Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Teste da placa de vídeo Radeon RX 5700

       
 18.845 Visualizações    Testes  
 29 comentários

Testamos a Radeon RX 5700, nova placa de vídeo da AMD baseada no chip gráfico Navi, com 8 GiB de memória e interface PCI Express 4.0.

Teste da placa de vídeo Radeon RX 5700
Produto Recomendado

Produto Recomendado

Introdução

A Radeon RX 5700 é uma das primeiras placas de vídeo com chip gráfico "Navi", baseadas na nova arquitetura RDNA da AMD. Ela tem 36 unidades computacionais, 2.304 núcleos de processamento e 8 GiB de memória GDDR6. Vamos conferir como ela se sai em nossos testes.

A arquitetura RDNA de placas de vídeo foi projetada do zero pela AMD para substituir a arquitetura GCN, utilizada pelos chips gráficos anteriores da marca, como Polaris, Vega e outras mais antigas. Os chips gráficos baseados nessa nova arquitetura, com codinome Navi, são fabricados em 7 nm e, segundo a AMD, apresentam um desempenho por clock 25% superior ao da arquitetura anterior. Além disso, eles suportam memória GDDR6 e interface PCI Express 4.0.

Os três primeiros modelos lançados são a Radeon RX 5700, com 36 unidades computacionais, a Radeon RX 5700 XT (leia o teste dela clicando aqui), com 40 unidades computacionais, e Radeon XT 5700 XT 50th Anniversary. Todas trazem 8 GiB de memória GDDR6 rodando a 14 GHz e acessada a 256 bits, resultado uma largura de banda de memória de 448 GiB/s.

A Radeon RX 5700 tem três clocks divulgados: "base clock", "game clock" e "boost clock". Segundo a AMD, o clock base é o clock mínimo que a placa vai rodar durante os jogos, o "game clock" é a frequência esperada na qual o chip gráfico vai efetivamente funcionar a maior parte do tempo e o clock boost é o clock máximo que o chip pode eventualmente atingir. A definição de "game clock" da AMD é muito similar ao que, nos chips gráficos da NVIDIA, é o clock turbo. Assim, nas comparações, utilizaremos principalmente estes dois valores.

Na Radeon RX 5700 de referência, o clock base é de 1.465 MHz, o "game clock" é de 1.625 MHz e o clock boost é de 1.725 MHz.

Em termos de consumo elétrico e dissipação de calor, a AMD divulgou um valor chamado "board power" (também chamado de TBP ou TGP), que significa o consumo elétrico total da placa de vídeo, e não apenas do chip gráfico. Apesar de tecnicamente este valor não ser a mesma coisa que TDP, a NVIDIA informou que os valores informados como TDP em suas placas de vídeo são efetivamente o consumo máximo total da placa e, desta forma podemos comparar sem problemas os valores de TDP informados pela NVIDIA com o TBP informado pela AMD. Dito isto, a Radeon RX 5700 tem um TBP de 180 W.

O motor de vídeo da série Radeon RX 5700 tem capacidade de codificar vídeo até 4K com 60 fps utilizando o codec H.265 e 4K com 90 fps utilizando o codec H.264. Na decodificação, ele suporta até 4K com 90 fps no H.265 e 4K com 150 fps no H.264.

Outros recursos suportados pela arquitetura RDNA são o RIS (Radeon Image Sharpening), que aumenta a nitidez da imagem em jogos, FidelityFX, que permite melhorias no contraste da imagem, o Radeon Anti-Lag, que reduz o "input lag", que é a latência entre você dar um comando e o resultado deste comando efetivamente ser exibido no monitor, além do algoritmo Radeon Chill, que ajusta a taxa de quadros para garantir uma menor dissipação de calor.

Em relação ao preço, a AMD reduziu os valores de suas novas placas de vídeo um dia antes do seu lançamento (provavelmente, em resposta ao lançamento das placas de vídeo "SUPER" da NVIDIA), e estipulou o preço sugerido nos EUA para a Radeon RX 5700 em US$ 349, colocando-a como competidora direta da GeForce RTX 2060.

