurso ativo. Também não visualizo jogos que possibilitem a utilização, a curto prazo, somente jogos que exigirão mais e mais recursos, deixando as placas 2060 e 2060S em um limbo oferecendo um recurso que não pode ser utilizado a contento. Nesta faixa de preço, AMD ou Nvidia, para utilizar Full HD com todas as opções gráficas "no talo" sem lags é a proposta.

 

 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
3 horas atrás, aw_amaral disse:

Já existe suporte por software no próprio driver da Nvidia... Vários sites gringos já efetuaram testes nestes cenários. Exemplo: 1080TI roda com mais FPS, simulando RT que a 2060S e a diferença não é pequena.

 

Quanto a segunda colocação, penso de forma diferente. Explico: Rodar um jogo usando um recurso, porém com qualidade diminuída para ficar "rodável" não me faz sentido. Quem compra uma placa de vídeo com um recurso quer usa-la em sua totalidade. Uma 2060, que entrega 79 FPS (Full HD com toda qualidade no máximo) em um jogo sem o recurso, para após ativa-lo rodar a 21, 22 FPS... Acredito que não seja a proposta.

 

Quando insisto que o "diferencial" não deve ser levado em conta para a escolha na hora da compra, é por que a tecnologia ainda não pode ser utilizada em sua totalidade nesta faixa de preço de produto. Até as 2070 e 2070S apanham em alguns cenários e entregam abaixo de 30 FPS com o recurso ativo. Também não visualizo jogos que possibilitem a utilização, a curto prazo, somente jogos que exigirão mais e mais recursos, deixando as placas 2060 e 2060S em um limbo oferecendo um recurso que não pode ser utilizado a contento. Nesta faixa de preço, AMD ou Nvidia, para utilizar Full HD com todas as opções gráficas "no talo" sem lags é a proposta.

 

 

Pesquisei um pouco mais sobre o RT implementado por software usando o DirectX e realmente isso pode deixar as coisas bem mais interessantes para a AMD assim como para as placas da geração anterior da Nvidia.

Se a implementação de RT for possível a nível de software e com alguma mágica forte dos desenvolvedores se tornar menos pesada, poderemos ver o RT rodando nessas novas Radeon 5700. Isso abre maiores possibilidades também para os consoles da nova geração.

Com as 2 vertentes de implementação estando ainda em estado beta, por hora, qualquer afirmação sobre qual será o melhor caminho é pura especulação. Por exemplo, pode ser que a AMD ano que vem apareça com novas placas tendo suporte nativo por hardware de RT e a guerra de hardware pegue fogo, ou poderemos ver as APIs do DX fazerem algum milagre e tornando o ray tracing uma funcionalidade comum.

O problema maior por hora é que as 2 formas de executar esse recurso torna qualquer placa de video mid to low um produto inviavel, fazendo ate mesmo as placas mais parrudas suarem frio para dar algum resultado. E nenhum desenvolver será besta de lançar um jogo que so funcione em menos de 10% dos pcs existentes no mundo.

 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Tirando o problema de temperatura, que é uma sacanagem das empresas que deveriam permitir por projeto de placa dissipador e permitir fan de acordo com o gosto do freguês. No resto, a placa ficou muito boa pelos resultados, sério! Compete com a 2070! E pro pessoal que lamenta a falta de RT, é recurso inútil por enquanto em quase todos os cenários... Ligou ela o desempenho vai lá pro chão... Vai umas gerações pra ser usado de maneira consistente. Então... sei lá, não vejo como com o que tem no mercado nessa data seja justificativa  escolher por causa de RT. Pouco título tem suporte e os que tem fazem essas placas ter um desempenho muito baixo... RT é mais propaganda e gostinho do que vem por aí do que uso mesmo.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

É tão bom ver "Radeon" de volta de maneira forte! Mas esse amassado da bicicletinha dos Correios é tenso.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Em 15/07/2019 às 08:30, sdriver disse:

A gente ve os testes e tudo que passa pela cabeça é "Ahh se tivesse ray tracing"

Cara, eu pelo menos, não ligo a mínima. Acho que daqui umas duas gerações de GPU seja algo que faça mais diferença para decidir uma compra, na minha opinião.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

GRÁTIS: minicurso “Como ganhar dinheiro montando computadores”

Gabriel TorresGabriel Torres, fundador e editor executivo do Clube do Hardware, acaba de lançar um minicurso totalmente gratuito: "Como ganhar dinheiro montando computadores".

Você aprenderá sobre o quanto pode ganhar, como cobrar, como lidar com a concorrência, como se tornar um profissional altamente qualificado e muito mais!

Inscreva-se agora!