A Figura 1 mostra a caixa da Radeon RX 5700, modelo de referência, que testamos.

RadeonRX5700-01.jpg

Figura 1: a caixa da Radeon RX 5700

Você confere a Radeon RX 5700 de referência na Figura 2.

RadeonRX5700-02.jpg

Figura 2: a Radeon RX 5700 de referência

Como mencionamos, a Radeon RX 5700 compete diretamente contra a GeForce RTX 2060. Assim, vamos comparar estas duas placas de vídeo. Infelizmente, a AMD não nos cedeu nenhuma placa de vídeo Radeon RX 580, Radeon RX 590, Vega 56 ou Vega 64 para que pudéssemos comparar este lançamento com os modelos anteriores do fabricante.

Também incluímos no comparativo a Radeon RX 5700 XT, a GeForce GTX 1660 Ti, a GeForce RTX 2060 SUPER, a GeForce RTX 2070 SUPER, a Gigabyte GeForce RTX 2070 GAMING OC 8G e a GeForce RTX 2080 FE, para termos noção da diferença de desempenho entre placas de vídeo de diferentes preços.

Na tabela abaixo, comparamos as principais especificações das placas de vídeo incluídas neste teste. Os preços foram pesquisados na Newegg.com no dia da publicação do teste.

Placa de vídeo Clock dos núcleos Clock turbo Clock da memória (efetivo) Interface de memória Taxa de transferência da memória Memória Núcleos de processamento TDP DirectX Preço
Radeon RX 5700 1.465 MHz 1.625 MHz 14,0 GHz 256 bits 448 GiB/s 8 GiB GDDR6 2.304 180 W 12.1 US$ 350
GeForce RTX 2060 FE 1.365 MHz 1.680 MHz 14,0 GHz 192 bits 336 GiB/s 6 GiB GDDR6 1.920 160 W 12.1 US$ 350
Gigabyte GeForce GTX 1660 TI Windforce OC 6G 1.500 MHz 1.845 MHz 12,0 GHz 192 bits 288 GiB/s 6 GiB GDDR6 1.536 120 W 12.1 US$ 280
Radeon RX 5700 XT 1.605 MHz 1.755 MHz 14,0 GHz 256 bits 448 GiB/s 8 GiB GDDR6 2.560 225 W 12.1 US$ 400
GeForce RTX 2060 SUPER FE 1.470 MHz 1.650 MHz 14,0 GHz 256 bits 448 GiB/s 8 GiB GDDR6 2.176 175 W 12.1 US$ 400
GeForce RTX 2070 SUPER FE 1.605 MHz 1.770 MHz 14,0 GHz 256 bits 448 GiB/s 8 GiB GDDR6 2.560 215 W 12.1 US$ 500
Gigabyte GeForce RTX 2070 GAMING OC 8G 1.410 MHz 1.725 MHz 14,0 GHz 256 bits 448 GiB/s 8 GiB GDDR6 2.304 185 W 12.1 US$ 550
GeForce RTX 2080 FE 1.515 MHz 1.800 MHz 14,0 GHz 256 bits 448 GiB/s 8 GiB GDDR6 2.944 225 W 12.1 US$ 700

Você pode comparar as especificações destas placas de vídeo com outras através dos nossos tutoriais “Tabela comparativa dos chips Radeon da AMD (desktop)” e “Tabela comparativa dos chips GeForce da NVIDIA (desktop)”.

Agora vamos dar uma olhada mais de perto na placa de vídeo testada.

Compartilhar

  • Curtir 6


  Denunciar Artigo

Artigos similares


Comentários de usuários




Mesmo preço da 2060FE, chegando em alguns cenários no desempenho da 2060S, mesmo custando $50,00 a menos. Excelente!!! A ver como se comporta o mercado nacional, mas temos aqui novos exemplos de bom custo/benefício. Vejamos os modelos personalizados dos fabricantes. 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

A AMD finalmente lançou um bom produto. Mas novamente com aquele gosto de "beta tester". No Linux estas Navi estão dando bastante dor de cabeça, no Windows tmb em alguns games. Eles lançam as placas pra depois irem remendando os drivers, não me entra na cabeça que uma empresa deste porte faça uma coisa destas.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Serão lançadas outros modelos para competir com outras placas da Nvidia? Já existe roadmap?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Quando vocês tiverem disponíveis placas-mãe X570 acho que seria legal repetir esse teste e o da 5700 XT a fim de avaliar se o PCI-E 4.0 justificaria a troca de mobo, uma vez que parece que os Ryzen 3000 estão com desempenho semelhante nas B450!

 

Ótimo teste, como sempre.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
33 minutos atrás, Hanner disse:

Quando vocês tiverem disponíveis placas-mãe X570 acho que seria legal repetir esse teste e o da 5700 XT a fim de avaliar se o PCI-E 4.0 justificaria a troca de mobo, uma vez que parece que os Ryzen 3000 estão com desempenho semelhante nas B450!

 

Ótimo teste, como sempre.

Obrigado pela sugestão, ótima ideia.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, Phoenyx disse:

A AMD finalmente lançou um bom produto. Mas novamente com aquele gosto de "beta tester". No Linux estas Navi estão dando bastante dor de cabeça, no Windows tmb em alguns games. Eles lançam as placas pra depois irem remendando os drivers, não me entra na cabeça que uma empresa deste porte faça uma coisa destas.

 

A ATI vivia fazendo isso também. Nos dava muito problemas, pois nos enviavam placas para teste, a gente testava na maior correria, e dois dias depois saia um novo driver corrigindo problemas... Maior trabalheira para nada!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, Gabriel Torres disse:

 

A ATI vivia fazendo isso também. Nos dava muito problemas, pois nos enviavam placas para teste, a gente testava na maior correria, e dois dias depois saia um novo driver corrigindo problemas... Maior trabalheira para nada!

Sem contar o desserviço que isso gera pra própria marca.

Todo mundo quer ver as novidades e como diz o ditado: "a primeira impressão é a que fica."

E como você bem disse, isso vem da cultura deles desde a época que era ATi.

O que sempre acaba acontecendo é:

 

  Canais de hardware pelo mundo afora recebem as peças, testam com beta drivers bichados e publicam. Em casos como essa linha 5700, o desempenho das placas é QUASE tão bom quanto as concorrentes. E esse é o resultado que vai ficar gravado na mente de todo mundo. Aí daqui a uns 6 meses, a AMD acerta a mão e lança drivers estáveis e com aumento de performance extremamente altos (como ja aconteceu no passado também!) e as placas passam a ter mais desempenho do que as RTX. Mas aí o estrago ja está feito pois todo mundo que for pesquisar vai encontrar testes antigos, com drivers ruins e achar que as Nvdias são melhores.

 

 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Seria interessante os testes também em 1440p/2,5K, especialmente para placas como essa anunciadas para a resolução.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
23 minutos atrás, Darkmana disse:

Seria interessante os testes também em 1440p/2,5K, especialmente para placas como essa anunciadas para a resolução.

De certa forma sim, mas a gente tem usado Full HD e 4K justamente para podermos pegar as situações mais comuns (afinal, monitores 1440p são bem difíceis de encontrar e, quando você encontra, muitas vezes são mais caros do que os 4K). E de qualquer forma, basta interpolar, se a placa X é mais rápida do que a Y em Full HD e em 4K, obviamente também vai ser em 1440p.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Além disso, 2.5k é uma resolução morta. O padrão 1080 é a escolha dos produtores de conteúdo atualmente e estamos no processo de migração para 4K. Fora os jogos que são adaptáveis, ninguém produz conteúdo para 2,5k. Pelo menos não em volume relevante.

Na verdade a transição para 4K só está demorando tanto porque os hardwares de processamento ainda estão muito fracos para entregar a qualidade mínima exigida neste padrão.

As telas estão avançando em velocidade disforme do resto do hardware. Já existem TVs 8K à venda inclusive que ninguém ousa usar para jogar ainda.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, sdriver disse:

Além disso, 2.5k é uma resolução morta. O padrão 1080 é a escolha dos produtores de conteúdo atualmente e estamos no processo de migração para 4K. Fora os jogos que são adaptáveis, ninguém produz conteúdo para 2,5k. Pelo menos não em volume relevante.

Na verdade a transição para 4K só está demorando tanto porque os hardwares de processamento ainda estão muito fracos para entregar a qualidade mínima exigida neste padrão.

As telas estão avançando em velocidade disforme do resto do hardware. Já existem TVs 8K à venda inclusive que ninguém ousa usar para jogar ainda.

Exatamente. Minha sensação é que o 1440p "não pegou" no Brasil justamente por conta de dificuldade de achar monitores. 4K, por outro lado, já tem anos que é fácil achar monitor, que inclusive são mais baratos do que os 1440p.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Vergonha é o preço que dessas placas nas lojas brasileiras (acima dos 2200 reais).

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@Rafael Coelho e @sdriver, eu que eu acho interessante em testar essas placas em 2,5K é apenas para avaliar se elas atendem o que propõem.

É óbvio que o futuro é 4K, porém hoje, no Steam por exemplo, o uso de 2,5K é o triplo do 4K, embora ambos juntos representem ainda menos de 7% do total.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Entendo o "medo de linguiça" depois de ser mordido por cobra... mas não vi no artigo nada desabonando os drivers. Houve algum problema nos testes @Rafael Coelho??

 

A reformulação de drivers é algo normal na indústria. A Nvidia lançou três atualizações após lançamento das RTX, para melhorias na utilização dos RTs, segundo eles.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
18 horas atrás, Darkmana disse:

@Rafael Coelho e @sdriver, eu que eu acho interessante em testar essas placas em 2,5K é apenas para avaliar se elas atendem o que propõem.

É óbvio que o futuro é 4K, porém hoje, no Steam por exemplo, o uso de 2,5K é o triplo do 4K, embora ambos juntos representem ainda menos de 7% do total.

Pra mim o futuro é ultrawide, resolução de cinema, 21:9.
Mas enfim, vai depender do público. Lá fora o pessoal já tá rodando 8K e nós aqui discutindo 4K e resoluções menores... rs

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
12 minutos atrás, aw_amaral disse:

Entendo o "medo de linguiça" depois de ser mordido por cobra... mas não vi no artigo nada desabonando os drivers. Houve algum problema nos testes @Rafael Coelho??

 

A reformulação de drivers é algo normal na indústria. A Nvidia lançou três atualizações após lançamento das RTX, para melhorias na utilização dos RTs, segundo eles.

O único problema que apareceu foi o baixo desempenho no Metro Exodus. Fora isso, tudo funcionou perfeito.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Em 17/07/2019 às 12:01, Phoenyx disse:

A AMD finalmente lançou um bom produto. Mas novamente com aquele gosto de "beta tester". No Linux estas Navi estão dando bastante dor de cabeça, no Windows tmb em alguns games. Eles lançam as placas pra depois irem remendando os drivers, não me entra na cabeça que uma empresa deste porte faça uma coisa destas.

E mesmo o melhor driver continua estrangulando uma única thread do CPU, enquanto a NVIDIA espalha muito bem para as outras threads, já vi vários cenários que a 5700 ganha bonito da 2060 em 1440p e toma uma surra em 1080p por causa desse problema 😕 parece que não aprenderam com as VEGA 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Acredito que no futuro seja 1080 , 1440 , 4k ou 8k seria importante o mercado definir logo se adota 16:9 ou 21:9 , afinal existe uma diferença consideravel em reendenizar um quadro 31% maior do 21:9 em relação ao 16:9 ou seja se determinada placa consegue manter 60FPS em 16:9 , não vai conseguir segurar 60 na tela 21:9 .

Em um teste bem simples que eu fiz no Assetto corsa a diferença foi de 15FPS a menos na resolução 2560x1080 em relação ao 1920x1080 .

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@aw_amaral Acredito que o Rafael recebeu as Navi mais tardiamente. Lá fora, em sites gringos que acompanho, houve uma enxurrada de problemas.
Sim, driver vai maturando, mas não tô falando na questão de desempenho e sim impossibilidade de utilizar a placa. Quando foi lançada estas placas não eram reconhecidas no Linux de forma alguma, gerava kernel panic, nem em modo de compatibilidade ela rodava. Depois de muita gente quebrar a cabeça conseguiram rodar em modo compatível, mas pra jogos pode esquecer por enquanto.

No Windows alguns games não estavam rodando com ela tmb.
Poxa vida, você faz um produto e não o testa, nem solta drivers compatíveis para as diversas plataformas? É disso que tô falando. A AMD neste quesito me lembra oficina de fundo de quintal, com tudo feito nas coxas.

O próprio Ryzen 3000 tem problemas em placas mais simples, como B350 e A320, não reconhece memórias acima de 3GHz, e por aí vai. Caraca!!! Não podiam testar antes, ter um AGESA mais maturo, ao invés de nós usuários quebrarmos a cabeça com isso? 

 

PS: Perceba que todo meu conjunto atual é AMD, então não é revolta ou antipatia com eles, apenas espero que eles melhorem neste quesito.


@Rogério Ottoni Sim, eles deveriam definir isto o quanto antes. Mas acredito que enquanto a TV, e o conteúdo on demand principalmente, não se posicionarem ficaremos nisso. Já passou da hora em termos resolução 21:9 em nossas casas, acho isto mais interessante do que lotar os painéis de pixels.

 

 

 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@Phoenyx   Aqui no Brasil mal conseguiram implantar um sistema "gambiarrado" de sinal de tv digital , imagina pensar em resolução 21:9 . De qualquer forma a linha de monitores pra jogos ja começa a vir nessa resolução porém bem mais caro que um 16:9 . Nessas horas que eu sempre falo dos impostos abusivos do Brasil que atrazam o fluxo tecnologico do pais inteiro .

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Em ‎20‎/‎07‎/‎2019 às 15:51, Phoenyx disse:

@aw_amaral Acredito que o Rafael recebeu as Navi mais tardiamente. Lá fora, em sites gringos que acompanho, houve uma enxurrada de problemas.
Sim, driver vai maturando, mas não tô falando na questão de desempenho e sim impossibilidade de utilizar a placa. Quando foi lançada estas placas não eram reconhecidas no Linux de forma alguma, gerava kernel panic, nem em modo de compatibilidade ela rodava. Depois de muita gente quebrar a cabeça conseguiram rodar em modo compatível, mas pra jogos pode esquecer por enquanto.

No Windows alguns games não estavam rodando com ela tmb.
Poxa vida, você faz um produto e não o testa, nem solta drivers compatíveis para as diversas plataformas? É disso que tô falando. A AMD neste quesito me lembra oficina de fundo de quintal, com tudo feito nas coxas.

O próprio Ryzen 3000 tem problemas em placas mais simples, como B350 e A320, não reconhece memórias acima de 3GHz, e por aí vai. Caraca!!! Não podiam testar antes, ter um AGESA mais maturo, ao invés de nós usuários quebrarmos a cabeça com isso? 

 

PS: Perceba que todo meu conjunto atual é AMD, então não é revolta ou antipatia com eles, apenas espero que eles melhorem neste quesito.

 

@Phoenyx,tudo que li a respeito que mencionou, foram betas antes do lançamento oficial ( a Nvidia, em beta testes, não funcionava com o NVlink em 90% dos jogos e travava além de não serem compatíveis com OS X e não vi ninguém gritando nos reviews da marca). Nenhum canal digno de nota fez menção a problemas de incompatibilidade após o lançamento oficial dia 07/07... Alias, todos estavam esperando por isso e os relatos foram exatamente exaltando a compatibilidade encontrada e convenhamos, 99,99% dos gamers usam Windows. Fica complicado julgar a "competência" de uma indústria usando 0,01% do publico final que joga no pinguim.

 

Quanto aos ryzen 3000 a limitação informada é da MoBo e não do processador. Fato anunciado antes e oficializado no lançamento, de que a compatibilidade dependia de drivers dos fabricantes das MoBo. Todas as Asus, AsRock e Gigabyte estão com drivers disponíveis nas paginas oficiais. Não vejo como incompetência ou irresponsabilidade da AMD este fato. Analise: o cara compra uma a320 de R$ 300,00 (já com uma geração de atraso) e quer dar um UP com 3600X, 3700X ou mais... não tem lógica.

 

P.S. Assim com você, minha maquina de jogos é toda AMD, porém tenho outra AMD no escritório (com Nvidia), outra Intel da minha esposa + 2 Notebooks Intel. Portanto, assim como você, não sou fãboy, meu apelo é apenas para a imparcialidade e racionalidade na hora de analisar "resultados".

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@aw_amaral Você sabe que toda esta galera recebeu os hardwares antes do dia 7, e por contrato não poderiam soltar o review antes. No dia 7 NÃO tinha driver correcional para as Navi. Duvida?

https://www.amd.com/pt/support/graphics/amd-radeon-5700-series/amd-radeon-rx-5700-series/amd-radeon-rx-5700-xt

16/07, 8 dias atrás.

Isso pro Windows, ok? Que era só problemas de games específicos. No Linux ainda NÃO tem driver, tem nada, lançaram no dia de estréia e não funciona!!! A galera nas distros teve que fazer gambiarra.

Sim, mas as parceiras precisam do AGESA poxa vida, pra atualizar estas biroscas, e só quem pode fazer isso é a AMD. E não tem essa de driver da "mobo", o chipset é AMD, o processador é AMD, inclusive enfatizo a todo mundo para pegar os drivers nos devidos produtores do hardware (chip de audio realtek, vai no site da realtek, lan da intel, vai no site da intel, e por aí vai, estarão mais atualizados).
Tu só corroborou tudo o que falei.

Lembrando que 100% das placas atuais trabalham sobre Linux, sejam AMD ou Intel. Sim, UEFI BIOS é praticamente um Linux little. Android por exemplo é uma variação do Linux. Ou seja, tá todo mundo no mesmo barco. Não tem que esconder a cara, tem que fazer o trabalho direito.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Em ‎24‎/‎07‎/‎2019 às 02:06, Phoenyx disse:

Você sabe que toda esta galera recebeu os hardwares antes do dia 7, e por contrato não poderiam soltar o review antes. No dia 7 NÃO tinha driver correcional para as Navi. Duvida?

https://www.amd.com/pt/support/graphics/amd-radeon-5700-series/amd-radeon-rx-5700-series/amd-radeon-rx-5700-xt

16/07, 8 dias atrás.

@Phoenyx, então o CdH recebeu e testou as placas com drivers que não funcionavam, segundo a citação acima?? E não reportaram nenhum problema de compatibilidade??? 🙄 

Perceba que os testes foram postados dia 17, logo, receberam as placas um ou dois dias antes... Isso sem mencionar os três canais mais assistidos do youtube (nacionais) que citei, postaram seus testes nos dias 09, 11 e 12... As datas citadas não batem. Qualquer coisa testada antes do dia 07 é beta (sem credibilidade), simples assim.

Até o gordinho, do canal fã boy Intel, que vivia falando extremamente mau da AMD, se rendeu durante a gravação dos seus rewiews (respeito muito isto. mostra coerência e imparcialidade)

 

Em ‎24‎/‎07‎/‎2019 às 02:06, Phoenyx disse:

Sim, mas as parceiras precisam do AGESA poxa vida, pra atualizar estas biroscas, e só quem pode fazer isso é a AMD. E não tem essa de driver da "mobo", o chipset é AMD, o processador é AMD, inclusive enfatizo a todo mundo para pegar os drivers nos devidos produtores do hardware (chip de audio realtek, vai no site da realtek, lan da intel, vai no site da intel, e por aí vai, estarão mais atualizados).
Tu só corroborou tudo o que falei.

Não. Definitivamente não corroborei e peço que não use este tipo de colocação invertendo minhas palavras. Leia novamente e ATENTAMENTE minha colocação no que diz respeito aos drivers dos fabricantes das MoBo. E vou exemplificar por que sua colocação não é uma verdade absoluta, mesmo recebendo jóinha de gente inteligente...

MoBo Asus TUF X570 - Plus. 1 PciExpress funciona a 16X e outro somente a 4X... todas as outras placas da marca com mais de 1 PciExpress que usam o mesmo chipset funcionam a 8X/8X com duas VGAs. Segundo sua colocação "buscar driver do fabricante", faria com que funcionasse exatamente como as outras... SQN, até por fatores físicos.

Eu poderia descrever mais uns vinte exemplos sobre estas compatibilidades e de todos os fabricantes...

Quem define a divisão de pistas PciE, bem como a velocidade máxima das pistas de comunicação das memorias, com o processador é o fabricante das MoBos quando da programação da BIOS*, que usam os drivers da maneira como lhe convém, usando na totalidade ou capando recursos. Entre nos sites dos fabricantes que mencionei e perceba que todas elas tem diferentes especificações neste quesito (apesar de tecnicamente esta limitação das memorias se dê pelo processador, correto?). Além destas especificações você esta por sua conta e risco, segundo alertas dos fabricantes.

Algumas marcas especificam, para o X570, o máximo de 64Gb de memórias enquanto outros 128GB. Já se perguntou porquê? A culpa é da AMD?

 

"...Esta programação da bios, é definida pela equipe de engenharia, que obedece a vários fatores que fogem do censo comum como por exemplo a carga elétrica esperada pela trilha de comunicação que tem X nanômetros de cobre e não trabalha acima disto e outros fatores ligados a arquitetura e componentes usados na construção..."

(palavras de um engenheiro de projetos da Gybabyte amigo meu).

 

Então, "reclamar" que uma a320 não roda memorias acima de 2666 (especificação máxima de todos os fabricantes para a placa) por conta do AGESA "pra atualizar estas biroscas" fornecido pela AMD é bem forçado para fundamentar um pré-conceito existente (olha a parcialidade aqui). E buscar o drivers na pagina do fabricante do chip não vai resolver o problema. Ouso dizer que até vai piorar em alguns casos.

 

Usar o Linux como fundamentação então... http://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=2&cad=rja&uact=8&ved=2ahUKEwjmm8CPpdDjAhU2IbkGHUFBDmMQFjABegQIABAB&url=http%3A%2F%2Fninjadolinux.com.br%2Flinux-cresceu-50-por-cento-no-ultimo-ano%2F&usg=AOvVaw3TbBENS1iQI3QltAmdE2TR 

- apenas 3,37% das maquinas são vendidas com o pinguim, porém a maioria absoluta, formata e instala Windows antes do uso... Acredito que este numero não represente 0,5% de todo o mercado. Reflita. Investir 1 milhão de dólares (exemplo pois desconheço o custo do processo) no desenvolvimento para 99,5% do mercado e gastar mais 1 milhão em desenvolvimento para atingir os 0,5% restantes. Faz sentido pra alguém?

Então quem faz opção pelo opensource -que emula tudo do Windows para rodar- tem que ter noção que vai ter reflexos desta decisão.

 

Quem faz uma resenha bem explicativa sobre esta "parcialidade" e alarde sobre os "drivers defeituosos" é o JayTwoCents em seu vídeo "Is AMD Ryzen 3000 series worth it?". Perceba no vídeo quando ele fala sobre metodologia e a velocidade das memorias no mundo real e a coerência do uso de plataformas antigas com processadores recém lançados. A informação esta nos primeiros minutos do vídeo...

 

Volto a pedir que reflita o que absorveu acima (se o fez) e a "imparcialidade" dos argumentos. Concordo que tenha uma opinião (que parece ser pautada em algum conhecimento técnico, porém incompleto) e defenda esta, acima de tudo eu respeito. Mas não posso concordar que uma opinião "isentona",  baseada em números que não refletem a realidade ou se escondem atrás de argumentos falhos e tendenciosos, seja entendida com imparcial.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@aw_amaral Não vou me prolongar neste assunto, nem na sua capacidade técnica (como você fez com a minha pessoa) pois não te conheço, tmb não vou minuciar os detalhes que passei lá atrás novamente, você passou batido provavelmente intencionalmente.

Inclusive postei no tópico dos Ryzen 3000 sobre o novo AGESA que saiu e sua excelente performance numa simples A320.

 

________________________________

Navi: Testes gringos foram postados no dia 7 e NÃO existia driver oficial para as Navi. Não sei quando o Rafael recebeu seus exemplares, mas a gente sabe que no Brasil tudo demora mais pra chegar. Portanto acredito eu que ele tenha testado já com o driver oficial do dia 16. Mas não é esta a discussão aqui.

________________________________

Quanto aos drivers, discordo veementemente. O projeto da placa (placa-mãe neste caso) deve seguir algumas condições especificadas pelos próprios fabricantes dos componentes (chipsets, codecs, etc) e não o inverso. Portanto você vai ter sim o driver mais atualizado indo até o site do fabricante do componente. Só como exemplo, placas antigas não costumam mais receber atualizações por parte das fabricantes das placas mãe, e isto não ocorre no site dos fabricantes dos componentes, pois eles ainda são utilizados em diversas situações.

No mais, é isso.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Em ‎24‎/‎07‎/‎2019 às 01:26, aw_amaral disse:

@Phoenyx,tudo que li a respeito que mencionou, foram betas antes do lançamento oficial

Fica aqui o exemplo, respondido 4 dias após sua postagem, com busca sobre o tema e analise de sites obscuros falando sobre o assunto Agesa. Não. Não passou nada "batido".

 

35 minutos atrás, Phoenyx disse:

Navi: Testes gringos foram postados no dia 7 e NÃO existia driver oficial para as Navi.

Bom... estavam disponíveis na pagina oficial da AMD desde a zero hora da data de lançamento 07/07. Até porquê eu os baixei nesta data, lá pelas 01:15h + ou -...

 

Entenda. A indicação do link de drivers da AMD só e tão pouco só, indicou a data da  ÚLTIMA atualização e não a primeira...

 

Acreditar que "sites gringos" receberam o produto (sem mencionar nenhum e olha que nem eram tantos, só encontrei uma meia dúzia), testaram em bancadas e plataformas distintas, analisaram todos os cenários e dados colhidos, fizeram testes com as concorrentes na mesma quantidade, editaram em vídeo e texto todas as informações e "postaram" ainda no dia 07/07 de madrugada com o "driver não beta", fica por sua fé.

Repito, as datas citadas não batem.

 

Indiquei um vídeo de 21 minutos sobre o tema, bem fundamentado em amplo conhecimento técnico diga-se de passagem, leu uma resenha que levei umas três horas juntando os dados colhidos nas paginas dos fabricantes, fez pleno entendimento de todos e buscou a veracidade (?), entendeu na totalidade a citação de um engenheiro de projeto de um grande fabricante, refletiu sobre tudo isso... e disparou... após 15 minutos da minha postagem... (sem contar o tempo de digitação), mas eu é que passei batido. Tá "certo"!!!!

 

Acho que fica bem claro a opinião pré-concebida "chovendo no molhado", imputando culpa de algo que é de responsabilidade dos fabricantes de placa-mãe ao fabricante dos chipsets, exemplificando a falta de comprometimento com o consumidor destes fabricantes de placa-mãe pela falta de suporte a produtos, geralmente, fora de linha.

 

Peço vênia a todos os participantes do fórum pelas replicas e treplicas, no intuito esclarecer alguns pontos fundamentais sobre a criação de pré-conceitos que, em geral, não condiz com a realidade. Não estou aqui defendendo este ou aquele, mas não vejo as mesmas caricaturas nos fóruns de testes de outros produtos que apresentam os mesmos problemas técnicos ou piores.

Sempre achei muito ótimos os artigos "mitos do hardware" aqui do Clube do Hardware que combatiam alguns... mitos. Pena que não houve mais continuações.

 

Abraço a todos.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

GRÁTIS: minicurso “Como ganhar dinheiro montando computadores”

Gabriel TorresGabriel Torres, fundador e editor executivo do Clube do Hardware, acaba de lançar um minicurso totalmente gratuito: "Como ganhar dinheiro montando computadores".

Você aprenderá sobre o quanto pode ganhar, como cobrar, como lidar com a concorrência, como se tornar um profissional altamente qualificado e muito mais!

Inscreva-se agora!